Um herói canadense chamado Terry Fox e o “Miracle Mile” em Toronto

licaflorpic-45

Se você está em Toronto por estes dias deve ter visto vários cartazes como este acima espalhados na cidade. Os cartazes anunciam a Terry Fox Run ou Corrida do Terry Fox que acontecerá em Toronto e em outras cidades do Canadá neste domingo, dia 18 de setembro. Conversando com uma amiga chegamos ao assunto, resolvi parar e ler a história do “famoso” Terry Fox e me emocionei: Terry Fox era um jovem comum que se tornou um herói canadense quando embarcou em uma corrida pelo Canadá para arrecadar dinheiro para a pesquisa do câncer. A história dele envolve superação, amor, doação e solidariedade e é sobre ela que irei escrever hoje aqui no blog.

Terrance Stanley Fox nasceu em 1958 em Winnipeg (na província de Manitoba), porém ainda pequeno sua família mudou para Port Coquitlam, uma cidade a 30 minutos de Vancouver, na província de British Columbia. Desde pequeno Terry gostava de esportes e sua paixão era basketball. Ele não era muito bom jogador e era reserva do time do colégio durante um bom tempo. Treinou tanto e foi tão determinado que passou de jogar apenas 1 minuto durante a season da Grade 8 até o melhor jogador da escola na Grade 12. Ainda na escola seu professor de educação física o incentivou a começou a praticar corrida cross-country (que é um esporte de equipe em que os atletas competem em terrenos abertos e acidentados).

Quando tinha 19 anos (em 1977) ele começou a sentir fortes dores em um joelho que muitas vezes o impediam de ficar de pé. Ele foi para o hospital onde foi diagnosticado com osteosarcoma, um tipo de câncer ósseo.
Terry foi informado que teria que amputar sua perna, fazer quimioterapia e que recentes avanços médicos lhe davam 50% de sobrevida. Ele foi também informado que 2 anos antes este valor teria sido de apenas 15% e esta melhora na taxa de sobrevida o impressionou e o fez valorizar muito a pesquisa científica.

Sua perna direita foi amputada aproximadamente 15 cm acima do joelho. Com a ajuda de uma perna artificial Fox caminhou apenas 3 semanas após a amputação. Ele fez 16 meses de quimioterapia e achou a experiência de estar no hospital muito ruim. Ele estava irritado com o pouco dinheiro gasto em pesquisa de câncer no Canadá. Ele então voltou sua raiva e frustração em uma missão: correr em todo o país para aumentar a conscientização e doações na luta contra o câncer.

terry-fox-jpg-size-custom-crop-1086x774

Terry começou a treinar para fazer a travessia do Canadá correndo em segredo. Ele disse à sua família que estava treinando para a Maratona de Vancouver. O início foi difícil e ele passou a maior parte de seu tempo caindo e levantando-do chão. Ele não desistiu e depois de mais de um ano – e mais de 4.800 quilômetros de corrida – ele anunciou seus planos para a sua família. Clique aqui e veja carta que ele escreveu em Outubro de 1979 falando do objetivo da sua maratona. Em 12 de abril de 1980 Terry Fox começou sua Maratona da Esperança saindo de St. John’s, na província de Newfoundland. Seu objetivo era arrecadar 1 dólar por cada um dos 22 milhões de canadenses (portanto, 22 milhões de dólares). Ele corria cerca de 42km por dia, não importava se estava chovendo, frio, ventando forte ou nevando. No dia 1 de setembro ele sentiu dores no peito e problemas respiratórios obrigaram-no a parar de correr. Ele estava um pouco depois de Thunder Bay, na província de Ontário. Após 143 dias e 5.373 quilômetros Therry Fox anunciou que teria que adiar o resto da corrida. Ele foi para um hospital em British Columbia e os médicos descobriram que o câncer havia se espalhado para seus pulmões. Apesar de ter parado de correr as doações continuaram e um total de C$14.17 milhões foram arrecadados.

Enquanto no hospital Terry recebeu cartas de muitos admiradores, uma delas Isadore Sharp, presidente do Four Seasons Hotel que perdeu um filho com melanoma em 1978. Isadore escreveu à terry oferecendo-se para ajudá-lo a continuar o seu sonho através de uma arrecadação de fundos anuais… este evento iria chamar-se Terry Fox Run. Fox concordou, mas insistiu em algumas regras básicas: o evento não poderia ser competitivo (não haveriam vencedores ou prêmios), o objetivo deveria ser sempre arrecadar fundos para a pesquisa da cura do câncer e não poderia haver patrocínios corporativos. A primeira Terry Fox Run arrecadou C$3.5 milhões de dólares.

Terry Fox faleceu em 28 de junho de 1981, um mês antes de completar 23 anos de idade.

Desde então a corrida acontece anualmente em todo o Canadá – e agora em outros países do mundo – e em maio de 2014 foi anunciado que mais de C$650 milhões de dólares já foram arrecadados em nome de Terry Fox. Vale ainda citar que 14 escolas e 15 estradas receberam o nome de Terry Fox no Canadá. A cada ano milhões de pessoas em 25 países participam de eventos associados ao nome de Terry Fox para arrecadar fundos. A corrida deste ano acontece neste domingo e se você clicar aqui consegue ver todos os locais onde o evento acontecerá em diferentes províncias.

Eu fiquei muito tocada com a história de Terry Fox principalmente pela sua determinação em fazer a diferença. É algo que me faz pensar em muito coisa, especialmente no que eu posso fazer para tocar a vida das pessoas – especialmente no meu caso, que trabalho com pesquisa na área da saúde. Enfim, espero que tenham gostado do resumo que fiz sobre a história dele. A foto (antiga) postada e mais informações vocês encontram no site da Terry Fox Run.

Terry Fox Miracle Mile em Toronto

Se você estiver em Toronto, curtiu a histórida do Terry Fox e quiser ver mais sobre ele um dos pontos de parada é o Canoe Landing Park (95 Fort York Blvd, Toronto), um parque localizado perto do Rogers Centre que possui o Terry Fox Miracle Mile, uma parte dedicada ao herói. O parque é lindo (você tem vistas incríveis da CN Tower de lá) e duas voltas ao redor dele equivalem a 1 milha. Para seguir a trilha basta procurar pelas folhas de maple pintadas no chão. Durante a caminhada há vários letreiros com fotos que contam a história de Terry Fox e sua jornada, com fotos dele, de sua prótese, roupas e até das comidas que ele comeu durante a maratona.

licaflorpic-36

licaflorpic-7

licaflorpic-41

licaflorpic-2

licaflorpic-3

licaflorpic-10

licaflorpic-30

Durante os quase 150 dias que fez a maratona da esperança Terry vestiu sempre camisetas brancas com o slogan da sua maratona e short cinzas. Ele não queria usar nenhuma marca pois não queria estar ligado a nenhuma marca. A bermuda cinza faz parte dos letreiros espalhados pelo parque, assim como sua meia furada – que é um de seus maiores símbolos.

licaflorpic-18

licaflorpic

Há outras estruturas simbólicas além dos signs, como esta pedra que foi retirada do local onde Terry Fox teve que encerrar sua maratona (devido ao retorno do câncer, como contei para vocês acima). Simbolicamente a placa fixa na rocha diz para que as pessoas comecem sua caminhada tocando o pé na rocha.

licaflorpic-34

licaflorpic-35

Terry Fox em outras cidades canadenses

Como escrevi no título deste post Terry Fox é um herói nacional e há monumentos e vários parques e atrações turísticas dedicadas a ele. Se você estiver em Vancouver vá até o BC Place – o estádio de Hockey da cidade – e veja a escultura incrível, ou melhor, a sequência de esculturas dedicadas ao Terry Fox na Terry Fox Plaza (808 Beatty Street, Vancouver), inaugurada em 2011. Eu estive lá em 2014, bati várias fotos (como a foto que ilustra este post) mas na época não tinha parado para ler mais a respeito da história por trás do jovem correndo com uma prótese. No Parlamento Canadense em Ottawa também há uma estátua de Terry Fox (bem na entrada do parlamento, do outro lado da rua) e pela rápida pesquisa que fiz no google há também escolas e um centro esportivo com o nome do atleta. Por fim, o monumento mais lindo de Terry Fox certamente é o de Thunder Bay, local onde ele teve que parar sua maratona por causa do novo câncer que apareceu em seus pulmões. O monumento fica em um local com uma bela vista e a estátua está sobre uma estrutura de ametista, a pedra característica da região. Veja mais aqui.

dsc_7657

Meu agradecimento super especial vai para minha amiga e fotógrafa Lilian do Licaflor. A Lilian que é a minha amiga que comentou sobre o Terry Fox comigo e foi ela também que bateu as lindas fotos do Miracle Mile que ilustram este post. Se vocês querem ver mais do trabalho dela não deixem de clicar aqui.

You may also like...

8 Responses

  1. Leandro disse:

    Que história linda!! Parabens pelo excelente trabalho de nos mostrar como o Canadá é especial.
    Tenha certeza que o seu blog ajudará muitas pessoas.
    Quero um dia participar das corridas.

  2. Daniela disse:

    Nossa…Admirável!!! Esse foi um ser iluminado! Incrível como soube transformar sua dor na salvação de muitos.

  3. Linda a história, obrigado por compartilhar.

  4. Fabiana disse:

    Oi Gabi! Nossa! Muito impressionada com a dedicação. Esse merece o título de herói! Obrigada por compartilhar sua pesquisa com a gente. Beijos!

  5. Wellington disse:

    Linda história, espero poder um dia participar em alguma dessas corridas.

  1. 19/01/2017

    […] vale falar que há um monumento ao Terry Fox, que é um herói canadense (contei a história dele aqui no blog). Ele passou em Burlington no dia que nasci – 13 de julho – só que em 1980. […]

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *