17h inesquecíveis em Ottawa em 2017

DSC_2920 (1)

Já estamos na segunda metade de 2017 e nós ainda não tínhamos ido a Ottawa. Eu queria MUITO visitar a capital do país neste ano de celebrações e esta visita acabou acontecendo por causa de uma outra viagem. Conseguimos organizar o roteiro e passar 17h nesta cidade linda, para visitar duas atrações imperdíveis em comemoração aos 150 anos do Canadá e nos hospedar em um hotel fantástico, com uma vista linda das principais atrações do local. E é sobre estas atrações e este hotel incrível que eu vou escrever hoje para vocês.

Northern Lights: Sound and Light Show

still

Nós chegamos em Ottawa 7pm, fizemos o check-in do hotel, demos jantar para Thomas, passeamos com Jojoe e fomos correndo para o Parliament Hill para assistir ao show de luzes e som chamado de Northern Lights. Eu sempre quis assistir a este show – que começou a ser apresentado em 2015 e vai até 2019, sempre no verão. Vale falar que este tipo de show é super tradicional em Ottawa e já acontece – acreditem – a mais de 30 anos (o primeiro foi em 1984 e você pode ver toda a trajetória destes shows clicando aqui). O show que antecedeu o Northern Lights foi o Mosaika: Canada through the eyes of its people, que foi visto por mais de 1 milhão de pessoas e ganhou vários prêmios. Quem assistiu os dois disse que o Northern Lights é tão impressionante quanto o Mosaika.

Northern Lights é um show de 30 minutos onde imagens são projetadas no icônico edifício do parlamento Canadense. O show é gratuito e os telespectadores ficam sentados no gramado do Parliament Hill, enquanto o show acontece. Muita gente levou cadeiras e estava preparado. Todos ficam quietos e ninguém obstruiu a visão de ninguém. O show é gratuito, bilingue (inglês e francês) e em 2017 estará acontecendo até dia 16 de setembro (mas quem não conseguir poder vê-lo novamente nos anos de 2018 e 2019).

DSC_2896

O show conta a história do Canadá como nação em 5 capítulos – e você pode ver os livros sendo projetas no parlamento durante o show. O livro 1 é chamado “Fundamentos da Nação” e conta e traz imagens da vida indígena, dos primeiros assentamentos europeus e das cerimônias modernas de cidadania, além de outras histórias de pessoas que possuem o desejo de chamar o Canadá de “lar”. O livro 2 é chamado “Força em Parceria” e foi o meu preferido, pois eu adorei conhecer todas as alianças formadas para moldar o país e tornar o Canadá mais forte. O livro 3 é chamado de “descoberta e aventura” e mostra as conquistas de exploradores, cientistas e inovadores cujas missões no desconhecido continuam a nos inspirar a seguir nossos sonhos. O livro 4 é chamado de “valor” e homenageia homens e mulheres que serviram o Canadá em guerras. Por fim o livro 5 – que é chamado “orgulho e visão” – traz imagens inspiradas nos vitrais da Câmara Memorial da Torre da Paz e celebra a grandeza natural do Canadá e a diversidade do seu povo. No final do espetáculo o hino é tocado e todos ficam de pé, emocionante.

Thomas não tem nem 2 anos e AMOU o espetáculo. Ficou sentadinho por 30 minutos sem reclamar e queria saber de tudo, especialmente quando os cavalos e os carros apareciam (e para onde eles iam). É um show para a família toda e realmente emocionante. Eu me emocionei em ver a história do país que meu filho nasceu e o lugar que escolhemos morar: um país com uma história de luta e muita justiça, de igualdade e parceria. Mais informações sobre o show vocês podem ver aqui.

MosaïCanada 150

DSC_3058

Na cidade vizinha a Ottawa – Gastineau, em Quebec – está acontecendo o MosaïCanada 150, que é uma exposição de 40 esculturas feitas com flores e verdes que representam símbolos do Canadá. A exposição fica localizada no parque Jacques-Cartier bem na divisa de Gastineau com Ottawa (literalmente você só precisa atravessar a ponte). O evento é gratuito e o estacionamento do lado do local custou CAD$12 (valor por dia). Chegamos no horário de abertura 10am e já estava bem cheio. Passamos por uma inspeção das bolsas e entramos no local rapidamente.

DSC_3035

DSC_3070

DSC_3079

Eu AMEI a exposição e achei tudo muito lindo, com muito detalhe e bem cuidado. Jardins impecáveis e super legal de visitar, tanto para nós (adultos) quanto para o Thomas. Há som em determinadas partes da exposição, que aumentam ainda mais a experiência. A trilha por onde você visita as esculturas tem 1km de extensão e é bem tranquilo de visitar. No meio do caminho tem barraquinhas vendendo água, picolé e outras coisas e bancos para você descansar. Do parque você tem uma vista linda do Parliament Hill e da ponte que liga Ottawa à Gastineau, chamada de Alexandra Bridge (que é uma atração a parte, com seus 116 anos).

Attachment-1 (18)

DSC_3084

Esta exposição acontecerá até dia 15 de outubro e como falei é gratuita, mas se você quiser entender mais sobre cada uma das esculturas pode pagar CAD$10 e fazer uma visita com guia. As 40 esculturas estão divididas em 5 setores e você pode entender um pouco mais sobre cada um deles clicando aqui. Apesar de estarmos em um parque o passeio não é pet-friendly, então nossos peludos não são bem-vindos. Mais informações sobre o local você encontra aqui.

Nossa hospedagem incrível em Ottawa: Andaz Ottawa Byward Market

DSC_3022

Certamente o que tornou nossa passagem de poucas horas por Ottawa inesquecível foi o hotel que ficamos, o Andaz Ottawa Byward Market. Fomos convidados a nos hospedar no hotel e escrever para vocês nossa experiência e eu posso dizer que ela foi extremamente positiva, do começo ao fim. Chegamos no hotel com cachorro e bebê – e 1000 malas – e todos nos ajudaram prontamente. O check-in pode ser feito online e nosso quarto já estava pronto desde o início da tarde. Irei falar em detalhes abaixo sobre cada um dos tópicos que acho importantes quando escolhemos um hotel e porque agora eu só irei ficar no Andaz quando for a Ottawa.

DSC_2961 (1)

Localização: a localização do hotel é perfeita. Ele fica na região do Byward Market, que é o bairro mais cool de Ottawa com o mercado público e vários restaurantes, colado no Parliament Hill. Aliás, fomos para o espetáculo Northern Lights no parlamento a pé e em menos de 15 minutos estávamos lá. Todas as fotos abaixo foram batidas pertinho do hotel, e há muito o que fazer ao seu redor.

DSC_2942

DSC_2889 (2)

DSC_2890

Quarto: os quartos são super grandes e bem planejados. Há um hall de entrada, um walk-in closet para você colocar sua mala – então não precisa deixar tudo espalhado no quarto -, um banheiro extremamente espaçoso e um quarto amplo e com uma vista LINDA para o Parlamento e algumas das principais atrações de Ottawa. Eu simplesmente fiquei apaixonada com a vista e vi no site que pegamos o quarto KING VIEW, mas outros quartos menores também possuem uma vista privilegiada. O Andaz é o único edifício alto do Byward Market e não há nada obstruindo a visão dele. Vale falar que chegamos no quarto e o berço do Thomas já estava montado (quem viaja com criança sabe que isso quase nunca acontece) e havia uma cama para Jojoe e potinhos para água e comida.

DSC_3007

FullSizeRender (1)

DSC_2869

Conforto: fizemos nossas refeições todas no quarto e achamos o lugar extremamente acolhedor e confortável. Havia uma mesa para refeições com sofá e poltrona. A cama era grande e confortável, além do hotel disponibilizar uma caminha para nossos amores e bastante espaço para Thomas e Jojoe brincarem. E tem a vista do local, incrível – e estava ali o tempo todo para apreciarmos.

DSC_2999

DSC_2958 (1)

Estrutura: o hotel possui um lounge no último andar, um hall de entrada bem grande e um restaurante, o Feast + Revel. O hotel é bem moderno, com 3 elevadores (nunca esperamos muito por eles) e com ótima internet. O estacionamento com valet custou CAD$30 e não nos preocupamos em estacionar o carro ou pegar as malas (eles fazem tudo para você).

DSC_2964

DSC_2967

DSC_2968 (1)

DSC_2975

Comida: jantamos no quarto porque Thomas simplesmente apagou. E a comida estava maravilhosa: marido pediu um burger e eu frango com legumes. E o café da manhã também foi pedido no quarto: frutas, iogurte, pão tostado com manteiga e panqueca com blueberries. Tudo feito com muito capricho e entregue quentinho, para comemorarmos apreciando a vista linda que tivemos o previlégio de curtir por algumas horas.

DSC_2979

DSC_2986

Attachment-1 (17)

Foram 17h incríveis e que ficaram guardadas na nossa memória com muito carinho. Agradeço em especial ao Andaz Hotel por nos receber tão bem. Apesar de termos ganhado a hospedagem no hotel tudo que escrevi é realmente baseado na minha opinião e nós que já fomos para Ottawa 4 outras vezes realmente amamos o hotel e foi o melhor que já nos hospedamos até agora – e nas próximas vezes que voltarmos certamente ficaremos lá.



  • 8 Responses

    1. Renata disse:

      Olá. Tenho uma dúvida. Estou indo para Toronto e pretendo voltar por Washington.
      Minha ideia é visitar Toronto e depois de visitar as Cataratas, locar um carro na parte dos EUA e ir de carro, fazendo paradas até Washington. Visto americano e o eTA.
      Minha dúvida: consigo fazer essa migração via terrestre e seguir minha viagem nos EUA?
      Ouvi alguns relatos que com eTA não posso deixar o Canadá via terrestre mesmo com visto americano. É verdade?

    2. Amanda disse:

      Amei saber que o jardim fica aberto até outubro… imagino que deve ficar lindo com as cores do outono. E adorei o hotel tbem! Show!

    3. Isabela disse:

      Tenho mto carinho pelas Nothern Lights… assim que cheguei ao Canadá fui a Ottawa e assisti ao espetáculo e me emocionei demaaaais. Foi uma das coisas mais lindas que já vi. Fiquei impressionada como todo mundo se organizou, com a falta de necessidade de seguranças.. ali entendi um pouco do que era o Canadá. Quero mto ver ano q vem de novo. Bjoo!

    4. Anna disse:

      Gostei muito principalmente da exposições de flores!

    Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *