Final de semana em Stowe, VT

Quote1

Não sei quanto a vocês mas quando eu passo o final de semana passeando e fugindo da rotina eu começo a semana super animada, disposta e feliz. E está sendo assim esta semana graças aos 3 dias maravilhosos que passamos em Stowe, cidadezinha + estação de ski a 700km de Toronto. Stowe fica localizada no estado de Vermont (Estados Unidos) e possui em torno de 4000 habitantes, vivendo principalmente do turismo (que acontece no ano todo, não só no inverno).

Antes de começar a falar sobre o local quero deixar claro que tivemos muita sorte na nossa viagem pois pegamos um tempo perfeito: tempo bom na estrada e neve a noite na montanha (para esquiar de manhã na neve fofinha, chamada powder). Na verdade, não foi sorte mas planejamento (pois meu marido checa sempre a previsão do tempo quando planejamos uma viagem de carro no inverno e só vamos se não há previsão de nevasca – porque não vale a pena arriscar!). Bom, posso dizer que apesar das 14h no carro (7h para ir e 7h para voltar) o trajeto foi lindo e “super colorido” (veja fotos abaixo de algumas dessas cores). Tivemos até um encontro com animais selvagens, que não pode faltar em roadtrips aqui na América do Norte.

ColorfulRoadtrip_GNC

Roadtrip1_Stowe_GNC

Sunset_StoweRoadtrip_GNC

Animais_Stowe_GNC

Sobre1

Stowe é uma cidadezinha pitoresca e o centro dela fica a 10km da base da estação de ski. O trajeto cidade – estação de ski é lindo e repleto de restaurantes, lojas de ski e hotéis. A visita ao centro da cidade é obrigatória e há vários edifícios antigos, um rio (que estava congelado), uma ponte de madeira (linda!) e restaurantes gostosos. O mais famoso dos restaurantes é o Harrison’s, super aconchegante e no basemant de uma das casinhas do centro. A dica é que você faça reserva antecipadamente pois o lugar é pequeno. Também passamos pela Vermont Ale House, cervejaria bem barata (cerveja $3) com uns petiscos gostosos, mas nada que sustente muito (ou seja, não vá para jantar). Além dos restaurantes indico um mercado/padaria/deli chamado de Edelweiss, só com produtos locais e tudo feito na hora (eles não tem site, mas o endereço é 2251 Mountain Rd, Stowe – não tem erro pois fica na beira da estrada entre o centro de Stowe e a base da montanha).

PaisagemStowe

Stowe_GNC1

Stowe2_GNC

Stowe copy

Cervejaria_Stowe_GNC

Sobre2

A estação de ski de Stowe fica localizada no Monte Mansfield, a montanha mais alta de Vermont (1.339 metros) e indicada para esquiadores de nível no mínimo intermediário. Esta montanha possui a famosa “Front Four” (conjunto de 4 trilhas super difíceis chamadas de Goat, Starr, National e Liftline – antes que minha mãe fica apavorada eu não fui na parte difícil da montanha!). Mas se você é iniciante não se preocupe: a parte mais baixa da montanha, chamada de Spruce Peak, é ideal para você.

Os números de Stowe impressionam: 116 trilhas, 485 acres de área para esquiar, 13 lifts, 2 gôndolas e 80% da área total da montanha possui máquinas para fazer neve (o que não foi necessário no final de semana que fomos, mas dependendo das condições pode ser um fator x na decisão de escolher a montanha). Em relação às 2 gôndolas, uma delas leva os visitantes do hotel Stowe Mountain Lodge para a base da montanha e uma leva da base para o topo da montanha. O problema é que lá no topo só sobem os esquiadores super experientes (pistas pretas e mais pretas) e ai acabei ficando nas cadeirinhas mesmo. Para conhecer melhor as trilhas clique aqui e veja o mapa interativo da estação.

Os números no nosso final de semana impressionam também: pegamos nada mais nada menos do que 13 inches de neve nova, o que dá aproximadamente 33 cm de neve. Quem esquia sabe a diferença entre pegar uma pista de neve fofa e uma de neve congelada… segundo meu marido (que faz snowboard há muito mais tempo que eu) foi a melhor qualidade de neve que ele já pegou praticando o esporte.

Vamos combinar que esquiar é um esporte super caro: o ticket para o dia em Stowe custa $98 (se comprar online custa $84) – sorte que a taxa de Vermont é pequena (varia de 4% a 9%). A primeira vez que você for a Stowe tem que comprar um cartão chamado Evolution Stowe Card, que custa $5 e pode ser usado todos os anos. Você “carrega” seu cartão com o passe do dia e não precisa ficar mostrando toda vez que for pegar o lift (a catraca abre automaticamente). Eu esqueci minha bota do ski e aluguei por $25 o dia. O aluguel do equipamento completo está em torno de $50 na base da montanha, mas tem lojas mais afastadas que cobram mais barato.

MontanhaStowe1

Gondola_1

Us

Igreja_na_pista

Stowe_GNC

Sobre3

Stowe tem uma vila pequena – na verdade minúscula se comparada com Mt Tremblant – chamada de Stowe Alpine Village, que fica ao redor do Stowe Mountain Lodge. O Stowe Mountain Lodge é um hotel de quase $1000 a diária (a mais barata) aonde os hóspedes podem sair de um dos 316 quartos, pegar a gôndola e ir para a montanha – sem pegar o frio da rua e sem pegar filas (não, não ficamos neste hotel). Somando o projeto + a construção, o hotel levou 16 anos para ficar pronto, sendo usados materiais locais para sua construção. Vale uma visita ao local.

Vila_1

Vila_2_Stowe

StoweLodge_GNC

Se você não está hospedado no Lodge eu sugiro usar o Mansfield Base, uma casinha que foi construída em 1941 e possui um café, um bar (estilo pub), lareira e vários locais para você guardar seus pertences e descansar depois de esquiar. Além disso eles tem wireless e era de lá que eu postava as fotos no meu instagram enquanto descansava. Peguem o chocolate quente e o muffin de triplo chocolate e canela, deliciosos!

MansftieldLodge

Hotchocolate_GNC

Sobre5

Ficamos hospedados no Top Notch Hotel e Spa, um hotel super privado (68 quartos e 23 chalés) localizado a 5km da base da montanha. O Top Notch fica no meio de uma floresta e possui piscinas internas e externas, 2 restaurantes (já irei falar sobre eles), um spa e trilhas. Os quartos do andar térreo são pet-friendly e nosso peludo foi conosco e curtiu muito o passeio.

HotelStowe2

HotelStowe3_GNC

HotelStowe1

PiscinaHotelStowe_GNC

AmoresStowe_GNC

Sobre os restaurantes obviamente provamos os dois: o Flannel e o The Roost. O Flannel é simplesmente maravilhoso, com pratos super bem servidos e deliciosos. O estilo do restaurante também é super legal: estilo bistro com a cozinha aberta. O maridão comeu ostras empanadas com bacon e molho tartar (foto) e mariscos de Prince Edward Island (Canadá) e eu gnocchi de batata doce (perfeito!) e Misty Knoll Chicken (o prato mais famoso do local com frango e uma espécie de bolo de batata com vegetais e pistachio). De sobremesa pedimos bolo de abacaxi com sorvete de canela (tudo feito no local, veja foto abaixo). O The Roost já é mais estilo barzinho e jantamos lá na primeira noite (eu pedi um macarrão com queijo e o Ju estava sem fome e pegou uma tábua de frios, veja fotos). Também tinha uma banda local tocando e foi divertido. Na minha opinião o Flannel é melhor e vale uma visita mesmo se você não estiver hospedado no hotel – fica aberto ao público e o ideal é que se faça reserva pois o local é pequeno.

Flanel1

Ostras_GNC

Flanel3

TabuaFrios

MacCheese_GNC

BandaHotel_Stowe

Sobre4

Em primeiro lugar esta é uma viagem para curtir a natureza, para comer muito e não para compras – ou seja, não é uma típica viagem aos Estados Unidos. Mas vale muito a pena e é certamente meu tipo de viagem preferido. Não há outlets nem shoppings no caminho e, não se preocupe, você não vai ficar com a tentação de trocar um dia de ski por um dia de compras.

Pertinho de Stowe – na cidade de Waterbury – fica a fábrica dos sorvetes Ben & Jerry’s. Você pode fazer uma visita de 30 minutos guiada a fábrica ($4 adultos), comprar sorvetes na loja direto da fonte e também algumas lembrancinhas (como camisetas, imãs, copos, etc). Além disso você encontra nos mercadinhos locais – inclusive em Stowe – os sorvetes com um preço super bom ($3 o pote) e sabores diferentes.

B&JFactory_VT

B&J_VT

B&JFactory_VT2

Icecream_Jojoe

No retorno para Toronto passamos por uma região chamada de Ilhas do Lago Champlain. O Lago Champlain é o maior corpo de água doce nos EUA depois dos grandes lagos, com 120 km de comprimento. Mais impressionante do que seu tamanho é a sua beleza intocada. A parte norte do Lago Champlain é repleta de ilhas, que são interligadas entre si por 2 rotas (a rota 2 Sul e a rota 78 Norte). No caminho muita natureza e pitorescas cidades (South Hero, North Hero, Grand Isle, Alburg, etc). O lago estava completamente congelado e lindo! Vimos várias pessoas andando de carro pelo lago, pescando e brincando com seus cachorros… nós não quisemos arriscar!

Champlain1

Champlain2

Champlain3

Ali pertinho também fica a cidade de Burlington. Embora Montpelier é a capital do estado de Vermont, sua maior cidade é Burlington, que fica na margem do Lago Champlain. Infelizmente não deu tempo para visitarmos Burlington mas certamente a cidade está nos nossos planos. Se você quiser dar uma espiadinha em Burling eu sugiro ver os posts do Like a New Home, um blog que eu adoro. Clique aqui e aqui e veja as fotos da viagem que este casal gaúcho e sua filha Alice fizeram no inverno deste ano.

You may also like...

12 Responses

  1. Ana Vidal Henriques disse:

    Oi Gaby,
    Eu aqui fazendo pesquisa em seus post antigos sobre estâncias de ski 🙂 Pois é, parágrafo de super importância “esquiar é muito caro…” então, meu marido pratica golf (barato,baratinho) e agora inventou que se quer dedicar ao ski/snowboard (também muito económico 🙂 ), fazer o quê. Para “dificultar” tudo, meu marido agora segue seu blog, poderia ser maravilhoso não fosse ele ter descoberto que você e seu marido têm óptimas dicas no que respeita a estâncias de ski (para mim vocês têm óptimas dicas em relação a tudo, mas meu marido só pesquisa estâncias de ski) e está apaixonado por dois vídeos que seu marido fez, um deles o último do sea to sky 🙂 Estou tramada!!! 🙂 🙂
    Me resta agradecer, uma vez mais, por partilhar os seus passeios lindos e as dicas super úteis (até mesmo para eu me mentalizar que neste Inverno já sei que meus fins-de-semana vou ser passados em estâncias de ski, mas ao menos já tirei também uma dica onde eu fazer uma aula, porque convenhamos, nunca pensei….)
    Um abraço

  2. FELIPE ZERVELIS disse:

    Cara quase chorei quando vi este relato POR ENGANO
    fui em 2006 fazer work experience em Vermont STOWE e trabalhei 4 meses no top notch !!!!!!!!!!
    e caraio NO meio de tanto lugar para ficar vc ficou justamente lá !!!!! qse 10 anos depois
    cho ran do !!!
    vim aqui pegar suas dicas pro canada ! sen sa ci o nal ! muito obrigado
    sei da importancia de um feedback legal e vc merece E MUITO… sei pq tbm escrevo meus relatos !!!! e ajudo milhares também

    beijos e muito obrigado

  3. Samy disse:

    Fiquei impressionada, o hotel levou 16 anos para ficar pronto!
    Também achei o máximo o lago congelado, não consigo imaginar em pensamento isso, preciso ver um dia ao vivo!! Fico com a impressão de que um carro em cima faria tudo quebrar!! huahauhauh

    Amei a foto dos bixinhos (cervos? não sei) que fofo!!
    A foto do Joe correndo também tá um amor e aquela do corredor Joe&Juliano!
    As comidinhas eu nem comento, preciso entrar aqui de barriga cheia kkk

    Muito bonito o lugar!! Adorei!

    Beijoss

    • Gabriela disse:

      Olá Samy… Foi um passeio lindo demais! Tbem fico com a impressão de que não é seguro andar de carro no gelo – por isso não arriscamos! Nem andar no lago eu consigo – morro de medo! Beijos e obrigada pelo carinho de sempre!

  4. Boia Paulista disse:

    Oi, Gaby. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia

  5. Letícia disse:

    Que lindo, Gaby!!
    Melhores fotos: Ju modelando lá no início na foto da mesa; Ju e Joe correndo pelo corredor! hehhehehe ADOREI!!!
    Conhecer a fábrica da Ben&Jerry’s deve ser muuuuuuuito legal! Tem tanta coisa diferente para fazer por aí, né?
    Já fosse ao tal museu do chocolate, dinda? Eu vi na internet há um tempo. Se vc não foi eu te mando o link.
    Beijão

    • Gabriela disse:

      Oi Lê, ele estava vendo um jogo de basket e eu bati a foto do ceular sem ele ver… ele vai me matar se ver seu recado hehehehe!
      Eu ainda não fui no museu do chocolate… lembro que vc comentou mas não lembro aonde fica! Passa sim! Beijos e obrigada pelos recados! otimo final de semana Rexxxx!

  6. Eva disse:

    Gabo voce e demais, obrigada por deixar nos compartilhar dos lugares maravilhosos, eu adoro viajar, estou planejando em breve vc me deu uma boas ideia., obrigada. bjs

  7. anna maria lima de melo disse:

    Gabi que lindo final de semana.Adorei tudo que vi em suas fotos. Tudo perfeito.Sera que um dia poderei aguentar um inverno assim????hehehe…Beijos…te amo filha.

  8. Lindo passeio amiga! Fecharam com tudo essa temporada de neve!!! Bjs

  9. Lindas fotos e lindo lugar!!!!
    Vocês estão profissionais! 🙂
    Saudades! Beijão!

  10. Adri disse:

    Lindo passeio! Eh sempre otimo ler seus posts!
    Adoro seu blog tambem viu! Obrigada por linkar nossos posts de Burlington…
    Beijao Gaby!
    Adri

  1. 06/12/2016

    […] aqui, aqui e aqui para dicas), Orillia (clique aqui), Mt Tremblant (clique aqui), Stowe (clique aqui), Viamede Resort (clique aqui) e várias cidadezinhas pitorescas ao redor de Toronto (clique […]

  2. 08/01/2017

    […] em 2014 para esquiarmos em Stowe (que fica a 20 minutos de Montpelier) e eu contei tudo para vocês aqui no blog. A região é linda, cheia de montanhas e muita natureza. O The New York Times fez um […]

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *