Uma decepção: Parc Omega

Em maio recebemos visitas do Brasil e fizemos uma roadtrip até Mt Tremblant passando por Ottawa. No caminho entre Ottawa e Mt Tremblant passamos pelo famoso Parc Omega, que fica localizado a cerca de 1h a nordeste de Ottawa, na cidade de Notre-Dame-de-Bonsecours, perto de Montebello, Quebec [pausa para falar que meu sonho de consumo é hospedar-me no Fairmont Chateau Montebello, um hotel maravilhoso que fica na região].

IMG_0065

IMG_0064

IMG_0089

Parc Omega é um “parque safari”, isto é, você visita o local com seu carro (para passar pelo parque todo dirigindo você demora entre 1h30-2h). Os caminhos são predeterminados e você vai passando pelas atrações usando o mapa que eles te dão na entrada, as muitas placas de sinalização e até duas rádios que são exclusivas do Parc Omega. Há também a opção de conhecer o parque com uma excursão de ônibus com guia. O local é lindo e possui colinas, pequenos lagos, florestas, 3 trilhas, parques infantis, um centro de descoberta com um restaurante e uma bela vista panorâmica, várias mesas de piquenique e os animais (que são a principal atração do local). Os animais são todos de espécies canadenses e a idéia é que você dirija seu carro pela natureza e os encontra soltos, podendo observar como eles vivem e como interagem com a natureza. Como o título do post diz eu fiquei extremamente decepcionada pois não achei que os animais estão “livres” e sim soltos em um espaço delimitado de terra. E eles estão tão acostumados com os carros e os turistas que a interação com a natureza não é verdadeira. Vou tentar me explicar melhor.

Animais como alces, veados, renas e javalis estão soltos e podem sim vagar ao longo de muitos acres de terra do parque. Mas ai entra o fato de que você pode alimentar os animais que chegam perto do seu carro – sacolas de cenoura são vendidas a C$2.50 na lojinha do parque -, e isso faz com que eles acabem comportando-se diferente. Os animais ficam desesperados toda vez que um carro se aproxima e isso não é natural e eu não achei legal. É uma ótima oportunidade para as crianças verem estes animais de perto – eu sei – mas não acho que este seja o melhor exemplo para ensinar para os pequenos sobre respeito à natureza, já que os animais estão presos em um espaço (mesmo que este espaço seja grande).

IMG_0071

IMG_0074

IMG_0086

Todos os outros animais também são considerados soltos, mas em porções pequenas de terra. Bisões estão em um campo pequeno, coiotes presos em uma faixa de terra, lobos caminhando em um morrinho cercado, ursos em um espaço que tem cara de zoológico, e por ai vai. TODOS os animais que estavam “expostos” no parque eu já vi livres na natureza, em parques nacionais no Canadá e nos USA (clique aqui e aqui e veja alguns posts mostrando estes encontros). Depois que visitei o local eu fiquei pensando que todos os animais que estão no Parc Omega poderiam estar também livres na natureza – como os que vi em outras viagens – e mesmo assim apreciados por nós. Mas os coitados devem ter sido capturados e passarão o resto das suas vidas em espaços limitados para que nós possamos vê-los e bater fotos. Muito triste. Vale destacar que eu procurei (muito) na internet para ver se o parque possui algum programa de resgate a animais (o que seria muito legal) mas não achei nada.

Desculpa o desabafo gente, mas eu fico realmente triste quando vejo um lugar assim. Também não quero ser a chata – até porque todo mundo curte o lugar e recomenda para os visitantes que passam na região – mas eu realmente não gostei, quer dizer, achei o lugar lindo mas não gostei do fato que animais que a gente encontra com uma certa facilidade livres na natureza estejam presos. E o pior é que este não é o único parque deste tipo: aqui pertinho de Toronto tem um chamado African Lion Safari que é 10.000 vezes pior, pois os animais são da África e enfrentam o clima de frio do inverno Canadense (pelo menos os animais do Parc Omega estão no seu “habitat natural”). E quer saber mais? Os reviews do African Lion Safari são ótimos, com 4.4 estrelas (o máximo é 5). Lugares como este certamente não serão visitados nem indicados por mim aqui no blog.

Agora eu gostaria de saber a opinião de vocês: o que vocês acham de lugares como este? Vocês já foram? Curtiram? Vocês visitariam mesmo sabendo que os animais não estão propriamente “livres”? Tô curiosa para saber o que vocês pensam a respeito disso.



  • 7 Responses

    1. Silvia disse:

      Gaby, como sempre, concordo com vc qnd fala sobre animais!! Nota 10!! Uma pena que as pessoas nao percebam como é triste ir em locais assim, so pensam nelas e na diversao… zero consciencia. Qnd fui a Tailandia fiz questao de verificar os santuarios de elefantes que eram de animais resgatados e debilitados de maus tratos, ou seja, interacao boa e nao dependente entre humanos e animais. Beijos.

    2. Marcela Sousa disse:

      Oi Gabi!!
      Eu fui no Parc Omega em 2014 e acho que como foi minha primeira experiência “de perto” com os animais daí, achei muito legal. Também não gosto de zoológico mas acho que como é um ambiente diferente de um zoológico tradicional não pensei por esse lado.
      Provavelmente se eu fosse lá hoje em dia, a história seria outra. Porque? Ano passado tive a chance de conhecer as Montanhas Rochosas, Banff e Jasper e definitivamente é completamente diferente e incrível poder ver os animais nos seus habitats naturais, aquela sensação de “eles vivem MESMO ali!!” Foi a melhor experiencia da minha vida, pelos lagos e montanhas também, óbvio, mas principalmente pelos animais.
      Tão doidos ficamos que voltamos de lá já planejando a viagem desse ano, vamos para o Alasca! E tudo que eu mais espero é ter esse contato de novo…
      Foi legal vc ter escrito sobre isso, me fez refletir!

      Beijão!

      • Obrigada pelo comentário Marcela. Também já tive esta experiência na costa oeste Canadense e é por isso mesmo que não gostei do parque.
        Alasca é nosso sonho de viagem. Aproveita muito e espero que você veja muitos animais.
        Beijos

    3. Livi Souza disse:

      Tô contigo Gaby! Eu tenho este mesmo sentimento, por isso nunca visitei o African Lion Safari e outros de tipo. O African Lion Safari tem histórias terríveis sobre mal tratos, especialmente dos elefantes 🙁
      Já fui em zoos e fiz o safari do Animal Kingdom mas no fim o sentimento de tristeza em ver os bichos presos sempre fica.
      Beijos

      • MEU DEUS Livi: dei uma fuçada no google e li algumas reportagens sobre os maus tratos dos animais (neste lugar e no Marinaland). Cruzes! Eu também já fui em zoológicos e, apesar de tudo, gosto do Toronto Zoo pelo programa de rescue que eles tem. Mas mesmo assim não saio de lá mega-hiper feliz sabe? Assim como você.
        Beijos

    4. Miriam disse:

      Olá Gaby! Eu não me importaria se fossem animais resgatados, mas ainda assim não gosto da ideia de que as pessoas podem alimentar eles. É tão triste quanto o zoo onde vc vê aqueles gorilas enormes com cara de paisagem, olhando pro nada =(…
      Aqui em Toronto tem tanto parque lindo pra aproveitar a natureza, tanto lugar pra fazer hiking e ver bicho selvagem… Claro que os que voce encontra correm e se escondem (ou te atacam haha), mas pelo menos isso
      é a natureza deles, não é?

    Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *