Brunch no Le Papillon on the Park: imperdível

logo_LePapillonPark

Fazia muito tempo que não ia em um restaurante que me agradou em todos os quesitos como o restaurante Le Papillon on the Park: ótima localização (com fácil estacionamento), cardápio variado e pratos bem servidos, atendimento nota 10, ambiente lindo e preço justo. O restaurante foi estabelecido em 1974 e serve comida francesa e franco-canadense há mais de 40 anos. Além do Papillon on the Park há o Papillon on Front, que fica pertinho do St Lawrence Market.

Localização: Fica localizado na parte leste de Toronto, ao sul da Queen Street East, ao lado de um parque e perto da Woodbine Beach. Se você for de carro há estacionamento ao lado do local, e se for de TTC dá para pegar qualquer um dos streetcars que passa pela Queen Street e andar a pé 1 km para o sul.

DSC_4261

Ambiente: Lindo, muito lindo. O restaurante fica em uma casa super antiga que foi restaurada e tudo é de muito bom gosto. No andar superior fica o patio, que obviamente está aberto somente nos meses de calor e é considerado um dos melhores de Toronto.

DSC_4205

DSC_4217

Cardápio e Comida: O cardápio do brunch é super variado e inclui saladas, crepes, carnes, poutines e diversas delícias tradicionais de brunch mas com um toque francês. Vale falar que fiquei impressionada com a qualidade e a quantidade dos pratos (super bem servidos). Uma das nossas amigas – que inclusive indicou o local – disse que já foi jantar e que é maravilhoso. Pesquisando no site do restaurante vi que eles tem um “Menu de Preço Fixo” no jantar nas quartas, quintas e domingos ($29.95 por 3 pratos). Para menu do brunch clique aqui. Para menu do jantar clique aqui. Para menu de preço fixo clique aqui.

As foto abaixo mostra alguns dos pratos que nosso grupo pediu. Na sequência estão as seguintes delícias: (1) croissant quentinho com geléia de morango caseira $5; (2) “balde” de café com leite; (3) crepe petit poulet (crepe de frango com espinafre, cogumelos e queijo) $17.50; (4) assiete de bucheron (prato com 3 ovos, presunto, bacon, sausage, frutas e outras coisas) $19; galletes (panquecas com frutas e maple syrup) $12; e pain doré (banana bread french toast coberto com chocolate meio amargo, nozes e amêndoas caramelizadas) $13.

DSC_4221

DSC_4234

DSC_4244

DSC_4250

DSC_4253

DSC_4259

Atendimento: O atendimento foi incrível. Chegamos um pouco antes do restaurante abrir e eles já nos deixaram entrar e nos colocaram em uma mesa para não ficarmos lá fora no frio. Nossa garçonete foi super atenciosa, vinha a todo momento perguntar se queríamos algo (mas sem incomodar) e dividiu a conta por casais para facilitar o pagamento (estávamos em um grupo de 6 pessoas).

Custo: Eu e meu marido comemos 3 pratos (muito bem servidos) + bebidas e pagamos C$60 (incluindo gorjeta). Achei o preço super justo para um restaurante com todas as qualidades descritas acima.

Fica a dica de um restaurante incrível e imperdível.

You may also like...

7 Responses

  1. Carol disse:

    Oi Gaby!

    Você viu que eles fecharam o restaurante após um processo de funcionários?
    Uma lástima.

    Olha a página no site deles onde falam mais sobre:
    http://lepapillonpark.com/hrto/

    Beijos!

  2. Gaby do céu, quanta delícia, nem sei o que comentar! hahaha 😀

  3. Caroline Lima disse:

    Oi, Gáby!
    Curiosidade: Sempre que falava do seu blog, eu dizia GABÍ, que é como falamos aqui no RJ… desde que vi seu vídeo do Sea to Sky e percebi que, por causa do sotaque gaúcho, você fala GÁBY não paro de rir toda vez que vou falar… hahaha Liga não, isso é coisa de carioca doida.

    Agora voltando a ser normal (rs), mais uma vez entro no seu blog e engordo 10 kg só de abrir a página! Como pode uma foto da comida mexer tanto com o estômago de uma pessoa? Acho que o fato de você tirar ótimas fotos contribui… Já pensou em ser fotógrafa de menus? BTW: qual câmera você usa?

    Parabéns por mais um post super bacana! Se em 2016 vocês ainda estiverem morando aí faço questão de conhecer o Jojoe 😀

    Beijos

    • Ola Caroline. Tem gente que me chama de Gabí, tem gente que me chama de Gaby – não tem problema, pode me chamar como quiser! As fotos do blog são lindas mesmo, e tenho que compartilhar os créditos com meu marido, que me ensinou várias coisas e bate 70% das fotos que eu posto! A câmera que uso é uma Nikon D70. Mas sempre acho que o segredo são as lentes, elas fazem muita diferença.
      Tudo de bom! Beijos

  4. Marta Rocha disse:

    Essa é uma daquelas dicas que dá pra fazer logo que chegarmos aí. Obrigada por compartilhar Gaby. Abraço!

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *