Atenas, Grécia

Greece_Athens

Athens_gabynocanada

Para visitar Atenas eu deixei os guias de viagem de lado e li vários blogs sobre o assunto – e foi assim que montei o roteiro. Nas cidades grandes, turísticas e históricas eu tenho medo de seguir os guias de viagem e acabar só visitando museu e monumento, e não conhecendo “a cidade” propriamente dita. Porém, eu não segui a risca o que a maioria dos blogs diz: “vale a pena passar mais do que dois dias na cidade”. Eu queria (muito) conhecer Atenas, mas esta não era para ser uma viagem de mapa na mão e tênis no pé; era (e foi) para descansar a cabeça, namorar e ficar na praia. E foi por isso que ficamos 2 dias somente em Atenas, e somente um deles foi dedicado ao turismo – e foi suficiente!

Atenas é uma cidade agradável (ou como a maioria dos blogs diz “se tornou depois das Olimpíadas de 2004”) e reúne ruínas monumentais do berço da civilização em pé e em bom estado, ótima (maravilhosa!) comida, muitos restaurantes, uma boa vida noturna, uma rede hoteleira para todos os gostos e bolsos, alguns dos melhores museus do mundo, bom transporte público, e preços justos na maioria dos locais. Há muito o que se fazer mas se você não está afim de fazer turismo – mas quer aproveitar a oportunidade e conhecer a cidade – este post é pra você. Abaixo irei descrever o que fizemos no nosso dia de turismo em Atenas, passo a passo, atração por atração.

1
Se você quiser seguir este roteiro louco, tem que estar hospedado em um lugar bom, de fácil acesso via metro e também perto das atrações. Nós ficamos hospedados no Hotel Hera (uma das várias super dicas que nossos amigos Rafaella e Wagner deram – Thanks!) e foi lá que nosso dia começou. A localização do hotel é fantástica: 600m da Acrópole, 400m do Novo Museu da Acrópole e 160m da estação de metro Akropoli. O hotel possui estacionamento gratuito (você não vai precisar de carro na cidade, mas nós estávamos de carro porque tinhamos voltado de Meteora e Delphus) e um super café da manhã.

1

Acordamos cedinho e fomos direto para a Acrópole, que abre no verão as 8am. Isso porque eu não ia conseguir ir em outra atração e ficar olhando o Panthenon lá no topo da cidade (você consegue vê-lo da maioria dos locais porque nenhum prédio próximo a região pode ser mais alto do que o Panthenon). NEfim, chegamos cedo (e já estava calor), compramos os tickets (12€ full e 6€ meia para estudante, Yupi!) e começamos a caminhada e a subida (vá de tênis e com roupas confortáveis). Vale lembrar que o ticket inclui 6 atrações: Acrópole, Agora Grega, Agora Romana, Cemitério Cerâmico, Templo de Zeus Olímpico e o Teatro de Dionísio.

acropol

E eu fiquei impressionada e me emocionei. Tudo é tão lindo, tão bem conservado e tão cheio de história que é impossível não amar e não se emocionar. A Acrópole é, como o próprio nome diz, uma “cidade alta”, construída por volta de 450 a.C. no ponto mais alto de Atenas (150m acima do nível do mar) e serviu originalmente como proteção contra invasores de cidades inimigas e, após, como sede administrativa, civil e religiosa. A Acrópole de Atenas abriga o Erecteion, o Proprileu, o Templo de Athena Nike e, é claro, o Panthenon.

Athens_gabynocanada3

Athens_gabynocanada2

Athens_gabynocanada6

Athens_gabynocanada1

Athens_gabynocanada5

Ficamos umas 3 horas por lá. Era impossível ir embora. Era impossível parar de bater fotos. Além dos templos, a vista de Atenas lá do alto é fantástica. Minha dica: tenha paciência porque estará lotado (não importa a época do ano).

2

Depois de caminhar horas e horas pela Acrópole, fizemos uma parada em um dos vários restaurantes de Plaka. Plaka é a área mais antiga da capital grega e um bairro super agradável, vizinho da Acrópole. Plaka é charmosa, com ruas estreitas de pedra e paralelepípedo – a maioria fechada para o tráfego de carros. A região é o centro de Atenas desde a Antiguidade e exibe construções desde o século 2 a.C. – embora a maioria dos edifícios vistos por ali date dos séculos 18 e 19.

Atenas_gabynocanada8

Athens_gabynocanada4

Não deixe de caminhar pela rua de comércio – Adrianou – e uma outra rua de lojas – Ermou -, ambas somente para pedestres.

Athens_gabynocanada10

3

De Plaka visitamos a Ágora Romana (visita rápida) e a Ágora Antiga. Ágora era o nome que se dava às praças públicas na Grécia Antiga e era nestes locais que ocorriam reuniões onde os gregos discutiam assuntos ligados à vida da cidade (pólis). A Ágora Antiga possuía papel importante na configuração da democracia ateniense e na política da cidade, sendo o local, por excelência, da manifestação da opinião pública. Quando você anda por lá verá que tudo está em ruínas, com exceção de dois edifícios: o templo de Hefaesto e a stoa de Átalo.

O templo de Hefaesto (muito semelhante ao Panthenon, porém em menores dimensões), é o templo grego antigo mais bem preservado do mundo. Incrível ver como um edifício datado de 449 a.C. ainda consegue manter suas paredes e 34 colunas. Mais incrível ainda é ver que ele não é famoso e pouco popular entre os turistas, mas igualmente lindo se comparado ao Panthenon.

Athens_gabynocanada15

A stoa de Átalo foi um presente à cidade de Atenas em gratidão pela educação recebida lá pelos pergamenhos, como indica uma inscrição na fachada. O edifício foi muito usado até sua destruição no ano 267. Na década de 1950s foi fielmente restaurada e transformada no Museu da Antiga Ágora. A entrada é gratuita para quem entra na Ágora Antiga e o museu é pequeno é ok (cheio de vasos e eu não sou muito fã de vasos).

Athens_gabynocanada12

Athens_gabynocanada14

Paraça_Parlamento_Jardins

Dali seguimos até a Praça Syntagma (o coração da cidade, ligando todas as outras regiões por transporte público, seja metrô ou ônibus), passamos pelo Parlamento (edifício sem graça, tem a troca da guarda mas nada que impressione, na minha opinião) e caminhamos pelos Jardins Nacionais (antigamente chamados de Jardins Reais porque somente os reis da Grécia poderiam usá-lo). Nenhum destes locais me impressionou muito; tanto que nem bati foto da praça e minha foto do parlamento ficou bem sem graça (ou seja, não vou postar aqui(. Quanto ao parque, achei ok, nada que me chamou muito a atenção.

JardinsNacionais_Athens

5

Em seguida chegamos no Estádio Panatenaico (construído em 566 a.C. e reconstruído em 329 a.C.), o local aonde foram realizados os primeiros Jogos Olímpicos da era moderna em Atenas, em 1896. Nas Olimpíadas de 2004 foi usado para provas de tiro e a chegada da Maratona. A entrada custa 3€ full e 1.5€ meia e você ganha um audio para acompanhar a história do local. Achei super legal e estava bem vazio, o que foi ótimo.

Athens_gabynocanada16

Athens_gabynocanada17

Athens_gabynocanada18

8

De lá caminhamos na direção do Templo de Zeus Olímpico, mas decidimos ir direto para o Novo Museu da Acrópole, com medo de não dar tempo de visitá-lo (e também porque já tinhamos visto este templo do alto da Acrópole e para mim isso já foi suficiente – foto abaixo). Mas antes, uma parada para comer um iogurte grego (um dos vícios da viagem)… tem várias lojas pela cidade e funciona como um frozen iogurte, você escolhe o sabor e toppings, uma delícia!

Atenas_gabynocanada7

Pausaparaoiogurte_athens

6

Eu estava louca para visitar este museu. Já tinha lido em vários blogs que o museu era demais e que tinha sido construído pelas mesmas pessoas que fizeram o British Museum de Londres (que eu amei!). Devido à poluição, as esculturas e detalhes encontrados na Acrópole há muitos anos se encontravam em um museu na mesma colina, mas era pequeno e sem muita estrutura. Em 2009 foi aberto o Novo Museu da Acrópole, lindo, moderno e surpreendente. A entrada custa 5€ full e o museu é aberto das 8am-8pm no verão, ficando fechado nas segundas.

MuseumAcropole_gabynocanada2

O museu possui 3 andares, sendo que no terceiro está a exposição do Panthenon: as mesmas dimensões do edifício foram colocadas no museu e a exposição 360 graus faz com que você entenda aonde cada estrutura estava. Todas as paredes dão de vidro para que você aprecie a Acrópole estando dentro do museu. É proibido bater foto das esculturas e você pode até bater da vista de fora do edifício… estávamos com a GoPro e conseguimos capturar algumas imagens do local (lindo demais!).

MuseumAcropole_gabynocanada9

Museum_gabynocanada7

Achei super legal parte do chão do museu ser de vidro, mostrando as escavações do local. Também sugiro dar uma passada no restaurante do museu, num terraço localizado no 2o. andar.

MuseumAcropole_gabynocanada3

MuseumAcropole_gabynocanada1

jantar

Depois de visitar o Novo Museu da Acrópole estávamos acabados… mas nosso dia de turismo ainda não tinha acabado: faltava o jantar. E posso dizer que foi difícil escolher um restaurante legal para jantar, pois há vários na cidade. Eu tinha uma exigência: queria jantar olhando para a Acrópole, que fica toda iluminada a noite. O restaurante escolhido foi o Dyonisus e super recomendo: ótimo atendimento, ótima comida, e uma vista deslumbrante. Um belo jeito de acabar um dia super especial!

noite_atenas1

jantar_athens2

Athens_gabynocanada13



  • 2 Responses

    1. Lismara disse:

      Que liindoo! E todas essas visitas em somente um dia hein… parabéns!!

    2. Oque se pode dizer:…m a r a v i l h o s o!!!! Ja vi em alguns museus partes de templos gregos (Uma pena que foram retirados e enviados e doados como presentes para outros paises) mas enfim o principal e estar no local onde tudo aconteceu e onde esta a maior parte dos monumentos historicos. Deve ser muito emocionante. A energia destes lugares emuito especial e vale para toda vida. Adorei. Beijos.

    1. 14/01/2015

      […] Já falei que gosto de história, né? hahaha Outro país que eu amava estudar era a Grécia, o que mais me encanta na história da Grécia é o fato de esse ser o berço da política e da democracia, que são tão importantes para a nossas vidas, além de ter sido o berço das olimpíadas e de grandes filósofos. Adoraria conhecer mais da história do país e das suas praias também, afinal ninguém é de ferro! haha A Gaby, do Gaby no Canadá, fez vários posts sobre a Grécia, e se você quiser ver o de Atenas, clique aqui. […]

    Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *