10 maneiras de ajudar em meio à pandemia de Covid-19

Eu tenho pensado muito em como posso ajudar a sociedade de uma maneira geral em meio a tudo que estamos passando. Eu estou bem: tenho a sorte de poder trabalhar em casa e ter um chefe e um emprego que me permitem organizar minhas horas intercalando com o horário de trabalho do meu marido (que também pode trabalhar de casa), estou com meus filhos felizes e seguros também em casa, tenho comida e tenho saúde. Não posso reclamar da situação e não tenho esse direito. Mas também não posso pensar só em mim e na minha família: este é o momento de pensar no próximo e é por isso que eu tenho pesquisado maneiras de poder ajudar em meio ao que estamos vivendo. Resolvi compartilhar esta lista e espero que sirva de inspiração para muitas pessoas que também buscam ajudar e fazer a diferença.

1. Faça doações

A primeira coisa que você pode fazer é doar. Existem várias organizações sem fins lucrativos (non-profit) que estão precisando muito de ajuda neste momento de crise. Na verdade, não só elas: todas as instituições estão, porque o momento atual está afetando muitas camadas da sociedade. Neste site aqui eu encontrei uma lista com várias instituições que estão trabalhando diretamente com o covid-19, como hospitais, fundações e associações de amparo. A maioria dos hospitais possuem fundações, então é legal pensar em doar para o hospital do seu bairro (que é onde você irá se ficar doente). Uma outra opção é ler a descrição dos locais e ver qual a causa que mais te toca, e ajudar. Muitos food banks aceitam doações inclusive de produtos que você pode comprar da Amazon – como este aqui. Encontrei esta lista online com vários locais ao redor do Canadá que estão precisando muito de doações. Se vocês realmente estiverem dispostos a doar a variedade de maneiras é incrível: pesquisa e escolhe aquela que faz mais sentido para você e doe. Agora é a hora de ajudar.

2. Stay home unless it is absolutely essential to go out

Resolvi colocar este título em inglês porque foi copiado do site do governo canadense (aqui) e achei importante colocar como está, para as pessoas entenderem que a mensagem é curta e direta: não sai de casa se não for essencial. As principais autoridades de saúde ecoaram essa mensagem, pedindo aos canadenses que não deixem suas casas, a menos que seja absolutamente necessário, incluindo ir ao trabalho, buscar alimentos ou medicamentos ou procurar assistência médica. Mas vale falar que se você não estiver bem e precisar de médico muitos deles atendem online agora e, se for uma emergência, você pode ligar 911 e eles irão até você. Podemos comprar comida online, podemos entreter nossos filhos em casa e podemos nos exercitar em casa. E é claro que temos que nos manter ativos e ficar isolados em casa não é bom nem fisicamente e nem mentalmente; inclusive há estudos científicos falando que devemos nos manter ativos por 30 minutos ao dia, mas na segurança da nossa casa (leia aqui). Não irei falar mais sobre o assunto porque não quero gerar polêmica, mas a indicação é simples: fique em casa.

3. Ajude empreendedores e comerciantes locais

Meu coração fica realmente incomodado quando penso nos empreendedores e comerciantes locais e no impacto que o fechamento das lojas, restaurantes e empresas – por tempo indeterminado – pode fazer nos seus negócios. Já conheço muitas pessoas que foram despedidas e sei de alguns lugares maravilhosos daqui de Toronto que estão fechando. Segue abaixo uma listinha que eu criei para tentar ajudar e fazer a minha parte.

  • Identifique um local que você gostou muito de visitar, um produto que você curtiu e uma comida que você adorou. Aproveite o tempo extra em casa e escreva um review online falando sobre sua experiência positiva no local.
  • Compre um gift card para usufruir depois.
  • Se você tinha marcado de ir a alguma atração, não peça o reembolso. Pegue o crédito para usar no futuro.
  • Compre online nos sites dessas lojas locais. E se eles não tem site entre em contato para saber se há esta possibilidade
  • Veja a possibilidade de receber o serviço de seus prestadores online (por exemplo, aulas)
  • Compre takeout e delivery de restaurantes locais.

4. Seja coerente no que você expõe nas redes sociais

Sim, uma maneira que você pode ajudar (muito) é filtrar tudo que você irá postar nas redes sociais. E não importa se você tem 20 ou 20 mil seguidores. Certamente as pessoas que te seguem respeitam a sua opinião e esta opinião pode ser interpretada erroneamente se não for clara. Uma informação equivocada e uma opinião confusa pode influenciar a vida de outra pessoa e, há chances que essa pessoa é alguém da sua família ou alguém que você quer bem. Por isso é importante realmente pensar em tudo que você vai postar ou, melhor ainda, se colocar no lugar do outro e imaginar o que as pessoas irão pensar/fazer diante do que você irá mostrar. Eu realmente estou cuidando bastante de tudo que eu posto e tento mostrar que informação é a base de tudo e que se você procura informação deve seguir fontes oficiais (veja uma lista aqui).

5. Não faça stockpiling

Acho importante comprar comida além do que você compraria normalmente para não ter que sair várias vezes para ir ao mercado? Acho. Mas isso não quer dizer estocar comida e produtos (stockpiling), como vimos acontecer em alguns lugares do Canadá e do mundo. É importante entender que nem todos tem o privilégio de ter dinheiro sobrando para comprar muitos produtos e também que, apesar de nada estar faltando, o suprimento de muitos produtos pode ser afetado. Esse pedido se faz ainda mais urgente quando pensamos em produtos importantes para os profissionais de saúde como máscaras. Eu vejo muitas pessoas utilizando máscaras na rua e não entendo, porque não estávamos usando no hospital. Usar uma máscara cirúrgica regular não protege contra o coronavírus. Essas máscaras se encaixam pouco sobre a boca e o nariz e não protegem os olhos; portanto, não bloqueiam totalmente minúsculas partículas virais, incluindo o SARS-CoV-2. Se você sente que precisa utilizar uma máscara para sair é melhor rever o item 2 desta lista.

6. Contacte amigos e familiares regularmente

Muitas pessoas estão fazendo este isolamento sozinhas. Muitas pessoas estão fazendo este isolamento em família mas estão tendo dificuldades de absorver tudo isso que estão vivendo. É importante tirar um tempo do seu dia para mandar mensagem, perguntar como elas estão, desejar um bom dia, ligar, compartilhar fotos e tentar fazer elas bem. Não é fácil para ninguém, mas juntos (mesmo que virtualmente) somos mais fortes.

7. Aproveite tudo que estamos vivendo para criar crianças que serão cidadãos do mundo

Tudo que estamos vivendo é muito novo para nós e, obviamente, para nossos filhos. Acho muito importante deixar claro para eles que não estamos de férias e que estamos em casa não só para não pegar uma doença, mas para que não sejamos mais um precisando de cuidado em um hospital lotado de doentes. Aqui em casa eu não falo para os meninos que estamos de férias: eles sabem que estamos em casa para ninguém ficar doente e que a mamãe e o papai continuam trabalhando, portanto em alguns horários eles tem que ficar quietinhos e cooperar. Claro que meus filhos são pequenos e não entendem tudo, mas mesmo assim eu falo e repito. E ao mesmo tempo mostro que todos estão fazendo isso e que é importante também ajudar as pessoas que não tem uma casa ou as crianças que não tem brinquedo ou comida. Falei mais sobre o assunto neste post aqui.

8. Veja se pessoas de grupo de risco precisam de ajuda e faça a sua parte

Tenho visto muitas mensagens de pessoas novas que estão se oferecendo para pegar compras e correspondências de pessoas idosas em condomínios. Há várias correntes para ajudar os grupos de risco e isso é muito importante. Se você conhece algum vizinho que esta neste grupo e tiver oportunidade: ajude. Você não precisa (e não deve) entrar em contato com a pessoa: pode deixar um bilhete na caixa de correio ou embaixo da porta com seu nome e telefone e dizer que está disponível. A pessoa irá te ligar e você pode oferecer sua ajuda. Há diversas maneiras de ajudar e certamente a pessoa que mais vai se beneficiar será você e o seu coração.

9. Siga as regras

As regras estão para serem seguidas. Por exemplo, se você teve qualquer sintoma da doença, por mais que você esteja melhor e “ache” que não foi covid-19, você tem que estar em casa por um certo período. E isso se aplica também a quem viajou recentemente, a quem teve contato com alguém que testou positivo e outras situações. Há muitas fontes de informação (já citadas neste post) e se você tiver qualquer dúvida se pode ou não sair, fique em casa. As regras são importantes e foram criadas para ajudar a situação que estamos vivendo. Não há exceções.

10. Fique posivito

Antes mesmo de ajudar o próximo temos que nos ajudar, pois somente assim estaremos em uma situação boa mentalmente para fazer a diferença. E a melhor maneira que você pode SE AJUDAR é ficando positivo. Essa situação vai passar e todos – indivíduos e sociedade – sairemos mais fortes. Tente encontrar alegria e contentamento em tudo que você está vivendo. Se tem a sorte de ficar em casa como nós, curta sua casa, tome um café da manhã demorado, abrace seus filhos, almoce bem, aproveite o tempo para conversar e saber mais os gostos dos membros da sua família, ame os momentos com eles. Se você tem que sair se proteja e ao mesmo tempo sinta o impacto do seu trabalho na vida das pessoas. Se sinta importante e agradeça a Deus por estar ajudando os outros e provendo algo a outras pessoas. Pense que cada dia que passa estamos mais próximos de tudo isso acabar.

Espero que tenham gostado do post e que ele inspire vocês a AJUDAR, DOAR e RESPEITAR. Tudo isso é muito importante diante do momento que estamos vivendo. A foto em destaque é da Freepik.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *