Oeste Canadense [Parte 4: Lake Louise]

Never_lose

O Lake Louise é certamente o lago mais famoso da região (e conseguimos notar pela quantidade enorme de turistas). Entre estes turistas estava Jojoe, que curtiu muito o passeio no local!

DSC_1373

A história do Lake Louise está entrelaçada com a história do Canadá. Entre os anos de 1881 e 1885 aconteceu a construção da Canadian Pacific Railway, estrada de trem que liga o Oeste e o Leste do Canadá, construída com o intuito de unificar o pais. A construção da rodovia foi tranquila no trecho Leste, porém na região Oeste de montanhas rochosas e muita neve vários trabalhadores morreram e os custos ficaram altíssimos. Os engenheiros e responsáveis pela obra estavam desanimados pois os gastos estavam sendo absurdos. Foi ai que um “milagre” aconteceu.

Um grupo de trabalhadores da Canadian Pacific Railway encontraram-se com um grupo de índios locais que falaram sobre um “local mágico de água escondido no vale da montanha”. Ao chegar lá este grupo de trabalhadores se espantou com a beleza do local e batizaram o lago de Esmeralda, devido a cor de suas águas. Em 1884 o nome do tal lago mágico foi mudado para Lake Louise (em homenagem a Princesa Louise Caroline Alberta, filha da rainha Victoria de Inglaterra e esposa do então Governador Geral do Canadá, o Marquês de Lorne). Por ser um destino privilegiado e um local único, o Lake Louise acabou ajudando a salvar a Canadian Pacific Railway e os trens eram também usados para visitar aquele local mágico.

Em 1890 a Canadian Pacific Railway construiu a primeira cabana modesta no local e o Lake Louise começou a receber seus primeiros turistas. Porém, foi em 1913 que o Chateau Lake Louise foi construído e aberto comente nos verões. Foi em 1982 que ele virou um hotel/resort anual (verão e inverno).

DSC_1370

DSC_1393

elevacao

O local realmente é lindo e visita imperdível para quem visita a região (as fotos falam por si, não é mesmo?). Como é o lago mais famoso da região está sempre lotado; por isso prefira visitá-lo no início da manhã ou no final da tarde. Nós tivemos muita sorte porque no dia que visitamos estava até chovendo, e quando chegamos lá abriu um sol lindo – e provavelmente as pessoas já tinham feito outras programações.

DSCN0156

De atividades você pode caminhar ao redor do lago (há trilhas por todo lado), alugar um barco para passear no lago (super recomendo), e visitar o Chateau Lake Louise. Os jardins ao redor do Chateau são lindos e certamente irão render belas fotos. No inverno dá para esquiar.

DSC_1407

DSC_1384

DSC00593

DSCN0070

You may also like...

7 Responses

  1. Letícia disse:

    Oie Gaby. Adorei seu post (e todos os outros) estarei em Toronto para estudos, de toronto para a cidade onde se localiza o lake consigo ir de ônibus? É muito longe? bjos

  2. Flicka disse:

    Ahhhh lake louise é sem nocao!! E bom saber q posso levar meu barbudinho! 😉

  3. Edna Borges dos Santos disse:

    Gabi realmente o Joe não dá trabalho, ele é companheiro e camarada! Beijos Edi.

  4. Elói de Carvalho disse:

    Olá Gabriela.
    Belo teu trabalho! Indiquei ao meu filho Adriano, que está agora visitando o irmão André e cunhada Patrícia, candidato a se radicar no Canadá, para visitarem as cidades pitorescas que indicastes nos arredores de Toronto. Nós, eu e minha esposa Shirley, residimos em Whitby, e agora estamos tratando de negócios no Brasil.
    Acrescento um detalhe ao Lake Louise: para os espiritualistas, sobre o lago, no etéreo, encontra-se o Templo de Arcanjo Miguel. É possível, que tenha sido a razão de os índios o terem indicado como local mágico, e que tenha encantado os construtores da estrada de ferro.
    Grande abraço.
    Elói de Carvalho.

  5. KIKI disse:

    Esse Joe tem uma vidinha mais ou menos heim..rsrsr

  6. Adriane disse:

    Lindas fotos e ótimos posts, como sempre, Gaby!! Eu amo este lugar… Acho que é o lugar mais lindo que eu já fui. Sem dúvida, é uma parada obrigatória pra quem quer conhecer o Canadá! Bjos!

  1. 20/08/2013

    […] ← Oeste Canadense [Parte 4: Lake Louise] […]

  2. 07/10/2013

    […] muita carne), para Banff (aonde ele pode curtir um pouco a natureza Canadense), para o Lake Louise (aonde ele se aventurou e andou de canoa), para Chicago (aonde ele curtiu muito o tour arquitetônico a bordo de um barco descobrindo a […]

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *