Sobre ter sucesso em todas os papéis da minha vida

Não, não é fácil. Isso eu posso contar para vocês. Ser mãe, esposa, dona de casa, trabalhar fora e ainda (tentar) ser blogueira é uma combinação nada perfeita e ter sucesso em todas estas atividades está quase impossível hoje em dia. Há semanas que eu sento no sofá em uma sexta-feira e não acredito no tanto de coisas que eu fiz no decorrer daquela semana. E confesso para vocês que muitas vezes o sentimento de insatisfação é muito maior do que de sucesso, porque eu sempre acho que poderia ter feito mais e que o que fiz poderia ter sido muito melhor.

dsc_7026

Eu tento priorizar ao máximo minha família e estar presente, disposta e feliz sempre que estou junto do Thomas, do Jojoe e do meu marido. Mas aí o trabalho aperta e eu tenho que sair de casa cedo, antes mesmo de desejar um bom dia para o Thomas ou de fazer um longo passeio com meu peludo Jojoe. Ou pior, há dias que eu chego em casa super tarde e Thomas já está dormindo. Ou ainda há dias que eu não tenho tempo de cozinhar algo gostoso para jantar com meu marido e usufruir daquele pequeno momento que nós temos juntos, só nós dois. Ou ainda não sobra tempo para fazer uma caminhada longa no lago com Jojoe e ficar parada apreciando a CN Tower e os cisnes que meu peludo tanto ama. Meu coração se despeça todas as vezes que meus dias são tão cheios de responsabilidade que eu passo poucas horas (às vezes minutos) ao lado do meus três amores.

DSC_1630

Eu tenho certeza que muitas pessoas que leem o meu blog passam por isso, especialmente imigrantes de Toronto. Mesmo que você não seja mãe/pai sempre tem o trabalho puxado e afazerem domésticos (já que aqui dificilmente rola uma empregada ou diarista para ajudar). E tem as horas estudando inglês, o tempo extra para aprender como o sistema daqui funciona e aquelas ligações de skype para matar a saudade da família. Tudo isso tem que caber no seu schedule, não é mesmo?

yellowstone-38

E no meu caso, além de tudo que eu faço, eu sou apaixonada pelo meu trabalho, que é algo que me inspira todos os dias. Não sei se vocês sabem mas eu sou coordenadora de pesquisa clínica em um hospital de Toronto. Trabalho full-time e ainda tenho que dedicar algumas horas do meu final de semana e minhas noites para ler (e reler) artigos científicos e projetos de pesquisa. Meu trabalho exige uma cabeça relaxada e uma mente produtiva, o que acaba sendo um pouco difícil depois que eu virei mãe. Confesso que escrever no blog me faz relaxar muito a cabeça e deixar fluir a escrita e a inspiração que eu preciso na hora de trabalhar. Acho que este é o meu segredo de manter um blog com uma média 5 postagens semanais, apesar de dar um super trabalho (somado a todos os outros que eu descrevi acima).

DSC_1469

Eu sou uma pessoa extremamente perfeccionista e quero que tudo na minha vida esteja alinhado e organizado: trabalho, familia, lazer e blog. Antigamente isso parecia ser fácil e bastavam algumas horas para que tudo estivesse arrumado e eu livre para fazer o que quisesse. Mas os anos passaram e as tarefas e funções aumentaram, e as horas para organizar tudo se transformaram em dias e semanas… e toda aquela perfeição que eu sempre busquei em tudo passou a ser mais seletiva. Mesmo assim eu me considerado uma pessoa de sucesso (algumas semanas mais do que as outras) e acredito que consigo sim, na maioria das vezes, conciliar todas estas tarefas da minha vida.

DSC_7506

Conforme escrevi anteriormente acredito que muitos de vocês passam por isso e devem compartilhar dos mesmos sentimentos e frustrações. E foi pensando nisso – e em algumas mensagens que recebi de leitoras perguntando como eu consigo fazer tudo que eu faço – que eu resolvi escrever este texto para refletir com vocês sobre o que eu faço para tentar manter minha mente organizada, ser produtiva e ter sucesso em vários campos da minha vida.

1. Registrar metas e conquistas

Um dos meus segredos para sempre me manter motivada e ter um caderninho onde eu anoto meus metas e as minhas conquistas. Eu sempre tenho metas para seguir (diárias, semanais e mensais) em todos os aspectos da minha vida – trabalho, família e blog – e sempre tento no final da semana ou do mês rever todos eles. É um incentivo incrível rever tudo que eu conquistei e pensar em novos objetivos, ou ainda ver quais foram as barreiras que eu tive para não alcançar algo e adaptar os objetivos para o próximo mês.

2. Distribuir tarefas igualmente

Claro que se eu focar no meu trabalho somente por 1 semana (ou um pouco mais) eu vou conseguir organizar tudo e deixar tudo pronto. Mas e os outros aspectos da minha vida? E meu filho (que a cada dia descobre algo novo)? E aquela semana que poderia ter tido tantos momentos especiais ao lado da minha família? E aqueles posts que eu poderia ter escrito no blog e ajudado muito uma determinada pessoa? Não dá para focar somente em uma tarefa ou uma função e esperar que tudo se resolva. E é por isso que eu divido meu dia entre as muitas tarefas que tenho e realmente foco enquanto estou trabalhando com uma delas: no trabalho eu me concentro muito e tento ser a mais produtiva possível, em casa eu me desligo de tudo e dou atenção para minha família, e por ai vai. Claro que nem tudo é perfeito e há dias que eu não consigo trabalhar direito ou que tenho deadlines que precisarem serem prontos, mas no geral esta é a regra que tento estipular na minha vida. Se você trabalhar demais e não utilizar as hortas do seu dia para as outras tarefas você pode acordar um dia e não ver onde o tempo foi parar.

3. Focar na minha jornada

Um dos grandes problemas que a gente tem é comparar nossas conquistas com a dos outros. Isso é fato. Às vezes é muito difícil mas a gente tem que focar na nossa jornada e na nossa história e comparar os nossos ganhos e as nossas conquistas com o nosso passado (e não com os outros). O outro pode até ter os mesmos objetivos que você, mas a jornada de vocês é diferente – é muito importante ter isso em mente.

4. Focar na jornada e não no destino

Sim, esta frase parece aquelas de auto-ajuda que a gente coloca no facebook e nem entende o porquê. Mas, quer saber? É a mais pura verdade. Se a gente ficar pensando somente no final da história não conseguirá pensar no trajeto e pode nem chegar até lá. E eu acredito que esta pode ser a chave de uma vida feliz fora do Brasil: você deve aproveitar os ensinamentos e os desafios do dia-a-dia para crescer como pessoa… alcançar o seu objetivo/destino será somente uma consequência. No meu caso eu sei onde quero chegar mas tento focar nas minhas pequenas conquistas e fazer todas as minhas tarefas bem feitas, pois sei que meu objetivo virá como consequência do meu trabalho. E o melhor exemplo disso foi o blog: comecei a escrever sem intenção alguma (para a família e amigos) e hoje ajudo muitas pessoas e sinto que alcancei meu espaço nos blogs de viagem de Toronto. Nunca imaginei ter tantas visitas por dia e sempre foquei em prover um bom conteúdo e um texto claro e com ótimas imagens. O resultado veio naturalmente.

5. Sentir-se bem com todas as minhas conquistas

Não adianta mudar de país ou conquistar um super emprego ou ter um filho se você não se sente feliz e realizada, se só reclama ou sente falta da vida que tinha antes. É importante analisar todas as suas conquistas e se sentir bem com elas. Eu vejo muitas pessoas chegando no Canadá e não se adaptando ao país, mas não querendo retornar porque acham que a conquista de vir para cá não pode ser descartada. Na minha opinião a conquista só é boa se você se sente feliz com ela. Por isso é importante sempre ter um tempo só seu e refletir sobre a sua felicidade em determinadas conquistas da vida vida. Só você poderá refletir sobre isso. Ninguém mais.

Light_Thunder

Hoje eu realmente abri meu coração para vocês: o texto começou falando sobre minhas diversas tarefas – mãe, pesquisadora, dona de casa, esposa, blogueira -, passei a falar um pouco de como eu me sinto tentando ser a melhor em todos estas tarefas, refleti um pouco sobre o que faço para tentar alcançar meus objetivos e até falei um pouco sobre ser imigrante. Espero que tenham gostado desta reflexão e vou adorar saber o que vocês acharam do texto.

Eu tentei captar nas fotos que ilustram este post algumas das muitas funções que eu tenho. As fotos são lindas e parece que tudo é fácil: ser mãe de um bebê lindo, conservar um casamento de 10 anos, ter um cachorro saudável, ter um trabalho na área… mas tudo foi com muita ralação e nem sempre eu consigo estar plena e desempenhar meus papéis perfeitamente como aparento nas fotos trazidas no post. Realmente não é fácil!

You may also like...

38 Responses

  1. Mariane disse:

    Oi Gaby, achei seu blog muito legal, estou fazendo doutorado sanduíche na UofC, e achei super interessante. Fiquei curiosa para saber como foi depois do doutorado (até porque termino ano que vem rs), desde “procurar emprego” como surgiu a oportunidade de trabalhar no hospital, se pensou em voltar p/ o Brasil, se pensou em fazer pos doc etc…

  2. Jacqueline disse:

    Gaby te admiro muito e seus posts são muito inspiradores…
    Ja passei horas lendo seus posts e nunca me canso. Tem posts que eu até releio!
    Meu sonho é morar no Canadá e poder estudar na UofT peço muito a Deus para me ajudar a realizar esse sonho. Meu esposo tem família em Ontario, e planejamos nos mudar assim que nos formarmos aqui no Brasil. Confesso que ter conhecido um pouco mais da sua historia, me inspirou para que esse sonho crescesse mais e mais dentro de mim!
    grande beijo, te admiro demais!

  3. Nara disse:

    Gabriela, em minha viagem para Toronto, utilizei muito as suas dicas do blog. Mas posso dizer que desde então continuo te acompanhando por aqui, mesmo não indo a Toronto.
    Seus posts são leves. Ser mãe, profissional competente, esposa e blogueira não deve ser nada fácil mas você passa muita paz e tranquilidade.
    Obrigada por me inspirar.
    Beijos daqui do Brasil

  4. Juciara Espanha disse:

    Adorei o texto, Gaby, muito inspirador!
    Vou usar suas dicas de organização para alcançar meus sonhos e conseguir me sentir mais plena e feliz.
    Beijoa

  5. Priscila disse:

    Poxa Gaby que texto mais inspirador! Sou muito grata por tudo que você divide com a gnt.

  6. Ana Regina disse:

    Lindo texto!!!! A vida é feita de muita ralação mas com dedicação e amor o resultado sempre aparece. Obrigada por compartilhar

  7. Paty Martinello Kestering disse:

    Inspirador(a)! Essa é a palavra que resume este teu texto!
    É inspirador o amor que tens por todas as coisas que você faz e o cuidado, organização e disposição com tudo!
    Minha dinda é um orgulho! =)

  8. Lais disse:

    Post maravilhoso! Me identifico muito contigo Gaby, acredito que com foco, metas bem definidas e muita ralação conseguimos atingir nossos objetivos e aproveitar ao máximo o que amamos. Parabéns pelo seu sucesso!

  9. Isabela disse:

    Maravilhosa! Um dos motivos que mais te admiro sempre foi esse, o fato de vc dar o seu melhor em tudo que faz! Tem vezes que a gente não consegue mesmo, mas saber que damos o nosso melhor é o que importa! Bjos!

  10. Heloisa disse:

    Post maravilhoso! Escreve mais posts assim Gabi, eu adoro! Beijos

  11. Ana Marques disse:

    Amei o post Gabi: como sempre vc soube colocar as palavras corretas no papel. Sou fã!

  12. Daniela disse:

    Parabéns!! Eu amo ler seus posts, sempre me fazem refletir muito. Acho que já li todos os posts kkkkk me ajudam muito ❤

  13. Matheus disse:

    Motivação e força pra me ajudar a permanecer no foco. Tenho empenhado minhas energias estudando a fim de tentar o ELAP de 2019 e algo que você disse falou muito comigo: Sou cristão e ouvi um ensino que Deus está mais preocupado com o processo do que com os resultados. É no processo que nos conhecemos e conhecemos a Ele. Você falando sobre focarmos não só no destino, mas no trajeto me lembrou este ensino. Condicionamos nossa felicidade só ao resultado, mas passaremos todas a nossa vida em processos. Se não apredermos amá-los seremos infelizes. Obrigado pela motivação e quem sabe a gente não se esbarra em Toronto pra eu pegar um autógrafo! Hahahahah

  14. Bruna Carnavarolo disse:

    Eu estava MESMO precisando ler algo que alinhasse a minha vida!
    Obrigada por compartilhar.
    Grande beijo

  15. Rebeca Duarte disse:

    Lindo texto! Muito obrigada por compartilhar palavras tão sinceras e inspiradoras! Hoje eu fui uma das pessoas que você ajudou muito!

  16. Fernanda disse:

    Adorei! Como mãe (de gêmeas e de gato), esposa, e pesquisadora tentando encontrar o meu equilíbrio (tem sido bem difícil ultimamente) amei o seu desabafo/conselhos! É muito bom saber que mais pessoas passam pelo que vc está passando. Espero logo poder encontrar mais plenitude. Nem tudo é como nos nossos belos posts né? um Beijo.

  17. Bruna disse:

    Obrigada por compartilhar!

  18. Tatiana disse:

    Lindo post. Linda história.
    Parabéns por suas conquistas e sua estrada de esforços!

  19. Laila disse:

    Você com certeza é uma inspiracao pra mim e muitas outras pessoas! Obrigada por compartilhar sua vida, suas experiencias e aprendizados conosco! Um Grande abraço!

  20. Mariana disse:

    Amei. Post totalmente inspirador.

    parabéns!!!

  21. Luciana disse:

    Que lindo post, esta de parabéns!
    Adorei o blog

    Estou indo agora no final de Agosto e fico ate a metade de setembro em Toronto.
    Gostaria de saber como é o clima em setembro, é um bom mês para se conhecer a cidade?

  22. Eusânia Fernandes disse:

    Linda história, uma verdadeira inspiração, amo ler seus posts, você é sempre clara realista e extremamente otimista acerca da vida, sempre me alegro com seu blog.

    Obrigada!!!

  1. 04/08/2017

    […] do Thomas de “infant” para “toddler”: sobre Thomas estar crescendo (rápido demais) 98. Sobre ter sucesso em todas os papéis da minha vida: abrindo meu coração para vocês 99. 10 maneiras de curtir Halifax e arredores: explorando a […]

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *