Prismland: uma maneira diferente de ensinar matemática para seus filhos

home-slider-slide-2

Eu fico impressionada como o Thomas absorve tudo que a gente ensina para ele. Se um dia a gente fala ou faz uma coisa – e ele parece nem dar bola – 3 dias depois ele está fazendo exatamente o que fizemos. Ele é – e todas as crianças nesta idade são – muito observador e sedento para aprender. Eu sou meio “neurótica” quando o assunto é “estimular meu filho para aprender” e “ensinar desde cedo conceitos importantes para ele”. Claro que ele só tem um pouco mais de 1 ano e ele não vai aprender a fazer contas ou sair por ai falando tudo, mas eu tento incorporar atividades educativas sempre. Além disso aqui em casa não ligamos mais a TV (zero – não temos mais TV a cabo ou antena, nem netflix, nem qualquer outro aparelho que gere imagem na telona) e Thomas não vê celular (e nunca estamos navegando na internet perto dele, a não ser quando estamos fazendo vídeos, sempre com a tela virada para a gente – eu vou falar sobre isso em um outro post). E por que eu estou contando isso para vocês? Porque eu encontro diversas alternativas de brincadeiras educativas e diferentes que despertam a curiosidade do meu pequeno, e uma delas é o Prismland.

dsc_8628

O Prismland é uma loja online que foi criada por dois Torontonianos (Jess Chen, uma pós-graduanda de Design e Matt Mayers, um pós-graduando de engenharia mecânica) em fevereiro de 2016 com o objetivo de ensinar crianças de 3 a 5 anos os conceitos básicos da geometria de uma maneira divertida e mais hands-on (muitas vezes para as crianças aprenderem elas precisam colocar a “mão na massa” ou “tocar do que estão aprendendo” para absorverem melhor aquele ensinamento, especialmente quando o assunto são formas). Em matemática especialmente, as crianças respondem e aprendem mais rapidamente quando podem contar, mover, medir e manipular algo. Neste contexto o Prismland surgiu, trazendo 5 personagens geométricos: Cubert (o cubo), Hexter (o hexágono), Rhonda (o paralelogramo), Spherrison (a esfera) e Pyri (a pirâmide). Cada um deles vem com um livro que conta a história do personagem, dando às crianças uma maneira divertida de lembrar da forma no seu cotidiano. Além disso você pode baixar atividades gratuitas no site da Prismaland (clique aqui) e os educadores podem também baixar informações de como usarem estas formas na educação de seus alunos (clique aqui).

atividades_prismland

mais_prismland

Nós ganhamos o Pyri (a pirâmide) de presente do pessoal da Prismland e eu e o Thomas adoramos. Claro que eu ainda não estou ensinando para o Thomas as formas geométricas, mas já coloquei o Pyri no meio dos seus brinquedos e já o chamamos pelo nome (“filho, pega o Pyri” ou “filho, pega a prirâmide”). E quando estamos em um outro contexto e surge uma pirâmide na história eu sempre falo “olha filho, igual a sua Pyri”. Ele parece não entender, olha para mim e sorri, mas eu sei que um dia esta associação vai acontecer e ele vai aprender a forma muito mais rápido.

dsc_8630

Enfim, queria compartilhar com vocês este achado. Os bonecos custam CAD$24 cada e até 1 de janeiro de 2017 todos estão em promoção por CAD$17 cada (clique aqui para comprar). Se alguém tiver algum comentário sobre o aprendizado dos seus filhos em relação a formas geométricas e quiser compartilhar vou adorar saber como vocês fazem (para quando chegar a hora do Thomas eu ter mais conhecimento). Ah, vale a pena visitar o blog da Prismland que tem várias idéias de atividades para fazer com crianças relacionadas às formas geométricas, incluindo fantasias e até cookies. E obrigada a equipe Prismland pela Pyri!

attachment-1

Fonte das fotos: as fotos sem logo – a primeira com todos os 5 personagens e as fotos com algumas das atividades para download – foram retiradas do site prismland.com.

You may also like...

4 Responses

  1. Olá Gaby, tudo bem. Como vc está se saindo aí no Canadá ?? Eu lí um post seu a respeito de não ter mais TV e queria saber qual o motivo que vc não assisti e não deixa seu filho assistir.
    brigado.

    • Olá. Obrigada pelo recado e pela visita ao blog. Eu ainda tenho TV em casa, mas não tenho mais TV a cabo por opção. Prefiro dedicar o meu tempo a prestar atenção no meu filho e quero que ele dedique seu tempo a leitura e atividades e não à TV. É uma decisão bem pessoal e até comum aqui no Canadá. Obrigada pelo recado

  2. Maria Helena disse:

    Muito legal a dica Gabriela. Eu sou professora aqui no Brasil e acho importante os alunos terem esta parte visual e tátil quando estão aprendendo. Se os pais não quiserem gastar eles mesmos podem fazer “seus personagens” com material reciclável. Adoro seu blog e estou adorando as dicas relacionadas a educação infantil. Tenho certeza que muito conteúdo bom virá!

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *