Expectativa X Realidade sobre maternidade fora do Brasil

Hoje é dia de Projeto Mães no Canadá e eu preciso confessar para vocês que sempre acho super desafiador escrever os textos sobre esse projeto, porque eles acabam tocando em pontos super fortes e profundos de uma nova Gabriela, a Gabriela mãe. É muito louco a reviravolta que a maternidade traz na nossa vida e como ser mãe muda totalmente quem somos. E eu preciso dizer que essa transformação aconteceu bem mais profunda e intensa depois que eu tive o Ian, que foi um bebê que exigiu muito mais de mim. Os temas deste projeto são sempre reflexivos e fazem a gente pensar e debater bastante sobre a maternidade e ser mãe fora do Brasil, ou seja, sem o apoio da família que faz muita falta nessas horas.

O tema de hoje fala sobre o que pensamos antes de nos tornarmos mãe (expectativa) e o que realmente acontece (realidade) quando o assunto é ser mãe fora do Brasil. Eu resolvi colocar algumas reflexões que eu vejo muita gente se questionando e não somente o que eu achava e vivi em cada momento. Como sempre vou adorar receber o feedback de vocês aqui no texto ou nas minhas redes sociais, especialmente Facebook e Instagram.

  • Expectativa: Você não vai dar conta sem a ajuda da família.
  • Realidade: Você dá conta de tudo e ainda tem tempo para mais.

Essa primeira reflexão é a mais pura verdade: nós iremos sim dar conta, de tudo e de mais um pouco. Até hoje eu recebo mensagens e comentários de pessoas que não sabem como dou conta de tudo “sozinha”, mas a realidade é que eu dou. E eu adoro ter total controle sobre os meus filhos e a minha família. Ser a responsável por lavar as roupas deles, fazer a comida e saber onde estão. Claro que muitas vezes estou cansada, mas a sensação de poder em executar várias tarefas no dia e ainda ter que ser mãe, cozinheira e lavadeira à noite é incrível.

  • Expectativa: Seu filho não vai aprender português porque não terá contato com a língua.
  • Realidade: Se você falar português com seu filho ele se tornará fluente nesta língua.

Em primeiro lugar preciso dizer que uma das maiores vantagens de ter filhos fora do Brasil certamente é o bilinguismo. Porque ter contato com duas línguas desde pequeno vai certamente moldar o cérebro do seu filho de uma maneira fantástica, capacitando-o em outros aspectos do seu aprendizado. Antes de me tornar mãe eu ouvia histórias de como os filhos de pais brasileiros não conseguiam aprender o português e como era difícil falar outra língua se não o inglês em casa. A realidade é outra por aqui: o Thomas fala português fluente e entende tudo, porque falamos português com ele em casa. E ele consegue rapidamente trocar de uma língua para outra e fazer traduções rápidas, o que me deixa muito feliz. Se você quiser ler mais textos sobre o assunto clique aqui e veja posts antigos do blog.

  • Expectativa: Vai ser complicado ter um pré-natal e parto fora do Brasil.
  • Realidade: O sistema de saúde do Canadá é diferente do Brasileiro, mas muito bom e você terá toda a assistência que precisar.

Um ponto que realmente não pode deixar de ser comentado neste post é a expectativa que temos em relação ao pré-natal e parto fora do Brasil: a gente ouve muito que é diferente do Brasil e fica com receio de não ter um bom profissional acompanhando a gente, de não entender algo que esteja acontecendo, de não ser bem acompanhado como seria no Brasil. Fato é que o sistema de saúde do Canadá é sim, diferente do Brasileiro, mas funciona e muito bem. E eu posso dizer isso com toda a experiência do mundo – quem acompanhou a minha trajetória nas minhas gravidezes sabe bem o que eu estou falando. Então, neste caso, a dica é não criar expectativas e ter a mente aberta sabendo que você terá um acompanhamento de qualidade e que se precisar receberá a atenção necessária.

  • Expectativa: Meu filho estará sempre com roupas lindas e combinando, afinal aqui no Canadá é tudo mais barato.
  • Realidade: Você nem vai se importar tanto com isso porque a vida Canadense é mais simples.

Uma coisa que eu realmente notei depois que eu me tornei mãe aqui no Canadá é como tudo é mais simples, bem diferente do que eu imaginava. O exemplo aqui é de roupas, mas poderia extender para outras coisas como acessórios de bebê, festas de aniversário, brinquedos e afins. Tudo aqui é MUITO MAIS simples e a vida acaba sendo mais leve. Antes de ser mãe eu ficava imaginando coisas e detalhes que hoje não fazem sentido algum… e essa mudança de pensamento me deixa muito feliz (e aliviada).

  • Expectativa: Meu filho irá morrer de frio no inverno. Não sei como farei.
  • Realidade: Seu filho nem vai se importar com o frio e vai adorar brincar com a neve.

Não dá para fazer de maternidade sem falar do pavor que as mães do Brasil tem com o frio – certamente é cultural. E eu sou uma delas: quando está muito frio eu evito de sair de casa com os meninos, isso é fato. Antes de ser mãe eu não imaginava como iria fazer com os longos meses de frio e que meus filhos iriam “morrer de frio”. Hoje eu já fico animada querendo que o frio e a neve chegue logo para curtir com eles, porque é uma estação muito divertida para os pequenos. Claro que precisamos pensar na roupa certa para eles, mas estando bem agasalhados o resto é diversão. E se você não está convencida eu recomendo este post aqui, com dica de como manter os pequenos ativos no inverno.

  • Expectativa: A viagem dos sonhos do meu filho será para a Disney.
  • Realidade: Seu filho irá curtir muito mais passear de motorhome e explorar a natureza.

Depois de recentemente termos passado o feriado de Thanksgiving explorando um parque provincial há 2h30 ao norte de Toronto de motorhome eu precisei incluir este ponto neste post. Porque a gente tem uma expectativa totalmente errada sobre o que os nossos filhos irão curtir – eu pelo menos tinha. Já levei Thomas para Disney algumas vezes, e certamente muito mais por minha causa do que por ele. E vendo ele fazer uma viagem típica do Canadá e se divertir TANTO eu vi que a realidade é outra, diferente do que eu imaginava. E que ser mãe aqui me dará a oportunidade de explorar o país que vivemos de uma maneira bem diferente e bem mais enriquecedora. Pelo menos essa é a minha opinião. Ah, e a foto que ilustra este post é deste passeio incrível, que em breve terá um post todinho dedicado a ele.

Como falei anteriormente este post faz parte do projeto Mães no Canadá, no qual eu e outras mães brasileiras que moram no Canadá falamos sobre um mesmo tema, todo dia 20 de cada mês. Não deixem de conferir também o que as outras participantes do projeto tem a dizer sobre o assunto.

Alessandra (Bathurst, NB) | Canadiando
Amanda (Richmond, BC) | Viva Canada
Beatriz (Vancouver, BC) | Biba Cria
Carol (Vancouver, BC) | Fala Maluca
Carol (Mississauga, ON) | Minha Neve e Cia
Danielle (Toronto, ON) | Vidal no Norte
Livi (Toronto, ON) | Baianos no Pólo Norte
Mari (Calgary, AB) | De Bem Com a Vida



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *