Express Entry: imigrando para o Canadá como um profissional qualificado

Desde que conseguimos nosso tão sonhado PR card do Canadá (em 2014) as regras para imigração mudaram. Na nossa época o processo era diferente e eu conto para vocês aqui e aqui como funcionou. O Canadá geralmente escolhe skilled workers como residentes permanentes com base na sua capacidade de se adaptar, viver e ajudar na economia do país. Hoje há um novo sistema para gerenciar como as pessoas qualificadas com experiência de trabalho aplicam para imigrar para o Canadá. Este novo sistema é chamado de Express Entry e você acha todas as informações sobre ele na página oficial do governo Canadense (esta aqui).

O que é o Express Entry?

Em resumo o Express Entry funciona através de um sistema de pontos. Os potenciais candidatos preenchem um formulário online (este aqui) e recebem pontos de acordo com diversos fatores, entre eles: habilidades profissionais, experiência de trabalho, domínio da língua (inglês ou francês) e nível educacional. Os candidatos com a maior pontuação possuem maiores chances de receberem um convite formal para imigrar ou “an invitation to apply for permanent residence”). Após receber seu convite o candidato tem um prazo de 90 dias para dar entrada ao pedido de residência permanente (este prazo aumentou em novembro de 2016 – antes era de 60 dias). Geralmente, a cada 15 dias a Imigração Canadense faz uma convocação, na qual fica estipulado uma nota mínima de corte.

A figura abaixo – retirada do site do governo Canadense – é um diagrama explicando as duas etapas do processo de aplicação do Express Entry (completar o formulário online e receber o convite formal).

expressentry_diagram

Quais categorias que ele controla?

O sistema Express Entry controla pedidos de imigração nas categorias Federal Skilled Worker Program, Federal Skilled Trades Program e Canadian Experience Class.

Algumas informações importantes

– Anteriormente ao preenchimento do formulário online, o candidato deve fazer um teste de proficiência do idioma (inglês ou francês). O IELTS é um dos testes aceito e o mais popular entre os aplicantes (saiba mais sobre o IELTS aqui).

– Segundo a imigração, o candidato poderá ter seu perfil profissional disponível no site por até 12 meses. Depois desde período ele deverá atualizar o seu perfil no sistema.

– Mesmo que a pessoa tenha um ótimo perfil profissional este não garante que o candidato receba o convite para dar entrada no processo de imigração. Há alguns critérios de eligibilidade e você pode ler sobre eles aqui.

Quanto eu devo pontuar?

É difícil dizer pois os pontos variam mas segundo informações coletadas aqui o ponto de corte é algo em torno de 450 pontos. Segundo o site do governo Canadense até 2 de novembro de 2016 2080 pessoas foram convidadas à imigrar por este sistema (em 2016), e a menor pontuação destas pessoas foi 472 pontos. Vale falar que a pontuação máxima do sistema é 1200 pontos.

Como fazer mais pontos?

Proficiência em Inglês: é muito importante tirar uma boa nota nos testes de inglês (CLB ou IELTS). Segundo pesquisas em fóruns e informação de algumas fontes o ideal é tirar no mínimo 9 no CLB ou 8 no Listening do IELTS e 7 nas outras habilidades deste teste. Esses pontos podem garantir ao aplicante o máximo de pontos da categoria idioma.

Fazer uma faculdade no Canadá: um novo pacote de imigração anunciado em novembro fala que estudantes que do ensino superior no Canadá poderão receber até 30 pontos: 15 pontos serão dados para cursos com duração de 1 a 2 anos e o mácimo de pontos (30) para cursos com 3 anos ou mais, Mestrado ou PhD. Leia este documento (veja 30 – Canadian educational credentials).

Experiência profissional de 3 anos, sendo pelo menos 1 ano contínuo: um dos critérios para você aplicar para o Express Exntry é ter pelo menos 1 contínuo ano de experiência de trabalho em uma profissão de NOC 0, A ou B (se você quiser saber se sua profissão se aplica nestas categorias clique aqui. Além disso se você tiver pelo menos 3 anos de experiência na área você pode ganhar mais pontos.

Idade entre 20 e 29 anos: eu confesso que fiquei surpresa quando vi sobre isso. A faixa etária dos 20 anos confere o máximo de pontos aos candidatos nesta categoria (110 pontos). Depois disso perde-se pontos a cada ano. Mas se levarmos em consideração que a experiência em um trabalho também é algo importante, além de cursos com longo duração você pode ter mais idade mas mais experiência e o fator pode não ter tanta relevância.

Ter uma oferta de trabalho no Canadá: segundo esta informação (veja 29-1 Points for qualifying offer of arranged employment) candidatos que possuem uma carta de trabalho podem ganhar entre 50 e 200 pontos (antes de novembro de 2016 o candidato poderia ganhar até 600 pontos). Há alguns requisitos para a carta e você consegue ver tudo na seção 29-1 do documento que citei.

Nomeação provincial: geralmente aplicações que alcançam uma nota acima de 400 mas não se qualificam para o convite são chamados para o Provincial Nominee Program (PNP). Dá o maior trabalho – segundo pessoas conhecidas que fizeram – mas você pode garantir 600 pontos extra e conseguir seu tão sonhado convite. Veja mais aqui.

Aplicação do cônjuge: em uma disputa tão competitiva qualquer número de pontos extra conta, certo? Por isso uma dica é também colocar as informações do seu cônjuge, especificamente formação acadêmica, proficiência do idioma e experiência de trabalho canadense. Se seu cônjuge tiver um mestrado ou doutorado você pode ganhar 10 pontos, se tiver uma pontuação do CLB de 7 ou 8 você pode ganhar mais 3 pontos e se tiver anos de experiência canadense você pode ganhar até 10 pontos extra.

Então é isso, fiz um resumão do que sei para vocês e espero ajudar. Vale ressaltar que não sou nenhuma expert em imigração e o que escrevi aqui é baseado no meu (pouco conhecimento), em amigos que estão aplicando e em informações que eu leio diariamente. Boa sorte a todos que estão procurando este caminho… parece que 2017 é o ano (pois o governo vai aumentar o número de imigrantes aceitos no Canadá, como eu contei para vocês aqui).



  • 15 Responses

    1. Yara disse:

      Oiii Gaby, muito obrigada pelas informações, elas foram bem úteis.
      Com todo o seu conhecimento mostrado aqui nesse post, você poderia me ajudar com uma simples somatória de pontos para eh ter uma ideia de quão elegível poderia ser?
      Tenho certeza que sua ajuda seria de imenso valor.

    2. Fernanda disse:

      Olá, eu meu esposo e filho estamos.querendo aplicar express entry, tenho uma dúvida, primeiro tenho q fazer o IELTS depois enviar o histórico escolar traduzido e o proximo passo é responder o questionário. depois aguardar? Se nosso perfil for aprovado qual será o próximo passo? Gostaria de saber na verdade os custos com o consulado que hora entra?

    3. Claudia disse:

      Gaby ontem estava lendo aqui no seu blog algo sobre work permit para cidadão polonês e não acho mais essa parte. Poderia me direcionar, por favor ???? Muito Obrigada

    4. Tassiana disse:

      Oi Gaby, tudo bem?
      Quais documentos que foi preciso fazer traducao juramentada para o express entry de voces?
      As cartas dos trabalhos anteriores no brasil precisa ser traducao juramentada tambem?
      obrigada!

    5. Flávio Campana disse:

      Olá Gaby, tudo bem? Acabei de conhecer seu blog e estou adorando. Gostaria de saber se pela minha profissão de jornalista eu consigo aplicar o express entry? Caso seja possível e esteja elegível por pontos, eu conseguindo a permissão automaticamente minha esposa também consegue?

      Obrigado e sucesso!

    6. Yumi Kamia disse:

      Olá, Gaby, tudo bem?

      Parabéns pelo site, muita informação boa e com certeza, vc está ajudando muita gente a realizar o sonho canadense! rs
      Uma pergunta: você sabe como comprovo esses anos de experiência de trabalho? Carteira Assinada?
      E quem é autônomo?
      Um grande abraço!!!

    7. Ricardo disse:

      Ola Gaby! Muito bom essas informaçoes!

      Tenho duas duvidas neste caso|:

      1- Eu vou para o Canada em Dezembro de 2016 para um college de 2 anos, ja seria uma boa ideia eu me cadastrar no Express Entry? Ou melhor esperar mais? Ou isso é irrelevante?

      2- A prova do IELTS pode ser refeita, caso voce nao tenha uma jota favoravel?

      Muito obrigado!

    8. Fernando disse:

      Gaby,

      Eu pretendo em fazer o college em 2017. Vou casar e ir, porém minha namorada vai para lá só em 2018. Sabe se consigo ir sem ela, porém ao solicitar meu visto de estudante também solicitar o work permite para ela e ela ir em 2018 me encontrar lá ?

      • Ola Fernando. Obrigada pelo recado e pela visita ao blog. No meu caso eu vim antes e meu marido veio 3 meses depois – então pela minha experiência eu diria que é sim possível. Mas é sempre bom consultar o site do governo canadense pois as regras estão sempre mudando. Boa sorte!

    9. vale sorte disse:

      Olá tudo bem ? Espero que sim, estou acompanhando este site á um tempo e estou adorando os conteúdos que encontro aqui.
      Parabéns!Vale Sorte

    10. Daniela disse:

      Gaby parabéns pelo blog! Já estou a quase 2 anos no Canadá e continuo lendo seus posts! Ótimas informações sobre o EE… mas parece que agora o prazo depois de receber o IA aumentou pra 90 dias… e aqueles 600 pontos com o Lmia tb mudou… as mudanças foram anunciadas ontem. No geral, ainda não sei avaliar se melhorou ou dificultou. Um abraço

    11. Laila Lopes Lucas de Amorim disse:

      Oi Gaby! Tudo bem? Tenho acompanhado seu blog e adoro! Parabéns!
      Uma oficial de imigração fez uma palestra em SP dia 08/11 e nos slides, dava a entender que o TOEFL também era aceito. Porém, ao mandar e-mail para a imigração, me falaram só do IELTS (mas não disseram “o TOEFL não pode”). Você sabe algo sobre isso?

    Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *