Mãe em Toronto: Assistência para a Amamentação

IMG_3508

Eu sempre sonhei em ser mãe – como vocês sabem – e dentro deste sonho eu amamentava meu bebê exclusivamente com leite materno. Mas ai o Thomas chegou enorme (60cm, 4.49kg) e depois de tentar tê-lo através de parto normal por muitas horas eu tive que fazer uma cesárea de emergência, com algumas complicações durante a cirurgia (demorou bem mais do que deveria) e a primeira mamada do meu filho foi com uma mamadeira dada pela vovó (nem foi dada por mim, que estava me recuperando e não conseguia me mexer). Foi nas poucas horas de vida do meu filho que caiu a ficha de que ser mãe traria muitos desafios e um dos primeiros acabou sendo a amamentação. As primeiras semanas de vida do meu bebê foram desafiadoras e eu chorei muito quando pensava nisso, me culpei e achei que não conseguiria amamentar. Meu leite demorou a descer – acho que veio por volta do 10o. dia de vida do Thomas – e por este motivo e o fato dele ser um bebezão e exigir muito leite – eu sempre tive que complementar a alimentação dele com fórmula. Eu nunca desisti de amamentá-lo no peito e fizemos várias tentativas com bombas de leite, sondas no peito e seringas. Nada de mamadeira (a não ser a primeira mamada já citada). Sempre tive um apoio enorme das enfermeiras do hospital e também vários programas oferecidos pela prefeitura de Toronto que me ajudaram (e continuam me ajudando) a amamentar o Thomas. Hoje, apesar de ainda ter que complementar com fórmula em algumas vezes, eu amamento ele com leite materno em todas as mamadas e me sinto muito feliz por isso. Como eu sei que esta luta para amamentar seu filho não é só minha (e é mais comum do que eu imaginava), eu resolvi escrever um post com alguns dos recursos que Toronto possui para ajudar as mamães a amamentarem seus filhos.

DSC_8504

Apoio ainda no hospital

No hospital todas as enfermeiras que te atendem priorizam a amamentação com leite materno e cada vez que elas vem no quarto saber como o bebê e a mãe estão elas dão dicas e ajudam as mamães em relação à amamentação. Ainda, a maioria dos hospitais tem sessões para ajudar as mães a amamentar seus filhos – no hospital que tive o Thomas as sessões eram diárias, as 10am. Ainda no hospital você pode pedir para uma conselheira de amamentação vir no seu quarto. E, tem mais: os hospitais disponibilizam bombas de leite super potentes para as mães gratuitamente – você só precisa comprar o kit com os tubos e a garrafa (que são de uso pessoal). O kit custou $20. Ah, e se você quiser continuar usando a bomba em casa e não comprar (porque uma custa em torno de $300) você tem a opção de alugar também.

Breastfeeding Clinics

A prefeitura de Toronto oferece “Clínicas de Amamentação” aonde as famílias podem receber aconselhamento sobre amamentação antes ou depois que o bebê nascer. O aconselhamento é individual e na maioria dos locais você não precisa marcar hora. Clique aqui e veja todas as clínicas e horários disponíveis. Assim que chegamos em casa recebemos uma ligação de uma enfermeira do Toronto Public Health e ela nos indicou as clínicas mais próximas de casa. Chegamos no local e fomos atendidos de primeira, mesmo com outras famílias já sendo atendidas. Basicamente você chega e preenche um formulário com informações importantes/relevantes como peso ao nascer e número de fraldas trocadas. Ai você pesa seu bebê e vai para uma sala com uma enfermeira amamentar seu bebê. Ela conversa (muito) com você, observa a maneira que você amamenta e dá dicas para você melhorar. Depois da mamada seu filho é pesado novamente e é medido quanto de leite o bebê mamou. Nós fomos na Breastfeeding Clinic 4 vezes, e todas as vezes fomos super bem atendidos e aprendemos muito.

Telehealth Ontario

Muitas vezes a dúvida surge em casa, e às vezes em algum horário que não seja tão conveniente. E para isso a prefeitura disponibiliza um telefone gratuito para que as mamães possam entrar em contato com enfermeiras experientes 24h por dia, 7 dias da semana. Melhor ainda, se você não fala muito bem inglês pode falar com profissionais que falam outras línguas, incluindo português. O número do Telehealth Ontario é 1-866-797-0000.

The Newman Breastfeeding Clinic

A clínica do Dr Newman é super tradicional e referência em amamentação aqui em Toronto – lembro que quando estava grávida várias amigas Canadenses comentaram que já tinham ido lá ou me indicaram. Como eu fiquei meio “desesperada” para amamentar o Thomas eu acabei também indo lá também e ADOREI. Em primeiro lugar é importante saber que o local é privado, isto é, você tem que pagar pelas consultas, que não custam barato ($74) mas são longas (2-3h cada) e você aprende muito com profissionais especializados nisso (i.e. que estudaram e fizeram mestrado/doutorado nesta área). Vale falar que você precisa ter um documento do seu médico te encaminhando para lá. As consultas são longas e detalhadas e você é visto por um profissional expert em aleitamento e um médico. Clique aqui e veja mais informações sobre este local.

IMG_3779

Healthy Babies Healthy Children

Por fim, quando você é liberado no hospital a enfermeira te pergunta se você quer ser visitado por uma enfermeira como parte do programa provincial Healthy Babies Healthy Children. Obviamente eu aceitei toda a ajuda e 3 semanas depois que o Thomas nasceu eu recebi a visita de uma enfermeira aqui em casa. Ela observou a maneira que eu estava amamentando, me deu várias dicas e me ofereceu vários programas para mães.

Em resumo, depois de ser mãe eu descobri que amamentar é muito mais do que ter leite e o bebê saber sugar. Amamentar envolve muito amor, dedicação, paciência e uma rede de apoio enorme (dentro e fora de casa). E foi pensando nisso que eu resolvi escrever este post e espero que guie outras mães em Toronto a procurar apoio. E como é gratificante ver meu bebê “satisfeito” depois de mamar – como na foto colocada neste post (tem até bigode de leite para comprovar)

You may also like...

10 Responses

  1. Arnoni disse:

    No canadá é considerado inapropriado a mãe amamentar no peito em locais públicos ?

  2. Fernanda disse:

    Olá Gabi!
    Parabéns pelo baby, que lindo nessa foto com bigodinho de leite!
    Realmente amamentar não é fácil, mas acredito que a pior parte já passou e agora vai ficando cada vez mais gostoso! Sentir a respiração deles, ver o prazer que sentem em mamar! É muito incrível vê-los crescendo alimentados pelo nosso leite! O meu baby está com 7 meses agora, introduzi a alimentação mas continuo dando peito!
    Aproveitando, voce poderia falar um pouco sobre vacinação, ou me passar link de onde encontro mais informações sobre rede pública e privada? Obrigada!
    Bjs

  3. Por essas e outras que amo o Canadá!!!!
    Gaby, se prepara aí que vamos ser vizinhas de novo 😉
    bjos

  4. Tatiana de Bem disse:

    Gabi!

    Orgulhosa pelo teu empenho! Como existem opções por aí! Por aqui passei um super perrengue e para mim foi a pior parte da maternidade, até eu realmente conseguir fazer o Davi ganhar peso! Amamentei exclusivo 6 meses e aqui em Floripa recebi uma dica quente! O nome do anjo é Orcélia, uma enfermeira especializada em amamentação que trabalha no HU e atende em casa! Ela passou uma tarde comigo quando o Davi estava com 5 dias e me deu um help sem noção! Vou deixar o telefone por aqui caso alguém precise: 48-9928-3628. Parabéns pela dedicação Gabi! O Thomas é um príncipe!

    • Oi Tati! Obrigada pelo recado. Eu também achei o pos-parto a parte mais difícil da maternidade. Agora que já esta tudo bem (i.e. Thomas esta mamando e já criando uma certa rotina) eu nem me importo de dormir pouco (porque ele mama de 2 em 2h). Que bom que você achou alguém aí em Floripa Tati… Obrigada pelo contato. Beijos

  5. Rafael Simon disse:

    País de primeiro mundo é outra coisa, aqui no Brasil, ao menos no ES onde resido o máximo que eles fazem é aconselhar os pais a comprarem NAN para as crianças e cada lata custa 50,00. Boa sorte e parabéns pelo filho lindo que tem. A assistência médica aí é incrivel.

    • Poise Rafael, já ouvi falar disso. Na minha opinião para amamentar a mãe precisa de aipo e é uma pena que muitas mães aí no Brasil não i tenham. Obrigada pelo comentário

  1. 26/09/2016

    […] Sempre tive o sonho de amamentar meu filho e fui atrás de ajuda profissional (até escrevi um post aqui no blog sobre tudo que fiz e todos os profissionais que visitei aqui em Toronto para buscar […]

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *