Visitando a região de Blue Mountains nos meses de calor

No final de maio resolvemos passar uma noite na região de Blue Mountains, que fica ao norte de Toronto e é famosa por ter a maior “montanha” de ski da região. Preciso deixar a palavra montanha entre aspas porque não é uma super montanha, então não espere picos nevados e grandes altitudes, mas a região é linda e precisa sim ser visitada, durante todo o ano e não somente nos meses de inverno e neve. Nós já fomos em Blue Mountains várias vezes e já passamos um final de semana de inverno inesquecível em 2014, onde eu escrevi para vocês uma série de 3 posts com os diversos motivos para visitar o local na época mais fria do ano (clique para ver Parte 1, Parte 2 e Parte 3). E hoje eu irei falar sobre os meses de calor, o que fazer e minha opinião sincera se valeu ou não a pena.

A vila no verão

Na base de Blue Mountains há uma vila super charmosa, com lojinhas, cafés e restaurantes. É um lugar super gostoso para passear e bem movimentado no verão. A praça principal do local fica repleta de cadeiras Muskoka para você sentar e pegar sol, curtindo música e apresentações de artistas locais. Há vários restaurantes com pátios ao redor da vila e comer ao ar livre e no sol é simplesmente delicioso. E não posso deixar de falar da fila para a sorveteria da Hatley, que é uma loja de produtos canadenses que possui uma sorveteria deliciosa na vila.

Saindo da praça principal você não pode deixar de ir na região do Mill Pond, o lago que tem pedalinhos no verão e pista de patinação no gelo no inverno. Ali também há cadeiras Muskoka para você sentar e curtir o lago e o sol, uma trilha linda, uma vista perfeita do Westin Trillium Hotel e até um parquinho com muita areia que seus filhos vão amar. E em direção aos lifts da montanha há jardins, mini golf e um local para alugar bike. Uma das principais atividades desta época é andar de bike, descendo a montanha ou nas regiões próximas a ela. Falarei mais sobre isso abaixo.

Atrações no calor

A gente sempre pensa que montanha de ski é para esquiar e que se não tiver neve não tem nada para fazer, certo? Certo em algumas regiões, mas não em Blue Mountains. Blue Mountains é uma atração considerada all season, isto é, que você pode aproveitar em todas as épocas do ano. Especificamente no verão você pode fazer as seguintes atrações: andar de bike (subindo de teleférico e descendo pelas trilhas do Bike Park), curta o Blue Mountain Beach Club, uma praia privada a 10 minutos da vila na beira da Georgian Bay, faça zipline no Wind Rider Triple Zips, visite o incrível parque de cavernas Scenic Caves, faça atividades radicais como o Woodlot Low Ropes ou a Ridge Runner Mountain Coaster (montanha russa de montanha, literalmente), ande de canoa ou kayak, faça caminhadas lindas pela região, faça um cruzeiro para ver o pôr do sol, e muito mais. Atrações não faltam e eu tenho certeza que você vai achar aquelas que irão te agradar.

Onde se hospedar

Há inúmeros lugares para você se hospedar quando estiver em Blue Mountains (clique aqui e veja uma lista de todos os locais), mas saiba que em qualquer época do ano o valor é bem alto. O melhor lugar para se hospedar sem dúvida é na vila e mais especificamente no The Westin Trillum House, que é demais e até pet-friendly. Mas por ser ótimo ele é bem caro e pouco disponível, então a gente optou nesta vez por ficar hospedados no Blue Mountain Resort, que possui umas 10 hospedagens diferentes. Desta vez ficamos na parte dos chalets e casas do Historic Snowbridge. Uma outra opção incrível de quarto completo e mais em conta quando comparado com o Westin é o Embarc Hotel.

Eu preciso dizer que o atendimento do Blue Mountain Resort é bem ruim e lento, nada que eles disseram que funcionaria funcionou (em relação a contactá-los para perguntas). E eu fiz uma reserva pet-friendly e ao chegar lá me disseram que meu chalet não aceitava cachorros (oi?), mas que abririam uma excessão somente naquela vez. O quarto em si é demais. Como estávamos com duas familiares pegamos o apartamento completo com cozinha, sala e dois quartos e banheiros. Tudo bem novo e completo e com um patio maravilhoso para outras casas e uma trilha super linda. Ganhamos um papel com todas as atrações acontecendo naquele dia na vila e no hotel e podíamos ligar para um número que um shuttle viria nos pegar para levar na vila.

Como chegar no local no verão

Eu sou fã de roadtrips e super indico alugar um carro e dirigir os 90 minutos para chegar em Blue Mountains, talvez passando por outros lugares bonitos como a cidadezinha de Creemore ou seguindo este roteiro de 4 passeios em 1 dia. Mas se você não quer dirigir e tem muita grana há a opção de ir de ônibus com empresas locais (Greyhound but 5715/5722) ou através de diversas empresas de turismo que você encontra online. Há ainda a opção de voar para lá pela bagatela de CAD$443 por pessoa (clique aqui para saber mais).

Mas afinal, vale a pena ir nos meses quentes?

Vale sim, muito. O local é lindo e repleto de natureza e explorar a região sem neve e frio é algo que você deve sim fazer se vier para Toronto nos meses quentes. Claro que eu sou suspeita a falar e AMO o local com neve (acho super romântico e perfeito), mas ficar lá no calor me surpreendeu e adorei passear livre de chinelo e com o Thomas correndo e curtindo o calçadão, se lambuzando de sorvete e com Jojoe cheirando e explorando todas as trilhas.

Espero que tenham gostado do post e não deixem de comentar se já foram na região no inverno ou verão, o que acharam e onde se hospedaram. Vou adorar ler os comentários de vocês e também acredito que esta troca de informação é super importante para acrescentar conteúdo para o blog e para os outros leitores que vem aqui ler sobre o assunto.



Comentários