Vale a pena visitar a Legoland da Flórida?

Em dezembro do ano passado estivemos na Flórida para passar o Natal com a família, já que minha irmã mora perto de Miami. Aproveitamos nossa ida para lá e fomos para Orlando, para levar o Thomas nos parques da Disney. Mas lendo sobre o que fazer na região e o que as crianças curtem eu me deparei com o parque da Legoland e incluímos no roteiro, pois ele é super indicado para crianças menores. A maioria dos textos que eu li na internet dizia que o parque é super adequado para crianças pequenas até 10 ou 12 anos, pois não é um parque com brinquedos muito radicais. Nós fomos e já adianto que foi o ponto alto da viagem – Thomas AMOU – e eu vou contar um pouco da nossa experiência neste post.

Em primeiro lugar eu preciso falar da localização. O parque fica a 1 hora de Orlando – na cidade de Winter Haven – e de suas principais atrações e não há muita coisa ao redor. Então se você estiver hospedado em Orlando vale se planejar e sair cedo no dia que for curtir a Legoland. Nós fizemos o oposto: ficamos hospedados na Legoland e fomos até Orlando. Achamos válido fazer isso pois fomos apenas em um parque da Disney desta vez e também porque o Thomas AMA Lego e adorou ficar hospedado no Hotel da Lego (leia mais sobre hospedagem no final deste post). Vale falar que você pode utilizar um shuttle que parte de Orlando para ir para o parque, se você não está afim de dirigir até lá. O shuttle precisa ser reservado com antecedência, custa US$5 (ida e volta) e mais informações podem ser encontradas aqui.

É importante falar que nos meses mais frios o parque tem um horário de funcionamento diferenciado, não abrindo nas quartas-feiras. E ele fica aberto até 5pm ou 6pm, dependendo do dia. Então é importante SEMPRE olhar no site da Legoland (aqui) e ver se o parque estará aberto quando você for, para não ter surpresas. Acho que a dica é não somente olhar se a data que você quer visitar será viável, mas comprar o ingresso antecipadamente para evitar filas (quando fomos tinha fila para comprar e para entrar no parque e você não irá querer começar seu dia já em uma fila, não é mesmo?).

A localização e estrutura do parque impressionam, pois é enorme e muito bonito, na beira de um lago. É também muito verde (e, vale falar, pela manhã estava cheio de mosquitos). Acho que pr ficar em uma área mais afastada o Legoland tem um clima diferente dos outros parques de Orlando: as atrações são mais espalhadas e como o formato do parque é em retângulo (ao contrário dos parques da Disney que são em círculo) você tem que passar em tudo para chegar no final do parque (e voltar passando em tudo). Dentro do Legoland está localizado o Legoland Water Park, um parque aquático do complexo que também foca em crianças pequenas. Todos os lugares que li não recomendam ir para a Legoland apenas para curtir o parque de piscinas… este seria um plus na sua viagem para o parque. Nós não fomos porque o parque aquático fica fechado nos meses de inverno.

Como qualquer parque há diversas lands para você brincar e explorar. The Beginning é, como o nome diz, o começo do parque, com atrações sazonais. Ali há uma loja enorme de Lego – Big Shop – para você comprar produtos exclusivos. Logo do lado fica a Fun Town, com seu carrossel de dois andares lindo, que você não pode deixar de ir. Também nesta área do parque você encontra um cinema 4D, um Minifigure Market e o Lego Factory Experience, onde você pode comprar peças de Lego com seu nome e peças específicas. Logo ali perto fica o DUPLO Valley, que é uma área do parque para crianças menores. Lá tem playground, trenzinho, trator, fazendinha e tudo que as crianças pequenas amam. Vale falar que é nesta área que fica o Baby Care Center, um espaço para as mamães que vão ao parque com bebês pequenos (como eu fui).

Continuando no parque você não pode deixar de visitar a Miniland USA, que é a parte do parque que tem réplicas das principais cidades americanas feitas de Lego. Essa parte do parque é muito bonita e tem uma vista linda do lago. As construções são perfeitas em todos os detalhes. Algumas delas tem animação, como por exemplo barco andando, soldados marchando. Ali perto também fica a minicidade do Star Wars.

Uma outra parte que passamos HORAS brincando foi o Lego City. Nesta parte do parque as crianças podem dirigir carros, barcos e até fazer treinamento de bombeiro. Nem preciso dizer que Thomas AMOU. Como chegamos e fomos direto para esta parte do parque ainda estava vazio e o Thomas entrava e saia dos brinquedos, deve ter dirigido o carro umas 5 vezes seguidas! Vale falar que a Flying School é uma montanha-russa radical, então não é recomendada para menores de 14 anos.

O parque é enorme: são 14 áreas no total. Outras partes do parque que eu achei lindas e recomendo: Land of Adventure (nesta parte fomos no brinquedo do safari e o Thomas adorou), Pirates’ Cove (show que acontece na água e dizem ser super legal – infelizmente não tivemos tempo de assistir), Cypress Gardens (um jardim botânico no meio do parque, que já existia antes da Legoland ser construída), Ninjago World (parte do parque dedicada aos personagens da Ninjago que fazem o maior sucesso), entre outros.

Em resumo, quando você está montando seu planejamento de viagem para Flórida é uma loucura incluir todas as atrações do local: 4 parques da Disney, Disney Springs, 2 parques da Universal, NASA, parques aquáticos, dias livres para compras e descanso… Muitas pessoas não querem pensar em se deslocar para ir para um parque que fica mais afastado, mas se você tem criança pequena que curte Lego acho que é uma ótima opção sim. A estrutura do parque é incrível e ele não é tão lotado como a Disney, então você pode curtir com mais calma e ter uma experiência diferente.

Conforme escrevi anteriormente nós ficamos hospedados em um dos hotéis do complexo, o Legoland Beach Retreat. O hotel é todo decorado com tema de praia, com as figuras e esculturas de lego que são a marca registrada do parque. Tem chalés de praia espalhados na beira de um lago, com playground para as crianças, piscina aquecida e restaurante. Há vários eventos no hotel também, como festa de dançar, conhecer os personagens… isso sem contar que para todo lugar que você olhe há uma caixa de Lego para sua criança se entreter. No restaurante tem um castelo de areia enorme feito de Legos, para as crianças montaremNós chegamos em um dia e estávamos exaustos e comemos no local (comida boa, preço justo e, melhor de tudo, criança pequena não paga). E também fomos no restaurante para usufruir do café da manhã gratuito, que é bem variado.

O quarto é de um ótimo tamanho e bem colorido e decorado com tema de Lego e praia. Há uma caixa de LEGO para as crianças brincarem no quarto, água e suco de maçã gratuito, TV a cabo e todos os filmes do Lego disponíveis e o banheiro possui a tampa da privada adaptada para os pequenos. O quarto das crianças fica em um espaço separado, e há um beliche e uma cama auxiliar (podem dormir até 3 crianças). A varanda dos chalés é uma graça e possui uma mesa com 4 cadeiras e pela manhã você recebe o jornal “The Legoland Times” com as novidades no hotel e no parque. Eu amei a experiência e me hospedaria no local novamente.

Espero que tenham gostado das dicas. Agradeço à Legoland por ter nos fornecido ingressos cortesia para desfrutarmos do parque e também o hotel. Apesar de termos ganhado isso tudo que escrevi reflete a minha opinião sobre o local e eu curti muito e voltaria com certeza. Vale falar que terá vídeo no canal do youtube do blog com cenas deste dia – não percam e acompanhem tudo se inscrevendo no canal aqui.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *