Greenbelt em Ontario, uma das maiores áreas de preservação do mundo

dsc_8791

Hoje eu vou apresentar para vocês o Greenbelt, uma área de proteção permanente que fica localizada no sul de Ontário, costeando Toronto. O Greenbelt não é o único “cinturão verde” do mundo, mas é certamente o maior com 1.8 milhões de acres de terra (para vocês terem uma noção ele é 400 mil acres maior do que Price Edward Island). O Greenbelt protege espaços verdes, terras agrícolas, florestas, zonas húmidas e bacias hidrográficas e envolve uma parcela significativa da área mais populosa e de mais rápido crescimento do Canadá – o Golden Horseshoe. Nesta região do Golden Horshoe fica Toronto e o Greenbelt está abraçando a cidade mais populosa do Canadá e ajudando a esfriá-la, oxigená-la e hidratá-la. Abaixo o mapa do Greenbelt (área em verde no mapa) retirado do site greenbelt.ca.

greenbelt-map

A região de proteção foi aprovada pelo então primeiro-ministro Dalton McGuinty em 2015 e, acreditem, a reação entre a população foi mista. Muitos apoiaram o Greenbelt como a melhor defesa contra a expansão suburbana e a destruição gradual de bacias hidrográficas, florestas, pântanos e terras agrícolas na área mais populosa do Canadá. Outros ficaram preocupados com as regras estritas que limitariam o número de moradias e, consequentemente aumentaria os preços das casas e acabariam a esperança de alguns donos de terras de vender suas fazendas isoladas para desenvolvedores. O mapa abaixo – também retirado do site greenbelt.ca mostra a evolução urbana e das áreas de proteção no decorrer dos anos, mostrando o quão importante (na minha opinião) foi a implantação do Greenbelt por aqui.

greenbeltmap_timeline

Se analisarmos os benefícios de ter um greenbelt nesta região de Ontario a preservação da natureza é o primeiro que vem na nossa mente. A fragmentação dos espaços naturais é uma das piores consequências associadas à evolução de cidades, podendo quebrar ecossistemas e romper corredores de conexão entre áreas naturais (clique aqui e saiba mais). O Greenbelt diminuiu dramaticamente esta fragmentação, que estava em forte andamento no sul de Ontário por pelo menos um século. Com o Greenbelt mais de meio milhão de hectares de zonas húmidas, vales de rios, lagos e florestas estão protegidos. E esta proteção está associada a preservação de áreas que são 78 espécies ameaçadas ou em risco, incluindo aves, répteis, peixes, mamíferos e plantas. Um dado que achei também interessante foi que deixar as florestas do Greenbelt intactas está associada a redução de dióxido de carbono que seria eliminado por 27 milhões de veículos. O projeto também encoraja os habitantes da Ontário e os visitantes a tirar proveito de dezenas de trilhas para esportes.

A área de preservação do Greenbelt também é sinônimo de produtos locais e de qualidade. De acordo com a Associação de Amigos do Greenbelt as fazendas situadas na área protegida são 33% menores do que outras fazendas em outras regiões e Ontário mas produzem 12% mais. Em 2015 5500 fazendas operavam na região do Greenbelt, sendo a maioria familiar.

Proteger estes espaços naturais traz economias significativas. Segundo a mesma Associação de Amigos do Greenbelt as atividades diretas e indiretas no Greenbelt empregam 161 mil pessoas, e estes empregos geram lucros e impostos para a província. Estes empregos são sustentáveis, pois se você cuidar dos recursos naturais eles continuaram a existir e também a cuidar de nós.

Por fim, se você quiser explorar a região eu sugiro que você visite esta ferramenta online na qual você pode pesquisar por rotas de trilhas e passeios pelo Greenbelt dependendo de como você quer explorar a região (por exemplo, de bike ou caminhando).

screen-shot-2016-11-26-at-7-16-42-pm

Eu realmente fiquei impressionada – e apaixonada – pelo Greenbelt e por isso resolvi compartilhar esta notícia com vocês. Espero que tenham gostado e agora quando verem as várias placas da área de preservação espalhadas pelas regiões próximas de Toronto vocês já saberão do que se trata.



  • 4 Responses

    1. Renata Morais disse:

      Que legal! Nem imaginava que isso existia por aqui. E olha que é ao redor da maior cidade do Canadá! Show!

      • É mesmo Renata, eu tbem fiquei sabendo sobre o Greenbelt somente este ano. Eu até olhada as placas mas não entendia do que se tratava. E agora que sei o que é eu acho demais e gosto ainda mais de Toronto. Obrigada pelo recado e pela visita ao blog!

    2. Julio Belli disse:

      Ola. Gostaria de saber como faço para imigrar para o Canadá?

      • Olá Julio. Geralmente eu não respondo perguntas tão amplas como esta, porque imigrar depende de muitos fatores. Tenho vários textos aqui no blog que podem te ajudar – procure por imigração – e sempre indico que as pessoas interessadas pesquisem no site do governo canadense: cic.gc.ca Boa sorte na sua jornada!

    Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *