5 coisas que eu não gosto em Toronto

Hoje é dia de projeto #vidaemTO aqui no blog e como sempre eu e mais 4 blogueiras brasileiras que moram em Toronto iremos falar sobre o mesmo tema. E o tema deste mês foi super difícil de escrever, mas acredito que será muito útil para quem planeja morar por aqui e quer conhecer o lado não tão bom da vida em Toronto. Certamente este post será super pessoal pois cada uma de nós tem diferentes gostos e estilos de vida. E tem também o fato de que o tempo que cada uma mora aqui varia demais – tem gente que participa do projeto que mora só 1 ano em Toronto e tem gente que mora a quase 20 anos por aqui. Então depois de ler o post aqui no GNC não deixem de ler o post das meninas que participam do projeto (link no final deste post).

Eu pensei bastante (muito mesmo) ao escrever este email. Não queria falar de coisas extremamente pessoais (pois sei do poder que meus textos tem e acho que algo muito ruim poderia ser interpretado de uma maneira extremamente negativa – e até desanimadora – por alguns leitores), mas também não queria passar a idéia de que a vida aqui é perfeita e não há nada que eu não goste (o que não seria verdade como vocês já leram aqui e aqui). Então eu procurei 5 coisas que eu não gosto na cidade que são bem gerais e que eu consigo lidar bem (isto é, não me deixam muito estressadas ou com “raiva” de Toronto). Como sempre vou curtir muito ler a opinião de vocês sobre o assunto.

1. O trânsito e seus péssimos motoristas

IMG_0238

Em 2015 – enquanto estava grávida do Thomas e por recomendações médicas – eu abandonei a vida de usuária diária de TTC e virei motorista em Toronto. Os benefícios em ter meu próprio carro e dirigir até o serviço são inúmeros; porém, há um “contra” nisso tudo, que é o péssimo trânsito de Toronto. Toronto possui um tráfego horrível – o 47th pior do mundo para ser mais exata – e só quem dirige na cidade sabe bem o que estou falando. Mas talvez muito pior do que o trânsito o que eu acho ruim de dirigir na cidade são os motoristas. E não, eles não são estressados ou agressivos (eles até são bem educados), mas eu acho eles ruins demais, tipo mau motoristas mesmo. Talvez seja pelo fato que aqui tem gente de tudo quanto é canto e que cada um traz na sua “bagagem” a maneira que dirigia no seu país, ou as pessoas acham que podem ter 100 anos e continuar dirigindo numa boa. Não sei. Fato é que às vezes eu não acredito no que vejo alguns motoristas fazendo e isso é algo que não me faz muito feliz.

2. O preço dos imóveis

attachment-1-4

Este é um assunto que me deixa realmente triste. Eu AMO morar dentro da cidade e poder ter acesso a restaurantes, shows e cultura a poucos minutos de casa. Mas ao mesmo tempo eu sei que se eu quiser morar em uma casa grande, com um jardim/quintal legal para Jojoe e Thomas brincarem eu vou ter que sair de Toronto, ir beeeeem longe mesmo. Isso porque qualquer casa (e por casa eu digo detached com quintal – clique aqui e veja os tipos de imóveis de Toronto) não sai por menos de 1 milhão. E as casas milhonárias não são lá estas coisas: são casas bem mais velhas, em bairros mais simples e que necessitam de bastante reparo. Para vocês terem uma noção este post aqui do Huffington Post compara o que você pode comprar ao redor do mundo com o mesmo preço de uma casa normal em Toronto. Os preços estavam absurdos no início de 2017 – townhouses estavam sendo vendidas por mais de 1 milhão em pontos legais da cidade – e agora os preços baixaram um pouco, mas continuam ainda altos para o nosso padrão. E isso é uma das coisas que eu menos gosto da cidade, mas consigo entender e conviver com isso. Leia mais sobre o assunto aqui.

3. A falta de neve no inverno

DSC_9130

Vocês devem estar me achando uma maluca com este ponto mas eu realmente gostaria que caísse mais neve em Toronto no inverno, ou que a cidade tivesse uma neve mais consistente, especialmente para praticar os esportes de inverno que eu amo. Deixa eu explicar para vocês o que estou querendo dizer com isso: o frio chega na cidade geralmente no final de outubro e vai embora só em maio; com isso, são 7 meses de frio, mas a neve mesmo só cai geralmente final de dezembro até final de fevereiro. Então a gente tem 7 meses de frio mas 2 meses de neve. Frio sem neve não é legal e a cidade fica seca e feia. A neve te anima a sair na rua, fazer esportes de frio e torna os meses de frio muito mais divertidos e prazerosos, na minha opinião. E por mais que a média de dias de neve na cidade é de 40.9 dias no ano (o que é bastante) eu não acho que seja o suficiente para deixar o inverno ou os meses de frios mais divertidos. Clique aqui e veja um post completo sobre o assunto, incluindo informações sobre quantidade de neve que cai, meses onde a neve é mais frequente, e outras informações.

4. A falta de montanhas

DSC_3992

Sim gente, eu não gosto do fato de Toronto ser flat e não ter montanhas (montanhas mesmo, não morrinhos como os que a gente vê em alguns lugares aqui perto). Parece até brincadeira que o High Park é chamado de “high” por estar em um terreno mais elevado da cidade (quem ai lembra de ter subido alguma ladeira para visitá-lo?). Se você olhar este mapa aqui verá que Toronto é bem plana e que as regiões com as “montanhas” de ski ao redor daqui também são super baixas (você demora mais tempo na fila do lift do que descendo a trilha de ski). Eu nasci e cresci em Florianópolis, que é uma ilha no sul do Brasil com muitas montanhas e eu sou apaixonada por este tipo de relevo. Acho que uma cidade com montanhas é muito mais linda e fotogênica. O meu maior ciúme com o pessoal que mora em Vancouver é o fato deles terem montanhas no centro da cidade, de poderem acordar, abrir as janelas e dar de cara com um morrão, com neve e até estação de ski. Isso para mim é um sonho, que infelizmente eu não poderei nunca realizar por aqui.

5. O preço alto da comida caseira e saudável

DSC_3630

Por fim se tem uma coisa que eu não gosto daqui – e no geral das cidades da América do Norte – é o preço absurdo das comidas caseiras e saudáveis. Vou usar como exemplo o restaurante do hospital que eu trabalho: se eu comer uma fatia de pizza gigante eu pago CAD$3.95 para almoçar; agora, se eu pegar um bowl de salada médio meu almoço irá custar CAD$10. Além do alto preço das comidas caseiras e mais saudáveis é super difícil de achar em praças de alimentação de shopping. Eu não gosto de almoçar hamburger com batata frita e gostaria sim que aqui no Canadá a cultura dos buffets de comida à kilo do Brasil existissem. Mas quero deixar bem claro que eu adoro a diversidade culinária daqui, só acho que pagar comer melhor a gente acaba pagando bem mais e eu não gosto disso.

E ai, o que você não gosta em Toronto? Confesso que estou louca para ler os comentários de vocês. E não deixem de acompanhar o que as outras meninas que participam do projeto tem a dizer sobre este assunto:

vida-em-to

Carina Iani | Blog Outside Brazil
Livi Souza | Blog Baianos no Pólo Norte
Mariana Cimini | Blog Virei Canadense
Mirella Matthiesen | Blog Mikix



  • 38 Responses

    1. Estou pendendo a amizade 3, 2, 1… falta de neve, Gaby? Só você mesmo ahahah … estou rindo ! Deus me livre kkkk
      Preço de comida é realmente carinho, dificil achar coisa boa por menos de 8 dolares, por exemplo.

    2. Erica Bistratini disse:

      Oii gaby!! Meu marido e eu viemos para o Canada em 2015 e morei por um ano em Waterloo… depois voltamos para o Brasil e em Janeiro agora (2017) voltamos para o Canada e estamos morando em Toronto! No começo queria a todo momento voltar pra Waterloo… sentia falta da calma, tranquilidade e da neve no inverno… já me adaptei a Toronto, principalmente pelas inúmeras opções de lazer, mas o alto custo de vida aqui nos faz querer voltar pro interior. Acompanho e recomendo seu blog pra todos que querem mais informações sobre o Canada!! Parabéns pelo texto e concordo com você em todos os pontos que você citou!! Abraços!!

      • Eu AMO Waterloo…! tenho vários amigos que moram lá e curto demais a cidade. Mas por causa do meu trabalho e tbem de gostar da vida agitada da cidade grande não conseguiria mudar para lá. E o preço de um apto de 1 quarto aqui vc compra uma casa bem legal lá… Abraços e obrigada pelo recado e por indicar o blog

    3. Samira Tosas disse:

      Oi Gaby!! Concordo Gaby, apenas o 4º item não me incomodava, mas ao meu esposo sim. Nos mudamos de Toronto em julho. Meu esposo foi transferido para San Diego -CA, estamos amando a cidade. Amávamos morar em Toronto também, mas uma coisa nos incomodava, a falta do mar, do cheirinho de sal… Não imaginávamos que sentiríamos tanta falta disso, apesar de Toronto ser uma cidade linda e o Lago Ontário também. O item 2 também contribuiu bastante para nos mudarmos, não conseguia me imaginar pagando um absurdo naquelas casas velhas como falaste. Aproveito para agradecer a você, pois seu blog foi uma verdadeira bússola no ano e meio que moramos em Toronto. Um beijo!

    4. Livi disse:

      Gaby,

      Tô contigo em todos os pontos. Apesar de não ser amante do inverno acho que a neve dá aquele charme e como você disse, dá para praticar esporte. Inverno frio e sem neve não faz realmente muito sentido.

      Quanto as montanhas bem que podíamos ter algumas, nesse ponto eu invejo o pessoal de Vancouver.
      Beijos

    5. Carina disse:

      Nossa nem me fale como eu sinto falta de montanhas!!! Afinal vim de Vancouver né!? Outra coisa, que eu concordo e muito o valor dos imóveis…tadinha de mim que to querendo comprar , hehehe.

    6. Anna disse:

      Gostei do seu post. Você abriu margem para que como você seus leitores colocassem suas opiniões pessoais sobre coisas que não gostam em Toronto.

    7. Carolina disse:

      Concordo com tudo Gaby! Talvez incluiria na lista o metro, que deixa a desejar.
      Mas nada disso diminui minha adoração pela cidade, pelo pais e minha vida aqui.
      Adoro seu blog! Parabéns!

    8. Anderson Vieira disse:

      Concordo com 1, 2 e 5 e discordo totalmente do 3 e 4.

    9. Charon disse:

      Moro aqui há um ano e o que tem me incomodado bastante é o quanto Toronto é escura/nublada. Algumas pessoas ja me disseram que foi um inverno atípico (não tão frio, mas muito nublado) e um verão atípico também. Mexe muito com o meu humor essa quantidade de dias nublados!

    10. Silvia Capello disse:

      Oi querida Gaby ! Sempre que posso leio os seus textos e adoro seu modo de escrever, de colocar sua opinião, etc… já estou me sentindo íntima de você, como se a conhecesse desde sempre ! kkkkk Tenho uma filha que mora aí em Toronto há quase 4 anos, bem perto do centro (a 2 km do Eaton Center) e Já fui visita-la 3 vezes. Minha opinião de “visita” / mãe / possível futura moradora : o que menos gosto quando estou aí é ter que voltar pro Brasil ! Dá uma tristeza…. Super beijo pra você.

      • Obrigada pelo comentário e pelo carinho. E que bom que sua filha mora no centro – deve ser ótimo para vc passear quando vem visitar não é mesmo? Nós moramos no centro no nosso primeiro ano de Toronto e nossos pais adoravam… agora que estamos afastados do centro eles reclamam que não tem tanto lugar para passear. Beijos

    11. João Henrique disse:

      Adorei. So não concordo com a falta de morros. É ótimo pra pedalar. O inverno ainda não conheci, estou aguardando pra poder opinar.

    12. Arnaldo disse:

      Claro que Toronto tem muitos defeitos – muitos mais do que estes que vc citou Gaby – mas gostei muito da maneira leve que voce abordou o tema, nao desanimando as muitas pessoas que vem ler seu blog para saber de Toronto. Toronto nao e perfeita, mas e bem melhor do que o Brasil e cidade ideal nao existe. Parabens! Melhor blog!

    13. Isabela disse:

      Ai, Gaby, como uma boa mineira também sinto falta das montanhas! Algumas coisas que eu listaria são:

      – A duração do inverno (não me incomoda o frio em si, mas chega em fevereiro eu já não aguento mais, e ainda tem meses pela frente)
      – O uso absurdo de itens descartáveis.. Copo, plástico, prato, garrafinha de agua (20 por 1,50, meu deus!). Acho um absurdo!!
      – TTC sempre com interrupções nas linhas nos fins de semana

      Bjos!

      • Ola Isabela. Então, se tivesse mais neve a gente poderia aproveitar mais, ir para as montanhas e fazer esportes. Quando chega março não neva mais tanto mas continua frio e a cidade está seca – se tivesse uma neve dava para esquiar e seria bem melhor. Esta parte dos descartáveis eu tbem não gosto – e como tudo aqui tem caixa (biscoito, picole, iogurte, etc). O TTC eu nem toquei no assunto porque não quis gerar muita polêmica hehehehe. Beijos

    14. Maria disse:

      Como eu moro em Downtown me incomoda bastante a quantidade de homeless nas ruas. Muitas vezes por sentir pena e impotência em ver essas pessoas no frio ou chuva às vezes descalços, é muito triste. Outras vezes sinto medo pois da pra perceber que algumas pessoas estão drogadas, com comportamento agressivo. Não tenho medo de assalto, mas tenho medo de sofrer alguma violência. Já aconteceu comigo de uma pessoa dar um berro no meu ouvido, e já vi a mesma coisa com outras pessoas. No verão é ainda pior, eu até evito passar por algumas regiões como o Möss Park. Fora isso, concordo com todos os seus pontos.

    15. Problematizações Problematicas de Problemas Sérios do 1o mundo disse:

      em SP na lapa de baixo, um AP de 40mt2 custa 550 mil. Nada muito diferente. e aqui ainda temos que conviver com 80 mil assassinatos/ano.
      vai por mim, daria tudo pra ter apenas estes problemas aqui.

    16. Mariana disse:

      É realmente os preços de imóveis aqui são bem caros.. até no aluguel (pelo menos pra mim ) achei caro.
      Tbm sinto falta de um buffet de comida igual do Brasil por aqui, realmente nem sempre queremos só hambúrgueres ou pizzas..

      Beijos sempre pego as dicas de passeio 🙂

    17. Kantynho disse:

      Mas aqui no BR não está longe não.. um prato de comida saudável aqui em Brasilia não sai por menos de 30 reais não..

      O trânsito, quando estive aí em 2013, achei super de boa.. ainda mais pq aqui em Brasília as pessoas são ultra mega agressivas no trânsito.. e “espertalhonas”, sempre tentando levar vantagem, cortam pela direita..
      Eu já raramente dirijo aqui pq me estresso demais!

      Os imíveis em Toronto estão pela hora da morte mesmo! Credo!

      Montanhas… tbm gosto. Acho tão elegante! rsrs Aliás, não penso 2X entre um destino com montanhas e praia..

    18. Flavio Conejero disse:

      Oi Gabi…, com relação aos preços dos imóveis…, passa aqui no Brasil o programa ” Love it or List it” feito em Vancouver e realmente é de assustar os valores dos imóveis.

    Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *