Dicas para estudar em Toronto de uma ex-estudante de PhD

Muita gente que começou a acompanhar o blog recentemente descobriu através deste post no instagram que eu já fui estudante de doutorado aqui em Toronto e choveram perguntas sobre o assunto. Confesso que até me senti mal porque queria poder responder em mais detalhes e ajudar todo mundo que me escreveu, mas isso é quase que impossível por diversos motivos: casos muito específicos, falta de tempo e áreas que não são a minha, então não consigo saber se o que eu sei se aplicaria a outras áreas.

O que eu fiz na maioria dos casos foi indicar para as pessoas virem aqui no blog pesquisar os diversos posts sobre o assunto e tentar encontrar a resposta as suas perguntas. Confesso que fiquei novamente surpresa porque teve gente que não gostou do fato de eu ter escrito para procurar mais sobre o assunto aqui no blog. Eu entendo essa ansiedade e um pouco da frustração de não encontrar as respostas para as suas perguntas. E é por isso que eu resolvi escrever este post: vou tentar, de alguma maneira, englobar algumas dicas já postadas e outras que ainda não postei sobre o assunto e, de alguma forma, ajudar ou direcionar aqueles que vem me pedir ajuda.

O primeiro passo: ter certeza que Toronto é a cidade certa para você

Muita gente escolhe primeiro o local que quer morar – no caso Toronto – e só depois vai procurar se há alguma instituição de ensino ou grupo de pesquisa que se encaixe na sua área de estudos. Eu sinceramente não acho que esse é o caminho que você deve seguir. Acredito que parte da minha experiência ter sido de sucesso foi que eu pesquisei – literalmente no mundo todo – lugares que eram pioneiros e que tinham experts no assunto que eu queria estudar. E Toronto foi um deles. E assim vim parar no lugar certo e com pessoas que entendiam a importância do que eu queria estudar. Nunca me frustrei porque eu escolhi a minha linha de pesquisa – isto é, ela não foi imposta por ninguém – e assim consegui ter forças e incentivo para estudar e estudar e estudar. Portanto, a primeira pergunta que você deve fazer é: Toronto é o local certo para eu estudar? E se você tem dúvidas minha sugestão é pesquisar artigos científicos publicados em jornais conceituados e ver de onde os grupos de autores são.

E agora, por onde começar?

Ok, você fez sua pesquisa e viu que Toronto é a cidade certa para você estudar. E agora, por onde começar? Na verdade este “começo” deve ter acontecido anos atrás, quando você estava fazendo sua faculdade no Brasil. Digo isso porque para cogitar fazer um curso de pós-graduação fora do Brasil e em uma cidade tão competitiva quanto Toronto (onde todo mundo quer morar e estudar) você tem que ter traçado um plano lá atrás. Tem que ter estudado inglês e ter um nível avançado, tem que ter um histórico de pesquisa científica, tem que ter publicações em revistas peer reviewed e, principalmente, tem que ter objetivos claros e específicos do que você quer com seu curso.

Se você tem tudo que citei acima o passo que deve ser tomado é contactar os grupos de pesquisas e possíveis orientadores (de maneira simples e objetiva) e ver oportunidade de fazer um voluntariado de pesquisa. Não acho que neste primeiro contato você deve falar de bolsas e de degrees. Tenho certeza que esses professores tem uma lista de alunos que querem ser orientados por ele. E tenho certeza que eles só irão aceitar alunos que eles conhecem o trabalho. Portanto: voluntariado de pesquisa é a palavra.

Dicas infalíveis que irão te ajudar neste processo

Eu tenho muitos posts com dicas que podem te ajudar a estudar por aqui. Pode ser que essas dicas não sirvam para todos vocês, mas acho importante vocês lerem para tentar entender o processo de estudar aqui em Toronto – pelo menos na área de saúde – e o que funcionou para mim. Essas dicas estão em forma de post – este aqui – e até vídeo no Youtube – este aqui.

Minha experiência contada passo a passo

Comecei a escrever o blog em 2010 e para minha família. O blog foi crescendo e fui notando que sempre que escrevia posts sobre a Universidade de Toronto e minha experiência com doutorado eu fui recebendo mais e mais visitantes. Aliás, pausa aqui para dizer que se você quiser ver posts meus enquanto era estudante procure por posts datados entre 2010 e 2014. Estou escrevendo isso porque nesta época escrevi uma série de posts falando sobre a minha experiência com pós-graduação (especificamente um doutorado na área de saúde) que pode ser válido para vocês entenderem o processo. Vale dizer que o processo pode ter mudado ao longo desses anos e que cada instituição e departamento tem suas regras, mas fica aqui minha ajuda em formato de três posts: Post 1, Post 2 e Post 3.

Como tirar o maior proveito de sua pós-graduação no exterior

Se você passou pela difícil etapa de ser aprovado não pense que o trabalho acabou; sinto dizer mas, na verdade, está apenas começando. Ser estudante não quer dizer que você já está garantido: depois de ingressar em um curso de pós-graduação é que o trabalho – e a loucura – começam. Eu gosto muito deste post aqui que escrevi em 2016 e dá algumas dicas de como tirar proveito dos anos que você será estudante de pós-graduação no exterior. O status de estudante dá muitas vantagens aqui e em geral os cientistas e experts estão sempre abertos para te ensinar e te ajudar neste processo de aprendizagem. Portanto, no post que citei acima dou algumas dicas para você tirar proveito disso.

Universidades e Colleges em Toronto

A experiência que eu tenho com estudo em Toronto é muito específica: doutorado na área de saúde na Universidade de Toronto. Nunca fiz curso de inglês aqui e não entendo muitos bem sobre colleges. Mesmo assim eu tenho alguns posts que trazem algumas destas informações e que podem te ajudar neste assunto:

Tudo que você precisa saber sobre Universidades e Colleges em Toronto

10 dúvidas frequentes sobre estudar no Canadá respondidas por experts

5 passos a seguir antes de estudar em Toronto

Intercâmbio no inverno do Canadá: por que escolher?

Como um intercâmbio ou estudar fora pode mudar a sua vida

As datas para marcar no seu calendário se planeja estudar no Canadá

Espero que tenham gostado das dicas e não deixem de comentar se vocês tem mais alguma dúvida e se alguma informação não ficou clara. Adoro escrever sobre o assunto e sugestões de novos posts sempre são bem-vindos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *