O ano de 2016 contado por 10 posts

Eu gostei tanto do texto sobre o ano de 2015 contado por 10 posts que eu resolvi fazer a versão 2016. Quem acompanha o GNC sabe que muito mais do que dicas eu deixo aqui no blog um registro do meu dia-a-dia, da minha opinião sobre as coisas, dos meus medos e das minhas felicidades. Eu tento deixar o blog o mais pessoal possível e geralmente eu gosto bastante do resultado, pois passo para vocês não somente dicas mas minha opinião sincera sobre tudo que acontece ao meu redor. E é por isso que eu posso escrever posts como este, pois tem muita história por aqui – o que torna o blog não só uma fonte de notícias, mas um diária e um livro de memórias.

O ano de 2016 foi intenso, diferente de qualquer outro e extremamente especial. Eu comecei o ano com um bebê pequeno nos braços, que dependia de mim para tudo (inclusive para prover seu único alimento) e acabo o ano com um menino esperto, sapeca que adora comer feijão e pera, sorri para tudo, que já anda e corre e adora cantar e dançar. 2016 veio para me mostrar que a vida passa rápido demais e que a gente tem que aproveitar cada segundo intensamente. E é esta minha filosofia para 2017: viver cada dia como se fosse o último.

1. Os 3 primeiros meses do Thomas

dsc_9959

Eu comecei o ano de 2016 refletindo bastante sobre a minha vida 3 meses após me tornar mãe. Todos dizem que os 3 meses do bebê é um marco pois ele passa da fase de recém nascido para bebê propriamente dito, e que a vida da mãe se torna muito mais fácil. Eu concordo com isso e acho que meu início de 2016 foi bem mais tranquilo, com o Thomas mamando mais facilmente e dormindo mais. O que eu quis focar neste post foi como eu mudei, como as minhas prioridades mudaram e como eu não estava me reconhecendo mais. Hoje lendo este post eu consigo entender que esta era uma fase de adaptação e que hoje eu já entendo o porquê de todas estas mudanças e já me sinto tranquila (e muito feliz) com todas elas. Quando nos tornamos mães a nossa vida muda e nossa opinião sobre o mundo também, e isso é normal.

2. O que os pais precisam saber sobre daycare em Toronto

Screen Shot 2016-03-14 at 3.00.07 PM

Neste post eu dou dicas de como procurar creches para seus filhos aqui em Toronto. Ainda grávida eu coloquei o nome do Thomas em algumas creches – pois todas são super concorridas – e quando escrevi o post (março/2016) não sabia se iria conseguir um lugar para ele quando voltasse ao trabalho em setembro de 2016 (no fim eu consegui onde eu queria e ele adora o local que está). Este post é muito importante para os pais com filhos com menos de 4 anos que estão vindo para Toronto ou quem mora aqui, trabalha e quer se tornar um pai/mãe: nele eu trago os tipos de daycare, como procurar (indicando esta ferramenta do site da prefeitura de Toronto, que é ótima) e falo também sobre os altos preços deste serviço (sim, o daycare por aqui é pago – bem pago). Resolvi selecionar este post para contar meu ano pois eu realmente fiquei apreensiva em razão de não ter certeza se iria conseguir a vaga e lembro de ligar para os locais todo o mês a partir de março/2016. Eu consegui a vaga para o Thomas no final de julho e voltei ao trabalho início de setembro.

3. Viajando de avião com nosso bebê de 6 meses

Attachment-1-(54)

Em abril o Thomas voou de avião pela primeira vez, com 6 meses de idade. Fomos visitar minha irmã e sua família na Florida, onde eles moram. O vôo foi pequeno – apenas 3 horas – e super tranquilo. Aliás, Thomas é uma criança tranquila para tudo, o que torna as primeiras vezes muito menos aterrorizantes. Como era a minha primeira vez voando com um bebê eu faço um resumo de tudo que você precisa e dou dicas de como é voar pela AirCanada com bebê. No total em seu primeiro ano de vida Thomas já fez 14 vôos (juro que contei 2 vezes para ter certeza que não estava exagerando) e agora já estamos super práticos no assunto.

4. A beleza do High Park além das cherry blossoms

DSC_1223

2016 foi um ano com clima atípico: inverno ameno e primavera fria. E isso refletiu em várias coisas, como o não brotamento das Cherry Blossoms do High Park. Todos os anos os moradores de Toronto esperam a chegada da primavera para ver as árvores japonesas brotarem e embelezarem o local (veja aqui e aqui estas belas árvores em outros anos). Em 2016 a gente esperou bastante mas elas não apareceram e isso deixou muitas pessoas decepcionadas. E neste post eu mostro algumas fotos do parque falando que mesmo sem as flores ele continua lindo e merece ser visitado e incluído no roteiro de turismo de Toronto.

5. Batizado do nosso filho em Toronto

marcela boechat

Foi em maio de 2016 que batizamos o Thomas em Toronto. Convidamos amigos próximos e alguns familiares do Brasil vieram – minha sogra, o irmão do Ju e sua família e minha irmã. Infelizmente o marido da minha irmã e meu afilhado não puderam vir, nem meus pais. Batizamos o Thomas na igreja de St Anthony, que fica localizada na 1041 Bloor Street West, perto do metrô Dufferin. Foi um momento especial que eu compartilhei com vocês no blog somente em novembro de 2016 (porque eu tinha certeza que tinha escrito o post antes e quando me dei conta corri para atualizar o blog). No post eu falo em detalhes como foi a cerimônia – em português.

6. Disney com criança de menos de 1 ano

DSC_2429

Em junho de 2016 fomos para Disney com o Thomas e alguns familiares. Na época o Thomas tinha 7 meses e meio e eu resolvi compartilhar no blog dicas de como “sobreviver” aos parques com um bebê pequeno. Digo sobreviver pois eu achei bem puxado passar pela loucura que os parques da Disney são com um bebê tão pequeno – e apesar de ter sido bem especial eu não recomendo. Mas depois desta viagem eu me senti uma mãe mais completa pois se eu sobrevivi ao agito da Disney eu sabia que conseguiria aguentar muitas outras coisas.

7. Sobre meus 6 anos de Canadá e o que tenho saudade do Brasil

attachment-1-7

Em agosto comemorei 6 anos de Canadá e como sempre faço todos os anos eu escrevi um post reflexão sobre o assunto – e este foi um dos posts mais populares do ano. Este ano eu resolvi escrever sobre um tema diferente: o que sinto saudade do Brasil depois de morar 6 anos fora. Falei sobre tudo: a saudade da família, o gostinho da comida brasileira, a praticidade de morar perto dos familiares, o inverno de 15 graus, o gosto das frutas brasileiras, o sistema de saúde, os salões de beleza e muito mais. Vale a pena ler – se você ainda não leu – e refletir um pouco sobre isso, principalmente se você também mora aqui ou se está pensando em vir para cá.

8. Nossa viagem para Toscana [Parte 1] e [Parte 2]

img_4377

Eu fechei com chave de ouro a minha licença maternidade viajando para a região da Toscana (na Itália) com o Thomas e o Ju (Jojoe infelizmente não foi). A viagem foi curta – 14 dias – mas extremamente especial. Foi uma viagem planejada e intensa: queríamos curtir muito a companhia um do outro, comer bastante e conhecer lugares lindos. O resultado foi incrível e apesar do trabalhão (eu conto um pouco aqui como foi viajar com um bebê pela Itália) valeu cada minuto. Faria a viagem 1000X novamente se fosse possível.

9. Festa de 1 ano do Thomas

Ana Correa | 2016

Fomos para o Brasil celebrar o primeiro aniversário do Thomas com a família e amigos de lá, e foi muito especial. Eu queria muito celebrar o primeiro ano do filho que eu lutei tanto para ter na cidade que eu nasci, eu queria abraçar e agradecer minha família e amigos que torceram muito pela gente, eu queria estar perto dos meus pais e da minha sogra nesta comemoração, eu queria que todos os meus tios e primos pegassem meu filho no colo, dessem um abraço forte nele e vissem que ele é real (e gostoso demais)… e foi exatamente isso que aconteceu. Uma comemoração super emocionante, simples e especial, que eu compartilhei com muito carinho com todos vocês.

10. Os últimos 3 outonos

dsc_7026

O último post que selecionei para contar para vocês como foi meu 2016 é um resumão do que aconteceu na minha vida nos últimos 3 anos e que poderia ser resumido em 3 palavras: esperança, fé e amor. 2014 foi um ano de esperança, quando comecei meu tratamento para engravidar e tinha muita esperança que daria certo. 2015 foi um ano de fé, pois estava grávida do Thomas e a cada semana que ele se desenvolvia dentro de mim a minha fé só aumentava. E por fim veio 2016, um ano de muito amor. O ápice destes sentimentos aconteceram no outono (comecei meu tratamento de in-vitro em 31 de outubro de 2014, o Thomas nasceu no dia 19 de outubro de 2015 e fez um ano na mesma data em 2016) e neste post eu trago 3 fotos que ilustram bem estes momentos.

E fica aqui a pergunta: como será o outono de 2017, ou como será o 2017? Aguardem pois espero continuar compartilhando muitos e muitos bons momentos com vocês. Obrigada a todos por me acompanharem e vibrarem com cada um destes momentos.



  • 5 Responses

    1. Juciara Espanha disse:

      Lindo post para encerrar o ano, Gaby! Sem sombra de dúvidas vocês são uma família muito abençoada por Deus!
      Que seu Natal seja doce e abençoado e que 2017 seja um ano ainda mais maravilhoso para vocês!
      Obrigado por compartilhar esses momentos conosco! São ricos, intensos e maravilhosos!
      Milhões de beijos em todos!

    2. Maria de Fátima disse:

      Amei! Muito Thomas e muito amor envolvido!

    3. Angélica disse:

      Parabéns pelo blog Gaby, a maneira com que você escreve é sensacional. Moro em Joinville/SC e tenho tirado muitas informações do seu blog, em Abril/2017 estarei aterrizando em Toronto. Acho que alguém já deve ter te dito que aqui no nosso estado o calor ainda não deu o ar da graça hehe…e minha pergunta é … você acha possível eu pegar dias muito frios aí em Toronto no final de abril e maio??? Bjos

      • Ola Angelica. Obrigada pelo recado e pela visita ao blog. Eu gosto bastante da previsao do tempo do Old Farmers Almanaque e segunda eles Abril-Maio será mais seco que o normal com temperaturas normais para esta época do ano. Então será frio mas nada muito absurdo. Veja: http://www.almanac.com/weather/longrange/ON/Toronto Tenho também post sobre a temperatura mês a mês que dá as médias de cada mês. Espero ter te ajudado. Boa viagem!

    1. 18/12/2016

      […] Vale falar que eu resolvi finalizar meu vídeo um pouco antes pois estamos planejando descansar bastante no final de ano (talvez viajar, certamente ficar longe do computador) e resolvi já deixar registrado meu ano aqui no blog neste post e no post que foi ao ar ontem (O ano de 2016 contado por 10 posts). […]

    Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *