Bruce Península

brucepeninsula_gabynocanada1

Acabamos de passar 3 dias na região da Bruce Península, uma faixa de terra localizada a um pouco mais de 3 horas noroeste de Toronto, entre o Lago Huron e a Georgian Bay. Porque era feriado aqui no Canadá e porque queríamos fugir das regiões agitadas (para poder curtir e comemorar o aniversario do maridão), resolvemos ir para esta região, apesar de sabermos muito pouco de lá (poucos blogs e informações online estavam disponíveis e não conhecíamos ninguém que havia ido antes). Engraçado como, perguntando para alguns amigos canadenses, a maioria não conhecia a região do Bruce ou nunca tinha ido! Por isso resolvi fazer este post explicando tudinho, assim posso ajudar pessoas que, como eu, estavam desesperadas por informações sobre a região.

localizac3a7c3a3obruce_gnc-copy

As principais cidades da Bruce Península são: Wiarton e Tobermory. Wiarton, pequena cidade (pequena mesmo) mais na base da península (sul) e Tobermory, outra pequena cidade na ponta da península, aonde nos hospedamos. A distância entre uma cidade e outra é mais de 1 hora. Vale muito a pena ficar em Tobermory (perto das principais atrações). Tobermory é também considerada a capital mundial de mergulho em água doce. Além disso, a cidade (e a região) é famosa pelos navios afundados (shipwrecks – a região possui 22 navios naufragados). Confesso que me deu um certo medo quando li sobre isso.

bruce_downtowntobermory_gnc

passeiodebarco_gabynocanada_brucepeninsula

shipwreck_gabynocanada_brucepeninsula

A região da Bruce Península possui dois Parques Nacionais: o Fathom Five National Marine Park (reserva marinha na Georgian Bay) e o Bruce Peninsula National Park (parque com 156 km quadrados de extensão). É importante falar que como estes dois parques estão na mesma área (só que um no mar, e outro na terra), vale muito a visita nos dois (e você deve comprar o passe diário para cada um deles, separadamente). Clique aqui e veja mapas da região. O Visitor Centre é um uma espécie de parada obrigatória para quem visita a região. Fica localizado na entrada do Bruce Peninsula National Park, pertinho da cidade de Tobermory. Importante falar que do Visitor Centre pode-se fazer 3 trilhas: até o Little Dunks Bay, até o Burnt Point Loop (ótima trilha para bater fotos lindas!) e Bruce Trail South (andar para o sul, a quantidade que você quiser, já que a trilha possui mais de 1000km). Não fizemos nenhuma delas, mas fica aqui a dica.

mapaparquesnacionais_brucepeninsula

descabeladafeliz_gabynocanada_bruce

dsc_0849-copy

O “hotel” que ficamos chama-se Peacock Villa. Uma gracinha, super recomendo para quem está visitando a região. Perto de tudo (do pier, do único supermercado da região, da loja de sorvete, da loja de bebidas, do café). Além disso, a dona é super atenciosa (deu várias informações quando chegamos) e tudo super limpo e organizado (o que é muito importante). Ficamos em uma cabana (i.e. casinha de boneca) com 1 quarto e banheiro (só!). Suuuper apertadinho, mas muito gostoso. O legal era que do lado de fora tínhamos mesa e churrasqueira, então passamos literalmente os 3 dias comendo churrasco e sentados na rua (quase não gostei… imaginem o Joe!).

hospedagem_brucepeninsula_gabynocanada1

collagehotelbrucepeninsula-copy

Bom gente, o clima não estava lá essas coisas e passamos sim frio. Acredito que a melhor época para ir ao Bruce seja o verão – embora certamente esteja lotado o que não me agrada muito. Segue abaixo uma lista das atrações que eu recomendo para quem está indo visitar a região na mesma época que fomos (primavera):

atracao1_bruce_gabynocanada

O Big Tub Lighthouse é um farol velhinho (coitado!) na ponta do Big Tub Harbour, digamos que no centro da cidade de Tobermory (porque na verdade a cidade é tão pequena que não possui uma parte para ser chamada de centro e se distinguir do resto). Do Big Tub Harbour podemos ter uma bela vista da Russell Island. Vale muito a visita! Ah, Não se espante se “do nada” algumas cabeças surgirem na água – o local é super popular para a prática do mergulho.

atracoes_brucepeninsula_gnc2

A Little Dunk´s Bay e Dunk´s Bay são duas baias super pouplares, principalmente para pegar praia no Verão. Para chegar lá da Estrada 6 (principal), pegue a Dunks Bay Road Leste (pertinho do centro de Tobermory). Uma das duas praias é sem pedras (a outra é a singing sands). Ótima para nadar e passar o dia pegando sol e curtindo o rio. Quando visitamos estava vazio, mas dizem que fica lotada no verão.

atracoes_bruce_gabynocanada3

Todos falavam que o pôr do sol da região era lindo e uma das atrações mais populares do local. Eu fiz o Ju ir na beira do lago todos os dias para tentarmos ver… mas só conseguimos conferir no último dia (devido a neblina de final do dia, comum nesta época do ano). Ficamos em dúvida aonde poderíamos assistir o por do sol e perguntando para alguns locais (inclusive a dona da Pousada) acabamos em um pier no final do Big Tub Harbour. E não é que foi perfeito@ Para achar, siga a trilha que costeia o harbour, do centro da cidade até o final.

gabynocanada_flowerpotisland_bruce

flowerpot_island_gabynocanada

flowerpot3_gabynocanada

A Flowerpot Island (Ilha do Vaso de flor) é a ilha mais famosa da região ( e o local com a água mais transparente que já vi). Há várias maneiras (passeios de barcos) de você chegar nela, e no site da empresa especializada você consegue achar todas as opções. Pegamos um tour com um barco com fundo de vidro (para ver os navios afundados) que passava por algumas ilhas e demorou 1 hora para chegar na Flowerpot (e também permitia o desembarque de passageiros para a Ilha, o que nem todos os tours permitem). O que achei legal é que eles aceitam cachorro (e muita gente leva!), então pudemos levar nosso Joe tranquilo para curtir este passeio. E foi demais! Engraçado que o lago é tão grande que parecia que estávamos no mar. Ah, e o frio em determinados pontos do passeio foi insuportável! Pelo menos o pessoal do navio nos fornecia uns cobertores super gostosos (olhem a foto acima do Jojoe super folgado no colo do Ju – e coberto)!

thegrotto_bruce_gabynocanada

indianheadcove_bruce_gncblog

Continuando as atrações que indico neste passeio, o Cyprus Lake Trail é uma trilha imperdível (e super fácil de fazer) pois é andando por ela que você chega no The Grotto (caverna que fica na beira do lago), no Overhanging Point (uma porção de rocha que não é suportada em sua extensão) e no Indian Head Cove (uma espécie de beira de rocha que parece a cabeça de um indio). Para chegar, estando na estrada 6 vire leste na Cyprus Lake Road. Estacione no campground 3, senão a trilha fica pelo menos mais 30 minutos longa.

rota1_bruce

Finalmente, da cidade de Wiarton até Owen Sound (outra cidade, fora da Bruce Peninsula) está a Grey Peninsula Route 1, uma estrada costeando o litoral (Scenic Route = Rota 1) que é linda. Infelizmente pegamos ela com forte chuva, mas o pouco que conseguimos ver foi lindo, Vale muito a pena fazer esta rota quando estiver chegando ou saindo da região. Ah, durante o passeio você passa por 3 cachoeiras (que não vimos pois era impossível sair do carro devido a chuva e o frio).

Como todo passeio há muita coisa chata (roubada mesmo) e por isso resolvi escrever sobre alguns passeios que fizemos no Bruce e não achamos tanta graça… segue abaixo a descrição e fotos (não se enganem com as fotos, hein?)

singingsands_bruce

O primeiro lugar que não recomendo é o Singing Sands Beach, uma ¨praia¨ (ou seria melhor a palavra mangue) que é chamada de praia porque tem areia e não pedras (o que é típico da região). Chegamos lá depois de passar por milhões de placas informando que havia cobras na estrada (nada animador, especialmente para quem viaja com cachorro) e o vento absurdo não nos deixou ficar muito tempo lá. Acredito que no verão deve ser um lugar legal, mas não me chamou a atenção. A partir do final de maio várias espécies de orquídeas nascem na região. Não vimos nenhuma!

cabothead_gabynocanada

O Cabot Head é um passeio (demoraaaado) até uma das pontas da península (mais a leste). No final dela há um farol e muito mosquito. A estrada é bonita! No meio do caminho há um restaurante suíço que estava cheio e parecia delicioso (não fomos pois estávamos com uma costela nos esperando e um cachorro fedido no carro hehehehe).

divisao

Obviamente não deu para fazer tudo! Segue abaixo uma lista de algumas das atrações que vão ficar guardadinhas para nossa próxima visita!

Emmett Lake: outro lago que vale a visita. Para chegar, pegar a estrada Emmett Lake via Rodovia 6 (leste). esta estrada fica fechada em abril.

Samble Beach: segunda maior praia de água doce do mundo. perto de Wiarton. Pertinho dali estão as Sample Falls (pequenas, mas vale a visita).

Fauna e flora da região: orquideas selvagens (final de Maio há o festival de orquídeas), cobras, urso preto são alguns dos exemplos.. Eu guardo as cobras e fico com as orquídeas. Ah, e eu não vi em nenhum blog (falando que era local) mas a quantidade de aranha embaixo das pedras da Flowerpot Island era sacanagem. Até o Joe ficou nervoso hehehe!

Little Cove: uma das muitas áreas protegidas ao longo da Bruce Península. Esta região é distinta das demais por uma costa desenhada, incluindo falésias, matagais, bosques, superfícies calcárias com erosão (karst pavements). Little Cove é parte do St Edmunds Cove. Para chegar da estrada 6, pegar a Little Cove Road Leste.

Árvores antigas: a Bruce Trail oferece, além de vistas espetaculares do lago, a oportunidade de vermos árvores antigas (cedros) com mais de 1000 anos. Mas para isso você terá que se aventurar mata adentro, o que não é da minha natureza. Passo!

Chi-Cheemaun Ferry: Este barco liga
Tobermory a South Baymouth (Manitoulin Island) – lado norte do lago. Não fizemos o passeio mas deu vontade! Ah, tem um pacote que você pode fazer o passeio no por do sol com jantar!

You may also like...

19 Responses

  1. Marcela disse:

    Gaby,
    Estou indo com minha família este final de semana 😉
    Seu Blog e o melhor site que visitei sobre o lugar.
    Muito obrigada. Depois vou te mandar uma mensagem com os comentarios e quem sabe dicas…
    Ja sei que tem uma cervejaria local que deve ser legal de conhecer http://www.tobermorybrewingco.ca/
    Para que gosta claro….

  2. Cintia disse:

    Gaby, segui todas as suas dicas desse post e passei 3 dias em Bruce Peninsula com meu marido e nossa dog. Nós amamos!!!! Obrigada pelas dicas! Adoro seu blog!

  3. Mel disse:

    Post maravilhoso!

  4. Deborah disse:

    Oi Gaby,

    Muito obrigada pelas dicas valiosas! Estou indo com namorado e amigos no próximo final de semana e suas dicas vão nos ajudar mto!
    Engraçado que só vi seu post depois e vamos ficar no mesmo chalé!
    Beijos

  5. Julieta disse:

    Obrigada pelas dicas! Achei muito interessante, sobre tudo porque, como tu disse, é muito difícil viajar no Canada, as vezes nem tem boa informações nem pessoas que tenham viajado nesses lugares. Valeu mesmo!

  6. Anyelle Ramos disse:

    Gabi, que lugar lindo! Amei!!! Fiquei com “medinho”do navio naufragado também. Beijos Gabi, adoro vc 😀

  7. Danielle Valadares disse:

    Olá Gabi, parabéns pelo blog…muito bom mesmo!!! Vou passar um mês em Toronto em julho desse ano, quais passeio próximos e baratos vocês recomenda? No meu caso tudo deverá ser feito de ônibus, trem e similares (nada de carro rs) é fácil chegar a esse?, em média quanto se gasta numa viagem dessas (incluindo hospedagem, passeios pagos, restaurantes, etc) a e claro compensa ir na sexta a tarde e voltar a Toronto no domingo? Desde já agradeço a suas dicas, e se prepara que até chegar minha viagem vou te encher muito o saco rs, beijos!

    • Gabriela disse:

      Olá Danielle. Aqui no blog vc acha muitos passeios e eu recomendo todos os que eu escrevi (escrevi pq gostei!)… Da uma pesquisada que vc vai achar muita coisa! Quanto a gastos é muito relativo: viajamos sempre com nosso cachorro e acabamos gastando mais para pegar um hotel bom e garantirmos conforto dele! Sempre vamos de carro e não sei se há ônibus para lá – acredito que sim pois é um destino bem concorrido. Se quiser economizar da para passar no super e comer picnics, hotéis se for com mais gente da para rachar e aluguel de carro gira em torno de 60 dólares por dia com seguro. Hotéis tem que reservar com antecedência porque BP é super concorrido no verão e acho que um hotel ok vc consegue em alta temporada por 100 para dividir com amigos… 😉 bom planejamento!

  8. monalisa disse:

    Olá! O lugar parece lindo!Com certeza quero ir no verão! É permitido nadar na flowerpot island?bjos Amoo seus posts!!

  9. Riani Ananda disse:

    Oi Gabi,
    queria saber como vc fez pra ir até lá. Você sabe se tem ônibus e qual empresa ? não consigo encontrar. obrigada

    • Gabriela disse:

      Ola Riani! Eu fui de carro! Não acho que tenha nenhuma empresa de carro ou onibus. A cidade “grande” (nem tão grande assim) mais próxima é chamada Owen Sound. Mas se você achar onibus para lá ainda tem que andar até o final dapenínsula. Portanto, o ideal mesmo é ir de carro! 🙂 Espero ter ajudado.

  10. Pamela disse:

    Oi Gaby, adorei seu blog… estou pensando em visitar esse lugar no feriado de Outubro com meu namorado. Você ainda se lembra de alguns preços? Como a diária do hotel e o passeio de barco por exemplo.
    Abs!

  11. Boia Paulista disse:

    Oi, Gaby. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia

  12. Andresa disse:

    Gaby, o seu blog é super!!
    Já indiquei seu post pra uma amiga que perguntou onde é o lugar maravilhoso que vcs estavam! Ela viu meu comentário em uma de suas fotos! 🙂
    E eu fiquei com mais vontade ainda de voltar ao Canadá depois de conhecer Bruce virtualmente! Que lugar lindo e pertinho!!
    Bjs e de novo, Parabéns pelo blog!!!

  1. 12/10/2011

    […] Descrição = Bruce Península é uma faixa de terra localizada entre o Lago Huron e a Georgian Bay, na província de Ontario. Distância de Toronto = 296km Principal Cidade = Tobermory Atrações = os parques nacionais Fathom Five National Marine Park (Flowerpot Island) e Bruce Peninsula National Park (The Grotto), os faróis, o por do sol, as trilhas e a água transparente própria para mergulho. Maiores informações = http://www.brucepeninsula.org e aqui no blog […]

  2. 30/05/2012

    […] O post que você tem mais orgulho: Na verdade eu tenho orgulho de vários posts, principalmente os que falo de viagens. Acho muito importante escrever sobre minha dicas e visão dos lugares. Este em especial sobre a Bruce Península é, além de tudo, super popular, já que é muito difícil achar alguma informação sobre este local (lindo) online. descobrimos ao acaso e passamos um final de semana por lá, e eu levei um caderninho e anotei tudo, para depois passar para vcs aqui no blog. Share this:FacebookTwitterLinkedInPrintEmailGostar disso:GostoSeja o primeiro a gostar disso post. […]

  3. 31/07/2013

    […] Sound é uma linda cidadezinha que acaba sendo ofuscada pelos encantos da Bruce Peninsula. Se você visitar o Bruce você irá passar por ela, mas nem lembrará (digo isso por experiência […]

  4. 20/11/2016

    […] para o Algonquin Park (ele adorou as trilhas, especialmente a Lookout), para a Bruce Peninsula (aonde ele andou de barco e caminhou pelas trilhas deste parque lindo), para Kingston e Montreal (já foi diversas vezes e adora passear pela Old Montreal), para […]

  5. 31/01/2017

    […] A água é extremamente cristalina e há várias surpresas no local. Vale uma visita. Clique aqui e veja post bem completo com dicas do […]

  6. 31/03/2017

    […] de não ser perto eu tive que incluir este lugar incrível na lista. Mais informações: clique aqui e veja post completo sobre o […]

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *