Motivos para sair ou não de Toronto e morar em outra cidade

O tema de hoje do projeto #vidaemTO já foi abordado por alto neste vídeo aqui do Youtube e hoje eu trarei mais detalhes para vocês sobre motivos que me fazem querer ficar em Toronto ou sair da cidade. Antes mesmo de falar sobre os motivos eu quero deixar registrado que não, nós não vamos sair de Toronto. E quando digo sair de Toronto digo ir para alguma cidade próxima, não sair da região. E é este ângulo – de deixar a cidade grande e ir para o subúrbio – que eu irei focar neste texto.

Motivos para sair de Toronto

O preço e o tamanho dos imóveis: acho que o principal motivo que nos fez pensar em sair de Toronto foi que queríamos uma casa maior e não conseguíamos nada que pudéssemos pagar em Toronto. Pelo menos não na região que gostaríamos. Os imóveis de Toronto estão com preços absurdos e a procura é enorme; então, muitas pessoas estão saindo da cidade e procurando os subúrbios para terem imóveis mais baratos e maiores. Pausa aqui para dizer que são MUITAS pessoas saindo de Toronto, então os imóveis dos subúrbios não estão tão baratos assim, mas quando comparados com Toronto estão sim bem mais em conta.

A tranquilidade: um outro motivo que fez com que pensássemos em morar fora da maior cidade do Canadá foi a tranquilidade que a vida do subúrbio pode trazer, ainda mais agora que temos filhos. Por mais que Toronto seja uma cidade grande com ares de interior é uma cidade grande, com muito trânsito, com muita gente… e ir para uma cidade menor traria mais tranquilidade em vários aspectos da vida. Mas no fim eu e meu marido pensamos bem e vimos que essa tranquilidade não combina com a gente, não neste momento das nossas vidas. Gostamos de sair, ir a eventos, ver gente, comer em restaurantes famosos… e a tranquilidade do subúrbio iria tirar tudo isso da gente.

Segurança: um ponto que não podemos negar é que Toronto está se tornando uma cidade violenta. Claro que comparado com o Brasil esta violência é mínima, mas a cada dia vemos mais e mais eventos acontecendo e isso, de certa forma, nos deixa mais alerta. As cidades menores e mais calmas não possuem tantos incidentes e possuem sim, mais segurança. Mas, eu sempre digo, que não há nenhum lugar 100% seguro e que devemos sim ter cuidado em qualquer lugar que estamos.

Motivos para ficar em Toronto

Ótimos hospitais: uma coisa que pesou bastante na decisão de ficar em Toronto são os ótimos hospitais que a cidade possui, sendo alguns deles os melhores do país e do mundo. Claro que as cidades menores possuem bons hospitais, mas quando eu fiquei internada eu vi que muita gente vinha destas cidades para Toronto para se tratar. E sair de uma cidade com ótimos hospitais – o que dá um alívio – para um lugar mais afastado não me deixava confortável, ainda mais com dois pequenos.

Emprego: meu emprego é em Toronto e embora meu marido não trabalhe na cidade ele possui um emprego com flexibilidade de trabalhar em casa alguns dias da semana. Eu, nem sempre. E estar em Toronto me abre oportunidade de crescer na minha carreira e buscar novas vagas e novas oportunidades, algo que eu busco já que este foi um dos motivos que nos trouxe para cá. Pesa bastante morar afastado do trabalho e não ter as crianças perto também, porque na hora do apuro você quer estar com seu filho o mais rápido possível e não dali à 1, 2 horas.

Multiculturalismo: eu já contei para vocês aqui no blog que a melhor parte de morar em Toronto é a mistura de culturas… e poder proporcionar isso para os nossos filhos. Estar em uma cidade onde vivem pessoas que pensam tão diferente e se respeitam irá, com certeza, tornar meus filhos cidadãos do mundo. Os subúrbios de Toronto também são multiculturais, mas acredito que na cidade essa característica esteja mais presente – e eu não poderia sair de Toronto correndo o risco de não ter isso no dia a dia dos meus filhos.

A proximidade do aeroporto: gostamos MUITO de viajar e saber que estamos perto do aeroporto Pearson é um alívio, pois sempre que decidimos viajar podemos pegar um táxi e ir para o aeroporto sem gastar muito. A proximidade do aeroporto também é importante para receber os parentes que vem nos visitar com frequência.

Qualidade de vida: muitas pessoas falam que tem vontade de sair de Toronto para terem uma melhor qualidade de vida, já que a cidade grande pode influenciar na segurança e liberdade, especialmente para quem tem filhos. Acho isso extremamente subjetivo e embora eu concorde que sim o subúrbio pode trazer uma ótima qualidade de vida eu AMO a vida que temos em Toronto e não acho que teríamos uma qualidade de vida maior se saíssemos daqui. Moramos perto de parques, temos acesso ao transporte público para irmos onde queremos, vamos à diversos eventos e museus e criamos nossos filhos livre e felizes. Isso é qualidade de vida e é isso que temos por aqui.

E ai, gostaram do post? Como disse anteriormente este post faz parte do projeto #vidaemTO onde eu e outras blogueiras brasileiras que moram em Toronto falam sobre um mesmo tema, todo dia 15 do mês. Espero que tenham gostado da maneira que abordei o tema e não deixem de conferir os posts sobre este assunto nos outros blogs que participam deste projeto este mês:

Livi | Baianos no Pólo Norte
Paula | Brasileira em Toronto
Sil | Mundo da Sil



3 Resultados

  1. Nathan Parrilo disse:

    Moro em Missisauga, na fronteira com Etobicoke, eu morava em North York… Porém me mudei pq estudo em lakeshore (Humber College)… Era quase 2 horas de Onibus e metro pra chegar no meu College.

    Toronto é melhor que aqui, porém aqui tenho uma boa casa por um otimo preço (principalmente considerando que moro sozinho).

  2. Paula disse:

    Também gosto muito da facilidade de ter tudo perto, mas as vezes da vontade de ir pra “roça”, hehehe. Beijo

  3. Sil disse:

    Concordo com todos os motivos para ir e para ficar.
    Nós também não nos vemos morando numa cidade mais pacata, pois nós gostamos muito da vida mais agitada na cidade, repleta de opções de lazer, de eventos e restaurantes.
    Hoje, é em Toronto que nos sentimos em casa :)
    Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *