Final de semana em Chicago [Parte 1]

Quem me acompanha no instagram, facebook, e twitter sabe que este final de semana eu, Ju e Jojoe fomos para Chicago. Mas pouca gente sabe o porquê de termos ido para a Windy City e que a decisão de viajar aconteceu apenas 1 dia antes da ida. Bom, não é novidade de ninguém que eu e o marido somos viciados em basketball. Pois eis que meu marido – que nunca me manda mensagem convidando para passear pois sabe que se ele convidar eu vou de certeza – me manda um email falando de um jogo amistoso do basketball masculino entre os USA e o Brasil em Chicago. Eu já estava com as malas prontas quando terminei de ler a mensagem… mas quando fomos pesquisar os ingressos estavam super caros, os hotéis mais caros ainda, e não tinha feriado (ou seja, 8 horas para ir e 8 horas para voltar em 2 dias).

Quinta à noite estava um clima tenso aqui em casa – afinal, tínhamos que decidir se iríamos ou não. E para a nossa felicidade encontramos no stubhub um ingresso ótimo (preço razoável e na TERCEIRA fileira). Não tinha mais desculpa: compramos nossos tickets, fechamos um hotel pet-friendly, arrumamos as malas e curtimos um final de semana inesquecível em vários aspectos.

Resolvi escrever dois posts sobre estas mais de 48h que passamos em Chicago e dividir em 2 partes: tudo de bom que aconteceu e algumas coisas ruins ou contratempos – porque gente, que final de semana louco esse! Já adianto que a parte boa sobressaiu-se da parte não tão boa, mas vale a pena colocar aqui meu relato do que deu (muito) certo e alguns erros de viagem que todos nós acabamos fazendo. Começo com a parte boa neste post, ou melhor, os 10 motivos que fizeram este final de semana ser tão inesquecível!

1. Conhecer o estádio do Chicago Bulls

O United Center é o estádio do Chicago Bulls – time de basketball de Chicago – e alega ser a maior dos Estados Unidos (em tamanho, não em capacidade). Possui quase 23.000 assentos e foi o casa do maior jogador de basketball de todos os tempos: Michael Jordan. Inclusive, no lado leste da arena está a estátua de Jordan, que foi hexacampeão da NBA pelo Bulls. Para quem é fã de basketball visitar o United Center vai muito além do jogo que você está indo assistir, e foi muito legal estar com meu marido quando ele pode conhecer uma arena na qual vários jogos que ele assistiu na adolescência aconteceram. Especial.

DSC_0785

DSC_0796

DSC_0809

DSC_0824

photo-(1)

DSC_0813

2. Assistir um jogo de basketball com as 4 estrelas Brasileiras que jogam na NBA

Quando ficamos sabendo do jogo a primeira coisa que fizemos foi pesquisar na internet se os principais jogadores Brasileiros estariam jogando. Isso porque eles geralmente pedem dispensa – para não se machucarem, acho, mas este ano os 4 principais jogadores Brasileiros da NBA resolveram jogar. São eles: Leandrinho, Tiago Splitter, Nenê e Anderson Varejão. Apesar do Brasil ter perdido por quase 20 pontos os jogadores apertaram e teve momentos que o Brasil estava perdendo de apenas 2 pontos. Foi bonito de ver!

DSC_0882

DSC_0887

DSC_0902

DSC_0910

DSC_0928

DSC_0948

3. Aparecer no telão do United Center

Claro que não podia faltar um oizinho pro tio da câmera. Eu me divirto MUITO aparecendo no telão e o jogo pra mim só é completo se eu dou um oizinho e apareço na telona enorrrrme (quer algumas dicas sobre como aparecer no telão do ACC, clique aqui). Meu marido já sabe que eu adoro e até diz quando eu chego “não vai querer aparecer no telão, né?”. Enfim, desta vez estávamos muito perto e foi fácil aparecer… foi rapidinho mas consegui registrar! Veja vídeo abaixo no segundo 20.

USA_versus_Brazil_basketball

4. Sentir o jogo, e não apenas assistir

Pára tudo! Nunca senti tanta emoção num jogo quanto neste sábado. Juro que quando compramos o ingresso na fileira C achei que ia ser mais para trás, sei lá, que ia ter a fileira AA, BB, CC para depois ter a A, B e C. Sentar pertinho do jogo é incrível: dá pra ouvir os jogadores falando entre si, reclamando, o impacto depois de uma enterrada, não precisa olhar nunca pro telão e você está literalmente dentro no jogo… duro agora vai ser voltar para a nossa conhecida section 300, hein Juliano Ghisi?

DSC_0847

DSC_0911

5. O time de Basketball Masculino dos USA

Em 2013 fomos para Houston (Texas) assistir ao NBA All Star Games, e pudemos ver Kobe Bryant, Lebron James, Kevin Durant, entre outros jogadores darem show. E desta vez, apesar dos grandes nomes não estarem jogando, não foi diferente! Apesar de ser um amistoso o jogo foi incrível e super competitivo – achei muito melhor do que o All Star. Eu fiquei só imaginando assistir a um jogo de Olimpíadas, deve ser demais! Valeu muito a pena e sai de lá realizada!

DSC_0833

DSC_0837

DSC_0840

DSC_0896

DSC_0906

6. Jantar na Churrascaria Fogo de Chão

Quando fomos a Chicago ano passado descobrimos uma Fogo de Chão e agora jantar no local virou parada obrigatória quando vamos para Chicago. Nos finais de semana a Fogo de Chão só abre as 4pm e o jantar custa $51 por pessoa. O atendimento é impecável e as carnes deliciosas. Além disso tem um buffet de saladas, pratos quentes e na mesa vem pão de queijo, polenta, banana frita, farofa e abacaxi com canela (este último pedimos e veio de cortesia). A maioria das pessoas que trabalham lá são Brasileiros e eles te tratam muito bem. Estava super lotado – fiquei impressionada – por isso indico que vocês façam reserva se decidirem jantar por lá (nós fizemos e se não tivéssemos feito não teríamos conseguido uma mesa).

DSC_0265

IMG_6247

**E essa sou eu feliz depois de comer muito e morrendo de sono!

7. RPM Italian

Na última vez que estivemos em Chicago não conseguimos uma mesa no RPM, mas desta vez fiz a reserva com bastante antecedência e deu certo! O RPM Italian é o restaurante da Giuliana e do Bill Rancic (ela é apresentadora do canal E! e ele foi ganhador do programa The Apprentice). Enfim, eles fazem um Reality Show e eu sempre assisto… e sempre tive vontade de conhecer o restaurante deles. E fomos almoçar lá no sábado e estava MARAVILHOSO. Super recomendo e, apesar de ser um restaurante famoso na cidade, não é tão caro e a comida divina. Escreverei um post sobre a nossa experiência mas quero deixar registrado aqui que adoramos.

DSC_0777

DSC_0726

DSC_0746

8. Passear por Chicago

Chicago é uma cidade linda: arquitetura impecável, várias atrações turíticas, parques e mais parques, um rio cortando o centro da cidade, e um lago incrível que parece mar. O intuito desta viagem não foi fazer turismo, até porque visitamos a cidade e conhecemos muita coisa em 2013 (clique aqui, aqui e aqui e veja posts do blog com dicas do que fazer em Chicago), mas não dá para resistir e nossas caminhadas com Jojoe foram sim no The Loop e ao redor do Chicago River.

DSC_0328

DSC_0341

DSC_0419

DSC_0422

DSC_0494

DSC_0517

DSC_0563

DSC_0609

DSC_0629

DSC_0656

DSC_0677

DSC_0697

DSC_0584

DSC_0601

9. Chicago Air & Water Show

Quando chegávamos na cidade vimos vários aviões estilo “esquadrilha da fumaça” e um avião supersônico decolar inclinado de um aeroporto em Gary (cidade vizinha a Chicago cujo aeroporto fica na beira da Highway). Eu não entendi nada e só depois que chegamos no hotel nos informaram que naquele final de semana estava contecendo o Chicago Air & Water Show, evento anual que acontece ao norte de Chicago. Do centro da cidade – enquanto passeávamos – conseguíamos ouvir e algumas vezes ver os aviões fazendo manobras e deixando fumaça no ar. Como estava abafado e nublado eu fiquei um pouco apreensiva mas achei a idéia do evento legal – não paramos especificamente para ver, mas conseguimos apreciar na chegada quando enfrentamos uma fila de 1h para entrar na cidade e os aviões deram show no ar.

10. Rever a família sem combinar

Sabe aquelas coincidências boas e loucas da vida? Pois bem, aconteceu uma neste final de semana em Chicago. Meu pais, minha irmã, cunhado e afilhado passaram 10 dias conosco em Toronto e depois foram para Miami por mais 7 dias. Eles estavam com vôo marcado para São Paulo e o vôo foi cancelado e eles foram parar em Chicago por 1 noite – exatamente na noite que eu, Ju e Jojoe estávamos lá. Quando chegamos do jogo recebo mensagens da minha irmã dizendo que eles estavam em Chicago e no outro dia de manhã fomos correndo dar um beijo e um abraço forte neles… foi tão inesperado e tãããão bom ver minha família por lá. Que coincidência boa!
photo

**Meu afilhado Antonio queria ficar, por isso a foto chorando. Ele e a dinda dele não gostam de despedidas.

Espero que tenham gostado do post e aguardem a segunda parte aonde conto o que deu errado, inclusive conto a história da primeira vez que fomos roubados.



  • 12 Responses

    1. Benrique disse:

      Achei excelente as dicas aqui!! Aliás como todo o Blog – Nota 10!
      No meu blog, escrevemos recentemente sobre muitas atrações na cidade e ainda combinando com Indianópolis e as 500 milhas. Veja lá http://www.viagemabordo.com/2016/07/21/o-que-fazer-em-chicago-imperdivel/

      Grande abraço a todos!

    2. Adorei o post!!! Que lindo, tudo tudo!
      A clássica foto da Gaby no telão não podia faltar, claro. E morri de rir ali no início, quando vc escreveu que o Ju não te convida para as coisas porque sabe que vc aceita tudo. hhahaha Muito bom! 😀
      E que coincidência maravilhosa vcs se encontrarem em Chicago! Esse povo de Floripa se acha em qualquer lugar do mundo, né? hehehe Muito legal!

      AMEI os cachos, as usual! Tá linda demais <3
      Beijos mil,
      Letícia
      http://sosintolerante.wordpress.com

    3. Tatiana disse:

      Gaby,
      vocês viajam com o JoJoe e ele fica no hotel quietinho enquanto vocês saem sozinhos, como no jogo de basquete desta vez?

    4. Pauline disse:

      Muito legal ter dado pra encontrar a família, né? E que chato do assalto. Beijos.

    5. Desa disse:

      Amiga, quanta emoção! Hoje almoçamos e falamos de tantas outras coisas q acabei não perguntando sobre a viagem. Que bom que as coisas boas foram melhores q os contratempos! Bjs

      • Foi ótimo almoçar com vcs! E sim, as coisas boas foram ótimas, mas achei legal escrever um post sobre os contratempos porque é sempre bom mostrar que bem tudo é perfeito né? Beijos e boa noite

    6. Oi Gaby, também moro em Toronto e tenho muito vontade de conhecer Chicago, mas o meu roommate foi pra lá recentemente e disse que a cidade tem uma segregação entre brancos e negros muito forte, é que lá as pessoas são muito preconceituosas, aí eu acabei ficando meio indecisa em conhecer a cidade. Gostei muito do seu post, quem sabe mais pra frente eu mude de ideia e resolva ir pra lá. =)

      • Olha Gabriela, já é a terceira vez que vamos a Chicago e eu nunca senti isso… talvez porque sempre fiquei na parte turística, não sei. A Parte 2 do nosso final de semana em Chicago vai falar do que eu acho ruim na cidade e de uma coisa bem chata que aconteceu com a gente: fomos assaltados. Mas enfim, acho a cidade ótima e quero voltar! Nunca tive nenhum problema e o roubo foi dentro do estádio de basket (não na rua). Enfim, espero que vc se anime pois a cidade é linda! Beijos e obrigada pelo recado!

    7. Samy disse:

      Oii Gaby!

      Sempre que eu era criança e me perguntavam pra onde eu gostaria de viajar eu respondia “Chicago” e nem sabia onde ficava ahahahahahah coisa de criança!
      Tu já tá muito craque em aparecer no telão!! ahahahahah
      Fico feliz que tenha encontrado sua família durante a viagem 🙂
      Que horror que vocês foram roubados!!!! Espero que “dos males” tenha sido o menor! 🙁

      beijosss

    8. marta disse:

      Gaby, adoro ler suas “estórias”, mas esta foi muito legal. Assisti aqui em Floripa ao jogo e não me lembro de te-los visto. E que maravilhoso foi encontrar sua família de surpresa! Já estou no aguardo de novas estórias! Beijo

    9. PaTy disse:

      Adorei Gaby!!
      Pow e o lugar de vocês no jogo TOP hein! Imagino mesmo a emoção que foi!
      As fotos também ficaram show!

      Beijão!!!

    1. 20/08/2014

      […] de semana em Chicago e falarei da parte ruim – quer dizer, nem posso chamar de ruim pois o nosso final de semana foi maravilhoso, mas alguns contratempos aconteceram e acho bom relatá-los para vocês verem que nem tudo é […]

    2. 27/08/2014

      […] comprar a Tokina 11-16mm 2.8f (uma lente wide para fotografar paisagens). Já testamos a lente no nosso final de semana em Chicago e foi super aprovada. A lente que resolvemos alugar foi a lente Nikor 80-400mm que é específica […]

    3. 07/12/2014

      […] dos Estados Unidos versus Brasil. O final de semana foi ótimo e eu conto para vocês porque aqui neste post. Porém, algumas coisas meio chatas aconteceram – incluindo o fato de sermos […]

    Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *