Canadá: o país perfeito?

Com a crise no Brasil e a bagunça no governo eu venho recebendo muitas mensagens de pessoas querendo sair do Brasil o mais rápido possível e morar por aqui – pela fama de país perfeito que o Canadá tem pelo mundo. Realmente, morar no Canadá é muito bom, mas não é um país perfeito. Pensando nisso eu resolvi escrever um post falando de algumas das coisas boas e algumas das coisas ruins que o Canadá possui. Espero que esta lista seja útil para retirar o mito do “Canadá: país perfeito” e também reiterar o fato de que a sua vida é você que faz, em qualquer lugar do mundo.

Qualidade de Vida

A principal característica (ou seria propaganda) que chama atenção de várias pessoas e leva estas a quererem morar no Canadá é a qualidade de vida. Isso porque as cidades Canadenses são consideradas as melhores cidades para se viver no mundo. Por exemplo, o 2015 Quality of Living rankings divulgado pela Mercer colocou Vancouver no quinto lugar, e Toronto, Ottawa, Montreal e Calgary também foram mencionadas no top 35 das melhores cidades do mundo. Em outra pesquisa lançada no início de 2015 pela The Economist – citada aqui – Toronto e Montreal foram classificados os melhores lugares para se viver no mundo, graças ao custo de vida, segurança alimentar, ambiente de negócios e outros fatores.

Quality_Life

Na prática eu e minha família temos sim uma melhor qualidade de vida aqui no Canadá comparando-se com o Brasil (e olha que morávamos em Florianópolis, uma das cidades com melhor qualidade de vida no Brasil). Qualidade de vida é definida como uma maneira de medir as condições de vida de um ser humano ou o conjunto de condições que contribuem para o bem físico e espiritual dos indivíduos em sociedade. Qualidade de vida envolve diversos fatores – espiritual, físico, psicológico, emocional -, além de relacionamentos sociais, como família e amigos e também a saúde, educação, poder de compra, habitação, saneamento básico e outras circunstâncias da vida. Não deve ser confundida com padrão de vida, uma medida que quantifica a qualidade e quantidade de bens e serviços disponíveis. No Canadá temos mais acesso a espaços públicos (ou estes são mais cuidados e limpos), como parques, bibliotecas, eventos gratuitos, museus. Aqui também é mais fácil de morar bem, educar seus filhos, trabalhar e viver (e não viver para trabalhar)… cultura, saúde, educação, lazer são para todos, e não para uma classe mais privilegiada como infelizmente acontece no Brasil e em vários lugares do mundo.

Saúde

Quando pensamos em universalidade – serviços acessíveis a toda a comunidade – realmente a saúde do Canadá pode ser considerada muito melhor do que a do Brasil. Aqui todos os Canadenses e Residentes Permanentes tem direito à serviços de saúde gratuitos. Mas quando comparado à saúde privada no Brasil eu – por experiência própria – acho que o Canadá possui alguns problemas. Por exemplo, é muito difícil ter acesso a especialistas, exames mais específicos somente são prescritos em último caso, e check-ups para pessoas saudáveis são realizados poucas vezes. Podemos também analisar a saúde olhando os indicadores de saúde – como taxas de mortalidade, expectativa de vida, fatores de risco para doenças cardiovasculares, sobrepeso, etc. Neste caso o Canadá possui ótimos valores quando comparados com os do Brasil. Aqui, não entrarei em detalhes mais específicos, pois há vários fatores envolvidos.

Segurança e Criminalidade

Se levarmos em consideração esta categoria realmente o Canadá é um país melhor do que o Brasil. Mas não pense que tudo aqui é perfeito (especialmente em Toronto, que é uma cidade grande): por aqui há sim assaltos, homicídios e crimes, obviamente com números muito menores que o Brasil. Por exemplo, no Canadá foram reportados 384.000 incidentes violentos em 2013 e a taxa de homicídio foi de 1.44 por 100.000 habitantes em 2013. Os valores do Brasil são patéticos (acho que esta é a palavra certa): só em SP a taxa de homicídios foi de 31 por 100.000 habitantes em 2002 (não achei dados mais atuais). Para ver alguns destes dados clique aqui, aqui, aqui e aqui.

Crime

Na prática conseguimos sim andar nas ruas sem nos preocuparmos em sermos assaltados, não ficamos neuróticos em fecharmos a casa ou termos grades nas janelas, podemos sim deixar pertences expostos no carro quando estacionamos nas ruas, dá para passear tranquilamente nas ruas à noite, etc… mas, é claro, não dá para bobear e eu confesso que sempre fico de olho pois – novamente – Toronto é uma cidade grande e há sim crimes por aqui.

Educação

O Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) é altamente respeitado em todo o mundo, e seus rankings e relatórios permitem que os políticos e formadores de opinião avaliem e comparem diferentes sistemas de ensino do mundo. Essa avaliação é aplicada a cada três anos com estudantes de 15 anos – perto de concluírem o ciclo básico de ensino – para analisar até que ponto os alunos aprenderam conceitos e habilidades consideradas “essenciais para a completa participação em sociedades modernas”. Entre estes conceitos estão matemática, leitura e ciências. O Canadá ficou em 7o. lugar geral e o Brasil em 38o. Vale lembrar que o ensino Canadense é gratuito.

Quando pensamos em Ensino Superior, as Universidades Canadenses também possuem ótimos rankings comparadas às Universidades Brasileiras. Em relatório publicado no final de setembro de 2015 pela revista Times Higher Education a UofT foi considerada a 19o. a melhor universidade do mundo e a melhor Universidade do Brasil (USP) ficou abaixo de 300o.

Meio ambiente

Quem vê os belos parques nacionais do Canadá não pensa que há sim regiões aonde a natureza é super explorada e aonde esta exploração tem gerado um grande impacto ambiental. O norte da província de Alberta é uma região de exploração petrolífera. O petróleo por lá é produzido através de tar sands, um solo que possui várias substâncias que irão gerar o petróleo. Este é um dos métodos mais caros de produção de petróleo, aonde é preciso escavar cerca de duas toneladas de areia e usar cerca de três barris de água limpa dos rios para produzir um barril de petróleo, sem contar a energia gasta neste processo. O Canadá exporta bilhões de barris de petróleo para os USA; portanto, muita água limpa e energia utilizada e suja neste processo (foto abaixo: greenpeace.org).

petroleo

Além disso, o Canadá não tem feito muitos esforços para combater o aquecimento global. Por exemplo, o Canadá abandonou o Protocolo de Quioto em 2011 e seu primeiro-ministro, o conservador Stephen Harper acredita que a luta contra o aquecimento global não deveria ser travada em detrimento da economia.

Empregos

O Canadá recebe muitos imigrantes e há sim muita competitividade quando o assunto é empregos. Não pense que é fácil conseguir empregos por aqui, ainda mais concorrendo com Canadenses. Apenas 11% dos empregadores Canadenses tem planos de contratar no último semestre de 2015 e áreas como educação estão com poucas vagas. Se você olhar os dados apresentados aqui verá mais dados. No geral, o número de empregos no Canadá cresceu 0.8% em relação ao ano passado, não cobrindo o crescimento da população. A taxa de desemprego no Canadá é 7% (e varia de acordo com as cidades) e no Brasil a taxa é semelhante (7.6%).

4Q15-MEOS-Infographic-CA

Balanço Geral

O Canadá não é perfeito, mas é um ótimo lugar para viver e criar uma família. Quando o assunto é cultura e saudade o Brasil ganha disparado, pois é lá que nossa família – e o nosso coração – estão e é lá que nos sentimos em casa e aonde aprendemos nossos hábitos. Acho que não dá para dizer que o Canadá é perfeito, ao mesmo tempo que não podemos achar que o Brasil seja também perfeito. O jeito é colocar os prós e contras e decidir qual é o país perfeito para você e sua família… pode ser o Canadá, o Brasil ou qualquer outro lugar.



  • 18 Responses

    1. Mauricio disse:

      Bom dia, Gaby, meu filho tem 26 anos, está se formando em engenharia da produção, já ficou um amo no Texas, pelo Ciências sem fronteiras.
      Ele mora com uma garota que se formou em medicina.
      O que você acha dos dois irem para o Canadá?

    2. hamilton disse:

      Há um erro no número de homicídios que você colocou sobre o Canadá. 384.000 !! Tá errado, nem Brasil tem isto rsrsrs

    3. Kleber disse:

      My two cents:

      1. Comparando Montréal e Toronto, é em Montréal que se trabalha para viver. Em Toronto é o contrário.
      2. O sistema de saúde aqui não é gratuito: é pago com impostos. Não se pode compará-lo aos planos de saúde brasileiros: são privilégio de poucos enquanto aqui todos utilizam o mesmo sistema.
      3. Deixar pertences expostos num carro estacionado ? Diga isso a um Canadense de Toronto e ele vai te aconselhar a guardá-los no porta-malas. Um brasileiro fez isso aqui para na volta encontrar os vidros estilhaçados. Muitas casas aqui são assaltadas porque os donos se esqueceram de trancar portas e janelas antes de saírem de casa. A polícia vive aconselhando para os donos não deixarem de trancá-las.
      4. O sistema de ensino aqui também não é gratuito: o seu custo é rateado com toda a população através dos impostos.
      5. A concorrência no mercado de TI é sua aguçada devido aos indianos, cuja presença é enorme.

    4. De'santos disse:

      Se eu podesse ja estaria ai…gosto muito di brasil..moro na baixada no rio de janeiro tenho 3 filhos 1 de 19/,11/,09..e ta cada vez mais complicado criar nos filhos …sem educação. .sem ..Saúde basica…to encantada com canada😗

    5. Lucilene maria disse:

      Olá Gabi eu sou brasileira eu e o meu esposo somos policiais aposentados Eu tenho um casal de filhos de 12 e 18 anos e gostaria muito de ir para fora do Brasil pois a situação aqui está precária gostaria que você porfavor me passasse os valores dos aluguéis aí obrigada pela atenção um abraço Lucilene

    6. Brunno Leto disse:

      Gaby, já havia lido ano passado e reli novamente hoje. Acredito que não exista lugar perfeito nesse mundo, mas uns melhores que outros a depender do que cada pessoa busca como objetivo de vida. Agora não tem nem como comparar o Brasil com o Canadá, parece até piada, sei que você já está aí a muitos anos e não sei se tem acompanhado os acontecimentos por aqui, mas ontem mesmo foi uma tragédia nacional as discussões e disputas em Brasília que só fazem a população sofrer. Acompanhando seu raciocínio quando falamos em Qualidade de Vida, nossa situação é degradante, sou nordestino e atualmente moro no centro-oeste e o acesso a serviços básicos como saneamento e infraestrutura nas ruas é muito restrito nessas regiões e muitas vezes independe de sua classe social, porque o serviço simplesmente não existe, Saúde está cada vez mais ligado a condição financeira, se você tem dinheiro, tem acesso a saúde, se não tem aí só Jesus na causa, plano de saúde já não é um diferencial, onde muitas vezes para marcar um exame você tem que aguardar dias ou semanas, a saúde pública já não existe mais, Cuiabá, por exemplo, cidade em que vivo, os médicos do município estão de greve a mais de 60 dias, Segurança e Criminalidade então é piada, em 2014 morreram por violência (armas de fogo, lesão corporal, etc) mais de 58 mil pessoas no Brasil, uma média de 29 homicídios a cada 100.000 habitantes, tem estados do nordeste que essa média fica superior a 50 homicídios, a Educação pública está degradada e a particular cada vez mais cara e com menos qualidade, uma mensalidade de uma escola infantil de qualidade está em aproximadamente CAD 1.000,00 por mês, no quesito Meio Ambiente também não somos referência, é muito difícil conter o desmatamento das florestas e o país não tem recursos pra isso, além da degradação que ocorre nos rios e na orla, exemplos de desmandos estão sempre a tona, como o caso “Mariana” que está em todos os jornais e trata-se de uma empresa no qual o próprio governo é um dos principais acionistas e por último nossa taxa desemprego está acima de 10%, com 11 Milhões e desempregados (1/3 população canadense) e tende a piorar, pois não temos perspectivas de melhora na economia no curto prazo. Bom quis apenas desenhar nosso cenário, principalmente para informar aqueles que estão fora e não tem visto muito as notícias daqui. Parabéns pelo blog e continue nos mandando notícias do Canadá, um abraço para sua família.

    7. David de Oliveira disse:

      Um estrangeiro sempre será um estranho em qualquer lugar do mundo. Não há “lugar perfeito” em que exista o ser humano.. Há, sim, o desejo utópico de se refugiar para outros lugares que não seja aquele em que fomos colocados no mundo. Infelizmente a maioria das pessoas pensa em se refugiar para um lugar pseudo melhor que e o seu, ao invés de ficar e reconstruí-lo conforme o seu desejo.
      Ninguém se contenta que o que tem; é por isso que o Brasil é formado por todas as nacionalidades do mundo.

    8. Letícia Adami disse:

      Oi Gaby… .Adorei seu blog. Estas dicas são fundamentais para quem quer passear, estudar ou mesmo morar no Canadá. Lendo o seu blog, achei vc muito inteligente,muito dedicada naquilo que faz. Minhas filhas e eu, pensamos em estudar no Canadá por um tempo de 8 semanas. bjus À propósito, somos de Brusque SC.

      • Obrigada pela mensagem. Já fui muitas vezes à Brusque fazer compras com meus país quando era menor. Adorava!

        • Letícia Adami disse:

          Que legal!!! Temos algo em comum… Brusque é mesmo o polo do atacadista, as roupas tem mesmo um preço bom. E nossa capital, sua cidade natal, é mesmo a Ilha da Magia… em todos os sentidos. Tens vindo a Florianópolis depois que estás morando no Canadá?? Bjus.

    9. Leandro Quibem Magnabosco disse:

      Há controvérsias sobre a taxa de desemprego no Brasil, né Gabi.
      Infelizmente, nosso governo mente pra nós …

      http://robsoncorrea.jusbrasil.com.br/artigos/213906090/a-metodologia-do-ibge-corresponde-a-real-taxa-de-desemprego-no-brasil

      http://www.istoe.com.br/colunas-e-blogs/coluna/367223_DESEMPREGO+E+MANIPULACOES

      http://www.institutoliberal.org.br/blog/taxa-de-desemprego-brasil-e-bem-maior-que-divulgada/

      Eu li em algum lugar (carece fonte pois não me recordo onde li) que o Brasil estaria com algo em torno de 26% de desemprego, níveis parecidos com a falida Grécia… :/

    10. Miriam disse:

      Olá Gaby, depois que descobri seu blog sempre leio e procuro dicas do que fazer no final de semana por aqui! Obrigada por compartilhar sua experiência e enriquecer a nossa! 😉

      Eu concordo com seus pontos e acredito que eles são muito bem explicados. Mas o desemprego do Brasil é calculado de uma maneira diferente, que desconsidera do cálculo inclusive quem está desempregado mas “não tomou ação efetiva para procurar emprego” e considera empregado quem trabalhou pelo menos uma hora por semana (inclusive vendendo bala no sinaleiro).

      Há quem diz que o Brasil estaria em 20% se fosse o método de cálculo de outros países, sem manobras.

      Enfim, de qqer jeito concordo que encontrar emprego por aqui não é fácil e para trabalhar na área, normalmente o primeiro emprego é um passo para trás na carreira e remuneração. Vale a pena? Bom, daí depende de cada um né? 😁
      Beijos, aproveite o feriado! Felicidades para a família o mais novo baby!

    1. 11/11/2016

      […] É importante pensar nos motivos que fizeram você querer morar no Canadá e colocar na balança para ver se este motivo é válido ou não. Pergunte-se “por que você quer ir?” e “por que você não quer ir?” e compare suas respostas. Fazer um curso no exterior e melhorar seu CV, melhorar a qualidade de vida, ter novas experiências e conhecer novas culturas, aprender uma nova língua, ter mais segurança… tudo são motivos válidos. Cuidado com motivos do tipo “no Brasil está complicado viver” ou “não aguento mais o Brasil”, pois nenhum lugar é perfeito e o Canadá também tem vários problemas e não é perfeito. […]

    2. 17/03/2017

      […] você imigrar. E como imigrante eu posso dizer que é sim muito bom morar aqui – apesar de não ser perfeito. Porém, ao contrário do que muita gente pensa, o Canadá não é o país mais amigável para […]

    Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *