#GabyPergunta: Tchê Canadá, Uai!

Hoje no #GabyPergunta eu vou apresentar para vocês a Jaque do blog Tchê Canadá, Uai!. A Jaque não é “nova” aqui no blog, pois ela foi a idealizadora e participa todo mês do projeto 6 on 6 Canada. A Jaque é educadora e ela, seu marido e seu gato moram em Regina, Saskatchewan. Confesso pra vocês que quando tive a idéia do #GabyPergunta eu pensei na Jaque e queria muito que ela topasse responder, pois não é todo dia que conhecemos alguém morando em Regina. Ainda mais quando esta pessoa possui um blog e gosta de escrever. Obrigada Jaque por topar participar e adorei suas respostas e, principalmente, suas fotos.

TcheCanadaUai_ABOUT

Cidade que mora:

Regina, Saskatchewan.

Há quanto tempo mora no Canadá?

2 anos e meio, mas sinto que já morei aqui antes, porque me identifico demais com o jeito Canadense de ser!

Jaque

Por que veio para o Canadá?

Porque nada é por acaso! Minha vinda ao Canadá não foi planejada por mim, mas certamente foi por Deus. Eu sempre quis morar em Londres, na Inglaterra, onde fiz um rápido intercâmbio em 2000, mas nunca cogitei morar no Canadá. Vim para o Canadá pela primeira vez em janeiro de 2012, com uma equipe de diretores e coordenadores de escolas particulares, para conhecer a proposta pedagógica de uma escola de Hamilton, ON: o Columbia International College. O objetivo era aprender muito para, depois, aplicar o que fosse possível na escola onde eu trabalhava como Supervisora de Ensino, no Brasil. Eu acredito que a educação é o meio pelo qual podemos mudar um país (ou, pelo menos, o curso da vida de uma criança) e eu sempre quis fazer a minha parte como Educadora, pelo menos para as pessoas sob minha coordenação (professores, pais e alunos). Minha estadia de duas semanas no Columbia International College despertou o interesse em conhecer mais sobre o processo de formação de professores de Ontário. A proximidade com a supervisora pedagógica da escola abriu portas para que eu pudesse trabalhar lá com ela, aprimorar meu inglês e, em seguida, estudar na Brock University – onde aprenderia sobre o processo de formação de professores. Na época, fiquei lisonjeada com o convite, mas eu não tinha planos de largar o emprego que eu tinha no Brasil para me aventurar por alguns meses no Canadá. Até que o emprego largou de mim (risos) e TUDO mudou em poucos meses.

As negociações (estudo, trabalho e moradia) com a coordenadora da escola de Hamilton não foram adiante, mas eu resolvi interpretar os sinais recebidos e montar o quebra-cabeças que eu tinha em mãos. Eu tinha duas opções na época: (1) procurar outra escola para trabalhar e seguir minha vida no Brasil, ou (2) investir no antigo sonho de fazer um Mestrado em Educação e ampliar minha contribuição como Educadora – só que, desta vez, estudando num dos melhores países do mundo em educação: o Canadá. Com o apoio da minha família, Marido, eu e nosso gato viemos para o Canadá em agosto de 2012. O resto é história!

Sculpture

O que faz aqui?

Faço meu tão sonhado Mestrado em Educação.

Atração turística da cidade que mais gosta e por que?

O Royal Saskatchewan Museum, porque pode-se conhecer a fauna e a flora da província de Saskatchewan como se realmente estivéssemos no habitat de cada planta ou animal. Este é o museu de história natural mais lindo que já visitei até hoje!

Atração turística da cidade que menos gosta e por que?

Não saberia dizer, mas talvez o Cassino Regina simplesmente porque, apesar de famoso, não é o estilo de lugar que eu gostaria de frequentar.

Melhor restaurante/comida na cidade que você mora:

Geralmente não comemos fora de casa e, por isso, não conhecemos muitos restaurantes da cidade. Devido à minha descendência italiana, indico o Fortuna Ristorante Italiano e, como adoro comidas picantes, outra dica é o Chili’s (que tem vários restaurantes espalhados pelo Canadá). Já comemos pratos super deliciosos também no Applebee’s – uma rede Americana.

Melhor balada ou lugar legal para sair a noite:

Eu ia dizer que não estou mais na idade de baladas, mas nunca passei por esta fase. Então, preciso pular esta pergunta!

Aquela dica que só quem mora na sua cidade pode dar:

Não deixe de passar (diversas vezes) na sorveteria Milky Way – aberta de março a outubro. O nosso sorvete preferido é o soft twist (morango com creme para mim e chocolate com creme para o Marido).

O que sua cidade possui que nenhuma outra cidade do mundo possui?

350 mil árvores plantadas manualmente e um céu aquarelável que nos surpreende a cada dia com novos traços e cores (duas vezes por dia, praticamente todos os dias).

Regina2

E o inverno na sua cidade, como é?

O inverno é rigoroso e não é para qualquer pessoa. Em outras palavras: bastante neve, frio e vento, mas sem umidade – o que faz com que seja menos sofrível que o frio que passei no Sul do Brasil.

Se você tivesse somente 1 dia para visitar sua cidade, o que você faria?

Começaria apreciando o nascer do sol. Em seguida, faria uma caminhada tranquila no Wascana Park enquanto observaria as famílias de gansos no lago. Visitaria de novo a amostra permanente do Royal Saskatchewan Museum. Para agradar o Marido, almoçaríamos na Wendy’s (fast food parecido com McDonalds mas aparentemente mais fresh) e partiríamos rumo ao antiquário Regina Antique Mall. No final da tarde, me divertiria no meio da infinidade de produtos legais da loja Winners e abasteceria meu estoque de sabonetes importados, geralmente Europeus (pago de 4 a 6 dólares Canadenses cada sabonete e acho um luxo porque são maravilhosamente perfumados). Por fim, compraria um donut sabor double chocolate acompanhado de um café black roast no Tim Hortons e me sentaria em um gramado para curtir o por do sol. Bem, com (muita) sorte, ao anoitecer, assistiria à minha primeira aurora boreal (que acontece de vez em quanto aqui em Regina, mas que ainda não conseguimos ver).

Regina3

Um cantinho da cidade que é só seu:

Podem ser dois?

1. Um dos estacionamentos da University of Regina, pertinho do prédio First Nations University Canada, onde assisto o nascer do sol diariamente durante a primavera e o outono (nestas estações o sol nasce por volta de 6 horas da manhã, que é o horário que eu chego na universidade).

2. O pathway atrás da nossa casa durante os dias frios e nevosos. Adoro fazer minhas caminhadas por lá e a trilha é praticamente minha durante o inverno, pois raramente encontro alguém durante uma hora de caminhada.

O lugar da cidade que é mais fotogênico:

Wascana Park.

Regina1

Se você pudesse definir sua vida no Canadá (ou na cidade que você mora) em uma palavra ou frase qual seria?

Gratidão.



  • 5 Responses

    1. Carlos Rocha disse:

      Ah, se Deus quiser e ajudar, vou para Regina em abril 🙂

    2. Carlos Rocha disse:

      Jaque,

      Não consigo visualizar o seu blog, parece ter que receber convite, é isso mesmo?

    3. Jaque disse:

      Gabi, sabes da minha admiração por ti e ter a oportunidade de publicar um post no teu blog é uma imensa alegria! Obrigada!

    Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *