Os cuidados que você deve ter com o Extreme Cold Weather Alert em Toronto

attachment-1-16

Nos últimos 3 dias – mais precisamente na quinta-feira, sexta e sábado – foram emitidos 3 Extreme Cold Weather Alerts consecutivos aqui em Toronto. Este é um alerta de frio extremo quando as temperaturas de Toronto estão abaixo de -15C ou com a sensação abaixo de -20C em função do wind chill. Clique aqui para saber o que é wind chill. Clique aqui para ler mais sobre avisos meteorológicos de inverno em Toronto.

Pois bem, em meio a uma postagem no facebook eu recebi várias mensagens de leitores perguntando o que eles deveriam fazer quando este alerta fosse acionado. E eu achei as perguntas super pertinentes e importantes, porque nós brasileiros não estamos acostumados com o frio extremo e não temos noção do seu perigo. Por isso eu resolvi pegar as dicas que a prefeitura de Toronto dá para seus moradores e passar aqui para vocês.

Proteja sua pele

O primeiro cuidado é que você deve cobrir o máximo possível de pele exposta, para evitar problemas como windburn e frostbite. Durante alertas de frio extremo estas complicações podem desenvolver-se em um período relativamente curto de tempo.

Windburn é uma queimadura da pele, mas pelo vento gelado. É na verdade o resultado de temperaturas frias e baixa umidade. Estas condições esgotam os óleos naturais em sua pele, causando secura, irritação e vermelhidão (sintomas muito semelhantes a uma queimadura de sol).

Já o frostbite é uma lesão causada pelo congelamento da pele e tecidos subjacentes. Primeiro sua pele fica muito fria e vermelha, entorpecida, dura e pálida. É mais comum nos dedos das mãos e dos pés, nariz, orelhas, bochechas e queixo. A pele exposta em tempo frio e ventoso é mais vulnerável a congelamento. Mas este congelamento pode também ocorrer na pele coberta por luvas ou outras roupas. Frostnip – a fase inicial do congelamento – não causa danos permanentes na pele. Você pode tratar frostnip com medidas de primeiros socorros, incluindo o reaquecimento da pele. Já frostbite requer atenção médica porque pode danificar a pele, tecidos, músculos e ossos. As possíveis complicações incluem infecções e danos nos nervos.

Vista-se adequadamente

Quando está frio extremo lá fora não dá para brincar e achar que seu casaco do inverno do Brasil é suficiente. O frio é perigoso e pode até matar. A prefeitura recomenda que as pessoas se vistam em camadas e que as camadas externas sejam impermeáveis e à prova de vento. Também indicam que você use gorros e luvas quentes, além de botas quentes e impermeáveis. Clique aqui e aqui para mais dicas sobre como se vestir no inverno.

Esteja sempre seco

É fundamental que em dias de muito frio você evite usar roupas molhadas, pois se você estiver molhado é mais provável que você desenvolva hipotermia. A hipotermia é uma emergência médica que ocorre quando seu corpo perde calor mais rápido do que pode produzir, causando uma temperatura corporal perigosamente baixa. A temperatura normal do corpo é de cerca de 37 C e na hipotermia a temperatura do corpo fica abaixo dos 35C. Se você estiver suado, mergulhou na água ou se molhou por causa da neve e chuva troque sua roupa por uma seca o mais rápido possível.

Mantenha-se ativo mas seguro

A prefeitura não pede para você ficar trancado em casa em dias de frio extremo, mas pede que você tome alguns cuidados. A dica principal é que você remarque atividades ao ar livre e limite o tempo fora de casa quando há previsão de frio extremo. Há também o pedido que você olhe a temperatura e os alertas antes de sair de casa. Ainda, se você teve que sair deve entrar em edifícios aquecidos com certa frequencia (por exemplo shoppings e bibliotecas) para não ficar exposto ao frio extremo por muitos minutos. Em dias de nevasca e frio é recomendável usar botas confortáveis, roupas de cores brilhantes e notificar familiares e amigos sobre onde você estará e quando pretende voltar.

Cuidados com sua casa

Se você tem um aquecimento que não tem termostato o seu ladlord (ou você) deve manter a temperatura do inverno pelo menos a 21C. Ainda, a prefeitura pede que os proprietários de casas façam manutenções regulares, incluindo ter a garantia de que o sistema de aquecimento está funcionando corretamente. Por fim, os moradores de Toronto devem se preparar para a possibilidade de falhas de energia (e este site aqui explica como você faz isso). Ai você deve pensar: claro que uma cidade como Toronto não vai ficar sem energia. E se eu te contar que em dezembro de 2013 Toronto foi pega por um super storm e moradores ficaram sem luz por muitos dias (clique aqui e leia mais).

Grupos de risco

Uma das recomendações é em relação a grupos vulneráveis, que incluem amigos e vizinhos que moram isoladamente, especialmente idosos. A prefeitura sugere que as pessoas liguem para estes conhecidos vulneráveis e certifiquem-se que eles estão bem. Outros grupos em risco quando o frio está extremo incluem pessoas com problemas cardíacos ou doenças respiratórias crônicas, bebês e crianças pequenas, pessoas que tomam certos medicamentos e álcool, pessoas que trabalham ou fazem atividades físicas fora por longos períodos, pessoas com problemas mentais e mendigos.

Como boa pesquisadora vou tentar explicar alguns deste grupos de risco. Bebês e crianças pequenas perdem mais calor porque suas cabeças são maiores que seus corpos. As pessoas perdem calor pelas suas cabeças e no frio extremo isto pode ser perigoso. Pessoas mais velhos são mais vulneráveis – e consideradas de risco – porque com a idade o corpo perde capacidade de regular sua temperatura. Ainda, pessoas idosas podem ter problemas de mobilidade (i.e. movimentam-se mais devagar) e isso pode dificultar que eles cheguem a lugares quentes. Pessoas com problemas mentais podem não ser aptos a se vestirem apropriadamente. As vias aéreas tendem a estreitar-se com o frio, tornando a respiração mais difícil e afetando aqueles que já possuem dificuldade em respirar (pessoas com asma e doença pulmonar obstrutiva crônica, incluindo enfisema e bronquite crônica). Por fim, o frio faz com que os vasos sanguíneos se contraiam, aumentando a pressão arterial e o risco de morte por doença cardíaca e derrame. Aliás, um estudo publicado no Circulation (um dos melhores jornais científicos da área) mostrou que há 33% mais infartos no inverno (e olha que o estudo avaliou dados do inverno de Los Angeles, que nem é tão frio assim).

Links importantes

Abaixo deixarei uma lista com links importantes para quem quer ler mais sobre o assunto.

Cuidados com seu cachorro no frio extremo

Estatística dos Extreme Cold Weather Alerts em Toronto

Informações com números para ligar em caso de emergência

Documento: Cold Weather Response Plan de Toronto

Mapa com todos os alertas meteorológicos em vigor agora no Canadá



  • 8 Responses

    1. Janaina disse:

      Olá Gaby, sempre sigo suas postagens pelo face e adoro. Estou em processo de imigração pro Canadá e suas tips tem me ajudado muito. Nem imagino como é passar por esse frio. Minha dúvida está em como se trabalha em dias de frio extremo?

    2. POTIRA disse:

      Oi Gabriela, acessei seu blog pela primeira vez hoje, e estou gostando muito. Vou virar “assídua” rsrs… meus filhos estão indo embora pra Toronto no segundo semestre daí suas dicas serão muito úteis, pra eles e para mim quando eu for visitá-los. Grande abraço.

    3. Adônis Tavares disse:

      Excelente post! Primeira vez que acessei seu blog e agora vai virar rotina pra mim.
      Muito boas as informações dadas e bem embasadas. Parabéns!

    4. Maria Helena disse:

      Realmente, a gente pensa que é só colocar roupa e pronto. Mas não! Um dos melhores posts do blog, parabéns!

      • Obrigada. Achei que seria importante escrever sobre estes cuidados pois muita gente pensa que é só colocar um montão de roupa e pronto: está preparado para o frio extremo. Ainda, muita gente tbem acha que o único sintoma do frio é “passar frio” e há sim muitas complicações e é perigoso.

    5. Lais disse:

      Oi Gaby, tenho te seguido há algum tempo e seus posts são muito bons e úteis.
      Uma coisa que eu sempre penso quando falam de frio extremo e eu não entendo é como funciona a ida ao trabalho nos dias de muito frio. Bota de neve, calça e casaco impermeável e etc…. Como faz com tudo isso quando se chega ao trabalho? Sei que é dúvida de iniciante , mas sempre vejo as pessoas falando que por baixo nada muda, nos lugares fechados nada muda… Mas a paraphernalia toda, como fazem?
      Desde já obrigada! E espero que possa sanar minha curiosidade!
      Bjs
      Lais

      • Juliano disse:

        Na minha empresa aqui no Canadá existem armários para deixar os casacos, luvas, etc.. Também é bem comum deixar um par de sapatos na empresa apenas para uso interno. Quando você vai embora você coloca a bota de neve novamente 🙂

    1. 21/02/2017

      […] (39 alertas) e 2013-2014 (36 alertas). Não sabe o que é alerta de frio extremo? Clique aqui e aqui e leia mais sobre o […]

    2. 24/08/2017

      […] budget de viagem. E não é luxo não: o frio é super perigoso e pode até matar (leia este post aqui falando sobre os cuidados que você deve ter com o frio). Um bom casaco é fundamental para sua […]

    Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *