Nosso processo de imigração para o Canadá [Parte 2]

Jojoe2

Hoje eu vou falar do processo de imigração que “deu certo” – se você não entende o que estou falando leia a Parte 1 da série de posts intitulada “Nosso processo de imigração Canadense”. Pois bem, depois que o processo de skilled worked foi reprovado resolvemos aplicar para o Canadian Experience Class, já que meu marido estava trabalhando no Canadá desde que chegou em 2011. Conforme falei no post anterior, quando eu consegui o visto de estudo (full-time student) o meu marido conseguiu o visto de trabalho aberto (open work permit) e logo que chegou no Canadá em 2011 conseguiu um emprego. Basicamente, para aplicar nesta categoria você tem que ter experiência trabalhando por 1 ano em um full-time job (antes de janeiro/2013 a regra era de 2 anos, mas eles facilitaram o processo e agora é somente 12 meses). Você pode se perguntar: e se era 1 ano porque vocês esperaram tanto tempo para aplicar? Eu poderia enumerar pelo menos 3 motivos: 1) achávamos que o processo 1 iria dar certo; 2) não tínhamos 100% de certeza que queríamos ficar (leia aqui); e 3) passamos por 3 anos complicados – especialmente 2013 – e não tínhamos cabeça para aplicarmos para nada. Mas, como diz o ditado “antes tarde do que nunca”, em agosto de 2013 conseguimos organizar tudo e finalmente aplicar para a categoria que iria nos trazer nossa residência permanente.

Agosto/2013 – Envio de documentos para CIC

Juntamos todos os documentos e aplicamos em Agosto de 2013. Como já havíamos coletado muitos documentos para a aplicação que deu errado (incluindo a tradução juramentada da maioria dos certificados) foi bem mais simples combinar tudo e mandar o package. Para saber quais documentos são necessários e ver todos os formulários clique aqui. Entre os documentos temos que mandar um comprovante de inglês do aplicante principal e meu marido fez o teste do IELTS (clique aqui e veja os locais para fazer o teste em Toronto). Nesta primeira fase tivemos que pagar $1100 ($550 para cada aplicante).

Outubro/2013 – Confirmação do recebimento dos documentos

Em outubro de 2013 recebemos um email do Centralized Intake Office de Sydney confirmando o recebimento da nossa aplicação. Neste momento não tínhamos nenhuma confirmação de que nosso processo seria aprovado, apenas que estava completo.

Janeiro/2014 – Pedido da impressão digital e antecedentes criminais

O Centralized Intake Office sugere que as digitais e os antecedentes criminais Canadenses sejam feitos antes (enviado com todos os documentos iniciais) pois pode haver demora e você tem 60 dias após a data do pedido para fazer a checagem e enviar os resultados para o CIC (lembrando que os antecedentes criminais do Brasil mandamos na nossa aplicação inicial e foram 3 documentos ou 3 níveis – nacional, estadual e municipal). O Canadense nós fizemos depois e assim que recebemos o email com o pedido procuramos os locais qualificados, marcamos em um perto de casa, pagamos algo em torno de $45 por pessoa e pronto. O local que fizemos (indicado pelo CIO) enviou os documentos para o Centralized Intake Office diretamente. Para maiores informações sobre esta etapa clique aqui.

Abril/2014 – Pedido para exames médicos

Em abril recebemos uma carta pedindo que fizéssemos exames médicos. Os médicos são registrados pelo governo e aqui você encontra uma lista de todos estes médicos. Basicamente chegamos no local (com 4 fotos 3×4 e documentos) e fizemos RX, exame de sangue e urina e uma consulta de 1 minuto com o médico (foi um exame super rápido, ele só mediu a pressão arterial e batimentos cardíacos). Ah, e pagamos a taxa de $400 que teve que ser paga em cash (dinheiro vivo) direto pro médico.

April/2014 – Pagamento da Right of Permanent Residence Fee (RPRF)

Ainda em abril, recebemos um pedido de pagamento de $490 referente à taxa de direito de residência permanente. Mais uma taxa, mas neste momento estávamos tão perto que nem ficamos incomodados.

Maio/2014 – Pedido dos Passaportes

Depois do processo finalizado eles pedem os seus passaportes para colocar o novo visto (eles não avisam pra você que deu certo, apenas pedem os passaportes e você assume que deu certo – mas sempre fica um friozinho na barriga até que você receba os passaportes). Os passaportes devem ser enviados dentro de 60 dias do pedido (que vem por email) e junto com eles você deve mandar um envelope de correio express para você rastrear quando seus passaportes estiverem chegando (no nosso caso tínhamos uma viagem marcada e se não tivéssemos comprado o correio next day não teríamos conseguido viajar, então fica a dica).

Junho/2014 – Passaportes chegaram e fizemos o landing

Basicamente junto com nossos passaportes vieram um monte de papéis e fomos até Buffalo (estado de NY) e voltamos para o Canadá para fazer o landing. Não levamos nenhum outro documento além dos nossos passaportes. Foi super tranquilo e recebemos um documento temporário até recebermos nossos cartões de PR – que chegam em 2 meses. O oficial foi super tranquilo e nos parabenizou por estarmos entrando no Canadá como residentes permanentes.

Agosto/2014 – Recebemos nosso PR Card

O recebimento do cartão de residente permanente é a última etapa deste processo. Esse cartão é o comprovante de que agora somos residentes permanentes no Canadá e devemos mostrá-lo sempre que estivermos entrando no país. Além disso, com o PR você pode conseguir permissão para trabalhar (se não tiver) e todos os direitos de um Canadense (como por exemplo OHIP, se você ainda não tiver). Nosso cartão demorou quase 2 meses para chegar e lendo outras pessoas que imigraram foi um dos maiores prazos. Para saber o tempo que está demorando para o PR Card ser processado clique aqui.

Em resumo…

No total, nosso processo levou 11 meses e gastamos em torno de CAD$4000, incluindo taxas, correio (média de $100 por package express), traduções (geralmente $100 por documento), IELTS ($295).

Se você quer saber mais sobre outros processos ou tirar dúvidas mais específicas clique aqui.

Se você quer saber quanto tempo demora cada processo ou quanto tempo geralmente demora para cada uma dessas etapas (por exemplo, enviar os documentos e receber a resposta do CIO ou pedido dos passaportes e retorno) sugiro visitar o site Trackitt. As datas são bem precisas e usamos bastante durante nosso processo.

Motivos para imigrar

Como escrevi anteriormente nosso objetivo não era imigrar para o Canadá – apenas ter uma experiência internacional e voltar depois para o Brasil qualificada e com uma rica bagagem cultural. Porém acho que várias pessoas que já moraram aqui por um tempo ou moram temporariamente devem ficar um uma “pulga atrás da orelha” na hora de voltar (assim como nós estávamos). O Canadá é um dos países com melhor qualidade de vida do mundo, aonde educação e saúde são oferecidos gratuitamente pelo governo (e com boa qualidade). Aqui não tem hospital de rico ou escola de pobre: todo mundo estuda junto e é tratado nos mesmos hospitais, que diga-se de passagem, são referência no mundo todo. Somado a estes fatos a possibilidade de você imigrar e continuar trabalhando na sua área, o fato do Canadá permitir dupla cidadania (você não precisa abrir mão de ser Brasileiro), a proximidade do Brasil (vôo direto Toronto>SP é rápido e você sai daqui à noite e chega no Brasil no outro dia de manhã) e a economia estável são motivos de sobra que nos fizeram optar por chamar o Canadá de nossa casa.



67
Comentários

37 Comment threads
30 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
36 Comment authors
Samanta Cristina Cardoso Leme

Oi eu simplesmente amo seu blog e esse post me ajudou muito. Uma parte que eu achei interessante foi a qual você disse que eles permitem a dubla nacionalidade; mas tem escolha? se eu quiser deixar só a canadense eu posso?

Felippe

Olá!
Fiz o IELTS Academic em Jan/2016 pois o ano passado a intenção era fazer um mestrado. Atingi a pontuação minima e até consegui a carta de ingresso na Universidade mas por opções de trabalho no Brasil adiei a idéia.
Estou fazendo o Express Entry agora e gostaria de saber se posso aproveitar a minha pontuação do Academic que foi boa ou terei que fazer o General Training.
Abraço e obrigado!

IGOR RUIZ

Esses conselhos, tutoriais e entre outros, me fazem sonhar em ir para o Canadá.

Diego

Olá, Gaby! tudo bem? É possível me ajudar com duas informações?

Estou indo como estudante de inglês (6 meses), mas gostaria de trabalhar nesse período.
1) Ainda que meu visto seja apenas para trabalhar, acha que alguém me contrataria ou me daria uma carta para pedir um visto de trabalho, mas estando já ai?

2) você conhece alguma pessoa, Brasileiro ou não, que procura alguém para dividir despesas de residência?

Ficarei muito feliz e grato se conseguir responder.
Um abraço forte e sucesso!!

Parabéns Gaby! Tive a oportunidade de morar em Toronto 3 vezes (2000 / 2004 e 2012) somando ao todo 3 anos e meio… Amei!!! Na época pensei em aplicar, mas foi uma vontade passageira… As vezes penso se não fiz uma grande besteira em não ter em algum momento, tentado aplicar. Seu gasto foi bem baixo, tendo em vista o investimento de muitos outros brasileiros, pois foi no total de 2 mil dolares para cada né? Estou pensando em ir para Toronto agora no final de janeiro/2017, aproveitando que meu visto é valido até o meio do ano.Ficarei apenas 2… Read more »