Curso de pós graduação no exterior: minha experiência [Parte 1]

UofT_experience_gabynocanada Resolvi escrever esta série de posts por 2 motivos: (1) perdi a conta do número de pessoas que me perguntam sobre como fazer pós graduação no exterior; e, (2) este é o motivo de estarmos no Canadá e o porquê deste blog existir. Portanto, estarei contando em uma série de posts um pouco sobre minha experiência, tentando responder algumas das perguntas e escrevendo algumas sugestões úteis para quem pensa em seguir este caminho. Por favor, se vocês tem alguma dúvida escrevam aqui ou na página do blog do facebook que estarei colocando suas perguntas nos meus posts sobre a minha experiência como estudante de Doutorado aqui no Canadá.

Hoje escreverei sobre os primeiros passos: como conseguir o primeiro contato, o que é preciso fazer para ingressar numa Universidade do exterior, e um pouco sobre despesas, bolsas, e vistos. Espero que o post seja útil àqueles que buscam estudar por aqui. É importante destacar que ao contrário do que se pensa o processo de seleção é relativamente tranquilo, principalmente para os programas de doutorado, já que os Canadenses só procuram um curso de pós-graduação se querem investir na área de pesquisa, ao contrário dos Brasileiros que muitas vezes acham que um título de Mestrado ou Doutorado pode garantir um bom emprego ou passar em um concurso. Além disso, os altos custos assustam muitos estudantes, nacionais e internacionais.

Primeiro passo: como conseguir o primeiro contato com seu futuro orientador?

Ok, você decidiu que quer fazer um curso de pós-graduação do exterior e não sabe por onde começar. O começo é saber qual área você quer estudar, procurar um centro que seja especializado naquilo que você quer pesquisar e entrar em contato com possíveis orientadores. Mas, e a preocupação de não receber resposta? Os Canadenses respondem todos os emails e eu fico impressionada como as respostas dos emails mais estranhos chegam em tempo record. Portanto, não se preocupe com isso. Se você não achou nenhum professor na sua área específica de estudo, mande email para o Graduation Office (escritório de pós graduação – em inglês pós graduação é graduation), que eles geralmente indicam alguém para você conversar.

4719_1110227649661_7489874_n No meu caso, eu estudo Reabilitação Cardíaca e li na internet que Toronto possui o maior centro especializado no Canadá e um dos maiores da América do Norte. E, na mesma internet achei o email do diretor do Centro, mandei um email curto e simples, com minha idéia de pesquisa e foi assim que tudo começou. Hoje este mesmo diretor (que na época era presidente da Sociedade Canadense de Cardiologia) é meu co-orientador, meu chefe e um grande amigo. Obviamente quando vi o CV dele hesitei um pouco em mandar email e jurava que ele não iria responder; mas, ele foi super acessível e fico feliz por não ter me intimidado pelos seus títulos.

Uma dica importante é que seu email não seja longo. Os Canadenses e Americanos são diretos: já recebi vários emails somente com Yes ou No como resposta. No começo achei que tinha algo errado, que a pessoa estava brava e juro que revisava meu email para achar algo que estivesse agressivo, ou difamatório. Mas depois fui conhecendo a cultura e percebendo que é super normal não escrever muito e otimizar o tempo.

Portanto, o que estou querendo escrever aqui é que o primeiro passo deve ser seu. Não dependa de ninguém e se é isso mesmo que você quer, corra atrás! Ah, não esqueça de ter um projeto/idéia específica: não dá pra simplesmente mandar email dizendo que tem vontade de estudar fora do Brasil e não mostrar o que quer estudar, qual sua proposta e não ter um CV na área que você quer estudar.

O que você precisa fazer para ingressar em uma Universidade fora do país?

Acredito que cada Universidade tem seu sistema de ingresso. Falarei do que acredito ser geral e também específico da UofT, aonde estudo. Estou falando de como ser um full-time student (estudante de uma Universidade daqui em tempo integral, não vir com alguma bolsa do Brasil – como o Brasil sem fronteiras -, sendo estudante de uma Universidade no Brasil e vir para cá fazer parte da sua qualificação).

Em primeiro lugar, não perca as datas e deadlines para mandar seus documentos. No caso da UofT o prazo dos documentos foi Março, a resposta veio em Maio e em Setembro comecei a estudar. Assim que você souber o prazo comece a recolher os documentos: você vai precisar traduzir vários documentos, recolher cartas de recomendação, fazer teste de proficiência da língua (geralmente você tem uma nota mínima para alcançar), escrever um pré-projeto, etc… e tudo isso leva tempo. Planejamento é fundamental! Todas as etapas precisam ser planejadas com cerca de 10-12 meses de antecedência para que sejam analisadas com calma e para que possíveis imprevistos sejam solucionados.

69042_1547305896344_6766635_n Muitos dos cursos de pós-graduação só aceitam inscrições se um professor já aceitou ser seu orientador (ele vai escrever uma carta para você). E esse orientador só vai aceitar ser seu se você tiver um plano de estudos e um CV na área. Por isso, o contato inicial que falei anteriormente também é muito importante aqui. Além disso (e sempre tem um porém certo?), você deve levar em consideração que nem sempre você consegue de cara ter o “Sim” do seu orientador apenas pelo seu CV: você tem que trabalhar como voluntário por um tempo em algum dos projetos dele. Comigo aconteceu assim: 1 ano antes do meu Doutorado vim para o Canadá e fiquei 3 meses trabalhando no meu projeto de Mestrado (que estava fazendo no Brasil). Paguei todas as despesas da viagem e assim eles conheceram meu trabalho.

Despesas, bolsas e vistos

Os cursos de pós graduação são (bem) pagos fora do país. Por ser estudante internacional o valor é altíssimo (mais do que o dobro para estudantes domésticos). Há vários opções de bolsas para conseguir fundos para ajudar com suas despesas e após o contato inicial com seu futuro orientador o ideal é falar sobre funds com ele. No geral, você deve aplicar para algumas bolsas, fazer provas, mandar documentos… é trabalhoso mas vale a pena pois há bolsas que cobrem os 4 anos dos estudos (no caso de Doutorado).

Em relação ao visto, caso você seja aprovado como full-time student (e acredito que somente assim) você conseguirá um visto de estudante e seu marido/esposa um visto de trabalho. Com o visto de estudante não é possível trabalhar em nada fora de sua área. Por exemplo, eu tenho o visto de estudante mas trabalho no hospital como pesquisadora, e na Universidade como TA (teaching assistant). Não poderia trabalhar em nada que não fosse relacionado com meus estudos, e isso é (muito) importante que você saiba na hora de pensar em vir para cá estudar.

Espero que estas dicas inicias tenham sido úteis. Termino este primeiro post com um vídeo da UofT que eu adoro, e por isso resolvi colocar ele aqui no blog novamente.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=iNoAxN_wLIQ]

You may also like...

84 Responses

  1. Ludmila disse:

    Oi Gaby, por favor me tire uma dúvida: nesse e-mail de contato inicial com o orientador vc já enviou o projeto de pesquisa estruturado, ou uma ideia geral do que pretendia investigar? Obrigada!
    PS: amando seu blog!!

  2. Lucas disse:

    Olá Gabriela, me chamo Lucas, sou fisioterapeuta também, estou em Vancouver pra aprimorar meu inglês e gostaria de saber um pouco mais de informação sobre o mestrado em cardiologia ou cardiopulmonar área que já tenho pós. Grato.

  3. TATIANA MOREIRA BOECHAT disse:

    Oi Gaby, li ontem seu post sobre pós graduação (parte 1) e fiquei meio confusa. Pós graduação aí = mestrado? Vc mencionou sobre orientador! Também sou da área de saúde (nutricionista), apaixonada por cardiologia e gostaria mto de estender pesquisa nessa área! Mas primeiro preciso aperfeiçoar meu inglês, pra depois pontuar pra uma pós!
    Teria alguma orientação pra me passar?
    Att,
    Tatiana Boechat

    • Olá Tatiana. Eu considero qualquer curso após a graduação um curso de pós-graduação graduação. Aqui chama-se graduation (e inclui mestrado e doutorado). Minha área é cardiologia mas sou fisioterapeuta. E vc está no caminho certo: aprimorando o inglês. Este é certamente o primeiro passo. Obrigada pelo recado

      • TATIANA MOREIRA BOECHAT disse:

        Oi de novo. Tenho pesquisado os mestrados em Ontário e confesso, que na minha área, não achei muita coisa. Como sou nutricionista clínica, seguirei uma linha bem próxima da sua. Pergunta de prova: vc tem conhecimento ou contato de orientadores para me indicar?
        Mais uma vez, muito obrigada.

  4. Luiza disse:

    Oi,

    Só discordo de um ponto: o processo seletivo não é nada “easy”. Especialmente para estudantes internacionais, já que eles aceitam apenas uma pequena quantidade deles, cerca de 1% das vagas. Além das altas notas nos cursos universitários, experiência na área… Não é fácil. Apliquei para 3 universidades e ainda aguardo resposta desde janeiro!

  5. Gabriela disse:

    Oi, Gaby!
    Em dólares, qual é o valor médio de uma mensalidade de pós-graduação para a área de humanas? (Comunicação)

  6. Jacqueline disse:

    Oi Gabi
    tudo bem?
    Amoo seus posts, leio tudo, sempre muito bem explicativo e muito legal. Esse seu post me incentivou a ir atras do meu sonho, li varias vezes com muita atenção e comecei o passo a passo.
    Estou em contato com um professor da Universidade de Toronto, tenho interesse em fazer meu doutorado lá também. Entrei em contato com alguns professores e um deles achou meu tema muito interessante em trabalhar e disse que alem dele outros colegas dele também se interessariam em trabalhar com a minha pesquisa. Fiquei muito feliz. Ainda estou perdida em relação em “como aplicar para bolsas”, pagar taxas, quanto dinheiro devo juntar para o processo e para levar e etc. O professor disse que assim que eu começar a aplicar para o processo, para avisa-lo.
    Bom espero que dê tudo certo.
    Te admiro muito, e toda a sua historia é muito interessante. Tudo de melhor para você Gaby.

    Beijoss

  7. Carolina disse:

    Ola gabi tudo bem ? Gostei muito do post, foi inspirador :). Também tenho interesse pela area de cardiologia, cursei educação fisíca e no fim de meu mestrado gostaria de fazer meu doutorado nessa area no canada. Entrei no site da universidade de toronto mais nao achei o programa referente a area de cardiologia. Voce poderia me indicar qual o programa posso cursar ? Muito obirgado bjs

  8. Jaysa Santos disse:

    Ola Gaby! Adorei o post, a energia dele e o apoio q vc dá. Ano que vem ja sou uma estudante do 3ºE.M. e pretendo cursar medicina, faz ja um tempinho que escolhi como meu alvo a UofT. Gostaria de saber como faz para me inscrever; se é dificil de conseguir a vaga; e se é preciso começar a faculdade aqui no Brasil para depois fazer pós (algo do tipo) na UofT, ou se logo do 3º eu ja posso me inscrever e ir direto para a UofT (se eu conseguir ser aceita)? Desde já, agradeço !

  9. Camila Mendes disse:

    Olá Gabriela acompanho seu blog e confesso que nao é a primeira vez que leio esse post, estou no 5 período de fisioterapia no Brasil… falta 1 ano e meio para me formar, meu pai mora em Toronto a uns 7 anos e irei fazer pós graduação em Oncologia em Toronto, eu e meu esposo ja estamos nos preparando para ir , até aí tudo bem. Mais Gaby me surgiram muitas duvidas a respeito , em um blog eu li que o diploma brasileiro nao tem validade alguma no Canadá isso procede ? Além disso como é esse teste de aptidão ? Como conseseguir um contato para aréa que eu quero atuar ?
    Muito obrigada pela sua postagem, pfvr faça postagens atuais sobre esse assunto.. te sigo no insta gosto mt de ver suas ponstagens… fala mais sobre a fisio em Toronto. Grande abraço!!!

  10. weston da silva vieira disse:

    Olá Gabriela. Primeiramente agradeço pela energia que você depositou no seu blog. Eu e minha esposa pretendemos estudar no Canadá futuramente. Por experiência própria, você diria que é mais viável ela fazer o mestrado ai, para que ela se adapte bem para um futuro doutorado no próprio Canadá, ou fazer um mestrado bem feito aqui (assim podendo juntar mais R$) e fazer o doutorado no Canadá,com possibilidade de adquirir uma bolsa. O meu medo é de alguém que nunca estudou a área em Inglês, ir direto para o doutorado, e talvez ser fluente para se comunicar ser pouco à nível de doutorado e necessitar uma bagagem acadêmica no Idioma. Muito obrigado.

    • Acho que depende muito da área e das oportunidades Weston. Geralmente as bolsas são de PhD e não de Mestrado, mas dependendo da área pode haver. Depende muito… Boa sorte!

  11. Juliane disse:

    Oi!!! Tudo bem ? Sou enfermeira com pós graduação em cardiologia , realizando MBA em gestão em Saúde. Atualmente, trabalho com enfermeira em dois hospitais e tenho muita vontade de fazer meu mestrado em acreditação hospitalar (IQG), ou seja, qualidade assistência em saúde. Gostaria de obter informação sobre as universidades que posso encontrar essa linha de pesquisa.

  12. Valeria disse:

    Ola Gaby, tudo bem? Parabens pelo blog, antes de mudar eu ja lia seus posts e adoro todos. Estou morando a 8 meses em Winnipeg (MB) e adoraria fazer meu mestrado aqui. No entanto meu ingles ainda ‘e basico. Voce saberia informar se existe programa de mestrado com pathway? Obrigada

  13. Xênon disse:

    Oi Gary, primeiramente Parabéns pelas informações, são muito úteis. Olha meu marido acabou de terminar o curso de direito e eu termino ano que vem, temos um projeto de fazer pós aí no Canadá, gostaria de saber se pode nos direcionar ou nos dar alguma dica se puder…Me falaram que o Canadá não é uma área ampla.. aguardo seu retorno

    • Olá. Obrigada pelo recado. Infelizmente não sei como funciona a área de direito. Acho que o melhor é entrar em contato com instituições que vc tem interesse em estudar para ver se é viável e como proceder. Cada área é diferente! Boa sorte!

  14. Iza Nunes disse:

    Oi Gaby queria saber se pode tirar-me algumas duvidas

  15. Valéria disse:

    Oi Gabi.Estou indo a Toronto em Maio,sou medica pediatra e gostaria de uma indicação de loja de material medico:quero comprar otoscopio,esteto.Desde já agradeço!

  16. victor hugo disse:

    Ei Gabi. Parabéns pelo Blog. Muito elucidativo. Tenho pesquisado alguns colleges, cursos e prazos, e uma dúvida não obtive resposta. Vi que é possível para quem estuda, faz a aplicação de estudante a possibildiade de trabalhar full time nas férias. Porém, essa possibilidade é para aqueles que iniciam seus cursos em setembro. em janeiro ou maio não há a possibilidade. Você sabe alguma coisa a esse respeito? Grato

  17. Fabio disse:

    oi Gaby, estou adorando seus posts. Muito bem explicado, detalhado, muito conteudo. PARABENS mesmo. Vc tem alguma experiencia sobre COLLEGE?? minha noiva e eu estamos olhando e a ideia seria o COLLEGE pois ja nos foi falado que é melhor do que as UNIVERSITY. so conversas, nao fechamos nada e estamos abertos a dicas.

  18. Olá Gaby adorei seu blog , suas informações foram muito úteis. Gostaria de saber a respeito das especializações existentes aqui no Brasil que geralmente duram até dois anos. No Canadá existe este tipo de pós-graduação, além do mestrado e doutorado?

  19. Sylvia disse:

    Olá Gabi, você leu meus pensamentos com esse post! Muito obrigada!
    Estou nesse momento conversando com alguns orientadores e pegando informações para aplicação. Não sei se pode me ajudar, mas para o Doutorado eles pedem um Sample of Written Work. Você sabe do que se trata? Pelo que entendi é algo que eu já escrevi… Outra dúvida sobre o funding. No caso de ser residente permanente (émeu caso) também teria direito?
    E, por último, chegarei em Toronto em Fevereiro. Imaginando que eu passe no processo seletivo, será que consigo trabalhar entre abril e junho com o orientador?
    Estou correndo atrás de tudo, mas nesse momento o que mais me aflige é a nota do IELTS, porque nunca fiz o Academic, somente o General.
    Obrigada por compartilhar sua experiência!
    Abs,

  20. Mariana disse:

    Ola, estava pensando em fazer pós graduação no Canada após me formar em Nutrição aqui no Brasil, mas pelo visto é mais para pesquisas ai… Entao vc teria alguma sugestão de curso que eu poderia fazer no exterior para conseguir um bom emprego?

  21. Maria Pontes disse:

    Olá Gabriela, primeiramente a elogio pela sua disposição de fornecer excelentes informações no seu blog.
    Em segundo lugar, gostaria de saber de você o seguinte: Trabalho em saúde pública e com graduação em Biomedicina e tenho planos de fazer pós graduação no canada, poderia me ajudar em dizer qual ou quais Universidades fornecem pós graduação na área da Biomedicina no canada?
    Desde já agradeço.

  22. Luana disse:

    Oi Gabi, muito bom seu relato, gostaria de compreender melhor se a sua area de estudo e a Fisioterapia ou a Medicina. Tenho interesse em cursar um mestrado em Fisioterapia, mas tenho encontrado a seguinte dificuldade: o requerimento principal pede que o futuro aluno seja residente ou canadense.

  23. Kati disse:

    Ola, Gabi! fiquei muito feliz em achar seu blog. Realmente muito esclarecedor.
    Voce saberia me dizer se esse financiamento dos estudos, nos moldes do que voce conseguiu seria valido para business graduation, ou seja, um curso que nao esta vinculado a area de pesquisas, mas sim com negocios?
    obrigada, um beijo.

    • Ola Kati… a bolsa que consegui foi do meu departamento, não sei como seria em outros. O ideal é que você entre em contato e veja se há opções na sua área/departamento. Boa sorte!

  24. Mayra Mataruco disse:

    Oi Gabyyy, meus parabéns pelo blog!!
    Eu penso em fazer doutorado no exterior. Quanto em dinheiro (mais ou menos) você levou para o Canadá até conseguir ter as suas despesas e faculdade supridas pelas bolsas??
    Obrigada!

    • Ola Mayra. Obrigada pelo recado e pela visita ao blog. Eu apliquei e consegui a bolsa antes de ingressar na universidade, então não precisei trazer grandes quantidades de dinheiro. Vale falar que aqui você paga por ano o doutorado (e não por meses), então se você for pagar do seu bolso o valor será bem alto. Sugiro que você tente alguma bolsa antes de vir, para não ter grandes despesas (até porque no primeiro mês você compra móveis, paga pelo menos 2 aluguéis – o primeiro e o último – e tem que arcar com outras despesas iniciais de quem se muda para um novo país). Boa sorte!

  25. Fernanda Di Marco disse:

    Boa tarde, Gaby! Estou aqui lendo seus posts e sonhando muito, muito mesmo. Quero tentar fazer doutorado na Uoft tb e, no seu blog, estou pegando as informações necessárias para começar a me nortear. Ainda estou meio perdida, mas aos poucos, as coisas se esclarecem. Como sou “nova” por aqui, gostaria, se possível, que vc me indicasse algum post seu que respondesse às minhas perguntas: 1)Depois de terminar o doutorado, como vc fez para morar aí definitivamente? Fez o processo de residente permanente enquanto cursava?; 2) E depois do doutorado? Como foi para conseguir emprego e se estabilizar por aí?
    Obrigada pelas informações, parabéns pelo lindo blog e sucesso na vida!
    Beijos, Fernanda.

  26. Gabriel Gonçalves disse:

    Olá Gaby,
    Primeiramente parabéns pelo Blog, ele está me tirando várias dúvidas.
    Bom, mas além disso, você saberei me dizer se existe uma forma mais sistemática para busca por orientadores canadenses? Tipo, sabe se tem algum site que reúna informações sobre áreas de pesquisa dos professores, algo como um Lattes, talvez? Gostaria de tentar o doutorado em uma área que tem pouca pesquisa, e está se tornando difícil conseguir achar informações de pesquisadores na área. Você teria alguma dica para me dar para poder encontrar com mais facilidade alguém que trabalhe na minha área?
    Muito obrigado!

    • Eu sugiro você procurar por publicações na sua área de pesquisadores Canadenses, foi o que eu fiz! Não há nenhum site ou banco de dados… Você precisa procurar mesmo… Leva tempo mas vale a pena! Boa sorte!

  27. Anna disse:

    Olá Gaby,

    Parabéns pelo Blog. Fui aceita em um mestrado e estou preenchendo a papelada. Você se lembra como foi o processo para pedir o visto do seu marido? Demorou muito para ele receber o work permit?

    Obrigada!

    Anna

    • Parabens Anna. Eu pedi o visto dele junto com o meu e nao demorou Muito nao, acho que menos de 1 mes.

    • Elaine disse:

      Olá, Anna! Primeiramente, parabéns! Eu tenho estado pesquisando sobre fazer um
      Mestrado no Canadá tb, na área de Odonlogia, mas estou perdida sobre quais passos iniciais tomar. Vc poderia me ajudar com isso, por favor? Vc seguiu os mesmos passos que a Gaby desse site p/ o doutorado? Digo: vc precisa buscar primeiro seu orientador, ter uma linha de pesquisa e etc? Agradeço desde já!

  28. Esther disse:

    Olá Gaby! Durante esse meu período de pesquisas sobre o doutorado no Canadá, me surgiram dúvidas a respeito do funding. Eu entendi que quando o departamento ou o laboratório do professor que será seu orientador tem verbas, você recebe funding, mas ainda assim, tenho as seguintes dúvidas:
    1- todos os alunos admitidos recebem ou concorrem ao funding?
    2-esse dinheiro no caso cobririam os fees do doutorado, mas se eu quiser bolsa para arcar com as minhas despesas extra universidade, tenho que tentar outras bolsas por minha conta?
    3-eu devo tentar bolsas externas às universidades antes de sair o resultado da admissão ou apenas após ter sido aceita em alguma universidade?

    Como sempre, muito obrigada!

    • Olá Esther. Cada departamento possui suas regras quanto ao funding, mas geralmente são poucos os alunos que recebem ajuda financeira. O ideal é que você entre em contato com o departamento que vc quer estudar e tire suas duvidas. Somente eles vão saber certinho o que acontece por lá!

  29. taila disse:

    Oi gaby, adorei seu blog!!
    Sou fisioterapeuta e a muito tempo busco estudar fora do Brasil, porem sempre fico confusa com algumas informações.
    No canada existe no seu caso na UofT um mestrado ou doutorado especifico de cardiologia? ou você faz em outra area e pesquisa sobre cardiologia?
    Como esta a area de cardiologia pediátrica ai no canada? tenho interesse pois e a area que pesquiso aqui no Brasil.
    Mais uma vez adorei o blog!! e espero que maiores duvidas possa entrar em contato já que e mais fácil entender as leis dai para fisioterapia com uma fisioterapeuta!!

    • Olá Taila. Obrigada pelo recado. Meu mestrado foi geral – exercise sciences – e aí eu escolhi pesquisar pacientes cardíacos. Talvez no departamento de medicina possa ter um curso mais específico, não sei. No geral as pós não bem amplas e é o aluno que escolhe a área para seguir. Da uma olhada no departamento da UofT e veja sobre sua área. Eu sei que o hospital infantil sick kids é um dos melhores do mundo, mas não sei especificamente sobre a área. Beijos

      • taila disse:

        Gaby… veja se entendi direito. Eu entro em contato com a uoft no departamento específico que quero. Ou poderia ver diretamente no hospital que citou um possivel orientador?

  30. Fabbian disse:

    ola, Gabriela, gostei do sua pagina muito legal e cheia de informação, olha minha esposa quer fazer o Mestrado dela ai em Toronto.
    Já morei 17 anos em USA, estou fugindo da ideia de viver no frio de novo, mas a universidade que vc esta é boa mesmo? Areá de Saúde! abraços!

  31. Nathalia disse:

    Oi Gabriela, em primeiro lugar adorei sua iniciativa em “ajudar” as pessoas que querem sair do país. Em segundo lugar, sou fisioterapeuta mas não estou engajada em mestrado ou qualquer tipo de estudo no qual eu possa ter uma tese, tenho apenas a monografia. O que me sugere para estudar ai no Canadá? Teria algum meio mais fácil? Obrigada e novamente parabéns!

  32. Sra. H. disse:

    Ola Gabi, acompanho seu blog e instagram e antes de mais nada quero parabenizá-la pelo trabalho!

    Tenho duas perguntinhas 8)
    As bolsas para doutorado (canadenses mesmo) possuem algum tipo de licença maternidade??
    Você aplicou para o CEC ou o processo federal mesmo depois que terminou seu doutorado no Canadá?

    Bjos

    • Ola.
      Não, a bolsa de doutorado não tem licença. Você teria que trancar e depois continuar, e não teria nenhum benefício.
      Sobre nosso processo, não aplicamos para estudo e sim pelo Canadian Experience. Tenho 2 posts no blog nos quais explico nosso processo de imigração – dá uma pesquisa aqui que vc acha.
      Beijos

  33. Henrique Machado disse:

    Gostaria muito de realizar doutorado em Administração no Canadá. Já estudei em Toronto, e conheço bem a cidade. Porém tenho muitas dúvidas quanto aos custos e forma de ingresso. E também como seria para validar o título de doutor.
    Parabéns pelo blog.
    Abraço

    • Olá Henrique
      não tenho informações sobre sua área – cada área é diferente. Para valores e como ingressar sugiro que vc entre em contato com o departamento da universidade que vc quer estudar. Para validação de diploma, com a associação canadense da sua profissão. Obrigada pela visita ao blog

  34. pedro costa disse:

    Ola Gaby. Tudo bem ? Me chamo Pedro e estudo Direito aqui no Brasil. Quero or fazer um Mestrado no Canada apos meus estudos contudo na area do Direito é dificil mas sera que em areas afins como Educacao, servico social e estudos internacionais eu posso ??? Preciso tirar algumas duvias com vc. Teria como me contactar por email??? O meu é pedrinhoohnirdep65@hotmail.com

    Obrigado pela atencao

    • Ola Pedro. Eu não tenho conhecimento em relação a áreas sociais. O que sei é que seu diploma de direito não tem validade aqui para você atuar como advogado – as leis são diferentes e você teria que fazer a faculdade novamente. Não sei como funciona mas minha dica é que você mande um email para o departamento da instituição que você quer aplicar e peça informações.
      Boa sorte!

  35. doutoramento disse:

    obrigado por esta publicação!!

  36. mestrados disse:

    obrigado por esta publicação

  37. Diego Ribeiro disse:

    Gabi, boa noite!

    Primeiramente parabens pelo excelente Blog.
    Eu estou indo para o Canadá em Agosto, já sou fluente em inglês mas vou realizar um curso para tirar o Ielts ou Toefl (ainda nao decidi). Quero entrar numa pós logo depois, saberia dizer como é o processo pra bolsa ou descontos na faculdade? Vejo que é muito caro o curso.
    Obrigado

    • Ola Diego. Obrigada pelo recado. Cada departamento tem suas regras em relação a bolsas. No meu caso não tive desconto algum (por ser estudante internacional). O ideal é que vc decida aonde vai aplicar, ache um orientador e veja com ele suas opções para conseguir a bolsa… geralmente vc tem que aplicar com uma certa antecedência… Os cursos são caros sim e se vc não é canadense são até 4x mais caros. O jeito é planejar com antecedência! 🙂

  38. thiago disse:

    Gostaria de saber quanto dinheiro vc tem que comprovar para conseguir o visto de estudante? no meu caso eu gostaria de fazer uma pos graduacao.

    • Juliano Ghisi disse:

      Olá Thiago,

      A minha sugestão seria calcular um valor anual com base no seu padrão de vida, dessa forma você poderia chegar ao valor necessário para o tempo requerido da sua Pós Graduação.

      Para chegar a esse valor, confira esse post com os custos aproximados para se viver em Toronto.
      http://gabynocanada.com/2013/01/07/custo-de-vida-em-toronto/

      Sem dúvida o maior custo será a acomodação…. se você conhecer alguém em Toronto e puder ficar na casa dele, esse custo deverá cair drasticamente, mas seria interessante pegar uma carta de intenções por escrito dessa pessoa para enviar com a sua aplicação 🙂

  39. Olá Gaby, gostei muito do seu blog. Sou graduanda de enfermagem aqui no Brasil, tenho planos de fazer primeiro um intercâmbio para aprimorar meu inglês e depois uma pós em Cardio. Gostaria de saber se aí tem programas de pós-graduação latus sensu ou residência em cardiologia para enfermagem e como é o processo. Grata.

    • Gabriela disse:

      Ola Tarcisia. Obrigada pelo recado e visita ao blog. Não deixe de curtir o blog via facebook no https://www.facebook.com/GabynoCanadaBlog
      Sobre sua pergunta eu não sei se tem programa de especialização por aqui. Dê uma olhada nos sites das Universidade (UofT, York, George Brown). Tbem não sei como é o processo pois sou estudante de PhD. Acho que sua idéia de vir para ca estudar inglês antes é super válida pois, além de aprender a língua, você vai poder visitar as universidades e saber mais sobre o processo.
      🙂 Boa sorte!

  40. Ed disse:

    Boa tarde Senhora GABY,
    Eu sou estudante Angolano aqui em Canada, faço mestrado em Travail Social e gostaria mais detalhes da sua parte sobre o que devo fazer para solicitar o visto de trabalho para minha esposa, ela está em Angola (Africa) ela é enfermeira. temos um filho de 2 anos. estava pensar para ela vir fazer o curso de língua e depois solicitar o visto de trabalho aqui. será que para o visto de trabalho tem de ter emprego confirmado aqui em Canada antes de solicitar o referido visto de trabalho? ou pode aplicar sem sem uma prepromessa de emprego?

    • Gabriela disse:

      Olá Ed. Você pode aplicar para o visto dela sem ela ter emprego, solicitando que ela estará aqui para te acompanhar. Se ela vier estudar vc tem que solicitar o visto de estudante para ela, não o de trabalho. Eu pedi o visto do meu marido no mesmo processo que o meu, não sei como funciona separadamente. Boa sorte!

  41. Maria disse:

    Ola Gabi!!
    Primeiro um grande orbigada por manter esse blog tao recheado de boas dicas, valeu!
    Gostaria de tirar uma duvida com voce; o tuition fees per term refere-se a que periodo de estudo? 1 semestre, 1 ano, um nivel, um credito?
    Agradeço sua atencao!

    🙂

    • Gabriela disse:

      Ola Maria. Obrigada pelo recado e pela visita ao blog. O term (termo) refere-se a um período de estudo (aqui tem o winter term = Janeiro a April, o Fall term = setembro a dezembro e ainda os estudantes de graduacão não param e tem o summer term, que é o restante do ano). Vc pode pagar o ano todo ou por periodos (term).
      Espero que tenha esclarecido sua duvida. Não deixe de curtir o blog via facebook. Beijos

  42. Yara Simon disse:

    Olá Gabi, você se graduou no Brasil? qual foi o seu curso?

    Bjs

  43. Lis disse:

    Oi Gabi!
    Seu blog foi o primeiro que eu li antes de me mudar pro Canadá. Quando estava pensando vir estudar aqui, pesquisei muito sobre esses detalhes, e seu blog foi o único que encontrei do ponto de visto de um estudante. Esse post seu é bem útil, e teria me ajudado muito há um ano atrás rsrs. Infelizmente, o post só veio agora, depois que eu já passei por esse processo todo rsrs. Também resolvi fazer um blog, como você, com intuito de aprender a escrever. Afinal, na área de pesquisa, uma coisa que temos que aprender é escrever. Não cheguei ao seu nível ainda (seu blog é bonito e útil!), mas espero chegar lá um dia!
    Ab, Lis

  44. thais disse:

    Oi Gaby vc passou la pelo blog e me deixou um comentario, acho q alem da saga da carteira de motorista a gente tem mais em comum, tambem sou fisioterapeuta mas ainda nao validei meus documentos aqui! Vou ler tudo do assunto no teu pra ficar mais informada! Obrigada e vou acompanhar vc sempre!

  45. Edna Borges dos Santos disse:

    Gabi, boa tarde! Muito importante os posts recentes que você tem enviado, obrigado porque sabemos que você tem muitos compromissos pessoais e mesmo assim nos dispensa toda esta demanda de informações que tenho lido como dever de casa. Gostaria que você escrevesse no próximo post sobre a validação de diplomas na área da Saúde no Canadá em Ontário, quais são os passos, escritórios e o que devemos fazer para validação do diploma, seja para continuar os estudos ou atuar no mercado. Obrigado!

  46. Isabelle Sampaio disse:

    Olá, Gaby! Acompanho o seu blog e sua iniciativa de compartilhar como foi a sua ida para aí foi ótima! Obrigada! Quem sabe um dia eu não esteja aí também?!
    Uma dúvida: o processo de seleção muda quando há filhos? O visto para eles é tranquilo também? Poderão estudar normalmente aí?
    Grata mais uma vez!

    • Gabriela disse:

      Olá Isabelle. Se vc tiver filhos eles ganham sim visto e podem estudar aqui. Vc tem que fazer a matricula com certa antecedência, e o local que vcs irão morar vai determinar a escola que eles vão estudar (tem que estudar numa escola do bairro). Todos meus amigos que vieram com filhos conseguiram creche e escola para eles, alguns de graça e alguns pagando.
      Irei escrever mais sobre seguro saúde, E locais para morar, logo, logo.
      Obrigada pela visita ao blog!

  47. Eva disse:

    Ai que post ótimo, Gaby! Me ajudou bastante. (muito obrigada também pela resposta no comentário sobre o visto do seu marido)
    Fiquei com uma dúvida: já que você não pode trabalhar fora, o trabalho que vc faz dentro da sua área pode ser remunerado?

    🙂

    • Gabriela disse:

      Sim Eva, meu trabalho é remunerado. Tbem faço mais horas como voluntária. Vc tem que ter em mente que esta se aperfeiçoando durante os anos de estudo e que vai ter que sacrificar ganhar bem (ou ate ganhar algo) para se aperfeiçoar. Conheço alunos que não ganham nada pelo trabalho durante o doutorado. Depende da área de estudo tbem. Depois disso espero estar super qualificada para conseguir um bom emprego. Beijos e obrigada pelo recado

  48. Bem legal o post Gaby, bem útil, pois é difícil achar informações assim, claras e num só lugar… vai ajudar bastante quem pretende vir pra cá com esse intuito..
    Bjos
    *Obrigada pelo comentário lá no blog! Respondi lá junto ao seu comentário… 🙂

  1. 04/07/2013

    […] de turista conseguir trabalhar), aqui as coisas funcionam muito certinho. O ideal é, como disse no Post 1 desta série, ter […]

  2. 29/07/2014

    […] o que estou falando… e se você quer experimentar essa sensação eu sugiro que você leia este, este e este posts nos quais falo mais sobre minha experiência de estudar no exterior e dou dicas […]

  3. 11/08/2014

    […] destacar que tenho 3 posts aqui, aqui e aqui no blog aonde conto um pouco da minha experiência para ingressar na UofT e dou dicas […]

  4. 08/12/2014

    […] Eu já dei algumas dicas valiosas em uma série de 3 posts que foi ao ar em junho de 2013 (clique aqui, aqui e aqui para ler os posts). Mas mesmo assim surgem várias dúvidas e eu recebo muitas […]

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *