Roadtrip Yellowstone Parte 3: parte do Upper Loop, Gardiner e Grand Canyon

DSC_3295

** Antes de começar o post quero dizer que a foto acima não é pintura e não usamos photoshop. Este é o Grand Canyon do Yellowstone, e ele é lindo, amarelo e uma das surpresas da viagem (porque ninguém me contou que tinha um Grand Canyon dentro do Yellowstone!). Bom, deixa eu começar o post…

Continuando a nossa viagem pelo Yellowstone, o parque nacional mais antigo do mundo, hoje eu vou falar para vocês sobre 3 regiões lindas: a parte oeste do Upper Loop (de West Yellowstone até Gardiner), a cidadezinha de Gardner (bem inha mesmo, que fica no estado de Montana) e o lindo Grand Canyon of the Yellowstone (uma das partes mais lindas do parque). Se você ainda não leu os outros posts clique aqui e aqui para conferir.

West Yellowstone até Gardiner (via Yellowstone Park)

Antes de descrever as atrações deste trecho da nossa roadtrip vale destacar que o caminho entre West Yellowston e a Norris Geyser Basin faz parte do Lower Loop, e somente do Norris Geyser Basin até Gardiner temos o Upper Loop. A paisagem nesta parte do parque muda literalmente a cada curva, e prepare-se para se surpreender (veja fotos deste trecho de 64km abaixo).

DSC_3580

DSC_3581

DSC_3610

DSC_3607

DSC_3631

DSC_1534

A primeira parada que fizemos foi na Artists Paintpot, uma trilha que possui alguns gêisers, fontes de águas termais e de lama. Não é um lugar tão famoso, mas o que achei legal da trilha (de 2km) é que você sobe um morro e consegue ver a região do alto – e toda sua instabilidade.

DSC_3238

Uma outra atração deste trajeto é o Golden Gate Canyon, que recebeu este nome devido a cor das pedras. O lugar é lindo, possui uma cachoeira e uma estrada super sinuosa, com viadutos que passam literalmente dentro do canyon e foram reconstruídos umas 4 vezes. Uma paisagem linda e super diferente de outras encontradas no parque (Jojoe fez até um olhar de modelo para a foto no Golden Gate Canyon – abaixo).

DSC_3602

Também neste trajeto você encontra a Mammoth Hot Springs, um grande complexo de águas termais em um monte de mármore travertino, que fica ao lado do Fort Yellowstone e do distrito histórico Mammoth Hot Springs. Eu não sou expert no assunto mas a explicação que entendi foi que a água quente que chega no Mammoth Hot Springs passa por um lugar que tem formações rochosas ricas em carbonato de cálcio. A falta de circulação ao longo deste corredor permite que a água superaquecida pare um pouco e resfrie-se, formando essas estruturas. Essas fontes estão fora do limite da caldeira (e das outras fontes termais do parque) mas sua presença nos reinforça como o sistema magmático do local é forte/intenso (ou seja, como o Yellowstone é instável geológicamente falando). Clique aqui e veja o que fazer na região do Mammoth Hot Springs.

DSC_3766

DSC_3769

DSC_3773

DSC_3779

DSC_3792

DSC_3796

DSC_3804

DSC_3813

DSC_3827

DSC_3828

DSC_3832

DSC_3836

Cidade de Gardiner, Montana

A cidade de Gardiner fica no topo de Yellowstone (entrada Norte), no estado de Montana e foi fundada em 1880 (apesar da região ter sempre servido de entrada principal para o Yellowstone desde a sua formação em 1872). A cidade é muito pequena (em torno de 900 habitantes) e vive do turismo e do fato de ser uma das duas entradas do parque que fica aberta o ano todo (a entrada N e NE ficam abertas o ano todo).

DSC_3660

O Roosevelt Arch é a mais famosa estrutura em Gardiner, e certamente a entrada mais famosa do parque. O arco de pedras é lindo, super alto e foi inaugurado pelo presidente Theodore Roosevelt em 24 de Abril 1903. O arco é visível duas milhas ao norte de Gardiner em Highway 89.

DSC_3675

DSC_3751

Antes de chegar na cidade você passa por um vale lindo, e vimos muitas pessoas tomando banho no rio quente. Não deixe também de parar e bater uma foto no Paralelo 45 Norte (a metade do caminho entre o Equador e o Pólo Norte).

DSC_3761

Ficamos hospedados duas noites em Gardiner. Há várias opções – nada muito chique, mas tudo bem caro – e ficamos no Yellowstone Gateway Inn. O hotel foi reformado a pouco tempo e possui apartamentos completos com cozinha, quarto, sala e banheiro, além de churrasqueira. Atenção pois eles cobraram umas 2x o mesmo valor no cartão (então fica a dica para vocês prestarem atenção). O que mais me chamou a atenção foi a vida selvagem em Gardiner: alces e mooses vinham no quintal do hotel para comer e passear… foi uma estadia incrível e recomendo muito ficar no hotel e na cidade.

DSC_4169

DSC_4219

DSCN2525-2

DSC_4263

DSC_4240

Grand Canyon do Yellowstone

Conforme escrevi anteriormente, eu não tinha a mínima idéia que dentro do Yellowstone havia um Grand Canyon, e ele é lindo, amarelo e com duas cachoeiras e vários mirantes com nomes super inspiradores (leia abaixo). O Grand Canyon of the Yellowstone é o primeiro canyon que o rio Yellowstone forma (pasmem, existem outros – como um que você observa quando está chegando no parque pela Entrada Sul). O Canyon possui 39km de comprimento, 240 a 370 metros de profundidade e 1 km de largura em média (ok, nem se compara ao famoso Grand Canyon do Arizona – 446km de comprimento, 1800 metros de profundidade e 29 km de largura – mas é lindo de qualquer jeito).

DSC_3277

DSC_3317

Os mirantes ficam localizados em duas estradas que passam na margem Norte (North Rim Drive) e na margem Sul (South Rim Drive). A North Rym possui os seguintes mirantes: Lookout Point (aonde você tem uma vista linda da cachoeira Lower Falls), o Grand View (aonde você consegue ver os paredões gigantescos de pedras amarelas delimitanto o vale do rio), e o Inspiration Point (um mirante mais reservado no qual você consegue ver uma parte mais “verde do Canyon). Há várias trilhas para você descer pelos paredões de pedra (oi?) e chegar bem próximo das cachoeiras. Decidimos ficar com a vista mais afastada, que na minha opinião é a mais linda.

DSC_3346

DSC_3357

DSC_3369

DSC_3410

Falando em beleza, a South Rym possui a vista mais linda do Canyon: no mirante chamado Artist Point você consegue ver a Lower Falls e o Canyon de um ângulo lindo. O nome do mirante deve-se ao fato de que este lugar, esta imagem serviu de inspiração para vários artistas. Ainda no South Rym há uma trilha para você ver a Upper Falls e também um lugar chamado Uncle Tom’s Point, aonde tem uma trilha chamada Uncle Tom’s Trail que nada mais é do que uma escadaria construída em 1898 para que os visitantes pudessem observar a cachoeira mais de perto. O nome – Tio Tom – se deve ao nome da empresa que a construiu. Obviamente pulamos, até porque andar em uma escada de madeira de mais de 100 anos na beira de um precipício não é do meu gosto… mas muita (muita) gente estava fazendo a trilha (veja foto abaixo).

DSC_3319

DSC_3323

DSC_3218

Pertinho do Grand Canyon fica o Canyon Village, com museu, hotel (Canyon Lodge), restaurantes, centro de informações, lojas e uma ótima estrutura. Vale a pena programar-se para visitar o Grand Canyon e depois dar uma passadinha na vila.

** Vale dizer que tudo que descrevi acima fizemos em 2 dias.

You may also like...

9 Responses

  1. Ariany Vieira disse:

    Nossa, demais mesmo!! Somente agora estou olhando os outros posts e nao da para escolher, cada passeio e cada imagem mais surpreendente que o outro! Parabens aos fotografos!
    Quando eu escutava sobre Yellowstone nao imaginava tudo isso e nem fazia ideia de tanta coisa que tem ao redor.
    Adorei as fotos das hot springs, estao demais! Esse hotel parece super fofo mas com certeza aquele do Camping glamuroso, “Glamp”, muito mais estiloso e parece super aconchegante, adorei mesmo!
    Beeijo

  2. PaTy disse:

    Não tinha visto ainda!!! Gente…. que lugar lindo e fotos lindas!! Amei!!!!
    Parabéns!!!!!!!!

  3. Desa disse:

    Gaby, obrigada por compartilhar com a gente a viagem linda q vcs fizeram! E deixar todas as ótimas dicas! As fotos estão exuberantes! Parecem mesmo pintura!!! Deus é muito perfeito em tudo o que faz!!! Bjss
    PS. Dona Anna, eu tb queria ser o Jojoe nessa viagem! 😉

  4. Samy disse:

    Eu olhei a primeira foto e pensei “parece uma pintura”
    Muuuuuuito lindas essas fotos!
    Gaby, fiquei com uma dúvida, o parque é “ao redor” do super vulcão?!
    Eu não entendi muito bem onde ele tá e pesquisei no Google mas as explicações dão a entender que é tudo junto e misturado e eu fiquei com mais dúvida do que já tinha ahahahah
    beijo!

  5. anna maria lima de melo disse:

    Que maravilhoso !!!! As fotos especialmente lindas !!! Amei tudo e como gostaria de ser o Joe nesta viagem!!!!…so na mordomia!!!Bjs.

    • Foi lindo mesmo mãe, um dos lugares mais belos e diferentes que já fui. Jojoe curtiu demais e foi mimado muito. Agora ele está na tosa ficando limpo e cheiroso para seu aniversário, semana que vem. Beijos e ótimo final de semana

  1. 07/12/2014

    […] pelo parque vizinho de Grand Teton, exploramos o Yellowstone tanto no Lower Loop quanto no Upper Loop, nos apaixonamos pela incrível vida selvagem do parque, exploramos as atrações vizinhas, e demos […]

  2. 24/06/2015

    […] Roadtrip Yellowstone Parte 3, aonde falo sobre parte do Upper Loop (cuja paisagem muda literalmente a cada curva), sobre a cidadezinha de Gardiner (no estado de Montana, na estrada Norte do Parque), e sobre o lindo e surpreendente Grand Canyon of the Yellowstone. […]

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *