Visitando a cidadezinha de Creemore e sua famosa cervejaria

Attachment-1-(18)

Os finais de semana de verão são super agitados por aqui. A gente não consegue ficar parado e sempre tenta encontrar algo para fazer, já que os meses de calor são curtos e passam rápido. E foi em um desses finais de semana que resolvemos dirigir até a cidadezinha de Creemore, que fica a 1h30 ao norte de Toronto.

Attachment-1-(10)

A cidade é super pequena – literalmente uma rua – e a principal atração da cidade é a Creemore Springs, a cervejaria de lá. A cervejaria foi fundada em 1987 por John Wiggins, que decidiu que sua loja de ferragens seria uma excelente cervejaria. Naquela época ele fez parceria com um fabricante de garrafas aposentado e um instalador de tubos e começou a fazer uma cerveja que o famoso colecionador de cerveja Michael Jackson (não, não o cantor) declarou ser uma das duas melhores cervejas na América do Norte.

Attachment-1-(17)

A cervejaria é conhecida por não usar conservantes. Os produtores afirmam que só usam quatro ingredientes no processo de fabricação de cerveja: cevada maltada, lúpulo, água e fermento. Estes são os quatro ingredientes autorizados de acordo com a Lei de Pureza da Baviera. A cervejaria usa água de um poço artesiano – chamado de Creemore Springs – localizado em uma das propriedades do fundador. Esta água é transportada da fonte para a cervejaria diariamente em um caminhão de 10,000 litros. Cada caminhão contém água suficiente para preparar um lote de cerveja. Vale falar que embora a cervejaria seja super famosa eles ainda preparam a cerveja em pequenos lotes, a fim de criar a mais alta qualidade possível.

Attachment-1-(14)

A primeira vez que visitamos o local foi em 2012 (clique aqui para ler o post) e a cervejaria ficava em somente 2 prédios no centrinho de Creemore. Quando fomos semana passada fiquei surpresa de ver que metade da cidade virou cervejaria: a fábrica ocupa pelo menos 2 quadras da cidade e tem até um pequeno museu com carro antigo da marca. Vale falar que esta expansão gerou certo debate já que muitos não concordaram que uma empresa tão grande tomasse conta de uma cidade tão pequena.

Attachment-1-(9)

Há agora uma loja que vende produtos da marca (camisetas, copos, chapéus, packs exclusivos de cervejas), um bar e biergarten para degustação e um espaço para se inscrever no tour gratuito pela fábrica, que acontece todos os dias em horários específicos (veja mais aqui), com duração de 30 minutos. Chegamos para nos inscrever no tour e estava lotado (por ser final de semana). Então o marido fez degustação da cerveja e demos uma voltinha por Creemore, que é um charme.

Attachment-1-(16)

Attachment-1-(12)

Attachment-1-(13)

Attachment-1-(15)

Creemore possui poucos restaurantes – eu vi dois, sendo um pub – e possui bem mais cafés. É uma pena que a cervejaria não possui seu próprio restaurante, o que seria fantástico.

Attachment-1-(6)

Attachment-1-(8)

Mas não se preocupem pois se vocês estiverem dispostos (como nós estávamos) basta dirigir mais 40 minutes para o norte para visitar a vila de Blue Mountain (clique aqui para ler mais sobre ela). Optamos por dirigir um pouco mais para o norte para almoçarmos por lá, já que a montanha de ski tem uma vila e vários restaurantes gostosos.

Attachment-1-(2)

Attachment-1-(3)

Attachment-1-(4)

Fica aqui a dica de um passeio lindo e super gostoso. Para mais informações sobre a Creemore Springs Brewery clique aqui.

You may also like...

3 Responses

  1. Heloisa disse:

    Adorei Gabi. Já fiz o passeio para Blue Mountains mas não conhecia a cidadezinha. Fica para a proxima com certeza.

  2. Se vc leu este post porque gosta de cerveja indico este post aqui: http://gabynocanada.com/2017/02/07/10-cervejas-para-provar-em-toronto/

  3. Se decidir ir a Creemore vale a pena incluir outros lugares no seu roteiro: http://gabynocanada.com/2012/08/06/4-em-1/

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *