O que mais chama a atenção quando você chega em Toronto

DSC_7113

O post de hoje era para falar sobre o que mais chamou a minha atenção em Toronto quando cheguei aqui. Mas eu não consegui lembrar de muitos detalhes – porque, pasmem, já faz quase 9 anos. Então, resolvi fazer uma lista geral de coisas diferentes que a cidade tem, de costumes que você encontrará aqui e de algumas coisas que eu me lembrei ou que até hoje eu noto diferença (ou chama a minha atenção) em relação a cidade. Espero que gostem e não deixem de comentar o que vocês pensam sobre o assunto (vou amar ler os comentários de vocês).

A mistura de culturas: eu acredito que o que mais chama a atenção de quem chega em Toronto é certamente o multiculturalismo da cidade ou a mistura de culturas. Andando por Toronto você vai ver gente de todas as cores e raças e vai ter uma experiência única. Quem acompanha os meus textos sabe que o principal motivo de eu amar Toronto é o seu multiculturalismo (leia mais neste post aqui). Viver em uma cidade cheia de diferentes culturas é inspirador e me faz entender mais sobre o mundo que vivemos e o que podemos fazer para melhorá-lo.

A imponência da CN Tower: uma das coisas que certamente te trará surpresa é a imponência da maior torre do Canadá. A CN Tower é realmente alta e você consegue vê-la de quase todos os lugares da cidade (já que Toronto é uma cidade plana). Eu lembro quando cheguei aqui e me admirava quando olhava para a torre e ficava procurando ela de todos os lugares que eu estava. Certamente a grandiosidade da CN Tower irá chamar a sua atenção.

O trânsito intenso e organizado: sim, é possível unir estas duas palavras. Aqui em Toronto o trânsito existe – e é intenso – mas organizado. E você vai perceber isso assim que chegar aqui. Toronto é a maior cidade do Canadá e uma das maiores da América do Norte e certamente tem trânsito. Mas aqui a coisa flui e mesmo no meio de um engarrafamento você sabe que vai chegar no seu destino, porque não há espertinhos e motoristas querendo tirar vantagem… no geral a coisa flui.

A educação das pessoas: experimente ficar parado no centro da cidade com um mapa na mão e cara de perdido. Certamente alguém irá parar para perguntar se você quer ajuda. E algumas vezes a pessoa irá sair da sua rota para te levar até o caminho. Ainda, mesmo na correria da hora do rush se você for idoso, gestante ou tiver com criança alguém irá te seder o lugar no transporte público e muitas vezes abrir a porta para você. Óbvio que não é regra e não será em 100% das vezes que você encontrará pessoas educadas no seu caminho, mas a educação das pessoas – em geral – é algo que vai te chamar a atenção quando você vier para Toronto.

A falta de burocracia: sim, eu coloquei este tópico pois foi essa a minha opinião quando eu cheguei aqui. Abrir uma conta de banco, comprar um celular, fazer documentos… tudo foi bem mais fácil aqui em Toronto (acredito que no Canadá todo) do que no Brasil. Existe sim regras e etapas a serem seguidas, mas no geral elas são bem mais simples do que estamos acostumados no Brasil. E você certamente vai notar este “choque cultural” quando chegar aqui. Pelo menos esta é a minha opinião.

A quantidade enorme de cafés nas ruas: isso mesmo! O número de Tim Hortons, Starbucks e afins nas ruas de Toronto irá te impressionar. Ainda, a quantidade de pessoas andando nas ruas com um copão de café também será algo que irá te chamar a atenção. Minha dica é: faça o mesmo e experimente entrar em um Tim Hortons, tomar um copo de café com algum donut delicioso e fazer parte deste hábito Canadense. Mas já adianto que o café daqui é bem mais fraco do que o do Brasil.

A água é gratuita – e da torneira – nos restaurantes: a água da torneira de Toronto é potável e todos os restaurantes a servem gratuitamente. Lembro de chegar aqui e pedir água e não encontrar a água na conta, questionar e me espantar em saber que ela é gratuita. Eu não sei se isso funciona da mesma maneira em todos os lugares do Canadá, mas aqui em Toronto sim – e é ótimo! E essa diferença certamente vai te chamar a atenção, positivamente.

O respeito dos pedestres pela sinalização do trânsito: isso mesmo, ao contrário do que vemos no Brasil aqui os pedestres obedecem o sinal vermelho, atravessam na faixa e por ai vai. E pode estar um frio enorme ou chovendo horrores: eles estão lá, esperando firmes e fortes o final abrir para eles passarem. Isso certamente chamará sua atenção quando você chegar aqui e irá te estimular a fazer o mesmo.

Não dá para ver o fim do lago Ontario: a gente sempre pensa em lago como uma porção de água cercada de terra, certo? E que a gente consegue ver os limites. Mas ai você chega em Toronto e dá de cara com o lago Ontario e aquela imensidão… é algo mesmo que chama a atenção. Muitas vezes eu olho para o lago e não imagino que não seja mar. Não é a toa: o lago Ontario tem uma área de 19 mil quilômetros quadrados. E é lindo!

O preço marcado não é o preço pago: essa regra não é exclusiva de Toronto, mas certamente chamará sua atenção quando você chegar aqui. Isso porque há taxas sobre a maioria dos produtos; então, espere que o preço da etiqueta tenha um acréscimo de 13%.

Não há muros e grades na maioria das casas: apesar de ser uma grande cidade – a metrópole do Canadá – Toronto tem ar de cidade de interior e os bairros residenciais são calmos e pacatos. Uma das coisas que me chamaram a atenção quando cheguei aqui foi a ausência de muros e grades nas casas, mesmo aquelas bem localizadas (i.e. perto do centro da cidade).

Este post faz parte do projeto #vidaemTO onde eu e outras blogueiras brasileiras que moram em Toronto falam sobre um mesmo tema, todo dia 15 do mês. Espero que tenham gostado da minha lista e não deixem de conferir os posts sobre este assunto nos outros blogs que participam deste projeto este mês:

Mariana | Virei Canadense
Livi | Baianos no Pólo Norte
Paula | Brasileira em Toronto
Sil | Mundo da Sil

Você pode gostar...

10 Resultados

  1. Camila disse:

    Com certeza no meu primeiro dia indo pra escola de ônibus, olhei ao redor e foi como se estivessem todas as pessoas do mundo comigo num só lugar! Foi uma sensação indescritível! As ondas do lago parecem de mar calmo e a água é bem geladinha! E me espantei com a segurança do lugar, casas sem juros, com jardins, bem fofas!

  2. Arthur disse:

    Sinceramente, acho que a questão da educação em geral e também dos pedestres não é 100% e está diminuindo aos poucos, infelizmente. Tem gente que atravessa com sinal fechado, tem gente que não respeita quem chegou primeiro para pegar o elevador ou o metrô, e por aí vai.

  3. Fernando Matos disse:

    Opa, ano que vem 🙏 eu conto!! 🤩

  4. Flavio Conejero disse:

    Quando estive ai em 2010 me hospedei, praticamente, em frete a Prefeitura antiga, minha primeira foto foi sentado na mureta deste lindo prédio.

  5. Paula disse:

    A nossa primeira impressão sobre Toronto é bem parecida, Gaby! Eu tinha esquecido completamente do imposto sobre os produtos 🙈 na época era 15%, e no início eu fiquei meio perdida com ele :D Beijooosss!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *