Meu primeiro Natal como mãe

natal_mae

No Natal passado eu e o Ju estávamos em San Diego (post 1 e 2) passando o Natal – somente nós e Jojoe – e estávamos muito felizes mas com a sensação de que algo estava faltando. Tínhamos feito a primeira parte do nosso tratamento in vitro para engravidarmos e estávamos apreensivos para que a próxima etapa – a colocação do embrião – desse certo. Lembro que não trocamos presentes materiais – na verdade a viagem foi nosso presente – e eu só pensava e pedia a Deus um filho como meu maior presente. Não queria nada mais.

Que diferença um ano faz…o Natal deste ano foi – obviamente – muito diferente. Foi família, ao lado dos meus pais e irmã; foi especial, em Toronto na nossa casa; e, foi sereno, finalmente segurando nosso filho no colo.

A sensação de que Deus nos deu nosso tão sonhado presente foi algo maravilhoso, fez da minha noite (e tenho certeza que da noite do meu marido) muito completa e especial. No Natal passado eu pedia para ser mãe, mas hoje meus pedidos são bem mais elaborados: além de saúde para meu bebe eu peço para poder ser uma ótima mãe, para que tenha a capacidade e serenidade de educar uma criança com muito amor e respeito, e para que eu tenha saúde para acompanhar o Thomas na sua vida.

Sou muito grata de poder passar este primeiro Natal do Thomas em casa – pois a rotina de um bebê de 2 meses fora dela ainda é complicado – mas mesmo assim estar rodeada da família e amigos, incluindo meus pais que estão aqui me apoiando neste momento especial de me tornar mãe e minha irmã (nem acredito que a minha irmã, meu cunhado e meu afilhado conseguiram estar aqui e participar deste momento tão especial conosco – obrigada mana). Além deles fiquei extremamente feliz em poder compartilhar este momento com parte da nosso família Canadense (amigos mais que especiais).

Sim, minha ceia foi interrompida no meio por um bebê faminto e metade da noite eu fiquei sentada no quarto amamentando e ninando meu pequeno… porém, foi uma noite maravilhosa e eu não vejo a hora de celebrar outros natais como mãe, de montar a árvore com a ajuda do Thomas, de colocar cookies e leite para o Papai Noel, enviar cartinhas para o bom velhinho com desenhos feitos pelo meu pequeno, ouvir desejos e pedidos, e ver a alegria estampado no rostinho do Thomas ao ver o seu pacote embaixo da árvore. Este Natal foi um preview do que está por vir, e eu não vejo a hora de viver tudo isso ao lado do meu filho. Que venham outros natais!



  • 5 Responses

    1. Eliana Rigol disse:

      Oi Gabi, descobri o teu blog pelo Vida na gringa, mas teu rosto não me é estranho. Será que não nos conhecemos? Tenho um blog também e agora publiquei um livro no Brasil chamado ‘Moscas no Labirinto’ e vou lançar aqui final de janeiro…fala muito sobre maternidade. Tive a Luna há três anos aqui tb! Queria muito te encontrar e conhecer teu bebê…vamos marcar u café? Aproveitando tua mat leave 😉 Topas? Moro em Summerhill na linha do metro. Beijos! Eliana Rigol

      • Olá Eliana. Super obrigada pelo recado. Adorei seu blog também! Vamos combinar sim, mas prefiro esperar o tempo ficar mais quente e eu me adaptar à rotina do Thomas (ou melhor, ele entrar na rotina pois não a tem). Que tal mantermos contato via facebook (me adiciona) e aí marcarmos o café lá por abril? Beijos

    2. Que lindo, Gaby! Tenho certeza de que foi o Natal mais especial e único da vida de vocês. Que momento incrível! 🙂
      Que 2016 venha com tuuuudo! Vcs merece <3
      Beijos, Lê

    3. JUCIARA disse:

      QUE LINDA MENSAGEM GABY! QUE BOM SABER QUE SEU MAIOR SONHO FOI REALIZADO POR DEUS.. SEM SOMBRA DE DÚVIDAS, TER UM FILHO NOS BRAÇOS NUMA NOITE TÃO ESPECIAL COMO A DE NATAL NOS DÁ UMA ALEGRIA SEM IGUAL.. QUE DEUS TE ABENÇOE NESSA DIFÍCIL, MAS TÃO MARAVILHOSA TAREFA DE SER MÃE.
      FELIZ NATAL E UM 2016 AINDA MAIS MARAVILHOSO!

    Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *