Viajando de carro pelos Estados Unidos

roadtrip_GNC

[dropcapF]/dropcap]azendo as contas rápidas acho que já fizemos mais de 15 grandes roadtrips pelo USA e posso dizer que toda vez que viajamos eu ainda fico impressionada com tudo. Viajar de carro pelos Estados Unidos é uma atração a parte: as estradas possuem ótimas condições, são bem sinalizadas e possuem toda a estrutura para que sua viagem seja inesquecível. Não sei se os Americanos gostam de viajar porque as estradas são boas ou se as estradas são boas porque os Americanos gostam de viajar!? De qualquer maneira, uma das coisas que me deixa impressionada é o número de famílias pegando o carro (ou o trailer) e rodando muitas milhas para passear pelos Estados Unidos. Nós não temos esta tradição no Brasil – até porque as estradas não permitem – e quando falamos que vamos de um local para outro de carro geralmente os nossos familiares ficam assustados, mas ai explicamos que além da nossa vontade de desbravar novos lugares, a estrutura das estradas torna estas “esticadas” muito mais fáceis. Resolvi fazer este post para explicar melhor que “estrutura” é essa, até porque acabamos de chegar de uma roadtrip de 4750km pelos USA, passando por 8 estados Americanos (inclusive todas as fotos deste post serão desta viagem).

Rest areas (áreas de descanso) são locais aonde os motoristas podem parar o carro e descansar. Estas áreas são super sinalizadas e estão localizadas frequentemente ao lado de grandes estradas (highways). As rest areas possuem banheiros, “vending machines” (máquinas que vendem chocolates, salgadinhos, água, café, etc), mesas de picnic (e algumas vezes churrasqueiras), “pet areas” (locais para seu animal de estimação caminhar e fazer as necessidades), e visitor centers ou centros de informação turística (geralmente quando estamos entrando em um novo estado). Você pode pensar que “paradas públicas não devem ser boas”, mas por incrível que parece as rest areas funcionam muito bem: banheiros extremamente limpos, lugares lindos e com uma ótima estrutura, máquinas vendendo vários produtos, inclusive chá, café, bolos (que quebram um galhão quando você está com pressa e fome)… ah, e os centros de informação são super completos, com mapas e staff pronto para mostrar o melhor caminho e as principais atrações do estado. Clique aqui e veja todas as rest areas nas estradas Americanas.

GNC_restarea1

GNC_restarea2

GNC_restarea3

GNC_restarea4

GNC_restarea5

GNC_restarea51

GNC_restareaa

GNC_restareas8

Nas grandes estradas Americanas geralmente não há comércio ou lanchonetes de beira de estrada, mas existem várias exits (saídas) com esses serviços (em estradas secundárias ou próximo a entrada de cidades). No caso, quando você está na estrada há várias placas (colocadas previamente) informando quais serviços estão em cada saída (alimentação, atrações, hospedagem, lojas, postos de combustível). O interessante disso tudo é que existem saídas aos montes (a cada 3 ou 4 milhas, em média) e em cada uma dessas saídas o viajante pode encontrar vários destes serviços. Os serviços estão especificados; por exemplo, não há apenas a indicação que há restaurantes, mas as placas mostram se é McDonalds, Subway, etc… isso também funciona com os hotéis e atrações. Em relação aos hotéis, uma dica rápida é que você fique nos Holiday Inn Express, que foram recentemente reformulados e são a melhor opção de hotéis de redes baratas Americanas (na minha opinião).

Uma dica super legal – já que as distâncias das estradas Americanas são em milhas e não km – é pensar que 1 milha = 1 minuto. Geralmente dá certo e ai você pode planejar suas paradas e saídas fazendo uma conta fácil!

GNC_exits

GNC_exits2

GNC_exit1

GNC_exits4

Em relação a serviços de emergência, as estradas Americanas são sim muito bem equipadas. Em primeiro lugar há várias placas indicando números que os motoristas podem ligar em caso de acidente. Também há estações de rádio que os motoristas podem sintonizar para ouvirem sobre as condições das estradas e outras informações. Ainda, em algumas estradas há call boxes, que são caixas com um telefone para os motoristas entrarem em contato com um centro de controle em caso de um acidente ou outra emergência – e mais comuns na Califórnia. As placas com informações do que fazer em caso de emergência estão dispostos em intervalos regulares (geralmente a cada milha) ao longo das highways.

GNC_emergency1

GNC_emergencia2

Em relação a polícia, tem sim MUITA polícia nas estradas e quanto menos você esperar – ou se você fizer algo errado e, principalmente ultrapassar o limite de velocidade – a polícia vai aparecer. Geralmente eles estão estacionados perto de viadutos mas podem estar escondidos dirigindo carros “normais” no meio do trânsito regular. Eu gosto muito de usar o GPS para ver a velocidade máxima de cada região, pois ele dá certinho quando muda (e se o mapa estiver atualizado até mesmo quando há Construction Area e a velocidade é reduzida) e também avisa em vermelho se nós estamos ultrapassando a velocidade limite. Lembrando que nos USA a velocidade é dada em milhas.

É importante lembrar que as condições das estradas são ótimas e que você vai sim ter vontade de acelerar um pouco mais – já que a estrutura das estradas deixam você fazer isso… mas sempre pense no incômodo e na chateação de ganhar uma multa. Não custa andar na velocidade certa, ir curtindo a passeagem e viajando sem pressa!

GNC_road

GNC_road2

Por fim, algumas dicas importantes na hora de programar sua roadtrip pelos USA:

1. GPS: não deixe de usar GPS. Acho fundamental pois várias vezes você pode se perder e o GPS dá um jeito de te colocar de volta na rota. Muitas vezes usamos o google maps do celular para conferir se a rota do GPS está correta. Na verdade, meu marido sempre estuda a rota que vamos fazer antes da viagem, pois vai que o GPS fica louco e ele já sabe mais ou menos as estradas que vamos pegar. As locadoras de carro alugam GPS e geralmente cobram caro ($10 por dia). O ideal mesmo é que você tenha um seu e use em suas viagens.

2. Pedágios: são chamados de Toll e é sempre bom ver antes se sua rota possui muitos pedágios. Se sim, tenha sempre cash a mão. No GPS há a opção de você evitar pedágios mas muitas vezes vale a pena pagar os valores – que são baixos – e não correr o risco de fazer um trajeto bem mais longo para economizar, por exemplo, $2. Na viagem que fizemos agora de Toronto a Orlando pegamos apenas 1 pedágio de $2 no estado de NY. Clique aqui e veja uma lista das estradas que possuem pedágio nos USA. Lembra do planejamento que falei no item 1? Poisé, ele é fundamental também em relação ao pedágio pois certamente a empresa de aluguel de carro vai tentar te empurrar uma máquina para passar direto nos postos de pedágio e ai se você souber mais ou menos quanto gastará fica mais fácil ver se vale ou não a pena (e geralmente não vale).

3. Carteira de motorista Internacional: já falei sobre ela aqui no blog – não é necessário ter a CIH e você pode sim dirigir usando sua carteira do Brasil, mas sempre fazíamos quando morávamos no Brasil pela facilidade – já que o documento unificado evita desconforto entre os estrangeiros e os órgãos de trânsito locais devido a falta de informação ou até mesmo dificuldades com o idioma.

4. Programar a rota: nós geralmente definimos um destino e para não perder nenhuma atração no caminho lemos muito e pesquisamos muito. Isso porque muitas atrações no meio dos USA não são famosos e são lindos demais. Quem de vocês conhece a Blue Ridge Parkway, uma estrada de 1936 de quase 800km que passa no topo dos montes Apalaches por 2 estados Americanos, ou a New River Gorge Bridge, uma ponte de arco de ferro que foi por muitos anos considerada a mais longa ponte de arco do mundo. Além de blogs de viagem alguns sites que eu curto para pesquisar atrações nos Estados Unidos: roadtripusa.com e discoveramerica.ca.

5. Abastecer: colocar gasolina nos USA pode se tornar uma aventura porque não há frentistas. Na maioria das vezes você paga com cartão de crédito na bomba, mas se você quiser pagar com dinheiro deverá deixar um valor com o caixa (dentro da lojinha do posto), o atendente vai “liberar” a bomba, e se o valor que você deu for maior você entra novamente na lojinha e pega seu troco. O litro do combustível é mais ou menos US$1 e o valor anunciado no posto é o preço do galão (1 galão = 3.78 litros). Uma dica: quando você pagar com cartão de crédito a bomba irá pedir seu CEP/Zipcode e como nós moramos no Canadá nosso zipcode tem números e letras – então você irá colocar somente os números e completar com zero. Não sei como funciona no Brasil, mas deve dar certo porque o cep só tem números.

Espero que as dicas tenham sido úteis e nos próximos posts estarei falando sobre nossa última roadtrip pelos Estados Unidos.



  • 15 Responses

    1. Mari Angela disse:

      Olá, acabei de fazer a Electronic Travel Authorization (eTA). Já foi aprovado, aliás na mesma hr! Mas fiquei com uma dúvida, veja se vc consegue me ajudar…
      Recebi a seguinte informação no e-mail de confirmação: You are now authorized to travel to Canada by air.
      E minha dúvida é a seguinte: se eu sair do Canada de carro para os EUA, no retorno ao Canada terei algum problema? Pq essa informação ‘by air’ realmente me deixou em dúvida sobre a entrada de carro. Pode ser besteira minha, mas é melhor não arriscar!!
      Obrigada!!

    2. Gustavo disse:

      Ola! Eu moro nos EUA e quero ir de SAN Diego à Vancouver de carro, pretendo ficar uns 3 meses no Canadá, vc sabe me dizer se preciso de alguma licença p ficar com carro americano no Canadá? Em tempo tenho visto p os dois países! 0brigadi

    3. Julio disse:

      Ola Gaby, mito legal suas dicas, me ajudaram da ultima vez que estive em Toronto, mas agora tenho mais uma.
      No inicio do próximo ano estou pensando em ir a NYC e sair de la de carro para Toronto, você teria alguma dica? site de pedagios? se é tranquila a rota?
      Muito obrigado

    4. Ludmilla disse:

      Minha flor, vou viajar em setembro com meu marido para USA. E so tive coragem depois que li todooooo o seu blog!!! Tô amando ele!!! Enfim, vamos passar 30 dias rodando de carro. O voo será recife-orlando e vice versa. Queremos economizar o máximo. E me disseram que eh melhor a gente dormir em motéis nas estradas. Pq meu marido eh muito alto e não consegue dormir no carro. Como vamos em nova Iorque, eu queria ir em Toronto. Mas acho que precisa de visto, né??!!!! Tô super ansiosa com essa viagem. Pq só fui na Disney e Miami.
      Muitos beijosssssss

      • Ola Ludmila. Obrigada pelo recado e pela visita ao blog. Em todas as nossas viagens nós sempre dormimos – não dá para arriscar dormir no carro e estar cansado no outro dia e não curtir o passeio. Precisa sim de visto de vc quiser vir ao Canadá.
        Boa viagem e tenho certeza que vcs vão curtir muito!

    5. cristina disse:

      olá demais o seu blog, estamos com viagem marcada e vamos rodar cerca de 8 mil Km de carro pelos USA por isso fiquei interessada nos rests que vc falou, quanto tempo podemos ficar num rest, os banheiros tem chuveiro…um grande abraço e novamente parabéns pelo seu blog… Cristina

      • Gabriela disse:

        Olá Cristina. Você pode ficar quanto tempo quiser e em alguns deles pode até dormir pois tem policiamento – há placas naqueles que funcionam 24h. Os banheiros não tem chuveiro, pelo menos não naqueles que paramos! Beijos e obrigada pela visita

    6. Débora disse:

      Oi Gaby! Acompanhei mais de perto seu blog no ano passado, quando planejava nossa viagem de férias ao Canadá que aconteceu em Janeiro/2014. Agora, de vez em quando, entro pra matar a saudade… e o que eu tenho pra te dizer é: você está cada vez melhor! Beijo pra você e enjoy sempre!

    7. Yuri disse:

      Ótimo post, tenho muita vontade de fazer uma viagem dessas, quanto tempo vc levou mais ou menos e quanto de gasolina vc gastou? Pra fazer esse trajeto.

      • Gabriela disse:

        Ola Yuri. Foram gastos em torno de 300L e levamos 9 dias para fazer a viagem. Irei explicar nos próximos posts o que fizemos e incluirei valores. Aguarde…!

    8. Jaque disse:

      Gabi, sou APAIXONADA por teus posts sobre road trip no Canadá e nos Estados Unidos!
      Muito obrigada por todas as dicas e clareza nas explicações.
      Quando puder, posta mais fotos e dicas das estradas… 🙂

      • Gabriela disse:

        Ola Jaque. Obrigada pelo recado.. agora irei postar uma série de dicas! Aguarde! Beijos e adorei seu ultimo post – estou louca para escrever algo assim aqui no blog, pois as pessoas confundem muito ser blogueira com profissão agente de viagens hehehe! 🙂

    9. Ótimas dicas, adoro viajar de carro e estou pensando em fazer algumas pelos EUA partindo aqui de Ottawa.

      • Gabriela disse:

        Ola Marlon… não deixe de acompanhar o blog pois estarei postando varias dicas dos lugares que passamos e no fim um post com valores e rotas. Obrigada pelo recado e visita ao GNC!

    Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *