Filho, eu devo muito a você

dsc_7734

Eu devo muito ao meu filho. Sem ele a “Gabriela mãe” não existiria. Sem meu filho nos braços eu nunca teria sentido a alegria de abraçar aquele ser tão indefeso que só quer proteção. Sem meu filho eu não teria sentido um medo enorme por cada escolha que faço, para ter certeza que tudo está perfeitamente certo. Sem meu filho eu não teria encontrado motivos para querer fazer a diferença no mundo. Sem meu filho eu não conseguiria entender a satisfação em pequenas coisas da vida, como encaixar peças corretamente em um brinquedo. Sem meu filho eu não teria encontrado uma razão para pensar 2 vezes sobre minhas palavras e ações. Sem meu filho eu não teria encontrado meu equilíbrio interno quando lá fora o mundo parece louco e bagunçado.

Ele me ajudou a editar minha vida, tirando aquilo que não era bom para deixar espaço somente para o que importa. Ele me ajudou a transformar momentos comuns em maravilhosos e inesquecíveis. Ele me ajudou a entender como o corpo da mulher é incrível e lindo e como devemos nos valorizar pois somente nós somos capazes de gerar uma vida (mesmo agora com estrias e uma barriga que insiste em ficar). Ele me ajudou a ser mais paciente, a confiar no meu instituto, a escolher minhas batalhas de uma maneira mais racional, a me preocupar menos com o mundo lá fora e a amar mais. Ele, meu filho. Meu.

Meu filho é alegre, sensível, falador, atrevido e amável. Meu filho é Meu.

Dizem que as crianças ensinam muito mais para nós do que nós a ensinamos e com minha experiência recente eu posso dizer que esta definição é bastante precisa. A cada dia que passa eu aprendo tanto com o Thomas que meu coração se enche de alegria em pensar em tudo que irei viver (e aprender) com ele.

Por isso filho eu devo muito a você: obrigada.



  • 9 Responses

    1. Silvia disse:

      Gaby, parabéns pelos seus posts. Adoro a maneira como você escreve e já estou adotando seu blog como referência para assuntos em geral que quero ler e ter uma opinião sincera e sensata.
      Tenho um filho e estou refletindo sobre ter outro ou não, e queria saber se vc já escreveu algum post sobre isso.
      Obrigada.
      Silvia

      • Ola Silvia. Obrigada pelo recado e pela visita ao blog.
        Eu sempre quis ter mais filhos, para mim é natural pensar que meu filho terá irmãos, assim como eu tive. Nunca pensei em escrever sobre o assunto mas ta ai uma ótima dica de tema (porque não tem nada sobre o assunto por enquanto). Obrigada pela dica e aguarde

    2. Cristine disse:

      Linda declaração de amor Gaby! Os filhos são realmente incríveis em nossa vida, cada um do seu jeito! Bjao pra vcs 😚

    3. Ana Thomas disse:

      Dizem que nossos filhos são nossos professores eu acredito mesmo.
      Pelo visto o Thomas esta te ensinando grandes lições. Grande abraço
      Ana Thomas

    4. Gabriela Amanai disse:

      Lindo! Parabéns pelo seu bebê 🙂

    5. Muito lindo Gaby! Tenho certeza que o Thomas é bem sortudo por ser seu filho e ser tão amado!
      Beijos
      Adri

    Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *