As 10 principais diferenças entre festas infantis no Brasil e no Canadá

Uuma das perguntas mais frequentes das mães brasileiras que se mudam para o Canadá é sobre as tradições das festas infantis por aqui. Então, a convite da querida Gaby eu – Patrícia Pinheiro de Almeida – escrevi esta matéria falando sobre as 10 principais diferenças que eu noto ao realizar festas aqui no Canadá, comparado com as festas do Brasil. Eu trabalho com festas há 10 anos e sou a pioneira no mercado de personalização em Fortaleza (Ceará), sendo uma das primeiras a trabalhar nesse setor no Brasil. Sou fundadora-proprietária das marcas @artesdetalhes (no Brasil) e da @favors4party (no Canada). Trabalhei também durante muitos anos em sociedade com a minha irmã Carol que possui uma fábrica de chocolates em Fortaleza/CE (@carolchocolates) e desde 2016 estou morando com minha família em Toronto. Sou casada com o Claudio, temos dois filhos – o Gabriel de 5 anos o e Leonardo de 2 anos – e amo fazer festas! A matéria se baseia na minha visão e experiência dos mercados brasileiro x canadense (com ênfase no mercado de Toronto, pois é onde eu moro). Além de dar a minha opinião eu gostaria muito de ouvir opiniões sobre o assunto e ler comentários de brasileiros morando em outras cidades do Canadá, portanto todo comentário será muito bem-vindo.

1. Decoração e Mesa de Doces

A mesa de doces e bolo no Brasil é um quesito a parte, né gente? Temos que reconhecer que damos um show de bola quando o assunto é decoração de festas, doces e bolos, de norte ao sul do país. Em geral, as mesas são bem recheadas com os mais diversos doces, brigadeiros, mimos e, claro, o bolo. Elas também levam decoração de flores e peças decorativas para deixar tudo mais belo.

Já aqui no Canadá as mesas são muito simples em todos os aspectos e falando de forma bem generalista. Claro que aqui tem festas mais requintadas também, porém isso não é comum ou faz parte da cultura do país. E isso não é necessariamente um ponto negativo. Apenas quer dizer que as coisas em geral funcionam de forma bem diferente do Brasil. Aqui, praticidade é a palavra predominante, pois não temos a facilidade de contratar profissionais especializados como temos no Brasil. O bolo é geralmente mais simples. Muitas mães acabam fazendo o bolo elas mesmas ou então comprando eles prontos em algum supermercado ou lojas como a Dairy Queen, que tem um bolo de sorvete delicioso.

Brigadeiros e chocolates também não são tão comuns populares (a não ser que seja festa de brasileiro) e para “encher o vazio” da mesa, vejo que muitas mães colocam suquinhos, cupcakes, frutas e verduras (sim! é bem comum aqui as crianças comerem frutas e verduras nos aniversários). Mas para você mamãe brasileira que está organizando uma festa aqui em Toronto, veja também o post que a Gaby fez falando sobre a festa de dois aninhos do Thomas que lá terá uma lista de profissionais brasileiros que não deixaram em nada a desejar para uma festa realizada no Brasil. Da comida a decoração, teve tudo igualzinho ao nosso “estilo brasileiro de festas”.

2. O que é servido

Duas coisas que me fizeram entender bem o porquê de tanta fruta e verdura nas festas: 1) existem muitas crianças alérgicas aqui no Canadá. E tem alergia para tudo! Frutas e verduras são opções de lanche mais “seguro” para se oferecer; e, 2) porque aqui realmente existe uma cultura mais voltada para o que é saudável. As crianças desde pequeninas comem diariamente em suas creches ou escolas verduras cruas como cenoura, brócolis e pepino. Portanto, ter essas opções nos aniversários se torna lógico e bem aceitável também.

3. Quantidade de Convidados

Dependendo de onde você esteja no Brasil ou de que tipo de espaço você estará celebrando a festa, esse número pode variar bastante. Porém, é bem comum ver que festas brasileiras giram em torno de 60 à 120 convidados (ou até mais). Raramente você verá uma festa infantil em Toronto (cidade onde moro e que posso dizer com mais referência) com mais de 60 pessoas. No Brasil, o comum é convidar o(a) amiguinho(a) do(a) seu(sua) filho(a) e seus pais e irmãos (caso os tenha). Já aqui no Canada, o que mais vejo são as crianças serem convidadas e apenas um adulto pode acompanhar a criança. E algumas festas nem o adulto é permitido. Na foto abaixo um pouco dos 100 convidados da festinha de 1 ano que a Gaby fez para o Thomas no Brasil, para apresentar o pequeno para sua família e celebrar a sua chegada com familiares e amigos próximos.

Ana Correa | 2016

4. Locais onde são realizados

No Brasil, as festas geralmente acontecem em buffets infantis, em casa ou em parquinhos indoors. O mercado de buffets infantis deu um verdadeiro “boom” após o ano de 2009/2010 e atualmente se tornou comum fazer as festas nestes locais. Esses buffets já são preparados para esse tipo de festa, oferecendo uma gama de serviços como: decoração, brinquedos e entretenimento para os pequenos, menus com comidas das mais variadas, assistentes para ajudar os pais no dia da festa, etc. Os valores geralmente são elaborados contando a quantidade de convidados e você provavelmente irá adicionar outros serviços por fora desse contrato, como: fotografia, filmagem, bolo, convites, lembrancinhas, etc.
As festas infantis no Canadá acontecem, a grosso modo, em três tipos de locais diferentes: a) em casa ou no salão de festas do prédio; b) em parquinhos fechados (empresas privadas que possuem salões de festas integrado ao espaço de diversão); e c) parques públicos (geralmente, no período que vai de maio até outubro, por conta do clima).

Quando as festas acontecem nos salões de festas dos condomínios, existe para cada um, uma quantidade máxima de pessoas permitida, e poderá haver a cobrança de cheque-caução, taxas pelo uso do espaço e de seguranças (do próprio condomínio) para que fique na porta de entrada. No meu condomínio por exemplo, o salão de festas comporta até 60 pessoas e à partir de 30 pessoas eu tenho que contratar um segurança. Ou então, se for menos que 30 pessoas, mas se eu for servir bebida alcoólica, também é necessário contratar o segurança. As taxas para tal serviço variam de acordo com os condomínios. Quanto a taxa do aluguel do espaço, esta também varia bastante, mas fica na média de CAD$ 75 à CAD$100.00. Vale ressaltar que alguns prédios não cobram essa taxa. Outra diferença é que aqui no Canadá, quando você aluga o salão de festas, existe uma determinada quantidade de horas que você poderá usá-lo (geralmente 6 à 8 horas). Uma amiga que mora em Montreal disse que no condomínio dela é cobrado CAD$ 50.00/hora de uso do salão. Portanto, como vocês podem ver cada condomínio tem suas regras e se você planeja fazer uma festinha no salão do seu condomínio, o melhor é se informar antes de todas essas taxas. Afinal, pode ser o “barato que sai caro”.

As festas em parquinhos fechados variam muito não só em preço, como também em formato. Nos sites que pesquisei existem pacotes para festas com 10 pessoas até 60 pessoas. Sendo o mais barato por CAD$230.00 e o mais caro por CAD$749.00. O que é comum entre esses orçamentos é que nos valores já está incluso pizza, bebidas (refrigerantes, sucos, agua, café e chá), bolo e uma decoração (simples) do espaço. Para mais informações, visite esses sites: Candyland, Playcious e Airriderz.

img_7084

Mães que tem filhos fazendo aniversário no período de maio até outubro muitas vezes optam por cantar os parabéns em parques públicos, onde você não precisa se preocupar com a quantidade de convidados e algumas vezes nem pagar taxas de aluguel do espaço ou seguranças para ficar na porta. Dependendo do número de pessoas da sua festa você precisa pagar uma taxa para a prefeitura (leia mais aqui). Os parques aqui são muito bem estruturados. Muitos possuem o chamado “splash pad”, que são áreas com fontes e brinquedos de água. O verão aqui pode ser bem quente, e a criançada adora se refrescar neles. Então, geralmente as mães pegam uma mesa (do parque mesmo) e lá colocam o bolo, comidinhas e refrescos. Para quem pensa em realizar uma festinha em um parque público em Toronto, veja mais informações no site da prefeitura da cidade. Neste blog aqui você encontra fotos de uma festa linda de 1 ano em um parque.

5. Duração da festa

Como você pode observar no tópico 4, as festas aqui têm hora para começar e terminar. A maioria das festinhas leva em torno de 2 à 3 horas de duração. Já no Brasil o comum seria de 4 a 5 horas (sim, somos muito festeiros!). O interessante é notar que os brasileiros que moram aqui no Canada muitas vezes acabam fazendo festinhas mais longas, como no Brasil. Eu, por exemplo!

6. Atividades e brincadeiras para as crianças

No Brasil, se você faz a festinha em Buffets infantis, geralmente, a diversão/entretenimento já está incluso no pacote. Mas, se você planeja fazer em casa, por exemplo, não se torna uma tarefa difícil achar profissionais com as mais diversas qualidades de serviços prontos para deixar seus convidados felizes e animados.

Se você for fazer festinha em casa ou no condomínio no Canada, você provavelmente precisara resolver a questão de brincadeiras ou algum entretenimento para as crianças também. Isso não significa que você terá que gastar muito dinheiro contratando um profissional de entretenimento. Se este é o seu caso, eu recomendo ir em lojas como Party City ou Dollarama e comprar brinquedinhos que dêem para a turminha se divertir. Como por exemplo: bolas, bambolês, bolinhas de sabão, pula-cordas, etc. Você também pode criar brincadeiras, como “caça ao tesouro” pelo jardim, cabo de guerra, pega-pega, etc. Mas, caso queira, existem profissionais sim aqui em Toronto como mágicos, palhaços, pintura facial, arte com balões, etc. Recentemente, vi um show de um mágico em um shopping (que gostei muito) e pedi uma cotação por e-mail. O valor por 45 minutos de show de mágica sai por CAD$ 255.00 (com HST) e se você quiser adicionar escultura de balões, fica tudo por CAD$ 282.50 (com HST). Neste site aqui você poderá encontrar mais opções de entretenimento para as crianças.

7. Cerimonial

A figura do cerimonial está a cada dia mais presente em festas infantis pelo Brasil. As festas cresceram de tamanho e também em quantidade de fornecedores trabalhando no mesmo evento. Isso fez com que este tipo de profissional tenha se tornado tão importante em nossas festas brasileiras. Afinal, quando a gente investe em uma festa, o que mais queremos é que as coisas aconteçam direitinho, como sonhamos e que também possamos nos divertir nesse momento tão especial. Já aqui no Canadá só vemos eles atuando em eventos de grande porte como casamentos ou eventos corporativos. Porém, uma coisa me chamou muita atenção: os decoradores de festas profissionais e com certificados ou diplomas aqui (explico essa parte mais detalhadamente no próximo tópico), fazem muitas vezes uma parte do papel do cerimonial. Estive conversando com uma reconhecida decoradora de festas infantis daqui de Toronto e ela me mostrou que para cada festa ela faz um verdadeiro e robusto projeto. Nele, todas as informações pertinentes a festa são incluídas. Para cada profissional envolvido na realização do evento ela envia uma cópia deste material por e-mail. Até horários em que cada coisa deve estar posicionada em seu devido lugar. Ou seja, não tem como um fornecedor “x” dizer que não colocou o seu material no devido espaço, porque não sabia que o outro fornecedor “y” só iria chegar no evento 2h depois do horário que ele chegou. Outra coisa que notei na conversa, é que ela (decoradora) opina (e muito) na decoração do bolo e doces da festa. Fato este que já não é comum no Brasil. Fiquei bem impressionada com o nível de detalhamento e organização dela.

8. Profissionais com certificado?

Sim! Aqui a maioria dos profissionais que trabalham em qualquer aspecto de uma festa tem certificados ou então diploma na área de eventos. Quem trabalha com comida, precisa de um certificado próprio chamado de “Food Handler Certification” (para mais informações acesse este site aqui). Até para ser garçom aqui, precisa fazer curso e tirar certificado (eles aprendem até como devem lidar e proceder com segurança com pessoas alcoolizadas). No caso de decoradores e cerimoniais, geralmente, eles têm a graduação em “Event Management” ou “Event Planning”. Acho isso fantástico, pois isso passa segurança para o cliente e faz com que só fique no mercado quem realmente quer fazer parte dele. No Brasil, infelizmente, não existe essa exigência de diplomas e certificados para quem quer entrar na área. Isso acaba abrindo portas para “profissionais” aventureiros, sem a devida experiência técnica e/ou com falta de ética para com o mercado e clientes. As consequências disso vão além de desestabilizar o mercado e fazer com que empresas serias sofram abalos. Conheço pessoas que ficaram traumatizadas porque tiveram problemas sérios em seus eventos. Por exemplo: noivas que nunca receberam as fotos de seu casamento, noivos e vários convidados caindo dentro de uma piscina após o tablado de vidro ter se espatifado todo, graduandos que não tiveram suas festas de formatura porque os cerimoniais que estavam organizando a festa sumiram com o dinheiro, entre outros exemplos terríveis. Portanto, o que vejo é que no Brasil temos muitos eventos, uma grande oferta de todos os tipos de profissionais, porém muitos sem uma graduação ou certificado na sua área. Já aqui no Canadá o mercado de eventos é bem menor, com uma maior restrição ao número de profissionais, porém a maioria é altamente qualificada e técnica em suas áreas de atuação.

9. Fotografia e filmagem

Não dá para imaginar festa infantil no Brasil sem pelo menos um fotógrafo registrando os momentos né? Já aqui é super normal não ter este tipo de profissional e as fotos serem batidas pela família e amigos. A maioria das festas infantis no Canadá não tem fotografo, muito menos filmagem. Para falar a verdade, nunca vi uma festa infantil com filmagem aqui. As festas que fui e que tiveram fotógrafo todas eram de brasileiros. Não significa que estou dizendo que os “gringos” não contratem fotógrafos, mas apenas que isso não é o comum de se ver.

10. Lembrancinhas e Convites

As lembrancinhas de aniversário são chamadas aqui de “loot bags” ou então de “party favors”. O termo “loot bags” é mais usado para as lembrancinhas mesmo, como aquelas que a gente entrega no final da festa para cada criança, podendo conter brinquedinhos e bombons. Já “party favors” é mais usado para lembrancinhas menores, podendo ser usado também para substituir a nossa expressão de “mimos personalizados”. A grande maioria das mães acaba fazendo as lembrancinhas sozinha. Existem lojas que ajudam muito nessa hora, como a Party City, Michael’s ou Dollarama. Elas vendem tanto embalagens como também brinquedinhos e bombons.

Já no Brasil, em muitas festas, a lembrancinha virou um verdadeiro presente. Já vi de tudo: porta-jóias, bolsas, kits personalizados, brinquedos importados, etc. E vamos combinar ne gente? A gente adora receber essas lembrancinhas super caprichadas! Quanto aos “mimos/caixinhas personalizadas”, já vi várias festas com eles. Dá para comprar algumas coisas mais simples e “pré-prontas”, mas quem quiser algo mais personalizado terá de buscar em sites específicos ou então encomendar através do meu instagram: @favors4party.

Os convites aqui chegam de todas as formas: por e-mail, por whatsapp, por recadinho escrito em um papel enviado na bolsa da escola, impresso ou customizado. Eu sou daquelas que não dispensa o convite de papel. Acho que é uma atenção ao meu convidado e eu amo criá-los. Penso que é uma forma de mostrar o carinho pela qual eu quero recebê-los em minha festa. Mas quem não se rende ao convite virtual quando os convidados estão espalhados por toda parte da cidade?

Para você que está buscando mais informações sobre este assunto, espero que eu tenha te esclarecido um pouco mais sobre os tópicos acima e gostaria de te perguntar: E ai? Você prefere as festinhas no estilo canadense ou no estilo brasileiro?



Comentários

Texto excelente, Patrícia! Como sempre, tudo que faz, muito bem feito.
Bem interessante conhecer estas particularidades canadenses. Ficou bem clara maneira como tudo acontece por aí e, melhor ainda, devido aos links e indicações. Facilita bastante para quem mora aí, saber onde procurar.
Parabéns! Ficou TOP mesmo!

Matéria show! Super completa, ta na cara que foi escrita por uma profissional da área, pois cobriu todos os aspectos. Parabéns Patrícia e Gaby.

Interessante demais a matéria, não tinha conhecimento dessas particularidades no Canada. Matéria TOP!!!

Patrícia! Parabens! Post super completo e mega bem escrito! Amei, mesmo!

Como boa Mãe brasileira eu não conseguiria fazer uma festa sem decoração, mas a vida de imigrante não é fácil então a gente sabe que não dá para ostentar e não dá para fazer um casamento na festa de um ano do filho. Acho que uma boa mesa, algumas caixinhas (lindas as da menina que escreveu) e docinhos já deixarão o evento bonito. E a gente não precisa gastar muito. Minha opinião.