Cotidiano no Canadá: banco, supermercado, ônibus, farmácia, atravessar a rua e correios

Fazer compras no supermercado, ir ao banco, pegar o ônibus, comprar remédio na farmácia, andar pelas ruas… tudo isso são atividades normais do nosso cotidiano, que fazemos em qualquer lugar do mundo certo? Certo! Porém aqui no Canadá algumas dessas atividades possuem diferenças quando comparadas com a maneira que fazemos no Brasil. E é sobre essas diferenças que eu escreverei hoje para vocês.

Farmácias

Você consegue encontrar nas prateleiras das farmácias apenas remédios básicos (por exemplo, vitaminas, remédios para dor de cabeça, gripe, dor muscular). Para remédios prescritos você vai precisar falar com o farmaceuta, mostrar sua receita médica, e ele irá te dar um frasco com a quantidade exata que seu médico indicar (nem mais, nem menos). É bem engraçado: ele vai pegar da caixa de remédio industrializado (com rótulo) e vai colocar em um pote com o seu nome o número certo de cápsulas dependendo da sua prescrição médica.

photo-(1)-copy

Supermercados

Fazer compras no supermercado pode também ser uma experiência diferente. Em primeiro lugar para pegar o carrinho em alguns supermercados você precisa colocar uma moeda (ai o carrinho solta) e depois ao devolvê-lo você recebe sua moeda de volta (A Ana do Colorida Vida até comentou sobre isso semana passada no blog dela). Ainda, há lenços higienizados para você passar no carrinho – aonde você coloca a mão). No caixa a atendente vai sempre te perguntar se você quer sacola, e em alguns supermercados ela mesma vai empacotar suas coisas (já tentei empacotar minhas compras e levei uma bronca, afinal estava “querendo fazer o trabalho dela”).

super

Pegar o ônibus

Já listei pra vocês aqui no blog várias curiosidades sobre o transporte público de Toronto. Pegar o ônibus aqui no Canadá é bem diferente de pegar um ônibus no Brasil. Por aqui não há cobrador de ônibus e você precisa ter o valor da tarifa certo ($3) pois não irá receber troco. Pode também ter o token (passe) ou o cartão mensal do TTC. Outra curiosidade é que você não precisa acenar para o motorista do ônibus parar para você quando estiver no ponto (ele vai parar de qualquer maneira e muitas das vezes que acenei eles até não gostaram). Ainda, o ônibus dá uma abaixada para que pessoas mais idosas, cadeirantes e carrinhos de bebê possam subir com mais facilidade. Por fim, para sair do ônibus você precisa empurrar a porta quando aparecer uma luz verde (a porta não abre automaticamente).

IMG_6579-copy

Bancos

A primeira coisa que você vai notar aqui no Canadá é que as agências não possuem detector de metal. Você entra normalmente e pronto. Outra diferença que você vai notar é que há agências aonde os caixas eletrônicos ficam na rua (sem casinha, você coloca a senha e pega o dinheiro ao ar livre). Confesso que a primeira vez que usei o caixa eletrônico de rua eu fiquei super nervosa, mas agora já estou acostumada. A última diferença é que algumas agências do banco abrem nos sábados e domingos, e o horário de dia de semana varia (alguns ficam abertos até mais tarde). Uma outra coisa super legal – não sei se já acontece ai no Brasil – é que você pode bater uma foto do cheque que recebeu e mandar a foto por celular para fazer o depósito. Ah, e preciso finalizar dizendo que os bancos estão sempre vazios, pois acho que todo mundo faz tudo online hoje em dia (não sei como anda ai no Brasil).

photo3

Atravessar a rua

Andar nas ruas aqui é muito bom: calçadas geralmente largas, limpas e (nem preciso dizer) acessíveis para cadeirantes. Uma diferença que eu encontro (quando comparando com o Brasil) é o fato de que aqui é muito seguro atravessar a rua: o pedestre sempre tem preferência. Claro que se atravessar com o sinal verde para carros não teremos preferência, mas em cruzamentos sem semáforos o pedestre tem sempre a vez, e todos respeitam. Outro ponto é que os pedestres são muito educados e sempre atravessam nos lugares designados a eles (faixas). Eu fico impressionada e maravilhada com isso.

IMG_6497-copy

Correios

Os correios aqui no Canadá são chamados de Canada Post e o serviço é muito semelhante com o do Brasil. A única coisa que acho diferente é que a maioria das agências do Canada Post ficam dentro de farmácias e supermercados. No final de 2013 o Canada Post anunciou um plano de 5 medidas que deverão ser estabelecidas no prazo de 5 anos. Entre elas está o fim da tradicional entrega de correspondências de “porta-em-porta”. Em seu lugar, a empresa prevê a implementação de bases comunitárias equipadas com gavetas individuais destinadas a cada morador. Isso fará com que os moradores se locomovam até estas bases locais para a retirada de correspondências. Porém, por aqui ainda não houve nenhuma mudança.

photo-copy-copy

You may also like...

41 Responses

  1. Isabela disse:

    Olá Gaby. Acompanho seu blog a pouco tempo e gostaria de saber se vc já fez um post sobre como viajar pelas cidades do Canadá, pois talvez eu faça meu intercambio em Montreal por 6 meses e gostaria de saber se é fácil a locomoção entre as cidades e se é caro.
    Adorei seu blog!!!!

  2. Graciele Krieger disse:

    Olá Gaby, acompanho sempre seu blog, e me ajuda muito!
    Gaby, estou indo morar para Toronto em agosto e tenho uma dúvida.
    Para a compra de anticoncepcional a receita tem que ser de um médico canadense, ou posso levar uma receita do meu médico aqui do Brasil?

  3. Daniel disse:

    Estas caixas comunitárias do Canadá post já são realidades em cidades menores como London por exemplo. Me parece ser bem pratica. Abraços.

  4. Flavia Canosa disse:

    Oi Gaby, tudo bem?

    Acompanho seu blog pois vamos para o Canadá em Maio e fiquei com uma dúvida: será que essas agências que abrem aos Domingos fazem câmbio? Como vamos chegar num domingo com dólares americanos em mãos, pensei em ir numa dessas agências do BMO e trocar por dólares canadenses.

    Obrigada!

  5. Andreia disse:

    Gaby, estou acompanhando o seu blog pois vou para Toronto em junho. E anticoncepcional? Só dá pra comprar com receita? Você acha que seria bom levar uma receita para caso precise comprar algum?

  6. Milla Cabral disse:

    Oi td bem? Adorei o site…
    Eu estou a dias fazendo uma pesquisa de quanto custa mais ou menos para mandar encomendas do Canada para o Brasil. O fato é q meu marido está morando em Halifax e quer me mandar alguns presente esse final de ano. Entrei no site do canada post mas acho q fiz algo de errado, pois o valor que eles informaram p mim é um absurdo, kkk.
    Será que vc teria essa informação p me dar, de quanto é mais ou menos que eles cobram?
    Obrigada!

  7. Mariana disse:

    Gostei muito de saber algumas coisas, principalmente com relação ao ônibus. Vou pra Vancouver em janeiro, e mesmo sabendo que o post fala sobre Toronto, algumas coisas são comuns.

  8. Lilly disse:

    Eu também não sabia que não precisa acenar para o ônibus (ou street car) parar. Ao invés disso, foi um táxi que parou! Na hora eu não entendi nada, e entrei no ônibus ignorando completamente a situação – mas o motorista do ônibus não deixou passar não, e me deu uma “bronca”.

  9. Helen Beatriz Matos disse:

    Ai que gostoso relembrar essas coisas dos dias que passei ai rs. Gaby quanto a situação do cheque, já temos aqui tb, bate uma foto e ele é depositado na conta. =)

  10. Ana Karla Ferrer Soares disse:

    Olá Gabi!
    Muito feliz de ver seu blog e saber que posso entender um pouco mais sobre os projetos que tenho indo morar em Toronto. Parabéns por essa iniciativa!
    Sou Nutricionista da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e da Universidade de Pernambuco (UPE), moro em Recife estarei indo para Toronto em companhia de meu marido. Já vou direcionada a uma escola de inglês para equalizar a língua e me preparar para o TOEFL ou IELTS na tentativa de ingressar no doutorado do departamento de Ciências da Nutrição da Faculdade de Medicina da Universidade de Toronto. Pretendo ficar em torno de 6 a 8 meses aperfeiçoando o inglês e, neste tempo contactar com a Universidade para entender e escolher a linha de pesquisa, assim como conseguir orientador para estabelecer o projeto e, se possível, ficar como voluntária em algum projeto. Você acha possível, ficar como voluntária? Cheia de dúvidas: bolsa, cidade, frio, seleção para conseguir entrar no programa… Enfim, se puder me dar algumas dicas ou, pelo menos, um incentivo te agradeço imensamente. Abraço, Ana Karla.

    • Ola Ana Karla. Obrigada pelo recado e pela visita ao blog. Tenho uma série de posts com dicas para quem quer fazer pós-graduação por aqui. Dá uma procurada que você vai achar muitas dicas. Tem uma barra de pesquisa no topo do blog e você pode digitar as palavras para refinar sua busca. Tudo que você escreveu tem dicas aqui! Abraços e mantemos contato

  11. Que massa, Gaby! Adoro as suas ideias de post, são muito criativas, sabia?
    Faz um vídeo mostrando esses lugares (eu me empolguei nos vídeos de vcs, acabei de ver o do Ju dando dicas de snow).
    Beijos mil

  12. Gláucia disse:

    Obrigada! Sucesso. Bjos

  13. Daniela disse:

    Oi Gaby! Vou para Toronto em Março e amo seu blog. To devorando os posts! E em relação a academia, como é? Consigo praticar esportes durante minha estadia de 1mes? Não quero abandonar minha tentativa de ser fitness, e to com medo de toda junk food. =)

    • Oi Daniela. Uma das academias mais legais é a Goodlife e tem em varios lugares da cidade. Tem tambem os community centres que tem academia. Da sim para fazer so 1 mes. Poise, tem que se cuidar com as tentacoes mas aqui nao é tao junk quanto USA. Beijos

  14. renata disse:

    Que diferenca com Montréal! Aqui e um perigo atravessar ruas, eles te atropelam! E mesmo na faixa de pedestre com carrrinho de nenem e crianca pequena nao nos deixam passar. Bem que os amjgos canadenses falam que o povo de ontario e mais educado! e aqui tb nao precisa de moeda p pegar carrinho de supermercado! Bjos

  15. Karyne disse:

    Que máximo esse post…
    AMO supermercados de outros países (até mesmo de outros estados). Sempre cheios de coisas diferentes =D
    AMEI o post… lembrei muito do mês que passei nos EUA ano passado.

    Blog do Sofá

  16. Bárbara disse:

    Adorei! É sempre divertido ler sobre essas pequenas diferenças do dia-a-dia em outros países. Aqui na Irlanda muita coisa é parecida, mas no supermercado você mesmo empacota suas coisas (na sua sacola trazida de casa).

    • Ah, é mesmo… esqueci de falar: a sacola aqui tbem trazemos de casa na maioria das vezes. Mas ai de mim se eu tocar nas compras… no supermercado que eu vou a caixa que empacota! Beijos

  17. Beth disse:

    olá… É a primeira vez que me deparo com seu blog, me chamou a atenção já que eu tb moro em Toronto. Parabéns…Legal dividir com os outros as suas experiências. A gente vai lendo e rindo quando percebe coisas do nosso dia a dia que nem lembrávamos mais serem diferentes no Brasil…rss. Gostaria, se me permite, de dar uma dica pra Damille, que pede informações sobre escolas aqui em Toronto. Pode ser? Antes de decidir pela escola, você, Damille, precisa descobrir quais delas tem o curso de 4 semanas dentro do seu plano de viagem. Existem muitas escolas boas, renomadas, e creio será fácil encontrá-las numa busca online, fique atenta para os comentários e avaliações feitas pelos internautas. Mas mais importante, se possível, não contrate a escola aí do Brasil. Peça alguém daqui pra fazê-lo por você, ou faça online usando um endereço daqui. A diferença de preço pra um estudante local e um internacional é absuuuurda!! Confira!!! Espero ter ajudado… Boa semana a todos

  18. renata disse:

    Sobre bancos canadenses, qdo tive que encomendar cheques passei sufoco! Tem q encomendar no caixa e esperar uma semana ou mais! E qdo comentei q no Brasil a gente ia no caixa eletrônico e imprimia na hora, o funcionário comentou com outro e eles se espantaram, foi engraçado :p por outro lado, outro dia fui num caixa eletrônico que para fazer depósito nao precisava de envelope e a máquina contava certinho as notas! Aí foi minha vez de se espantar hahaha

  19. Glaucia disse:

    Ola Gaby. Acompanho seu blog alguns meses desde de la do Brasil. Dia 16 de fevereiro faz 2 meses que chagamos aqui ( eu ,marido e filho). Acho mto interessante suas dicas, me ajudou mto. E tem me ajudado. Viemos conhecer e costamos desde entao e nao queremos mais ir embora. Nao sou manicure profissonal de trabalhar em salao mais sempre gostei de fazer minhas unhas( faco as minhas desde dos 10 anos) . No brasil fazia unha das mulheres da familia. Quando cheguei aki em Toronto resolvi colocar o que sei em pratica. Mais por nao falar ingles tenho dificuldades em achar algumas coisas, mais estamos nos virando bem. Como sempre tem me ajudado ler seus post resolvi te escrever e pedir uma ajuda bem simples, mais se caso nao consiga me ajudar n tem problema, foi um prazer escrever p vc e continuarei a acompanhar seu blog pq gosto mto. Aki as pessoas nao sao mto de usar alicate de unha a nao ser as brasileiras que n dispensao tirar a cutila, e minha pergunta e se vc sabe ou tem alguma dica de onde amolar alicate de unha. Ja procurei pela internet de todo e jeito e nd de conseguir. SE puder me ajudar te agradeco mto. Obrigada e continue com esse trabalho lindo de mostrar um pouco de Voce e a cidade de Toronto que estou amando. Bjos

  20. Adri disse:

    Jóia o post! A gente se acostuma tanto com essas coisas que esquece que não é comum em outros lugares.. hehe
    Lembrei tb dos self check-outs nos supermercados… achei suuuper diferente quando chegamos aqui… 🙂
    Bjos
    Adri

  21. altamiro disse:

    Vou para o canada para um curso de ingles de 2 semanas. Nao entendo muito o ingles. Estou curtindo muito tudo sobre o canada. Em maio estarei ai. Estou acompanhando tudo que vc aconselha. Grato .

  22. Cristiane disse:

    Como é a questão de levar multa ao atravessar a rua fora do lugar? É só onde tem linha do streetcar? Qdo estive aí, morria de medo de atravessar fora do lugar, mas via alguns atravessando, principalmente na região onde morava (pape av.).

    • Ola Cristiane. Não sei não se tem multa, mas aonde moro as pessoas atravessam sempre na faixa, esperam mesmo ficar verde. Claro que para toda regra há exceção, mas a maioria das pessoas cumpre essa regra (de atravessar nas faixas). Obrigada pelo recado

  23. anna maria lima de melo disse:

    Porque gosto tanto de Toronto??? por tudo isto que você relatou..e estar perto de vocês. Bjs.

  24. Damille disse:

    Muito bom saber dessas diferenças, Gaby! Estou acompanhando o seu blog nos últimos tempos e devorando todos os posts. Irei a Toronto em setembro fazer o curso de inglês de 4 semanas e estou em busca da escola perfeita. Tem alguma dica sobre esse assunto?

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *