Projeto 6 on 6 Canada | Janeiro 2018: Produtos dos supermercados do Canadá que a gente não vê muito no Brasil

6on6logoRED

Sim gente, já chegamos em 2018 e no quarto ano do projeto 6 on 6 Canada, que eu apresentei para vocês lá em 2014 neste post aqui. De lá para cá o projeto se manteve firme e forte e, apesar de mudanças de participantes, a garra e os lindos e informativos posts sempre se mantiveram. E começamos um novo ano de projeto super animadas depois da delícia que foi escrever o projeto do mês passado, unindo os “6 cantos do Canadá” (quem ainda não viu o post é só clicar aqui).

O tema deste mês é super legal mas foi super difícil de fazer. Difícil por dois motivos. O primeiro é que eu já sai do Brasil há um tempão e quando vou para lá é sempre tão corrido que eu quase não tenho tempo de ir em supermercado. Portanto, já deve fazer uns 8 anos que eu não piso em um supermercado brasileiro para fazer compras, então não sei ao certo como eles estão mais. E segundo porque eu bati mais do que 6 fotos… eu achei muitas coisas interessantes e diferenças e foi difícil escolher somente 6 delas. Espero que tenha acertado e que as diferenças ainda existam entre os supermercado do Brasil e Canadá.

1. Avocados e mais avocados

Eu lembro que nunca achei abacate fácil no Brasil, e quando achava não era este pequeno (e sim aquele maior). Eu e o marido amamos guacamole e também comer abacate com salada e até puro e sentíamos falta no Brasil. Que bom que aqui a gente acha em todos os supermercados, durante todo o ano. Mas vale falar que eles não são tão baratos: aqui em Toronto pelo menos um avocado custa $1.99 e às vezes conseguimos promoção de 3 por $5.

2. Pasta de amendoim

Tá ai um produto que eu não lembro de ter achado no Brasil. Por aqui temos várias marcas e ocupa uma parte enorme da seção do supermercado de spreadings. É engraçado ver que como o produto é popular entre as creches daqui: um dia estávamos no supermercado e Thomas apontou para a prateleira e pediu peanut butter. Compramos e ele ADORA! Não falta mais aqui em casa.

3. Leite em sacos

Sim, o leite aqui em Toronto é – na maioria das vezes – vendido em sacos. Estes sacos grandes da foto tem 3 sacos pequenos de leite, semelhante ao que tínhamos no Brasil nos anos 90 (quando eu era pequena). Há leites em caixas grandes mas a gente sempre compra os sacos que são bem mais baratos. Aqui você não encontra caixa longa vida de leite e estes freezers de leite estão geralmente acoplados a um super freezer do supermercado – quando vamos pegar o leite dá para ver pelas frestinhas o frigorífico do local. Claro que nem todos os supermercados são assim, mas o que eu frequento é e achei interessante compartilhar.

4. Pague por conta própria

Sim, aqui há caixas self-service, onde o cliente escaneia seus produtos, coloca na sacola e paga tudo sozinho, sem ajuda de atendentes de supermercado. Eu só vou nestes caixas quando tenho poucos produtos, mas mesmo assim eu me complico toda. Mas achei legal mostrar isso para vocês porque é bem comum por aqui. E vale falar que também é comum os caixas colocarem todos os produtos nas sacolas plásticas para você. Já tentei ajudar várias vezes para agilizar a compra e fui impedida, então fica a dica.

5. Corredor de cereal

Não adianta: todo supermercado que nós vamos tem sempre um corredor cheio de cereal e granola. Gente, são tantos tipos e variedades que eu fico perdida. E olha que o supermercado que eu vou tem o corredor de cereais normais e um outro com cereais orgânicos. Eu, que sou apaixonada por iogurte e cereal, fico doidinha. Não lembro de ter tanta variedade assim no Brasil.

6. Variedade e acessibilidade de sorvete Häagen-Dazs

Sim gente, eu tive que incluir isso na minha listinha. Porque eu nunca achei este tipo de sorvete nos supermercados da minha cidade – Florianópolis – e quando fui morar em São Paulo eu achava mas somente os sabores clássicos (chocolate, baunilha e morando) e por R$25 o pote pequeno, que acabava em 2 colheradas. E por aqui a gente acha tudo quanto é tipo de sabor deste sorvete e a ótimos preços. Ta aí uma diferença que eu realmente curto, porque sou apaixonada por sorvete.

E ai, gostaram do tema deste mês? Como falei eu bati muitas fotos das diferenças e estou até pensando em publicar um outro post com as que não entraram nesta lista – me escrevam dizendo o que vocês acham. E não deixem de acompanhar o blog das outras meninas para ver como elas interpretaram o tema. Se vocês olharem a lista de participantes do projeto tivemos uma mudança para 2018: a Carol do blog Minha Neve e Cia voltou para o projeto.

Embarque com a Pri (Priscila, Victoria)
De bem com a vida (Mariana, Calgary)
Edmonton Feelings (Juliana, Edmonton)
Minha Neve e Cia (Carol, Mississauga)
Like a new home (Adriane, Ottawa)

18 Responses

  1. Adri disse:

    Ótimos exemplos Gaby… eu sempre demoro no corredor dos cereais… e no final acabo pegando sempre os mesmos..haha
    Beijos
    Adri

  2. Lais disse:

    Gaby, mudou muita coisa, em Curitiba temos Haagen dazs, mas com pouca variedade de sabores.
    Uma novidade em Curitiba é o Ben and Jerrys, pode ser encontrado em mercados, postos de gasolinas e também abriu uma loja em um Shopping.
    É possivel encontrar leite em sacos aqui em Curitiba, mas somente integral.

    Bjs

  3. Fernanda disse:

    Bom, faz 4 meses que me mudei para Toronto e oq eu achei em relação ao texto foi:
    -Avocados são bem mais encontrados pra fora do Brasil (no Brasil existe mas custa um rim). Se vc vai pro Chile por exemplo, vendem a preço de batatas no mercado.
    -Pasta de amendoim: há uns dois anos atrás não era febre, mas graças a Deus agora no Brasil existem mil variedades de pasta de amendoim AND saudáveis !!
    -Leite de saco: desde pequena até os dias de hoje encontramos tb este leite nas padaria e mercados.
    -Pague por conta: estão evoluindo ainda este quesito no Brasil
    -Cereal: não há quem ganhe dos eua e Canadá neste quesito rs (amo!!)
    -HaguenDaz: existe e muito no Brasil (inclusive variedade vendidas em quiosques de shopping) porém ainda não chegou aqueles com mistura de vodka, rum e whisky que temos aqui (diga-se de passagem sao ótimos rs)

    Amei o post de hoje ❤️
    Beijos Gaby !!

    • Que legal Fernanda. Como vc está vendo faz tempo que não vou ao Brasil – e a um supermercado! heheheh
      Legal que já encontramos várias destas coisas.
      Beijos e amei seu comentário

  4. Priscila Salles disse:

    As coisas aqui mudaram mesmo Gabi. Sou paulista e moro no Rio há 10 anos, tanto aqui quanto em SP encontramos avocados com muita facilidade em supermercados como Pão de Açúcar ou no Hortofruti. Pasta de amendoim tbem temos algumas opções e como estamos vivendo um momento “fitness e Low Carb” essa pasta virou parte da alimentação de muita gente. Mas é claro q sendo Low Carb ela é sem açúcar e não tem a mesma graça.
    Leite em saquinho me lembro de ter quando criança em SP tbem…estranho ver isso de novo né.
    Hagen-Dazs tbem não tenho dificuldade de achar. Além dos supermercados encontramos sempre nas Lojas Americanas, que aliás tbem tem esses caixas de auto atendimento. Não são todas as lojas, mas algumas tem. Me parece que ainda estão experimentando. É uma maravilha né.
    Quanto aos cereais acho que temos muitos, mas com certeza não temos essa quantidade que vcs encontram por aí. O que eu acho interessante é a quantidade de marcas de granola que temos no mercado, pois antes tínhamos 1 ou 2 e agora temos milhares. Com certeza tem relação com esse momento vida saudável que estamos passando. Pq a quantidade de lojas vendendo produtos orgânicos, sem glúten, Low Carb, etc etc é imensa.

  5. Juliana disse:

    A ajuda do caixa em empacotar varia muito de supermercado! Nofrills, uns dos mais baratos, basic food não há ajuda, achava isso horrível qdo cheguei, mas a gente aprende e não cai a mão kkkkk fortinos, longos, Walmart, eles já empacotam sim!
    Qto self check out, acho super pratico! Agora no Walmart, algumas localizações, vc já vai com a maquininha e scaneia cada produto que vc coloca no carrinho, na saída, passa pro caixa e sai, mais pratico q isso, impossível! Adoro!

  6. Ana Paula Loss disse:

    Abacate aqui na minha região a gente sempre achou fácil, mas durante a época de abacate, e o momento tristeza, sábado eu fui ao supermercado e desisti de coprar o abacate por que estava 8 reais ( agora é época de abacate) . Sobre pasta de amendoim, agora que anda aparecendo algumas marcas aqui no Brasil hahahaha. Adorei a parte de cereais, aqui não temos muitas variedades

  7. Eu até achava abacate no Brasil, e era mesmo daqueles maiores. Aqui também só tem esse pequeno e dependendo da época, está bem carinho mesmo! Mas realmente aqui tem bem mais e eu sempre compro quando acho na promoção. Mas sério que você se enrola no self service checkout? Eu adoro, acho super prático, uso bastante hehe

    Beijos!

  8. Nayara M Rastelli disse:

    Oi Gaby! Aqui em São Paulo é como a Ana falou acima. Encontramos facilmente esses produtos. Só os cereais que ainda não temum corredor só deles, mas estão aumentando o número de opções com os anos. Agora o que faz muita falta mesmo são os caixas self-service 🙁 . Bjsss

  9. Carol disse:

    Ahhh esse sorvete me mata! Hahaha adoro demais 🙂 engraçado que eu prefiro o self checkout, já me acostumei a fazer tudo sozinha inclusive quando tenho que pesar as frutas. To bem feliz de estar de volta no projeto. Bjs

  10. Ana Regina disse:

    Gaby, vou te atualizar (rs), pelo menos na cidade onde moro tem tudo que vc falou, avocado é produto importado mas sempre tem; pasta de amendoim também só que não nessa variedade daí; leite de saquinho até vejo mas normalmente é uma prateleira o comum mesmo é leite de caixa; caixa self service no supermercado também mas são poucos lugares; corredor de cereal é comum e sorvete Häggen Dazs tem até na padaria

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *