Projeto 6 on 6 Canada | Janeiro 2020: Lugares do Canadá que eu gostaria de visitar

6on6logoRED

Nem acredito que estamos entrando no sexto ano de Projeto 6 on 6 Canada e me sinto honrada e privilegiada de fazer parte deste projeto incrível desde o início, que foi anunciado em dezembro de 2014 – leiam só o post inicial aqui. Já adianto para vocês que os temas deste ano estão incríveis e vocês verão no GNC e nos outros 5 blogs participantes muitas fotos lindas, muitas dicas boas e muitas histórias incríveis.

O tema deste mês está maravilhoso e eu adorei escrever, porque consegui parar para pensar em todos os lugares que tenho vontade de visitar neste país lindo que é o Canadá. Eu considero que já conheço uma boa parte dele – já conheço 8 das 10 províncias do país – mas mesmo assim a lista de lugares do Canadá que queremos visitar só aumenta, o que me faz ter certeza que ainda irei explorar bastante o país que escolhemos para chamar de nosso lar. Abaixo eu selecionei 6 dos lugares que estou morrendo de vontade de conhecer e, quem sabe, 2020 será o ano que irei riscá-los da minha wish list. Obviamente não visitei estes lugares então ainda não tenho fotos minhas para compartilhar; portanto, as fotos expostas abaixo foram retiradas das secretarias de turismo dos locais e podem ser utilizadas para divulgação destes destinos fantásticos.

Churchill

Créditos da Foto: Travel Manitoba

Essa cidadezinha na província de Manitoba é famosa principalmente por 3 motivos: baleias belugas, ursos polares e aurora boreal. Apesar de ter muita vontade de ver os animais – especialmente os ursos polares soltos na natureza -, eu sinto que meu interesse maior nesta viagem seria mesmo para ver a aurora boreal: sou LOUCA para ver. Graças a noites frias, nítidas e longas de inverno e muito pouca poluição luminosa na paisagem circundante da tundra, ir a Churchill no período de frio garante a você uma chance muito boa (75% ou melhor) de ver este espetáculo da natureza. Todos os relatos que leio sobre a viagem a este lugar falam que é algo incrível e único, que certamente você não irá viver em nenhum outro lugar da terra. Há também o fator financeiro, pois todos os lugares indicam que é uma viagem bem cara, mas que cada momento vivido justifica o investimento. Enfim, é uma experiência que definitivamente queremos ter em breve.

Winnipeg

Créditos da Foto: Travel Manitoba

Ainda na província de Manitoba uma cidade que eu venho querendo visitar faz muito tempo é Winnipeg. Acho que meu objetivo com esta viagem é explorar as cidades mais importantes e conhecidas do Canadá, para realmente compreender o país que eu escolhi morar e onde meus filhos nasceram. Entre as atrações da cidade eu tenho um interesse particular em visitar o Canadian Museum for Human Rights – quem me conhece sabe que eu sou apaixonada por museus e este parece ser incrível. Mas claro que não vou correr o risco de visitar o lugar no inverno, pois a cidade é conhecida pelo seu frio rigoroso. Um passeio de verão parece ser o ideal.

Gaspé Peninsula

Créditos da foto: Mathieu Dupuis/Le Québec maritime

Um dos lugares que eu sou louca para visitar no Canadá é a região da Península Gaspé, na província de Quebéc – mais especificamente esta rota cênica aqui. O local possui 4 parques nacionais, a Percé Rock, a colônia de albatrozes do norte mais acessível do mundo, alces, montanhas acima de 1000 metros, faróis históricos, a Chaleur Bay (uma das baías mais bonitas do mundo), locais históricos notáveis ​​e, além de tudo isso, é patrimônio mundial da UNESCO. Está na minha lista de viagens sair de carro de Toronto e chegar até a região e explorá-la ao máximo, buscando lugares pitorescos e criando memórias incríveis. Confesso para vocês que sonhava em fazer esta viagem com Jojoe – nosso leal e amado cachorro que nos deixou no final do ano passado – mas mesmo sem ele quero fazer esta viagem e certamente irei pensar muito nele.

Gros Morne National Park

Créditos da foto: Newfoundland and Labrador Tourism

Em 2017 nós visitamos Newfoundland rapidamente – e com a família toda, que na época era eu, meu marido, Thomas e nosso cachorro Jojoe (leia post aqui). Digo rapidamente porque nossa viagem de 5 dias acabou sendo encurtada para 3 por causa de cancelamentos de vôos e mau tempo. Foi uma viagem inesquecível e que deixou gosto de quero mais. E um dos lugares que queremos visitar nesta província – com certeza – é o Gros Morne National Park. Os fjords e a natureza do lugar é belíssima e certamente será uma viagem que irá nos surpreender e nos deixar renovados. Acho que iremos esperar os meninos crescerem um pouco para explorarmos a província com mais detalhes e irmos a este parque, porque lemos que há muita caminhada e trilhas envolvidas para contemplar as belas paisagens como as da foto.

Hôtel du Glace

0287
Foto enviada pelo Hôtel du Glace para divulgação.

O Hôtel du Glace é um hotel feito todinho de gelo a 800km de Toronto na cidade de Saint-Gabriel-de-Valcartier, pertinho de Quebéc City. Infelizmente com crianças pequenas é difícil visitar o local e passarmos a noite em um quarto cuja temperatura interna fica entre -3C e -5C, mas é um lugar que eu sou louca para visitar e já está na minha wish list faz tempo – olha só este post aqui que escrevi em 2017. Acho que a experiência deve ser incrível e queria tê-la pelo menos uma vez na vida. Fiquei bem curiosa com toda a preparação para dormir em um lugar tão gelado. Em resumo você deve colocar 3 camadas de roupas e as roupas para dormir não devem ser as que você usou durante o dia – devem estar limpas e secas. A cama é de gelo mas há uma base de madeira e um colchão confortável. Perto do horário de dormir você receberá no seu quarto sacos de dormir que aguentam temperaturas entre -15C e -30C, embora a temperatura de dentro dos quartos é regulada para estar sempre entre -3C e -5C. Uma das recomendações é usar o Nordic Spa (espaço com saunas e hot tubas) para manter seu corpo quente antes de dormir. Vale falar que em 2020 o hotel abriu no dia 2 de janeiro e ficará aberto até o dia 21 de março.

Fogo Island Inn

1__FogoIsland_Architecture_5074a_original
Créditos da Foto: Fogo Island Inn

Hospedar-se no Fogo Island Inn é considerado a experiência mais incrível que você pode ter no Canadá. O hotel fica localizado na ilha de Fogo, que é uma das pequenas ilhas adjacentes à ilha de Newfoundland. O hotel é super luxuoso e exclusivo – apenas 29 quartos – e todos possuem vista para o oceano. Todos os quartos possuem materiais, designs e tecidos de produtores locais e todas as pessoas que se hospedaram por lá relatam ter suas necessidades atendidas. Há várias galerias de arte como parte do hotel (que possuem uma arquitetura incrível também) e várias atividades para os hóspedes, incluindo caminhadas e passeios de barco. A pessoa por traz deste empreendimento é a nativa Zita Cobb, que teve a idéia de construir o hotel como uma forma de salvar uma das culturas mais antigas do Canadá, já que a ilha estava sofrendo com falta de trabalho devido a diminuição da indústria do bacalhau. Todos os lucros da Fogo Island Inn entram para um fundo que ajuda as empresas na ilha. Agora, toda esta beleza e luxo tem um alto preço: as diárias mais baratas custam CAD$1675 por noite e o hotel somente recebe hóspedes com uma passagem de no mínimo 3 noites; ou seja, se você quiser hospedar-se no local deverá desembolsar o valor de CAD$5000 + taxas. Quem sabe um dia eu ganho na loteria e me hospedo no local?

Espero que tenham gostado do tema deste mês e não deixem de acompanhar o que os outros blogueiros que fazem parte do projeto tem a dizer sobre o assunto.

Embarque com a Pri (Priscila, Victoria)
Vidal Norte (Dani, New Market)
Mariana Day Blog (Mariana, Calgary)
Casei e Mudei (Elisa, Edmonton)
Vivendo em Hamilton (Reinaldo, Hamilton)

5 Resultados

  1. cristiane disse:

    Boa tarde,
    Gaby, eu e minha família estamos indo para Toronto agora em janeiro. E surgiu uma dúvida se o carro que alugaremos tem que ter tração 4 rodas. Você pode ajudar?

  2. Monaliza disse:

    Olá, Gabi! Conheci seu trabalho aqui há alguns meses, quando me preparava para intercâmbio em Toronto e suas postagens me ajudaram bastante, obrigada! Estou precisando muito da sua ajuda, porque em meu relatório de viagem inclui uma informação que vi aqui na seguinte postagem https://gabynocanada.com/2015/12/16/15-curiosidades-sobre-toronto-para-voce-amar-a-cidade-antes-de-chegar-aqui/. Foi a curiosidade que você falou acerca do idioma português ser mais comum em Toronto do que o francês. Porém, como se trata de um relatório oficial, preciso de outras fontes como referência. Você teria como me informar de qual fonte você buscou esse dado? Me ajudaria bastante, porque já virei o Google pelo avesso e não consegui encontrar ainda, rsrsr. Beijos e agradeço desde já ;) Ah! Não precisa publicar esse texto, tá?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *