Lista do que fazer (em uma próxima vez) em Cleveland

dsc_8976

No final de 2016 resolvemos visitar Cleveland, uma das principais cidades dos USA bem próximas de Toronto (4h de distância) que nós ainda não conhecíamos. Como não tínhamos planos para o Natal resolvemos passar a data por lá e aproveitar a oportunidade e assistir a um jogo da NBA do Cleveland Cavaliers, o atual campeão da liga de basketball americana. Planejamos tudo, fiz uma pesquisa online e listei todos os lugares que queria conhecer na cidade. O que não estava nos nossos planos foi termos ficado doentes na noite que chegamos na cidade: pegamos uma super infecção estomacal e eu até fui parar no hospital por conta disso. Resultado: os 3 dias que tinha reservado para conhecer a cidade foram passados no quarto do hotel e somente no quarto dia nos sentimos melhor. Mas ai já era o dia do jogo e depois já tínhamos nos programado para voltar para casa. Então acabamos conhecendo muito pouco da cidade, mas devo confessar que o pouco que eu vi já me fez gostar dela.

dsc_8985

Cleveland faz parte do Rust Belt (em português cinturão de ferrugem) que é uma expressão que ganhou popularidade nos USA para indicar cidades e centros urbanos que sofreram um declínio econômico, populacional e urbano no final do século XX (após a decadência das indústrias do ferro, aço e automóvel). Partes da cidade ainda estão com ar abandonado mas eu achei a cidade muito organizada, com parques e lindos prédios (certamente em parte ao processo de revitalização da cidade que se iniciou nos últimos 10 anos). Muito mais do que a arquitetura o que me conquistou em Cleveland foi o povo: amável, simpático e acolhedor. Todos os (poucos) lugares que fomos tivemos uma ótima atenção e sempre que saíamos com Jojoe ele era acariciado e alguém vinha falar com a gente. E apesar de Jojoe chamar a atenção por onde passa é preciso ser uma cidade com povo super acolhedor para que as pessoas se aproximem e falem com a gente.

img_8397

Vale falar que Cleveland é casa da Cleveland Clinic, uma das melhores instituições de saúde e pesquisa dos USA. Apesar do nome ter clinic o local é um conjunto de hospitais, centros de pesquisa e clínicas especializadas em várias doenças e é simplesmente incrível. Eu fui parar lá por causa da infecção estomacal e fui super bem tratada. Tudo de muita qualidade.

attachment-1-9

Cleveland é uma cidade boa para visitar, pois está relativamente perto de Toronto (4h apenas) e o custo de viagem é mais baixo que outras grandes cidades norte-americanas. Ao mesmo tempo a cidade possui muitas atrações culturais, naturais, gastronômicas e desportivas. Certamente iremos voltar à cidade no verão. Porém, até isso acontecer eu resolvi compartilhar com vocês a listinha que fiz com atrações para visitar na cidade. Se você estiver em Toronto e quiser fazer uma roadtrip pela região vale a pena seguir as dicas abaixo (apesar de eu não saber se os lugares são legais ou não, pois fomos em apenas alguns deles).

Museus e Arte

cleveland1

Cleveland Museum of Art: a casa de mais de 45.000 peças de arte, incluindo obras de artistas consagrados como Picasso, Monet, Van Gogh e Warhol. Os visitantes iniciam o passeio por um espaço incrível coberto de vidro de quase 4 mil metros quadrados e dali vão para as diversas galerias do local, que exibem desde quadros até esculturas medievais. E o melhor de tudo? O museu é gratuito. Clique aqui para mais informações.

Rock and Roll Hall of Fame: Cleveland é a casa do hall da fama do rock (aberto em 1995) e mesmo pessoas que não são tão fanáticas por este estilo musical curtem o passeio. O museu fica na beira do lago Erie e sua arquitetura impressiona: o edifício moderno possui 150 mil metros quadrados, sete andares, cinco salas de cinema e amplo espaço para exposições e eventos. Mais informações você encontra aqui.

NASA’s Glenn Visitor Center: é um espaço pequeno de visitação que foco na missão Apollo. Para amantes do espaço – como meu marido – o lugar deve ser visitado pois seus visitantes podem explorar bem de perto peças importantes da história da conquista do espaço, como uma cápsula de comando Skylab-3. Pelo que pesquisei há muitos objetos interessantes e vale a visita (para quem gosta do assunto). Clique aqui para mais informações.

Praças, regiões e atividades

cle5

Public Square: a praça principal da cidade ou o “coração” dela. A dica que recebi era que deveria achar um hotel perto da praça e foi isso que seguimos. Na praça tem rink de patinação do gelo no inverno e um parque de águas no verão, além de diversas construções lindas e fotogênicas como a Terminal Tower. Clique aqui e veja tudo que está acontecendo na praça.

River Banks: se você procurar por fotos clássicas de Cleveland – pegando os prédios de downtown e as pontes antigas da cidade – verá que elas foram batidas no River banks, uma região ao redor do Cuyahoga River, como no Heritage Park ou no Settler’s Landing Park. Uma outra região legal para bater fotos é na Abbey Road (tem um observatório). Há ainda a região de Flats East Banks que foi revitalizada e está cheia de bares e restaurantes. Minha listinha está registrada pois uma das coisas que mais gosto é bater fotos das cidades em lugares que nos dão uma vista panorâmica delas.

Jogos de Baseball: o Cleveland indians é o time de baseball da cidade e eles jogam no estádio Progressive Field, que fica coladinho com a arena de basketball. Além de assistir aos jogos você pode se deliciar com gostosuras locais (super famosas para quem vai a este estádio), como o Happy Dog, Cleveland Pickle, Barrio Tacos e Sweet Moses.

Jogos de Basketball: o Cleveland Cavaliers é o atual campeão da NBA, a liga de basketball americana. O time joga na arena Quickens Loans, que fica bem no centro da cidade. Nós fomos a um jogo por lá e eu contei tudinho aqui no blog. Clique aqui e aqui para mais informações.

Jogos de American Football: o futebol americano também é super popular em Cleveland e o time da cidade – o Cleveland Browns – joga no First Energy Stadium, que fica pertinho do Rock and Roll Hall of Fame. Dá para ver que se você é amante de esportes a sua visita a Cleveland vai ser certamente especial.

Construções e história

cle4

Terminal Tower: edifício de 52 andares que é um dos símbolos da cidade de Cleveland. Quando ficou pronto em 1930 era o segundo maior edifício do mundo. Há um deck de observação, um casino (o JACK Cleveland Casino) e um mall (o Tower City Center). Assim como a CN Tower o topo do edifício é eliminado e as cores mudam conforme temas e celebrações.

The Arcade: esta galeria já foi chamada de Cleveland’s Crystal Pier e é considerado um dos primeiros shopping malls do mundo. O local data de 1890 e nos últimos anos passou por uma reforma para abrigar o hotel Hyatt nos seus 3 últimos andares. Passamos pelo local enquanto voltávamos do jogo do Cleveland para o hotel e achei bem abandonado, mas muito bonito. Clique aqui para mais informações.

Cleveland Public Library: a biblioteca pública de Cleveland (Historic Main Library no endereço 325 Superior Avenue) é lindíssima, foi construída em 1925 e renovada em 1999. Na verdade ela possui dois edifícios e um jardim de leitura – o The Eastman Garden – entre os edifícios. Eu que amo bibliotecas estava louca para conhecê-la (certamente irei incluir na nossa próxima visita a cidade). Clique aqui para mais informações.

Supermercado Heine’s: na esquina da East 9th Street e Euclid Avenue fica um supermercado na rede Heine’s localizado em um edifício super histórico da cidade (que já foi sede até de um banco). O local possui uma arquitetura linda e um teto redondo (rotunda) que impressiona. Dá para fazer suas compras e até comer por lá e apreciar a arquitetura do local.

Comida

cle_moo

West Side Market: é o mercado público de Cleveland, que possui mais de 100 anos. O mercado fica do lado oeste do Cuyahoga River (isto é, não está no centro da cidade), mas se você gosta de conhecer a cultura local é um must-go (assim como todos os mercados públicos de todas as cidades do mundo). O mercado possui mais de 100 comerciantes, muitos deles bem tradicionais na cidade. Clique aqui e veja mais sobre o local.

Mabel’s BBQ: um dos restaurantes mais famosos da cidade, o Mabel’s BBQ é um restaurante que vende churrasco no estilo americano – ribs e algumas peças de carne. Este restaurante é do Chef Michael Symon, apresentador do The Chew e Iron Chef, programas bem populares nos USA.

Slyman’s: lanchonete super tradicional da cidade que vende sanduíches de corned beef, uma espécie de carne em conserva (fervida com vinagre) que é tradicional de lá. Mais informações sobre o local você encontra aqui.

B Spot: considerado o melhor hamburguer dos USA. Esta rede possui 4 lojas em Cleveland, sendo uma localizada bem no centro da cidade (pertinho da Public Square). Clique aqui para mais informações.

East 4th Neighbourhood: quando voltávamos do jogo dos Cavaliers passamos em uma rua calçadão cheia de restaurantes. Como era Natal os locais estavam fechados mas achei demais e fiquei imaginando os pátios dos locais cheios no verão. Alguns dos restaurantes e bares da rua incluem Butcher and the Brewer (cervejaria local) e The Greenhouse Tavern (restaurante de brunch e comidas locais).

Natureza

cleveland3

Cleveland Metroparks: é o conjunto de parques ao redor da cidade (18 no total, incluindo muitas praias). Como viajamos com Jojoe eu dei uma olhada em muitos deles e fiquei impressionada com a beleza. Existem lugares com lindas cachoeiras, como o Garfield Park Reservation e o Bedford Reservation. Há vários eventos e atividades durante todo o ano e você pode checar todos eles clicando aqui.

Cuyahoga Valley National Park: este é o décimo primeiro parque nacional mais visitado dos Estados Unidos e fica pertinho de Cleveland. Conta com 33 mil acres de natureza (florestas, lagos e mata), quase 130 km de trilhas, Ritchie Ledges (que são formações rochosas super antigas que dão a impressão que você caminha entre cavernas), uma ponte coberta de madeira super fotogênica e uma cachoeira de quase 20 metros de altura (clique aqui e veja fotos de todos os lugares que falei). O park é pet-friendly. Você pode até pegar um trem com teto de vidro para fazer um passeio cênico pela região.

Observatory Park: um dos 34 parques do mundo que possui uma certificação de dark Sky (isto é, você consegue ver as estrelas e o céu de uma maneira única já que os níveis de poluição não são altos). Se você curte natureza (ou se estiver visitando o local em época de super moon ou chuva de meteoros) vale a pena visitar. Clique aqui para mais informações.

Holden Arboretum: fica localizado em Kirtland (cidade vizinha de Cleveland) e é um dos maiores jardins botânicos nos Estados Unidos, com mais de 3.600 hectares, incluindo 600 hectares dedicados somente a coleções e jardins. O local possui 9.400 tipos diferentes de plantas e é pet-friendly. Mais informações você encontra aqui.

img_8381

Para mais informações sobre o que fazer em Cleveland visite thisiscleveland.com. E se estiver indo para a cidade vale baixar o Destination Cleveland App, com mapas, dicas e informações.

Fonte das fotos: as fotos que ilustram este post sem o logo do blog foram retiradas do site thisiscleveland.com.



  • 7 Responses

    1. kiki disse:

      Oi Gabriela. quero agradecer sua publicação! Acabamos de mudar pr Medina OH, 30 minutos de Cleveland e com certeza vou seguir suas dicas.
      Medina e uma cidade histórica que também vale a pena conhecer.
      Abraços.

    2. Uma outra cidade americana que me surpreendeu foi Pittsburg e eu conto tudo para vcs aqui no blog: http://gabynocanada.com/2014/06/20/melhores-angulos-de-pittsburgh-pa/

    3. Nina disse:

      Pow, tanta coisa boa para fazer. Pena que vocês adoeceram. Dica boa!

    4. Mariana Salin disse:

      Uau: não imaginava que teria tanta coisa para fazer na cidade. Já vou colocar Cleveland na minha listinha! Beijos Gabi

    Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *