Mães no Canadá: Crianças bilingues

Globe on stack of copybooks on background of schoolchildren drawing at lesson

O última tema do projeto Mães no Canadá em 2018 é super importante e relevante, sendo certamente algo que todas as mães irão enfrentar quando mudarem para o Canadá com seus filhos: o bilinguismo. O termo bilinguismo refere-se à capacidade do indivíduo em expressar-se em duas línguas e envolve muitos mitos e preocupações quando o assunto é crianças. Hoje eu irei falar de 6 pontos sobre o bilinguismo que eu achei relevante e que acho que todos os pais precisam saber. Claro que não sou expert no assunto, então tudo que escrevi foi baseado no que acredito e também em pesquisas sobre o assunto, feitas quando estava grávida do meu primeiro filho e quando comecei a sentir a necessidade de entender melhor sobre isso para poder ter um plano na hora de educar meu filho.

1. Seu filho só tem a ganhar

Ter a exposição de uma segunda língua desde pequeno traz inúmeras vantagens para o desenvolvimento do seu filho e ele só tem coisas boas a ganhar. Reportagens como esta e esta mostram alguns dos benefícios que o bilinguismo traz. Alguns deles – comprovados através de pesquisas clínicas – mostram que indivíduos bilíngues desenvolvem demência 4.5 anos depois de indivíduos que falam somente uma língua, que crianças bilíngues tem uma memória de trabalho aumentada (componente cognitivo ligado à memória, que permite o armazenamento temporário de informação com capacidade limitada), que crianças bilíngues são melhores em multi-tarefas, que o cérebro de indivíduos bilíngues tem uma melhor função executiva (um sistema de comando que direciona os processos de atenção que usamos para planejar, resolver problemas e executar várias outras tarefas mentalmente exigentes), que habilidades como atenção são mais aguçadas e que esta formação bicultural pode tornar a criança um melhor cidadão do mundo, não somente focado em uma cultura e adepto de mais causas (falei um pouco sobre isso neste post aqui).

2. Não se preocupe, seu filho vai aprender o inglês

Uma das coisas que mais me deixa triste quando vejo famílias aqui no Canadá é quando pais que falam português só se comunicam com seus filhos em inglês. É uma pena pois esta seria uma ótima oportunidade de tornar o filho bilíngue e eles estão deixando passar. Uma vez questionei uma amiga próxima do porquê dela falar apenas inglês com sua filha e ela disse que tinha medo no começo que a criança não aprendesse a língua inglesa e ficasse perdida na creche. Depois, acabou que ela (a mãe) se acomodou e hoje acha mais fácil falar em inglês para ter certeza que a criança está entendendo tudo que ela fala. Eu não sou expert no assunto e é difícil comentar sobre isso – se o que ela faz é certo ou errado – mas como disse acho uma pena desperdiçar esta oportunidade. A minha experiência com o Thomas foi totalmente o oposto: eu só falo português com ele. Quando ele foi para a creche eu lembro das cuidadoras falarem que ele entendia tudo e uma delas – que fala português – disse que ficou impressionada quando ele também entendeu tudo que ela falou em português. Ele hoje fala português conosco e inglês na creche. Sem problema algum.

3. Bilinguismo não envolve confusão ou atraso de desenvolvimento

Um dos posts do blog sobre bilinguismo – este aqui – escrito por experts em educação do Projeto Português Lúdico (que irei falar mais adiante) traz mitos sobre o bilinguismo. E um dele é o de que “a criança fica confusa sendo exposta a mais de uma língua”. A resposta a isso é não. Como disse no ponto 1 a criança só tem a ganhar. Quando exposta a dois idiomas a criança apresenta maior flexibilidade no modo de pensar, uma vez que é exposta a diferentes formas de processamento de informações. Há também um acesso a diversas formas de construção do discurso. E vários estudos mostram que crianças com Distúrbio Específico de Linguagem (DEL), Síndrome de Down ou Distúrbios de Desenvolvimento não se diferenciam significativamente em suas habilidades linguísticas de crianças com os mesmos distúrbios que aprendem somente uma língua. Portanto ser bilíngue não é sinônimo de confusão ou atraso de desenvolvimento.

4. Você – como pai e mãe – nunca irá se arrepender disso e sentirá um orgulho enorme do seu filho

Imaginem a situação: você vai com sua família de férias para o Brasil e está louca para mostrar seus filhos para a galera toda. Mas ai você chega lá e seus filhos não entendem a língua e não conseguem interagir e se comunicar com os primos, tios, avós e o resto da família. Triste, né? Eu acho. Estimular o bilinguismo do seu filho – que pode variar entre falar o português com ele e outras atividades que irei mostrar a seguir – é algo que os pais nunca irão se arrepender, especialmente quando situações como a que citei surgirem ou até outras. E tem também toda a parte do orgulho, em ver o seu filho falando corretamente duas línguas em uma idade tão pequena e também podendo se comunicar e se expressar com a família no Brasil e com amigos no Canadá. Eu posso garantir para você que o sentimento é absolutamente maravilhoso e, melhor ainda, você pode servir como exemplo e estimular outras famílias.

5. Nem sempre será fácil

Como tudo que envolve aprendizado e dedicação eu preciso dizer que falar em português com seu filho quando ele vive em um país com outra língua não será sempre fácil. Pode ser natural, mas não fácil. Às vezes seu filho não irá entender o que você está falando, às vezes ele não vai te obedecer (e você irá se perguntar se ele realmente entendeu o que você disse) e às vezes você está na pressa e quer dar o recado rapidamente e acaba achando o “jeito mais fácil”. Eu já ouvi histórias de pais aqui no Canadá que perguntavam em português como o dia de escola dos filhos tinha sido e eles respondiam um simples “bom”; porém, quando a pergunta era feita em inglês a resposta era detalhada e cheia de histórias. Eu não sei até que ponto isso é verdade mas eu espero estimular meus filhos desde pequenos a falarem português e se abrirem comigo nesta língua. Este tem que ser um esforço diário meu.

6. Há diversas formas de ensinar o português para seu filho

Os pais podem se sentir pressionados e achando que a única maneira que seus filhos irão aprender português será através deles e da fala entre eles, mas isso não é verdade. Na verdade há tantas formas que eu nem vou conseguir listar todas aqui, porque o texto seria enorme. Uma das coisas é explorar a cultura do Brasil quando você estiver visitando a sua família. Isso mesmo: leve seus filhos para museus, mostre um pouco do folclore e da cultura do Brasil, estimulando eles a terem mais interesse pela cultura e, consequentemente, pela língua daquele país. Uma outra coisa é manter costumes Brasileiros na sua casa. Isso pode ser feito de diversas maneiras mas a que me vem em mente agora é ter um calendário com algumas datas comemorativas do Brasil – dia do índio, dia da bandeira, festa junina – e celebrar com seu filho estas datas. Há ainda a opção de livros (comprados no Brasil ou até aqui, como os da TimTimTom Books), músicas e, para quem assiste, vídeos e filmes em português. Eu ainda acho que é apenas colocar um vídeo do youtube em português para seu filho não vai estimular a vontade dele em aprender a língua, mas sei que este acaba sendo o caminho mais comum de muitos pais. Por fim, aqui em Toronto temos a sorte de termos programas e projetos de profissionais brasileiros que estimulam atividades e a linguagem do Brasil. Estes projetos são uma ótima oportunidade de incluir o português na rotina de atividades dos seus filhos. Entre estes projetos eu indico o Português Lúdico (um projeto que visa desenvolver o conhecimento da língua portuguesa e da cultura brasileira de forma lúdica, utilizando como alicerce a integração de crianças em atividades que visam promover a oralidade, a leitura e a escrita, de acordo com a faixa etária) e as aulas do INTO FUN Education & Entertainment (aulas de Zumbini, Zumba Kids e Dance & Learn Portuguese). Se você não mora em Toronto pesquise e procure algum projeto semelhante na sua cidade.

Este post faz parte do projeto Mães no Canadá, no qual eu e outras mães brasileiras que moram no Canadá falamos sobre um mesmo tema, todo dia 20 de cada mês. Como sempre eu vou adorar saber o que vcs acham das minhas idéias e não deixem de conferir também o que as outras participantes do projeto tem a dizer sobre o assunto.

Adriane (Ottawa, ON) | Like a New Home
Alessandra (Bathurst, NB) | Canadiando
Amanda (Winnipeg, MB) | Viva Manitoba
Beatriz (Vancouver, BC) | Biba Cria
Carol (Vancouver, BC) | Fala Maluca
Carol (Mississauga, ON) | Minha Neve e Cia
Danielle (Toronto, ON) | Vidal no Norte
Mari (Calgary, AB) | De Bem Com a Vida
Renata (Burnaby, BC) | Mala Inquieta
Vanessa (Calgary, AB) | Partiu Canada BR

Fonte da foto: freepik.com



1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Camila Matos

Amei seu post, quando tiver filhos quero muito incentivar o bilinguismo.