10 lugares históricos em Toronto

Lembro quando visitei Toronto pela primeira vez – em 2007 – e não esperava ver nada histórico em uma cidade tão novo e, ainda por cima, “fora da Europa”. É engraçado como a gente sempre associa história com o velho continente, mas esquecemos de que todos os lugares tem história, mesmo que mais recente. E Toronto me surpreendeu MUITO com seus lugares históricos e tudo que ele tem para nos “contar”. Hoje eu resolvi separar 10 destes lugares e contar um pouco da história deles para vocês.

Black Creek Pioneer Village

attachment-1-27

Black Creek Pioneer Village (em português, a vila pioneira do riacho negro) é um museu à céu aberto, que recria o estilo de vida dos Torontonianos nos anos de 1860. Lá você encontra uma coleção de edifícios e artefatos que vão fazer você imergir na vida, costumes e arredores dos primeiros moradores da cidade, que construíram as bases para a Toronto moderna. Abrangendo mais de 30 hectares de paisagens rurais intocadas, a Vila é uma experiência única com edifícios históricos – algumas originais, outras realocadas ou reconstruídas – de comunidades em todo o centro-sul de Ontário, que foram fielmente decorados com mobiliário original e artefatos. Já visitei o local algumas vezes e você pode ler mais sobre o passeio aqui.

Fort York

DSC_9387

A fundação da cidade de Toronto tem suas raízes neste local histórico, construído em 1793 pelos britânicos para defender o Alto Canadá contra um possível ataque da América. As capacidades militares de Fort York tornaram-se ainda mais importantes depois que o tenente governador John Graves Simcoe mudou a capital da província para York em 1796. Durante a Guerra de 1812, a sangrenta Batalha de York em 1813 terminou no Fort York, com tropas americanas capturando a cidade e destruindo uma série de importantes estruturas. Hoje, o local abriga oito edifícios que datam de 1812 e sua posição perto da Gardiner e da CN Tower trazem um elo interessante entre passado e presente. No verão, Fort York oferece batalhas diárias e demonstrações musicais. E muitos festivais acontecem no local, como este que fomos há alguns anos atrás.

University of Toronto

DSC_3514

A Universidade de Toronto foi fundada em 1827 e sempre foi vista como uma das universidades mais fortes do Canadá – e também do mundo. Além do seu importante papel como instituição de ensino, o campus St George – localizado no centro de Toronto – é super histórico e cheio de edifícios com diferentes estilos arquitetônicos (contemporâneos, góticos, vitorianos), esculturas e espaços verdes. Vale muito a visita e as fotos que você bater no local certamente ficarão incríveis. Clicando aqui vocês conseguem ver uma lista enorme de posts sobre o local, incluindo os edifícios mais bonitos e históricos do campus.

Parlamento de Ontario

DSC_6530

O quinto prédio da Assembléia Legislativa de Ontario fica localizada ao sul do Queens Park e é um edifício lindo por fora e mais ainda por dentro. Lá fica localizado o cabinete do Premier, que na prática é o líder da Província de Ontario (o nosso governador no Brasil). O edifício possui 2 alas, uma leste e outra oeste, que são diferentes devido a um incêndio em 1909 que destruiu parte da ala oeste. Por causa disso, a ala leste é formada de madeira escura, incluindo colunas de madeira e grades. Por outro lado, a reconstrução da ala oeste resultou em um projeto maravilhosos de mármore branco italiano. Trago mais detalhes sobre o local neste post aqui.

The Scadding Cabin

DSC_5310

Esta é a casa mais antiga de Toronto. Foi construído por John Scadding, que acompanhou o tenente governador John Graves Simcoe para a região chamada de Upper Canada em 1792. Originalmente a casa ficava situada na margem leste do Don River, ao sul da Kingston Road. Em 1879 a casa foi movida para a região do Exhibition (próximo às margens do lago Ontario) pela York Pioneer and Historical Society como parte das comemorações da inauguração da Toronto Industrial Exhibition (precursora do CNE).

Old City Hall

DSC_9283

O prédio da antiga prefeitura (Old City Hall) destaca-se no centro de Toronto: estilo neo-romanesco, antigo cercado de edifícios modernos, uma torre com relógio e 3 sinos que tocam a cada hora. Difícil acreditar que durante a construção do Eaton Centre este edifício quase foi demolido. Foi um grupo de cidadãos e ativistas comunitários – conhecido como “Amigos de Old City Hall” que convenceram os responsáveis a preservar este importante marco. O Old City Hall foi declarado um local histórico nacional em 1989. Tenho um post com mais algumas informações sobre o local aqui no blog.

Commerce Court North

DSC_9422

Este prédio de 34 andares foi construído em 1931 e foi considerado o maior do pais. A estagnação econômica da Depressão, e a interrupção da Segunda Guerra Mundial garantiram o reinado incontestado deste edifício como mais alto no Canadá por mais de trinta anos. O que chama a atenção no edifício é seu “banking hall” no andar térreo (foto), todo revestido de ouro. Ainda, o local possuía uma plataforma de observação pública no seu último andar que ficou aberta por poucos anos devido a segurança (não, naquela época ninguém se preocupava com ataques terroristas: o medo ali era de suicídios). Na época, as pessoas precisavam pagar CAN$0.25 para apreciar a melhor vista da cidade. Tem mais informação sobre este local aqui no blog.

Don Jail

DSC_5622

Don Jail é uma prisão antiga que fica localizada do lado leste do Don River, na Gerrard Street East, no bairro Riverdale. A prisão foi construía em 1864 e fechada em 1977. Somente em 2013 foi reformada e hoje serve como prédio administrativo da Bridgepoint Health, um hospital de reabilitação localizado ao lado da antiga cadeia. Para aqueles que estão interessados em conhecer o “lado sombrio de Toronto, a Don Jail ficou aberta por 113 anos e lá morreram 34 prisioneiros por enforcamento (inclusive o último enforcamento do Canadá aconteceu lá também – a pena de morte foi abolida no Canadá em 1976). No geral o local servia para aprisionar malfeitores até seu julgamento, e os presos ficavam por lá uma média de 3 meses. O local possuía 180 celas com uma capacidade para 276 prisioneiros e inicialmente era chamada de “palácio dos prisioneiros” por ter ótimo espaço para eles. Porém, o tempo foi passando, a cidade de Toronto foi crescendo e havia necessidade de colocar mais presos no local – e o número de presos passou para 620 em 180 celas (mais de 3 prisioneiros por cela). Além disso, as celas era extremamente estreitas, não possuíam camas ou sistema de esgoto, e os presos só poderiam sair da cela por 1 hora ao dia. Leia mais aqui.

Casa Loma

DSC_7302

A Casa Loma (termo espanhol que significa Casa na Colina) é hoje um museu e uma das principais atrações turísticas de Toronto, construído como um castelo neo-romântico Europeu. Originalmente, foi a antiga residência do financista Sir Henry Mill Pellatt. O palacete foi construído ao longo de um período de três anos, entre 1911 e 1914. Até 1914 era considerada a maior residência da América do Norte. Entretanto, a casa nunca foi terminada, pois Sir Henry perdeu o seu monopólio de energia em favor do poder público, entrando em falência. Todos os seus bens foram confiscados, incluindo o castelo. Nós já visitamos o local algumas vezes e clicando aqui vocês podem ver um post no blog.

Distillery District

DSC_9769

A área onde fica hoje o Distillery District abrigava, em 1832, a destilaria Gooderham and Worts, como ainda é possível ver em várias placas dentro do complexo. Importante na história de crescimento econômico de Toronto e do Canadá, a empresa se tornou a maior destilaria do mundo. Depois de 153 anos produzindo bebidas alcoólicas – com destaque para uísque e rum -, o empreendimento deixou de funcionar. Um pouco mais de 10 anos atrás, um pequeno grupo de investidores/visionários teve uma idéia/sonho para o local: transformar o abandonado grupo de edifícios industriais de estilo vitoriano (o maior conjunto até hoje da América do Norte) em algo diferente e único. Não em outra “zona histórica”, mas em algo emocionante, algo que a cidade de Toronto e seus moradores poderiam se orgulhar. Um lugar para excitar e inspirar os sentidos, onde as pessoas pudessem experimentar novas idéias, novos alimentos, novos projetos e novas formas de viver e trabalhar. Tudo isso preservando o espaço e conservando o estilo arquitetônico industrial vitoriano. Foi assim que os 47 edifícios conhecidos do Gooderham and Worts passaram a ser chamados de The Distillery Historic District, ou simplesmente Distillery District. Nós visitamos o local muito e você pode ver dicas do que fazer no local em vários posts aqui no blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *