10 mudanças que eu faria em Toronto se eu fosse prefeita da cidade

IMG_0511

Hoje é dia 15 de junho e como todo dia 15 temos o projeto #vidaemTO aqui no blog. Este mês o tema é super inteligente – na minha opinião – e super difícil de escrever, pois o prefeito daqui tem um papel um pouco diferente dos prefeitos do Brasil (clique aqui e veja as funções do prefeito de Toronto). Em resumo o prefeito trabalha em conjunto com vários comitês e não decide as coisas sozinho, sendo necessário votos nestes grupos. Na maioria das vezes o prefeito só propõe algo e não tem poder em relação à execução daquela sugestão. Portanto, as 10 mudanças que eu faria se eu fosse prefeita de Toronto são na realidade 10 mudanças que eu proporia aos conselhos se eu fosse prefeita e refletem mesmo coisas que eu acho que deveriam mudar para a vida da cidade ser melhor. Como sempre vou adorar ler a opinião de vocês.

1. Retirar a Gardiner e deixar mais bonito o acesso à Lakeshore

A Gardiner é uma rodovia que corre paralela ao lago Ontario, estendendo-se da Don Valley Parkway (DVP) no leste até a junção da Highway 427 e Queen Elizabeth Way (QEW) à oeste. Uma parte grande da rodovia é elevada e certamente você já deve ter passado por baixo dela quando esteve passeando pela Lakeshore e Harboufront. E vale falar que o ódio pela rodovia não é somente porque o trânsito nela é caótico: muitos acham que os pilares deixam a cidade muito feia (e o caminho até a bela lakeshore fica totalmente comprometido – i.e. você tem que passar por baixo deste viaduto para chegar ao lago). Há várias votações e abaixo-assinados para derrubar a Gardiner e a mais recente aconteceu em 2016 (você pode ler sobre ela clicando aqui). Eu faço parte deste grupo de pessoas que não quer a Gardiner e acho que ela deveria ser derrubada – e o trânsito passar em túneis e outras vias conforme foi feito em Boston.

2. Transformar o aniversário da cidade em feriado municipal

Dia 6 de março é aniversário de Toronto (e este ano a cidade completou 183 anos). Março é um mês insuportável por aqui, já que é o último mês de frio intenso na cidade e as pessoas estão loucas por calor. Geralmente a cidade faz vários eventos no final de semana, mas eu transformaria o dia 6 de março em feriado – já que não temos nenhum feriado neste mês – e faria um dia repleto de atrações para realmente celebrar a vida na cidade.

3. Criar mais linhas de metro em downtown

Este é um ponto de muita discussão. O metro de Toronto possui 2 linhas simples e não chega à várias regiões importantes da cidade. O TTC – rede de transporte pública de Toronto – engloba além do metro streetcars e ônibus, mas o metro ainda continua sendo a maneira mais fácil e rápida de chegar nos lugares por onde ele passa. Eu li na internet muito sobre a extensão da linha 2 do metro para Scarborough (leia mais aqui) e concordo com muitas pessoas que disseram que o prefeito deveria ter focado mais no centro de Toronto e não no subúrbio (para esta obra). Agora está havendo a extensão da linha de metro na Eglinton Avenue e eu acho que um projecto deste tipo nas ruas Queen Street ou King Street seria perfeito.

4. Transformar partes de algumas ruas da cidade em calçadões (pelo menos nos finais de semana)

Eu já participei dos domingos de pedestres no Kensington Market e posso dizer que a experiência é incrível (para quem não sabe o Kensington Market é um bairro bem alternativo de Toronto – cheio de lojas estilo brechó, restaurantes e mercados de produtos diferentes). Este evento acontece no último domingo dos meses de verão e acho que como prefeita eu iria propor que o trânsito de diferentes regiões da cidade fosse proibido nos finais de semana para que os pedestres pudessem curtir mais a região. Partes da cidade como a Front Street perto do St Lawrence Market e a Yonge Street perto da Dundas Square deveriam se tornar enormes calçadões nos finais de semana dos meses quentes.

5. Criar multas super altas para quem passeia com seu cachorro e não recolhe as necessidades dos peludos

Eu não sei quanto a vocês mas na região que eu moro as pessoas simplesmente não reconhecem as necessidades dos cachorros. E olha que há muitos saquinhos e lixos espalhados pelas ruas aqui perto. Eu não entendo isso e acho que como prefeita eu seria mais rígida com leis relacionadas a isso, fazendo com que pessoas que fossem pegas “sujando as ruas” deveriam ganhar uma multa altíssima (não só com as necessidades dos seus cachorros, mas com lixo em geral). Eu entendo que muitas pessoas vem de culturas diferentes mas ao mesmo tempo eu não consigo entender como alguém não consegue pegar os detritos dos seus cachorros no meio da calçada quando o lixo e saquinhos ficam a poucos metros. Ainda, já vi muitas pessoas jogarem papéis no chão (até dentro do metro) e não consigo entender o que passa na cabeça deles. Multas altas e maior sinalização pode ser uma maneira de diminuir a sujeira das ruas e eu aplicaria isso como prefeita.

6. Retirar as pistas compartilhadas de pedestres e ciclistas e transformar ruas paralelas em ciclovias

Se você dirige em Toronto deve entender o porquê de eu estar colocando este ponto na minha listinha. É quase impossível prestar atenção nos pedestres (que podem atravessar a rua quando o sinal está verde) e nas bicicletas (que possuem leis semelhantes aos carros e compartilham muitas vezes a estrada com os motoristas). Há tantas ruas no centro de Toronto que seu eu fosse prefeita acabaria com shared roads e criaria ruas e trilhas exclusivas para ciclistas.

7. Transformar o topo da prefeitura em atração turística e cobrar para as pessoas irem visitar

Todos os anos no Doors Open Toronto o último andar do City Hall é aberto para visitação. Eu lembro que quando fui em 2013 eu estava super animada para visitar o local, que fica em uma ótima localização no 27o. andar do edifício. O observatório é bem mal feito e não dá para ver com detalhe os prédios vizinhos porque é bem mal planejado e não há muitas janelas. Se eu fosse prefeita eu faria uma reforma naquele local, transformando-o em atração turística e cobrando ingresso para que as pessoas pudessem visitá-lo.

8. Criar mais parques na cidade

Tá certo que Toronto é super verde, sendo considerada “a cidade dentro de um parque”. Toronto possui mais de 1600 parques, 3 milhões de árvores, 839 campos desportivos e cerca de 670 outras instalações recreativas relacionadas a estas áreas verdes, como piscinas, campos de golfe, parquinhos, ferries, e estufas. Porém se olhar o número de prédios que estão sendo construídos – especialmente no centro da cidade – eu fico apavorada em ver como mais e mais prédios estão sendo construídos e poucas novas áreas verdes. Neste caso eu criaria mais parques na cidade, especialmente no centro da cidade, e instituiria uma lei dizendo que para cada número X de prédios construídos um parque deveria ser criado. E colocaria wi-fi nestes novos parques, de preferência.

9. Acelerar o processo de revitalização do Ontario Place

O Ontario Place é um local de lazer na beira do lago Ontario, criado em 1971 através da construção de 3 ilhas artificiais, localizado ao sul do Exhibition Place. O local está em uma posição super especial e, apesar de parece moderno, é super obsoleto. O processo de revitalização do local foi anunciado em 2012 e inclui a construção de um parque. Até hoje eu não vi progresso nenhum nesta reforma e se eu fosse prefeita de Toronto daria uma acelerada para que o local fosse revitalizado o quanto antes e a população pudesse usufruir deste lugar incrível.

10. Investir mais em educação

Eu acredito que educação é a base de tudo e apesar de Toronto tem um bom sistema de ensino e eu já ter ouvido muitos elogios sobre o Toronto District School Board eu acho que investir em educação nunca é demais, então eu tentaria ajustar as finanças da prefeitura para sobrar mais dinheiro para investir em escolas e contratar professores qualificados. Nada de praia de C$14.1 milhões de dólares ou banheiros automáticos de C$45.000 dólares cada.

E ai, gostaram das minhas mudanças? Vocês votariam em mim? Espero que tenham gostado do post e não deixem de acompanhar o que as outras meninas que participam do projeto tem a dizer sobre este assunto:

vida-em-to

Carina Iani | Blog Outside Brazil
Livi Souza | Blog Baianos no Pólo Norte
Mariana Cimini | Blog Virei Canadense
Mirella Matthiesen | Blog Mikix



  • 11 Responses

    1. Beatriz Duarte disse:

      Gaby,

      15 de maio!!

      Adorei o tema!!

    2. Beatriz Duarte disse:

      Gaby, no dia deve ter sido 15 de maio e não Junho!!

      Adoro seu blog. Você escreve super bem! Parabéns!!

    3. Lismara disse:

      Adorei o tema, muito interessante!
      Ia ser demais ver você como presidente de Toronto 😀

      • Lismara disse:

        Ops, corrigindo meu comentário acima: prefeita de Toronto.
        Me empolguei e já falei presidente hahaha
        Beijos!

    4. Boa ideia essa de acelerar o Ontario Place… lugar lindo e todo parado.
      Como a Livi disse, vamos criar nosso partido político e seremos sucesso ahahaha

    5. Carina Barros disse:

      Eu curti todas as sugestões, especialmente a de que o aniversário da cidade teria que ser feriado!!! Hehehehe E a retirada da Gardiner Express também concordo, me lembra o minhocão de São Paulo.
      Bjs

    6. Ótimas idéias Gaby. Adorei a lei pra quem joga lixo no chão. Eu não reparava tanto isso até ter a Zoe, mas agora quando passeio com ela sempre vejo vários lixos no chão do meu bairro, tem gente que tem a cara de pau de recolher o coco dos cachorrinhos com a sacola e simplesmente deixar a sacola pra traz!

    7. Lais disse:

      Amei o tema!!! E vc fez 10 propostas, arrasou! Tem meu voto 😬

    8. Livi disse:

      Adorei suas sugestões Gaby, precisamos pensar com carinho e fazer um partido das blogueiras para concorrermos nas próximas eleições. O tema desse mês foi ótimo e com certeza dá para pensar em muitas coisas que podem ser melhoradas em Toronto.
      Beijos

    Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *