Tudo sobre a nossa primeira vez acampando no Canadá

Na semana que passou tivemos nossa primeira experiência acampando aqui no Canadá – e na verdade nossa primeira experiência acampando na vida. Primeira e segunda. Optamos por acampar por vários motivos mas o principal foi o pedido insistente do meu filho mais velho, que colocou na cabeça que queria explorar a natureza e vinha pedindo para fazermos isso há algum tempo. Lemos muito e conversamos com muitas pessoas e achamos que este verão seria o momento ideal para compramos alguns equipamentos e começarmos a nos aventurar desta maneira aqui no Canadá.

Confesso para vocês que acampar nunca foi algo que eu me animei, porque eu gosto de conforto, hotel, café da manhã pronto e de chegar em casa e não ter que limpar um montão de coisas e poder descansar. Não acho que seja a melhor maneira de viajar, mas acho que é sim uma ótima maneira de se conectar com a natureza e de deixar seus filhos felizes. Porque, deixa eu contar para vocês uma coisa: as crianças AMAM, tudo. Montar a barraca, correr na areia, mexer nos bichos, dormir na barraca quente, tomar banho de mangueira… tudo é festa! E por causa desta felicidade e deste tempo juntinhos eu e meu marido decidimos que iremos ainda acampar muitas e muitas vezes, porque são estes momentos que certamente ficarão marcados na memória dos meninos.

Abaixo eu coloquei várias informações sobre camping que acho relevante e queria compartilhar com vocês. Notem que não somos “profissionais” no assunto e ainda temos MUITO que aprender, mas como recebi muitas perguntas sobre o assunto resolvi escrever um post dedicado a ele.

Camping privado vs. Camping público

Nós acampamos duas vezes na última semana. A primeira vez fomos para um camping privado (KOA Owen Sound) e a segunda vez fomos para um parque provincial (Killbear Provincial Park). Decidimos dar essa “quebrada” porque achamos importante vir para casa lavar a roupa e tomar um banho demorado, já que os chuveiros não estavam funcionando. Foi ótimo e ficamos 3 noites no primeiro e 2 noites no segundo, intercalando com uma noite em casa. Achamos que deu super certo.

Os campings nos parques provinciais são super organizados e achamos a experiência ótima. Nós já tínhamos ido no Killbear ano passado, mas de RV (trailer) – leia aqui. A experiência é totalmente diferente mas achamos ótimo: banheiros limpos e sempre perto de onde estávamos, muito patrulhamento (sempre algum carro do Ontario Parks passando), sites grandes e lugares lindos. Além disso acho ótimo o fato de ter muitos parques provinciais espalhados por Ontario e o sistema de reserva ser super fácil.

Nosso site com as duas barracas no parque provincial Killbear
Nossa primeira refeição no Killbear: no fundo dá para ver o lago (ficamos pertinho!)

Há muitos campings privados e é super difícil escolher qual ficar. Há muitos bagunçados e pelo site e fotos eu fiquei até com medo. A rede de campings do KOA são ótimos e sempre bem arrumadinhos. Eles tem a opção de você acampar com barraca, ir de trailer e tem também casinhas com ou sem banheiro. Aliás, falando em banheiro, os chuveiros estavam abertos e foi ótimo. A estrutura do KOA é ótima e o preço é só um pouco mais caro que os campings dos parques provinciais. Ficamos neste aqui.

Esse foi nosso camping site no KOA de Owen Sound
Amamos o fato de ter muitas árvores e ser bem privado

Mas, qual escolher? Acho que depende muito do que você busca. Se você só quer um lugar para dormir e irá explorar a região de carro eu acho que o privado é a melhor opção. Foi isso que fizemos quando exploramos a região da Bruce Península (leia mais aqui). Se você quer curtir o acampamento e não sair de carro, eu acho que a melhor opção é ficar em um parque provincial, porque eles possuem várias atrações dentro – especialmente praias – e ai vc só caminha para chegar nestas atrações.

O que compramos

Quando estávamos nos preparando para acampar eu mostrei no IG do blog algumas das coisas que compramos eu recebi muitas mensagens sobre o que não poderia faltar nesta “primeira experiência” e o que eu achava que foi bom ou não. Já adianto que compramos tudo na Amazon e abaixo estou colocando links para vocês comprarem os produtos. Utilizando estes links vocês não pagam mais e eu ganho uma pequena comissão, que me ajuda a pagar os custos que tenho com o blog.

Barraca: nós compramos uma barraca da Coleman para 6 pessoas do tipo Dark Room Technology, que bloqueia 90% dos raios solares. Ela não está disponível na Amazon mas coloquei o link para a de 4 pessoas. Nós amamos a barraca porque assim as crianças conseguiram dormir até as 8am – bem mais tarde do que estamos acostumados. Na barraca conseguimos colocar dois colchões do tipo queen e ainda sobrou espaço na frente para as bolsas de roupas. Também achei ótima a capa de chuva: segurou super bem a tempestade que pegamos.

Aqui está o registro da nossa primeira vez montando uma barraca em um camping

Colchão do casal: o colchão que compramos foi um super alto da Intex, que tem uma bomba elétrica embutida nele. É só ligar na tomada que ele enche rapidinho (em menos de 5 minutos), perfeito! Achamos o colchão super confortável e é o colchão com melhores reviews na Amazon. Depois que compramos descobrimos que vários amigos que acampam tem o mesmo, o que confirmou nossa escolha como certa.

Colchão das crianças: o colchão dos meninos foi este queen da Coleman, que achamos super bom mas nos arrependemos um pouco de comprar tão grande, porque eles ficam dormindo amontoados em um canto e sobra bastante espaço. Um menos (twin) seria melhor. Ainda, depois da facilidade de ter um colchão de enchimento automático (o anterior) achamos bem chato ficar bombeando esse para encher. Então a dica é que você compre todos os colchões de enchimento automático.

Lanternas: uma das coisas que não pode faltar em um camping são lanternas. Nós levamos várias, para iluminar o camping todo. Essa primeira aqui adoramos porque tem duas menores que ficam acopladas e a gente dava para os meninos (eles amaram!). Essa outra aqui é super potente e servia para iluminar bem o nosso caminho – e era a que eu mais usava porque não gosto muito de escuro.

Ventilador para barraca: nossa barraca é escura e quente, então não aguentávamos ficar lá dentro sem ventilador. Mas não queríamos deixar nenhum buraquinho aberto com medo de algum bicho entrar, então compramos esse ventilador de bateria ótimo, com luz. Deixávamos ligado a luz fraquinha e os meninos gostavam de dormir com o barulho e o vento. E nós também! Vale falar que há 4 velocidades no aparelho e a bateria durava umas 3-4 horas, o que era suficiente porque a noite sempre ficava friozinho.

Cadeiras portáteis: queríamos comprar cadeiras pequenas e leves (i.e. fáceis de guardar e levar para qualquer lugar. Pesquisamos MUITO e acabamos comprando essas na Amazon. O preço não é das mais baratas – 2 cadeiras por $80 – mas estamos apaixonadas pela leveza e conforto. Acho que fizemos a escolha certa! Já tínhamos comprado cadeiras bem baratas que foram praticamente descartáveis, e desta vez investimos para durar mais.

Meninos posando para a foto na frente da nossa barraca e sentado nas cadeiras. Notem que na foto vocês conseguem ver nossa extensão elétrica e a lona que fica embaixo da barraca (maior que a barraca para termos um “espaço” para tirar o sapato).

Extensão elétrica: se você alugou um camping site com eletricidade você terá que ter uma extensão elétrica. A chance da tomada do seu site ser em um lugar horrível é muito grande e é importante ter esse cordão que vai ser como uma tomada móvel, para você ligar todos os seus equipamentos na eletricidade. No nosso carro ligamos até nosso carro!

Lonas e cordas: eu não imaginava o quão necessário era a compra de lonas e cordas. A lona que meu marido comprou para colocar embaixo da barraca foi essa aqui e elas são sempre bem baratas, mas muito necessárias. As cordas que ele comprou foram essas aqui, também muito baratas e super necessárias. Na verdade preciso dizer aqui que faltou ter mais lonas – compramos duas mas uma muito pequena, então acho que na próxima vez teremos mais lonas e maiores.

Tenda de comida: na segunda vez que acampamos fomos com amigos e eles tinham um monte de coisas a mais, que achei super interessante e útil, por isso estou citando aqui. A primeira coisa era uma tenda para comida. Achei ótimo porque protegia a mesa onde ficava a comida de insetos e podíamos comer sem nos preocuparmos. Há várias opções de tendas e elas não são tão baratas, mas é algo que queremos comprar para complementar nosso equipamento.

Aqui está a tenda de comida dos nossos amigos: perfeita!

Cooler elétrico: ta ai outro equipamento super útil para quem quer acampar. Esses cooler elétricos funcionam até na tomada do carro e são uma ótima maneira de você não se preocupar em manter a comida gelada e segura. Porque, preciso dizer, faz MUITO calor nesta época do ano e não dá para arriscar, especialmente quando fazemos este tipo de aventura com criança pequena. Dependendo de onde você for não há lojas por perto, então ter um equipamento assim é bem importante.

Fogão portátil: no primeiro camping que fizemos não tínhamos nenhum fogão e foi ok. Nós fizemos churrasco todo dia na fogueira e estava muito bom. Mas no segundo nossos amigos levaram e foi ótimo ter esta praticidade. Não acho que seja um equipamento imperdível, mas por ter um preço bem em conta eu acho que iremos comprar sim.

Sacos de dormir: ao invés de levarmos um montão de roupa de cama optamos por levar sacos de dormir e achamos muito mais fácil. Existem vários sacos de dormir – inclusive para crianças – e vocês podem ver várias opções clicando aqui. Nós compramos sacos não tão grossos, de uma média de $40 cada, porque não planejamos acampar no frio extremo, então pegamos de boa qualidade (marca Coleman) mas acessíveis.

Machado para lenha: meu marido comprou um machado para lenha baratinho que ele achou bem importante. Na primeira vez que fomos para um parque provincial de RV demoramos MUITO para fazer a fogueira porque as lenhas que compramos eram bem grandes. Desta vez as lenhas não estavam tão grandes, mas o machado ajudou o fogo a “pegar” mais rápido. Além disso ele comprou um “ventilador para fogo” que, segundo ele, ajudou também. Esse ventilador ele comprou na Canadian Tire.

Grelhas para churrasco: se você quer fazer churrasco eu indico vocês comprarem grelhas, que de certa forma serão descartáveis. Isso porque elas vão “torrar” e não vale o esforço da limpeza. A gente traz para casa para não deixar no parque, mas quase nunca reaproveitamos. Na segunda vez que fizemos o camping havia uma mesa para churrasco (veja foto) e foi ótimo.

Picanha e milho para nosso churrasco delícia no camping

Dicas importantes que fizeram a diferença nesta nossa primeira experiência acampando com duas crianças pequenas

A primeira dica é simples, mas muito importante: nós tiramos um tempo para conhecer nossa barraca. Isso mesmo: montamos ela no meio da nossa sala e desmontamos, algumas vezes. Queríamos ter certeza que o tamanho era suficiente para nós quatro e que também nós saberíamos montá-la quando chegássemos no camping. Essa dica parece boba mas foi muito importante porque demoramos muito tempo para montar a primeira vez (em casa) e quando chegamos no camping foi bem mais fácil.

Uma outra dica importante que eu dou é dormir em camadas. E isso diz respeito ao seu pijama e também aos cobertores e sacos de dormir que você tem. O que aconteceu foi que íamos dormir com muito calor – ventilador ligado, sem coberta e pijama curto – e no meio da noite batia um friozinho. Então estar com camadas fez toda a diferença: só fomos acrescentando cobertas e sacos de dormir e nos sentimos confortáveis. Vale falar que recebemos a dica de ter uma mantinha entre o colchão de ar e o lençol para servir como isolante térmico e foi ótimo.

Ainda, as crianças ficam ativas O TEMPO TODO e por isso a fome delas é triplicada. Trouxemos muitos snacks e frutas e oferecíamos a elas o tempo todo. Eu não sei quanto a vocês mas meus filhos ficam chatos com fome, então acho importante ter esses snacks planejados, porque às vezes a fogueira demora para encher ou a gente demora para montar a barraca.

Muita fome e Thomas já de mochila para comer e sair explorando o camping site

Uma outra coisa que acho importante citar são as expectativas em relação à limpeza dos seus filhos. Acho importante você visualizar o seguinte cenário: seu filho estará no meio da terra o tempo todo e vai adorar pisar nas poças, chutar a areia e sentar na terra. E isso vai acontecer o tempo todo. Eu sou tranquila em ver os meninos sujos – e vocês vão perceber que na maioria das fotos o rosto deles está preto de terra – mas claro que tinha horas que eu pedia (e brigava) para eles não se jogarem no chão. Traga muitas roupas e a dica é que eles fiquem com roupa de praia (impermeável) o tempo todo, porque ai é mais fácil de lavar e colocar no outro dia. Eu fiz isso e foi tranquilo. Também coloquei calçados impermeáveis ou botas de chuva.

Uma coisa que fizemos foi não levar brinquedos. Na verdade levamos 3 carrinhos pequenos de ferro e alguns brinquedos de praia (balde e pás) e os meninos curtiram muito. Acho que não ter brinquedos faz com que eles curtam bastante o seu redor e usem sua imaginação para “brincar com a natureza”. Os meninos fizeram pista de corrida de carro, casinhas para os animais e correram muito. Não sentiram falta de brinquedos. E essa dica é válida porque a gente já tem tanta coisa para levar que a última coisa que queremos é ter mais uma sacola com brinquedos.

Crianças acabadas esperando os burgers ficarem prontos para o jantar. Nem era preciso mais brinquedo nessa hora, pois eles já estavam acabados.

Não deixe de colocar marshmallows na fogueira. É certamente uma atividade super popular entre os pequenos, além de ser delicioso. Por aqui há a tradição de fazer os s’mores, que é simplesmente um “sanduíche” feito de bolachas graham com o marshmallow torrado e um quadrado de chocolate. Mas vale falar que a fogueira é perigosa, então temos que tomar muito cuidado obviamente.

Achamos uma vareta bem longa para ser mais seguro para fazer o roaster marshmallow.

Por fim, acho importante checar a previsão do tempo. Na segunda vez que acampamos nesta semana havia uma previsão de tempestade e ficamos acompanhando para ver se estaria ruim. Se ficasse ruim nós iríamos embora, porque não somo assim super experts em camping e não tínhamos lonas apropriadas. Demos sorte: choveu mas não foi um absurdo.

E os mosquitos e bichos?

A pergunta número 1 de todo mundo que me escreveu sobre o camping foi: e os mosquitos? e os bichos? E gente, não vou dizer que não fiquei preocupada em ficar o tempo todo sendo comida por mosquitos, mas também não me preocupei tanto com isso. Levei repelente (muito, passava em mim e nos meninos a cada hora, literalmente) e roupa comprida caso tivessem muitos mosquitos. Deu certo! Não sei se tinha muitos mosquitos, mas não fomos comidos. Eu levei algumas mordidas, mas os meninos não. Não tinha nenhum mosquito na nossa barraca e dormimos super bem. E olha que quando ficamos no parque provincial estávamos bem perto do lago.

Em relação aos outros bichos, sabíamos que eles estariam presentes mas achamos que esse “contato” seria sim importante para os meninos. Claro que levamos spray de urso para o Killbear e também cuidamos com cobras e outros bichos. Mas os campings são em geral super bem cuidados e os sites bem mantidos, então ficamos bem tranquilos quanto a isso. Mas, obviamente sempre de olho.

E o banho?

Em ambos nossas experiências de camping passávamos o dia na praia e dentro do lago. E em ambos os campings que ficamos tínhamos uma torneira. E foi assim que demos banho nos meninos: de torneira e água gelada. E eles amaram porque estava super quente e fizeram a festa. Não usei shampoo ou sabonete porque não é permitido, mas acho que só a água foi sim suficiente para eles se sentirem limpos. No primeiro camping os chuveiros estavam abertos mas decidimos não levar os meninos porque eles poderiam ficar tocando em tudo, então só fomos nós tomar banho no local – depois de desinfetar tudo é claro.

Leia aqui mais sobre as restrições com os chuveiros devido ao coronavírus.

E o saldo final foi…

… super positivo! Acho que se colocar na balança eu prefiro ficar em um resort e ter mais conforto durante minhas férias, mas diante de tudo que estamos vivendo eu sinto que esta seria a melhor opção de curtirmos o verão. E está sendo! E tem também o fator “crianças”: o meu filho mais velho estava pedindo para ter esta experiência e agora que teve quer voltar todo dia. Acho que iremos acampar por muitos e muito anos porque o Canadá tem uma estrutura incrível e também porque investimos muito no equipamento. No fim é uma viagem barata e que te traz memórias incríveis, então o saldo de tudo isso é super positivo e especial.

Kawartha é um sorvete maravilhoso e tradicional daqui do Canadá. Vale a pena incluir no seu camping para provar!

Espero ter inspirado vocês e ter dado algumas dicas úteis. Acredito que com o tempo – e experiência – terei mais dicas sobre o assunto. Mas já fica aqui algumas dicas iniciais e em breve mais sobre esta experiência tão especial que tivemos pela primeira vez, no meio de uma pandemia.

4 Resultados

  1. Monique Alves Melo disse:

    Oi Gaby. Seguindo suas dicas eu fiz uma reserva para agosto no Owen Sound KOA. Queria saber como foi sua experiencia por la, porque depois que reservei eu vi bastante reclamacoes na avaliacao do goolge em relacao ao atendimento, mas como sei que tem muita gente chata, gostaria de saber de vc! Beijos e obrigada pelas dicas maravilhosas, pois gracas ao seu blog eu proporciono momentos incriveis a minha familia!!!

  2. Felipe disse:

    Oi Gabi, bom dia! Fora o spray de urso, alguma outra precaução para evitar uma visita inesperada de um deles? O monitoramento parque tb monitora isso?

    Ótimo post, parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *