O que fazer na primeira semana morando em Toronto

dsc_6613

Muitas pessoas tem me perguntado o que fazer nos primeiros dias em Toronto e eu confesso que acho a pergunta super difícil, pois depende muito de quanto tempo as pessoas vão morar aqui, da época do ano que estão chegando e do planejamento que fizeram para esta mudança. Mas eu acho a pergunta SUPER válida e resolvi escrever este post com algumas sugestões do que eu acho fundamental fazer em Toronto na primeira semana que você chegar na cidade. E muitas das dicas eu estou me baseando na minha primeira semana aqui – que foi em 2010 – e, apesar de ter acontecido 8 anos atrás, eu ainda lembro de todos os desafios e perrengues que passeio e do que eu fiz. Espero que o post seja útil e como sempre vou adorar ler a opinião de vocês e saber sobre o que vocês fizeram ou o que vocês pretendem fazer nos primeiros dias como moradores de Toronto.

1. Tente ao máximo ter uma noção de como a cidade é

Em primeiro lugar eu acho fundamental você começar um planejamento antes de chegar em Toronto, lendo blogs e sites sobre a cidade e passando algumas horinhas no google maps entendendo as ruas e regiões ao redor de onde você vai morar, trabalhar ou estudar. Eu sou super orgulhosa do meu blog – que começou em 2010 e tem mais de 1600 posts publicados. Dá para pesquisar bastante por ele e perder algumas horas/dias lendo os posts por aqui. Então se você está vindo para cá para a pena seguir o GNC aqui, no facebook e no instagram. Os posts aqui acontecem de segunda à sexta mas tem sempre novidades nas redes sociais. Pronto, momento jabá feito!

Porém, mais que você leia o meu blog (ou outros) e estude os mapas da cidade você só vai ter uma noção real de como a cidade é caminhando e explorando Toronto. E é claro que em poucos dias não dá para conhecer a cidade a fundo, mas caminhar pelo bairro onde você vai estudar ou escolheu para morar pode sim ajudar a decifrar como seu dia a dia será naquela região e também deixar você mais confiante e certa da sua escolha. Quando eu cheguei em Toronto eu andei MUITO ao redor do campus da Universidade de Toronto e explorei bastante a região nos meus primeiros dias aqui. Procurei restaurantes, supermercados e locais para morar (falarei mais no tópico sobre moradia). E estas caminhadas foram importantes não somente para eu conhecer a região que iria estudar, mas para eu colocar minha cabeça no lugar e cair a ficha de que era em Toronto que eu iria morar.

Outras dicas – além de seguir um blog que posta notícias importantes e com frequência – é baixar aplicativos relacionados à cidade. Aplicativos como de clima, para encontrar wi-fi ou do transporte público são fundamentais e nestes primeiros dias explorando a cidade a pé você já pode começar a usá-los e testar sua aplicabilidade. Se você quiser ler posts com dicas de aplicativos úteis em Toronto clique aqui e aqui.

2. Contrate uma operadora de celular

Na minha opinião, uma das primeiras coisas que você deve fazer é contratar uma operadora de celular. Isso porque o celular vai te facilitar em TUDO: na parte de conhecer a cidade (usando um aplicativo de mapas), na parte de comunicação com todos, na parte de não se perder… e por ai vai. Quando cheguei aqui a primeira coisa que fiz foi correr para uma loja e comprar um telefone e ter uma linha. Na época, eu não tinha aparelho smartphone e foi aqui que comprei meu primeiro iPhone. Se você já tem um celular é só procurar por um chip das operadoras daqui. Na época eu pesquisei algumas mas acabei optando pela Bell porque eu tinha receio de contratar uma operadora pequena e ter problemas com sinal. Até hoje meu celular é da Bell e por ser cliente a tanto tempo tenho alguns benefícios e é bem fácil trocar de aparelho quando há lançamentos e afins. Mas é claro que a empresa não é a das mais baratas e se você não tem aparelho e vai adquirir um por aqui tem que pesquisar bem porque os contratos são de longa duração (os meus com a Bell são de 2 em 2 anos).

Eu recebo muitas mensagens de pessoas perguntando qual a melhor operadora de celular e eu não sei dizer pois, como disse anteriormente, sou cliente da Bell há 8 anos e gosto: o sinal pega em qualquer cantinho do Canadá que estamos, a internet é rápida e o atendimento é satisfatório (até bom quando pensamos em como somos tratados por empresas de telefonia móvel). Mas se você está em dúvida é legal definir qual plano você quer e ver entre todas as operadoras de celular qual o plano mais barato ou o que você busca a mais no plano que quer contratar. Mas lembre-se que às vezes o barato pode sair caro.

Segue a lista das operadoras daqui com links para vocês pesquisarem diretamente nos sites das empresas. As empresas maiores: Bell, Rogers, Telus. As subsidiárias destas operadoras (que geralmente oferecem planos mais baratos): Virgin Mobile, Solo Mobile, Fido, Chatr e Koodo. Outras operadoras (independentes) incluem Freedom Mobile, Mobilicity, PC Mobile, Lucky Mobile, Public Mobile, entre outras.

3. Trate da parte burocrática e chata

Sim, na primeira semana em Toronto infelizmente a gente tem que tratar de algumas burocracias (que são chatas mas necessárias para começar bem a nova vida na cidade). A primeira coisa que fiz foi abrir uma conta no banco. Eu não pesquisei muito as opções e abri no banco que tinha agência perto da Universidade e caixa eletrônico no lugar que eu iria estudar – pensei na praticidade nos dias de inverno. Lembro que quando eu estava no Brasil pesquisei e vi que poderia abrir uma conta aqui em Toronto estando ainda no Brasil, mas só poderia “ativá-la” estando aqui. Então nem me preocupei e só abri mesmo nos primeiros dias morando na cidade. Para abrir a conta você precisa de documentos simples, que você já terá em mãos certamente: passaporte, identidade, comprovante de residência canadense e visto válido. E sim, o que pegava era o comprovante de residência porque, como eu vou contar para vocês no próximo ponto, eu só tinha um lugar certo para morar em novembro, mas cheguei no final de agosto (então precisava de uma casa por 2 meses). Mas coloquei meu lugar certo de novembro e deu certo.

Eu acho importante falar que abrir a conta, pedir um cartão de crédito e começar a criar um crédito canadense é MUITO importante. No começo o nosso cartão de crédito tinha um limite super baixo ($200-$500) e foi só com o tempo que conseguimos ter crédito e realmente mais tranquilidade para adquirir as coisas por aqui. Não dá para ficar usando cartão de crédito brasileiro e também não dá para guardar dinheiro no colchão, então a gente já fez isso na primeira semana para que este histórico já começasse a ser registrado.

E vale falar que como eu era estudante nós tínhamos vários benefícios e não pagávamos nenhuma taxa, mas lembro que tínhamos um número “x” de transações com cartão de débito e como nosso crédito aqui era baixo se excedêssemos este limite pagávamos taxas, então era sempre tudo contadinho. Conto isso para vocês pesquisarem os bancos e verem qual deles possui o melhor “pacote de serviços” baseado nas necessidades da sua família. Esta pesquisa pode ser feita com antecedência no Brasil e facilita demais estes primeiros dias aqui em Toronto. Seguem os principais bancos daqui do Canadá: Canada Trust, Scotiabank, Bank of Montreal, CIBC e RBC Royal Bank.

Outras burocracias (dependendo do seu status) incluem fazer o SIN Card, o cartão de saúde de Ontario (OHIP) e a carteira de motorista. O SIN Card pode ser feito se você veio para Toronto como residente permanente, com visto de trabalho, com visto de estudo, ou com visto de estudo e trabalho (estudante de college). O ideal é tirar o SIN Card o quanto antes para vincular ele à sua conta bancária e construir o histórico de crédito Canadense que eu falei anteriormente e é muito importante. O OHIP somente pode ser feito se você já chegou aqui com o visto de residência permanente (e se este for o caso você deve fazer o quanto antes para ter a saúde garantida). A carteira de motorista eu deixaria para fazer depois que as outras coisas se organizassem, já que a sua carteira do Brasil é válida por 3 meses. Não é legal deixar para muito mais tarde porque ter experiência como motorista aqui conta muito para seguros de carro mais baratos, mas também não precisa correr e fazer tudo na primeira semana. Para saber TUDO sobre fazer sua carteira de motorista em Toronto clique aqui.

Algumas outras burocracias que eu estou me lembrando incluem o cartão do TTC (transporte público da cidade), cartões de fidelidade de supermercados e o Toronto Public Library Card. O cartão do TTC vai ser super importante na hora de você explorar a cidade e ai você tem que ver o que valerá mais a pena (o cartão mensal, semanal ou o diário) baseado na data que você chegou na cidade. Lembre-se que há cartões mais baratos para estudantes mas para ter este desconto você tem que fazer um outro cartão (mais informações você encontra aqui). Uma outra coisa que achei importante citar mas não acho que seja necessário fazer na primeira semana é o cartão fidelidade dos supermercados e farmácias: se você já sabe onde vai morar e já sabe qual supermercado irá frequentar (porque fica perto da sua casa) então não custa nada passar lá e perguntar sobre programa de pontos e já começar a acumular nas primeiras semanas. Clique aqui e veja lista de supermercados em Toronto. Por fim, se você tiver tempo nesta semana vale a pena fazer o cartão do sistema público de bibliotecas que dá um montão de vantagens, incluindo acesso a algumas atrações (leia mais aqui).

4. Se possível, encontre sua moradia

Este é um ponto bem divergente e com certa polêmica. Muitas pessoas chegam aqui com a moradia já certa e acertam na escolha. Outras pessoas não. Outras pessoas caem em golpe como a famosa youtuber Milla Cabral que foi pega em um golpe do aluguel (ela explica tudo neste vídeo aqui). Outras pessoas utilizam a primeira semana para procurar o lugar ideal para morar, após conhecer a cidade. É muito difícil para eu dar uma dica e dizer que isso é o certo ou aquilo é o errado. Vou dar a minha opinião e falar também sobre o que eu fiz. Como eu disse anteriormente eu vim para cá com apartamento certo começando dia 1 de novembro. O apartamento era de um edifício da Universidade e só tinha vaga para aquele mês, mas como o preço era ótimo e o local certo – porque estava tratando direto com a Universidade – nós fechamos ele. Então eu vim para cá e não tinha onde ficar até 1 de novembro. Fiz algumas pesquisas na época e utilizei os primeiros dias para olhar os lugares e a vizinhança deles. Não quis fechar nenhum lugar estando no Brasil pois queria entrar e conhecer o local. Na época não tinha Airbnb, que é o lugar que eu indico que vocês reservem na primeira semana. Estando na cidade você pode olhar com calma os lugares e até caminhar pelos bairros vendo as opções de aluguel. Clicando aqui eu falo um pouco mais sobre isso (na pergunta 5 do post). Clicando aqui vocês podem ler alguns posts sobre bairros e regiões da cidade.

5. Compre somente o que for necessário

Por fim – e no meio de tudo isso – você deve achar um tempo para fazer algumas comprinhas. Sim, compras de coisas que você não vai trazer do Brasil porque não valem a pena ou porque não existem por lá. Se você está vindo para Toronto no inverno a dica é já nos primeiros dias dedicar algum tempo para comprar um bom casaco e uma boa bota de inverno (clique aqui e aqui e leia mais sobre o assunto). Tire um tempinho para ir a uma farmácia para comprar produtos de higiene. Acho legal você pensar em comprar um carrinho de compras – se você não tem planos de ter um carro tão cedo um carrinho estilo feira pode te ajudar nas compras do supermercado. Lembro que nos meus primeiros dias em Toronto eu não tinha carrinho e quase morria quando ia ao supermercado e voltava com as compras. Uma mochila pode resolver também, mas o carrinho é mais prático se você tem que andar muitas quadras. Enfim, já planeje o que você quer comprar e pensa onde e quando você vai adquirir as coisas. Deixe para comprar nesta primeira semana apenas o essencial e quando tudo estiver com mais calma você compra o que falta e organiza sua casa (e viva a Ikea!).

Espero que tenham gostado do post e que as informações tenham sido úteis. Como sempre vou adorar ler os comentários e as sugestões de vocês.



Comentários

Agora, aja tempo para fazer tudo isso né? Especialmente olhar lugar para morar…. acho que levei 2 semanas procurando.

Uma palavra: perfeito!

Adorei o post! Aliás todos são ótimos sempre ajudando e dando informações úteis Gaby. Obrigada!

Muito bom seu post. Li por indicação, não conheço seu blog, mas gostei muito das dicas. Eu particularmente não vejo essa primeira semana como chata ou burocrática. É o início de uma nova fase, de uma nova jornada, é a inclusão da pessoa como cidadã local. Se Deus quiser logo estarei por aí e acredito que tudo isso será prazeroso de fazer, tanto quanto necessário. Isso é viver! É receber o novo! Vamos em frente!

Como sempre sensacional! Adoro as dicas simples..a vida é feita do dia-a-dia e não do extraordinário…obrigado!