Como um intercâmbio ou estudar fora pode mudar a sua vida

Muita gente tem vontade de estudar ou fazer um intercâmbio fora do Brasil, mas poucos sabem como esta experiência pode ser enriquecedora e como ela pode mudar a sua vida para sempre. Neste texto eu conto para vocês 10 mudanças que podem acontecer e no final dele eu apresento uma empresa que pode te ajudar a tornar estas mudanças possíveis.

1. Ser mais responsável

O primeiro ponto que eu vejo como super positivo quando o assunto é morar fora para um intercâmbio ou estudos é o fato de que as pessoas acabam se tornando mais responsáveis, especialmente os jovens. Por mais que haja a opção de ficar em uma casa de família eles estarão em um país diferente, em uma cultura diferente, longe dos pais e tem que controlar vários aspectos das vida (dinheiro, horários, estudos, comida, organização de roupas) para que a experiência seja incrível. Pode parecer simples para alguns mas para outros é algo transformador.

2. Aprender a comunicar-se efetivamente com uma nova língua

Você pode fazer curso de idioma no Brasil por 10 anos, mas só quando você morar fora por um tempo é que você vai conseguir colocar todo aquele ensinamento em prática e se comunicar efetivamente em outra língua. Não tem jeito. Acho que a necessidade faz com que a gente realmente aprenda uma língua e desenvolva/expanda os nossos conhecimentos. Então se você quer realmente ser fluente em uma língua você tem que passar um tempo fora e, obviamente, se esforçar para treinar bastante e absorver ao máximo esta experiência.

3. Conhecer pessoas do mundo todo e fazer amigos

Uma das coisas mais legais de passar um tempo fora é a oportunidade de conhecer pessoas do mundo todo e fazer amigos, criando relações internacionais que podem durar a vida toda e abrir portas para oportunidades futuras. Eu, por exemplo, levo com muito carinho todas as pessoas que conheci quando estudei fora na minha adolescência e tenho contato com algumas delas até hoje. Acho que uma das partes mais legais de passar um tempo fora é poder conhecer gente que pensa diferente, que vive em lugares diferentes, que tem uma cultura diferente do que estamos acostumados e que, mesmo assim, de alguma forma, acaba se conectando conosco. Esta mistura de raças e culturas irá realmente transformar a vida dos intercambistas e despertar uma vontade louca de explorar mais e mais o mundo.

4. Ter experiências incríveis e inimagináveis

Viajar para fora do seu país de origem é, por si só, uma experiência incrível. Agora, viajar para estudar, sabendo que você irá viver como um ou com um local por um determinado tempo é algo ainda mais fascinante. Cada dia de intercâmbio ou estudos fora do Brasil traz inúmeras surpresas, que podem vir de coisas simples da vida (como pegar um metro ou comer algo diferente) ou as mais inimagináveis (ver um urso na esquina de casa ou fazer um passeio incrível por alguma cidade). Os estudantes e intercambistas devem estar preparados – e abertos – a terem experiências diferentes e realmente usufruirem delas.

5. Aprender a respeitar as diversidades

No Brasil a maioria das pessoas é acostumada a conviver com um grupo seleto de amigos e conhecidos, que se vestem da maneira X e se comportam da maneira Y. Mas quando você mora fora por um tempo este padrão acaba indo por água abaixo. Aqui no Canadá, por exemplo, tem gente de tudo quanto é cultura, religião, nacionalidade, raça, ideal, orientação sexual… é uma mistura de pessoas que nos faz refletir sobre como o mundo é grande e como a gente conhece tão pouco dele. É um dos principais ensinamentos de vida que um intercâmbio pode trazer e certamente este contato irá te ajudar a quebrar estereótipos preconceituosos, ao mesmo tempo que você acaba tendo uma nova visão sobre o seu próprio país e a sua cultura. E, por mais que algumas coisas acabem sendo totalmente diferentes do que você acredita, o respeito é fundamental e, de uma forma ou de outra, você vai acabar aprendendo a respeitar todas estas diversidades.

6. Rever valores e objetivos de vida

Ta ai um ponto que eu acho que toca a maioria dos estudantes e intercambistas: uma revisão dos seus objetivos de vida. Quando a gente vive a mesma vida por dias, meses ou anos a gente acaba se acostumando com o que temos e o que está ao nosso redor. Mas é só sair da zona de conforto que o nosso mundinho fica abalado e ai a gente começa a rever nossos valores, ver o que realmente importa na vida e onde queremos chegar. Eu falo isso por experiência própria: tanto eu quanto meu marido tivemos experiências internacionais antes de nos conhecermos e quando começamos a namorar a gente sempre falava que queríamos morar fora do país e que faltava algo no nosso coração. Nós não estávamos satisfeitos com a vida de trabalho de 8h por dia no Brasil e 1 mês de férias por ano, mesmo com estabilidade financeira. E após casados surgiu a oportunidade de morar fora e o resto é história.

7. Melhorar o curriculum e ter maiores chances de conseguir um emprego

Uma boa parte das pessoas que buscam estudar fora ou fazer um intercâmbio pensam no futuro, em melhorar o curriculum e ter maiores chances de conseguir um emprego na sua área. Hoje em dia a competição por uma boa vaga de emprego é acirrada e sim, eu acho que uma experiência internacional pode ser um fator chave na hora do empregador escolher alguém para uma vaga. Neste caso acho importante citar que não só a experiência internacional é válida, mas o que o estudante faz dela: tirar boas notas, se dedicar ao curso que está fazendo, procurar oportunidades de outras atividades (cursos extra ou trabalhos voluntários), entre outros são ótimas maneiras de aumentar as chances desta experiência ter um peso ainda mais significativo no seu curriculum e na hora de lutar por uma vaga de emprego dos sonhos.

8. Aprender a cuidar melhor do dinheiro

A não ser que você seja milionário e não precise se preocupar com isso em geral quando alguém vai fazer intercâmbio ou estudar fora por um período o fator dinheiro (ou a economia e administração dele) é algo que precisa ser aprendido ou praticado. E gente, por mais que me digam que vocês já fazem este controle no Brasil, certamente quando estamos fora do país de origem há muitos fatores diferentes envolvidos: não querer perder os passeios ou aproveitar as oportunidades ao máximo, o preço da moradia, a alimentação, o vestuário (especialmente se vier no inverno), a tentação dos eletrônicos e muito mais. Cautela e muita atenção é importante e tenho certeza que tudo que for aprendido será sim utilizado quando você voltar para casa (até porque depois de uma experiência internacional você vai acabar querendo economizar para já garantir a próxima).

9. Dar valor ao que você tem em casa

Sim, eu acredito que morar um tempo fora faz com que você dê valor ao que você tem em casa. E este é um aprendizado muito importante que um intercâmbio pode te trazer. A comida caseira da mãe, a roupa limpa no armário, a casa arrumada, os amigos de infância por perto, o beijo de boa noite… tudo que a gente acha que é rotina ou normal (e que muitas vezes não damos o real valor) acaba se tornando especial depois de morar um tempo fora. E por mais que a experiência no exterior seja incrível e que a gente queira a todo custo voltar e viver mais daqueles momentos mágicos não podemos negar que a saudade da terra natal e o conforto que temos – seja pela presença próxima da família e amigos ou pela comida que gostamos e podemos encontrar com facilidade no mercado da esquina – acaba pegando.

10. Descobrir-se e curtir estar com você mesmo

Este para mim é um ponto super importante, que realmente contribui para aquela mudança que todo mundo sempre busca quando vai ter uma experiência fora do país ou da sua zona de conforto: auto-conhecimento. Viver fora não é fácil e entre todas as pessoas que você irá conviver durante os dias, semanas ou meses fora é com você mesmo que você deve contar. Descobrir aquilo que você gosta fora da zona de conforto, tentar resolver problemas em outra língua e com gente diferente ao seu redor, confiar no seu instinto, amadurecer e crescer a cada dia, espantar-se com sua coragem, ter sede de conhecer mais e mais… Acho que morar fora um tempo faz com que a gente descubra quem realmente somos e que a gente curta mesmo a nossa própria companhia.

Quem pode te ajudar na hora de alcançar todos estes objetivos

Se você quer alcançar todos estes objetivos e ter esta experiência incrível de fazer um intercâmbio ou estudar fora do Brasil é fundamental que você ache alguém que te guie neste processo e te ajude a fazer as melhores escolhas. Eu realmente acredito que você deve procurar uma empresa especializada para te ajudar a escolher a melhor escola, a melhor cidade e o melhor curso, baseado no seu perfil e naquilo que você busca com esta experiência. E a empresa que eu indico é a Loonie Canada. Eu já apresentei a empresa aqui no blog e tenho recebido muito feedback positivo dos leitores que vieram para cá com eles e tiveram apoio e ótimos momentos.

Para entrar em contato com a Loonie é só preencher este formulário aqui no blog. E para mais informações:

Loonie Canada
Endereço: 3080 Yonge Street Suite 6060 (em cima da estação Lawrence do Metrô)
Telefone: +1 416 855 7707
Email: contact@looniecanada.com
Facebook: Loonie Canada
Instagram: @looniecanada

A foto que ilustra este post é designed by Freepik.