Curiosidades sobre a vida em Toronto durante a pandemia

Nem acredito que já estamos entrando no quinto mês de restrições sociais por causa da pandemia de coronavírus. E faz muito tempo que eu não escrevo sobre o assunto aqui no blog; por isso, resolvi escrever este post, mesmo sabendo que muita gente já não aguenta mais ouvir sobre ele. Fato é que de março para cá muita coisa mudou, mas muita coisa continua a mesma. Há muitas notícias e apesar dos casos terem baixado as coisas ainda não voltaram ao normal.

Neste post eu não vou falar de dados ou sobre estágios de abertura. Todo mundo fala disso e você pode digitar no google e verá tudo sobre o assunto. Vou trazer algumas notícias e curiosidades que tenho acompanhado e achei legal compartilhar com vocês, coisas diferentes que estão acontecendo por aqui e que achei curioso compartilhar. Vou adorar se vocês puderem comentar se já sabiam disso ou se tem mais algo interessante para adicionar nesta listinha.

Aproveitar o verão antes que ele acabe

O Canadá não foi em nenhum momento restrito durante a pandemia, mesmo nos dias com muitos números de casos. Eu imaginava que seria assim, porque a cultura aqui é assim: foi pedido que as pessoas respeitassem e assim foi feito (na maioria das vezes). Eu até fiquei brava algumas vezes e pensava “porque eles não criam uma lei para todo mundo ficar em casa e ponto”, mas ai você lembra de como a vida funciona aqui e isso é quase que impossível. E tem também o fator verão, que é uma época tão esperada e tão curta. Eu lembro quando o movimento ActiveTO surgiu e eu pensei: eles só podem estar de brincadeira. Nesse evento eles não restringiram as pessoas a ficarem em casa, mas deram mais espaço (i.e. fecharam ruas importantes da cidade) para as pessoas se exercitarem com o devido distanciamento social. Deu certo! Eu sinto que o governo sempre soube o que estava fazendo e foi abrindo aos poucos, mostrando o que poderia ser feito e que nos cuidando a gente poderia aproveitar o verão. Tudo foi acontecendo e dando certo… e está dando. Espero que continue assim.

Máscaras obrigatórias para todos maiores de 2 anos

O uso de uma máscara ou cobertura de rosto é obrigatório em Toronto em espaços públicos internos desde 7 de julho de 2020, de acordo com a City of Toronto By-Law 541-2020. A máscara ou a cobertura do rosto deve cobrir o nariz, a boca e o queixo, sem ter espaço. Segundo a prefeitura, “usar uma máscara ou cobertura de rosto é uma medida adicional que podemos tomar para reduzir a propagação do COVID-19 e mantermos seguros”. Isso significa que, com algumas exceções, todos os clientes ou visitantes que entram em uma premissa interna devem usar uma máscara ou cobertura de rosto enquanto estiverem dentro. No site deles – aqui – eles explicam todos os detalhes desta lei.

Toronto foi escolhida como hub city para os jogos de hockey da NHL

Eu fiquei muito curiosa quando soube que as ligas de esporte irão retomar mas agora, ao invés dos jogadores viajarem para várias cidades para jogam, eles estarão “parados” em uma mesma cidade até o final da season. E no caso da liga de Hockey (NHL) Toronto foi uma das cidades escolhidas – a outra é Edmonton. Os jogos começarão no dia 1 de agosto e aqui em Toronto serão feitos no Scotiabank Arena. São 24 times e as 12 equipes da Conferência Leste estão aqui. A final será em Edmonton, que está agendada para começar em 22 de setembro e terminar até o dia 4 de outubro. Cada arena irá ter até três jogos por dia, com um potencial de 52 jogos sendo jogado ao longo de nove dias (há várias regras que eu não entendi). Os jogos aqui em Toronto serão 12pm, 4pm e 8pm. Obviamente nenhum dos jogos terá torcedores e os jogadores estarão em uma certa “bolha” podendo transitar entre hotel, restaurante e ginásios para treinos e jogos.

Um pátio para 1000 pessoas

Quando Toronto entrou na fase 2 de reabertura os restaurantes puderam abrir suas portas para receber as pessoas, porém com restrições. A principal delas é que ninguém poderia ser atendido em ambientes fechados. Isso implicou nos restaurantes adaptando seus patios para acomodar mais e mais clientes, mantendo também o distanciamento social necessário. O Distillery District – antiga destilaria que hoje abriga lojas, galerias de arte e restaurantes – se adaptou para receber as pessoas que se sentiam confortáveis (e ansiosas) para comer fora. O local – que é um imenso calçadão – criou 12 patios, 250 mesas e 1000 assentos, tornando-se um dos maiores patios de Toronto nesta fase 2 de reabertura. Eu confesso que fiquei curiosa para ir ver como está o lugar, já que é um dos meus lugares favoritos de Toronto. Deve estar incrível poder comer no meio dos prédios antigos e ao ar livre. Vários restaurantes já tinham patio, mas esses lugares eram super disputados. Ainda não me sinto confortável em ir, mas achei legal a idéia e quis compartilhar com vocês.

Um cinema de barcos distantes socialmente

Sim, você leu bem: Toronto terá um cinema de barcos que estarão distantes socialmente (como se fosse um drive in mas ao invés de carros você estará em barco). E esse é só um exemplo das diversas atividades que você encontra na cidade nesse momento – e um dos motivos de eu me impressionar como as pessoas aqui conseguem se reinventar e se adaptar, com tudo! O evento acontecerá por uma semana em setembro e serão 12 a 24 mini-barcos, com capacidade para 8 pessoas por barco. Os ingressos exigirão que você compre o barco inteiro para garantir que os grupos estejam sentados apenas com amigos e familiares (i.e. mesma “bolha”) e para permitir o distanciamento social entre os barcos. Achei a idéia incrível e você pode ver mais informações clicando aqui.

Yoga em uma bolha

Uma outra curiosidade – ou adaptação – que está relacionada ao que estamos vivendo em Toronto são as famosas bolhas para fazer yoga, que estão localizadas do lado do Hotel X lá no Exhibition (Stanley Barracks). O nome da empresa que está fazendo isso é a Lmnts Outdoor Studio e são 50 bolhas. Fui ler sobre a atividade e vi que a temperatura dentro das bolhas pode passar de 37C, mas mesmo assim achei a idéia super legal e está fazendo o maior sucesso. Clique aqui para saber mais sobre como funciona. Vale falar que o último dia das aulas será dia 31 de julho, então você ainda tem 1 semana para participar.

Comendo literalmente na rua

Outro dia eu estava passeando de carro com a família no centro de Toronto – fazemos isso sempre porque morremos de saudade de passear por lá mas ainda não temos coragem de ir – e ficamos impressionados como os restaurantes criaram patios no meio da rua, literalmente. Muito dos estacionamentos na rua sumiram e deram espaço a mesas para as pessoas comerem e também cadeiras Muskoka e lugares para as pessoas descansarem. Tudo bem afastado uma da outra (na maioria das vezes). os lugares que mais fizeram isso são os seguintes: King Street West, Leslieville, Yonge Street, Dundas West, The Junction, entre outras. Na verdade, se você andar pela cidade vai ver como os lugares se adaptaram para receber os clientes durante a fase 2 de reabertura da cidade. E certamente você vai se impressionar como todos estes lugares estão cheios.

Uma nova/antiga maneira de entretenimento: drive-in

Na verdade, drive-in é algo super antigo: dirigir seu carro para assistir algo em uma tela foi muito popular no final dos anos 50′ e começo dos anos 60′, mas diante de tudo que estamos vivendo essa atividade está se tornando super popular e há várias opções para você ver um filme, assistir um show e fazer algo diferente em segurança. Segue uma lista com alguns deles:

Espero que tenham gostado do meu texto e não deixem de comentar se tem alguma curiosidade ou algo que vocês acham que seria interessante de ser acrescentado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *