Um reflexão sobre deixar Toronto

Hoje é um dia muito importante na nossa vida: o dia em que estamos saindo de Toronto, depois de quase 11 anos morando na maior cidade do Canadá. É também um dia estranho, diferente e que eu ainda não sei caracterizar em palavras, mas irei tentar explicar neste post. Se você não sabe do que estou falando, estamos saindo de Toronto, mas continuaremos trabalhando aqui, visitando a cidade e os locais que amamos e obviamente estaremos pertinho deste lugar tão especial nas nossas vidas.

Se você me acompanha sabe que eu amo Toronto e ela é definitivamente a cidade do meu coração. O meu “lugar” no mundo. E será assim para sempre. Foram diversos os motivos que nos fizeram escolher morar aqui – leia todos eles aqui – e eu tenho certeza que foi a melhor escolha que já fizemos na nossa vida. Foi em Toronto que eu e meu marido nos consolidamos como família, que tivemos nossos meninos, que passamos momentos incríveis com nossos pais e irmãos (que vieram nos visitar várias vezes), que fizemos amizades especiais, que alcançamos sonhos profissionais, que Jojoe viveu praticamente 99% da sua vida (uma vida incrivelmente feliz), que crescemos como pessoas e que entendemos o nosso papel no mundo.

Toronto não é perfeita mas seus defeitos foram necessários para que nós nos tornássemos quem hoje somos. Eu não mudaria NADA destes últimos 11 anos vivendo aqui e sou muito grata de ter morado tanto tempo em uma cidade tão viva, multicultural, agitada… Toronto presenciou a minha transformação pessoal e me ajudou a me moldar. Toronto me entende e já me viu super feliz e realizado e, ao mesmo tempo, muito triste e sem esperança. Não tem como passar tudo que eu passei aqui sem ter esta cumplicidade com a cidade. É algo que está marcado para sempre na minha história: foram os 11 anos mais intensos, desafiadores e felizes da minha vida.

Todos os dias eu olhava para a CN Tower – indo para o trabalho ou caminhado na Lakeshore de Toronto, que fica a 10 minutos de onde morávamos – e sentia um alívio no coração. A torre de 553 metros não é só o símbolo da cidade, mas um lembrete da minha história por aqui e tudo que eu alcancei. Todas as vezes que eu olho para ela eu sorrio e agradeço a Deus pela oportunidade de estar em Toronto e de ter vivido tudo que vivi até hoje, de bom e de ruim. É um sentimento poderoso que me impulsiona a querer mais e mais todos os dias. É um sentimento de gratidão.

Sair de Toronto não é algo que me incomoda muito. Eu sei que a cidade estará aqui sempre que quisermos voltar. Eu sei que não veremos a CN Tower todos os dias mas certamente 1x por semana ela estará no nosso trajeto. A maior decisão que tivemos foi ter deixado o Brasil e isso fizemos há 11 anos atrás: mudar de cidade agora foi fácil e natural. Com os meninos crescendo queríamos ter mais espaço, queríamos ter uma vida menos corrida e queríamos ter mais contato com a natureza. Já estávamos pensado em fazer esta mudança há alguns anos e apesar da pandemia ter ajudado a acelerar esta decisão ela veio naturalmente. Embora Toronto seja uma cidade verde é no interior que acho que estaremos completos. Sempre, claro, pertinho de Toronto.

Eu sempre digo que não iremos deixar Toronto. A cidade sempre estará presente em nós e, especialmente, em mim. Eu sou a Gabriela que sou hoje porque tenho Toronto em mim, então ela nunca vai me deixar.

6 Resultados

  1. Kristen disse:

    Oi Gaby, estou feliz que voce gostou do Toronto. Sao quasi 11 horas da noite aqui em Toronto e cai no teu blog nem sei como. Eu estou fazendo o contrario e com o meu marido (Paulista) vamos com nosso filho para viver em SP para um tempo com a familia cuando o COVID for um pouco menos pesado. En nao nasci em Toronto (mas a duas horas daqui), mas nosso filho nasceu aqui e mesmo si nao ficamos para sempre, sempre vai ficar tao especial para nos tb. Estamos aqui ha 10 anos, pena que nao nos conhecemos ante :) Boa sorte com tudo!

  2. Renata disse:

    Oi Gaby, td bem? Descobri seu blog e estou amando as dicas. Vc está mudando para qual cidade? Tenho procurado cidades perto de Toronto para morar com minha filha. Obrigada

  3. Elane Dutra disse:

    Ei Gaby!
    Imagino a sua emoção escrevendo este texto. Parabéns por sua trajetória no em Toronto.

    Estivemos em Toronto em set/2017 por apenas um mês… tempo o suficiente para gostarmos demais daí.
    Neste ano ainda se Deus quiser estaremos morando por pelo menos dois anos em uma cidade que fica aproximadamente 1 hora de distância de Toronto.

    Desejo que essa outra cidade (estou super curiosa rsrs) que vocês vão morar, conquiste também seu coração ainda mais.

    Beijos!

  4. Andresa Buzelli disse:

    Que lindo texto amiga! ❤

  5. Sarah disse:

    Gaby!tudo bem com vcs??
    Vira e mexe eu nagevo no seu site.
    Conheci em 2016 quando decidi fazer intercâmbio na SGIC de Toronto e me ajudou tanto.
    Que texto lindo e inspirador, isso porque eu fiquei apenas 1 mês em Toronto e a cidade me conquistou desde o ínicio, imagina quantas memórias em 11 anos, não é mesmo??
    Saudades de Dollarama, Tim Hortons, Eaton Centre, Niagara Falls, Cn Tower e tudo mais.
    Desejo tudo de bom para a nova cidade que escolheram morar e que venham mais histórias para serem contadas e compartilhadas.
    Grande abraço,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *