The Distillery Historic District, um lugar único em Toronto

download

O Distillery District é uma das atrações de Toronto que faz eu amar tanto esta cidade. Apesar de já ter falar sobre o local aqui, aqui e, mais recentemente, aqui eu descobri que ainda não tinha feito um post específico do local. E o Distillery merece muitos posts, pois é um lugar único em Toronto e no mundo.

DD_gabynocanada1

DD_gabynocanada3

DD_gabynocanada4

História

A área aonde fica hoje o Distillery District abrigava, em 1832, a destilaria Gooderham and Worts, como ainda é possível ver em várias placas dentro do complexo. Importante na história de crescimento econômico de Toronto e do Canadá, a empresa se tornou a maior destilaria do mundo. Depois de 153 anos produzindo bebidas alcoólicas – entre as quais uísque e rum -, o empreendimento deixou de funcionar. Um pouco mais de 10 anos atrás, um pequeno grupo de investidores/visionários teve uma idéia/sonho para o local: transformar o abandonado grupo de edifícios industriais de estilo vitoriano (o maior conjunto até hoje da América do Norte) em algo diferente e único. Não em outra “zona histórica”, mas em algo emocionante, algo que a cidade de Toronto e seus moradores poderiam se orgulhar. Um lugar para excitar e inspirar os sentidos, onde as pessoas pudessem experimentar novas idéias, novos alimentos, novos projetos e novas formas de viver e trabalhar. Tudo isso preservando o espaço e conservando o estilo arquitetônico industrial vitoriano. Foi assim que os 47 edifícios conhecidos do Gooderham and Worts passaram a ser chamados de The Distillery Historic District, ou simplesmente Distillery District.

Distillery - Classic

Fonte da foto acima: torontoashrae website
Para maiores informações sobre a história do Distillery District, clique aqui.

Experience

Conforme citado pelos seus fundadores, “o Destillery é uma fusão dramática entre o velho e o novo, uma mistura inspirada de arquitetura industrial vitoriana e deslumbrante design e criatividade do século 21 cujo resultado é uma aldeira internacionalmente aclamada, com lojas, galerias, estúdios, restaurantes, cafés, teatros e muito mais”.

Caminhar pelo local é uma experiência única. Fechado para a circulação de carros, o Distillery é destino perfeito para quem está em Toronto e pretende aproveitar um dia pedalando ou apenas andando. A arquitetura (destacando-se o reaproveitamento dos materiais originais misturados com materiais modernos de hoje e tecnologias verdes) juntamente com a infra-estrutura de serviços e a segurança e capricho no cuidado com a área tornam o local ideal para um passeio, seja você morador ou turista.

DD_gabynocanada7

DD_gabynocanada2

DD+gabynocanada6

Como chegar

Se você estiver utilizando o TTC (transporte público de Toronto) pode chegar no Distillery de duas maneiras: 1) saltar na estação de metro Castle Frank (Bloor Line), pegar o ônibus 65A Parliament no sentido sul, saltar no ponto chamado Front Street e andar 1 quadra sul até a Mill Street (aonde fica o Distillery); ou, 2) saltar na estação de metro King Station (Yonge University Line), pegar o streetcar 504 King no sentido leste, saltar na estação King/Parliament e andar 2 quadras sul até a Mill Street.

Se você estiver vindo de outra cidade da GTA via Go Transit e está na Union Station pode pegar de lá o ônibus 65A Parliament. Ainda, pode pegar o metro até a King Station (próxima estação) e fazer os passos que expliquei acima.

Se você estiver de carro há vários estacionamentos ao redor (incluindo cobertos), e os valores não excedem CAD$2 a hora.

DD_oquefazer_GNC

A entrada no complexo é gratuita. Hoje no Distillery há 18 lojas, 5 cafés, 7 restaurantes, 22 galerias de arte, 4 escolas ligadas às artes e também a sede de 17 companhias artísticas, que promovem com freqüência espetáculos (você pode ver o calendário de eventos clicando aqui). A área ainda comporta 4 condomínios residenciais.

map-1000-revised

Dicas

A minha primeira dica é do restaurante Pure Spirits Oyster Bar. No cardápido uma variedade de ostras Canadenses (da costa Leste e Oeste) e também Internacionais (Irlanda). O preço é salgado ($2.50 a $4.25 por ostra) mas segundo meu marido o sabor é indescritível. Para quem não gosta de ostras (como eu) o cardápio é variado e há várias opções, destacando-se as massas. O ambiente é incrível – assim como todos os restaurantes do Distillery – e muitas pessoas vão para o bar e ficam sentadas bebendo e comendo aperitivos.

DD_dica1gaby_oysterbar copy

Se você quer curtir o Distillery mas não está afim de gastar muito a dica é ir no Mill Street Brewery, uma cervejaria/pub ótimo. A Mill Street possui mais de 100 anos e é super famosa por aqui… você pode comprar suas cervejas até na loja de cervejas, mas nada melhor do que beber sua cerveja gelada “direto da fonte”.

DD_dicasgabynocanada_millstreetbrewery copy

Se você é amante de doces, mais especificamente chocolates, não pode deixar de visitar a SOMA Chocolatemaker, uma loja de chocolates artesanais e também café e sorveteria. A Soma é um dos poucos locais da América que fazem os chocolates diretamente do grão de cacau, que vem de plantações ao redor do mundo, incluindo Madagascar, República Dominicana, Costa Rica e Panamá. O “laboratório de chocolates” – aonde as receitas são preparadas – fica visível ao público e o aroma e estilo do local contamina todos os visitantes.

DD_dicasgabynocanada_soma copy

Um dos lugares mais “cool” que já estive foi o Balzac’s Coffee no Distillery. O lugar é lindo, o café muito gostoso e o ambiente indescritível. Este café estilo francês abriu na América somente em 1993, com a primeira loja em San Francisco, e para o Canadá 3 anos depois. Hoje, possui 7 locations ao redor de Toronto, mas a do Distillery é tão linda que você nem vai querer conhecer outra loja.

DD_dicasgabynocanada_balzacs copy

Lá no Distillery tem uma loja chamada Segway Ontario que faz passeios de segway (de grupo, com guia) pelo Distillery, mas também aluga bikes para você passear por lá e por Toronto. Eles também possuem Walk Tours por Toronto, incluindo a famosa “The Haunted Walk”, aonde você passa por locais mal-assombrados de Toronto e ouve histórias de fantasmas e assombrações pela cidade. Nós alugamos duas bikes elétricas no ano passado e adoramos. Esta é uma ótima opção para conhecer a cidade e não se cansar taaanto!

DD_dicasgabynocanada_segway copy

Ainda, não se esqueçam do El Catrin, restaurante mexicano que já falei aqui no blog e é muito bom (clique aqui e veja meu post). Espero que tenha gostado do post e que curtam o passeio no Distillery District.

You may also like...

17 Responses

  1. Emmanuelle disse:

    Oi Gaby, adorei esse post, estou louca para visita lo!!! Gostaria de saber a sua opinao se é tranquilo ir jantar, se é fácil sair a noite nesse local !

  2. Natália Siqueira disse:

    Gaby, adorei esse post!
    Ta aí mais um lugar que eu nem fazia ideia que tinha por aí.
    Você se lembra mais ou menos qual o preço médio dos itens que você citou no post da SOMA Chocolatemaker (sorvete e chocolate) e do Mill Street (refeições e cerveja)?
    Obrigada.

  3. Leo Bragança disse:

    Valeu a dica! Vou lá hoje. 6 meses por aqui e ainda não visitei!

  4. Muito Bonitoo mesmo, e muito propício!
    Esse não conhecemos ::(
    tava fechado né?

    bj

  5. Legal Gaby!
    É, não é tão barato, mas por ser o dia e ainda conhecer tudo com uma bike elétrica, acho que vale a pena mesmo!
    Caraca, você manda super bem na criação do seu blog, achei que era um aplicativo!
    Bom, saiba que você ganhou uma fã, viajo nas suas histórias! 🙂
    Bj

    • Gabriela disse:

      Obrigada pelo carinho Gisele…. eu tbem pensei isso (sobre a bike) e por ser elétrica é como se fosse uma motinho e fica mais fácil de se locomover e conhecer a cidade. Beijos

  6. Olá Gaby!

    Quanto custa alugar uma bike elétrica por aí?
    Posso te perguntar mais uma coisa? Que aplicativo você usa para editar as fotos, colocando comentários?

    Adoro seu blog!
    Bj

    • Gabriela disse:

      Olá Gisele… Obrigada pela mensagem! Eu lembro que as bikes elétricas eram mais caras mas não lembro dos valores… Pagamos por dia e não foi barato – mais do que $50 por dia e Por bike.
      Quanto ao programa, uso Photoshop!
      Beijos

  7. Boia Paulista disse:

    Oi, Gaby. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia

  8. Catherine disse:

    Com certeza irei visitar o Distillery quando estiver em Toronto, não sei quando, mas irei.
    Feliz 2014 !

    beijo;
    Catherine
    http://meetyoutherecanada.blogspot.com.br/2014/01/hello-2014.html

  9. Adriane disse:

    Fomos uma vez aí e adoramos!! Queremos voltar na proxima visita a Toronto… 🙂
    Bjos

  10. Lismara disse:

    Adorei, Gaby!
    Com certeza vou visitar o Distillery quando eu estiver aí, principalmente a SOMA Chocolatemaker. Me deu água na boca só de ler sobre os chocolates e ver as fotos haha!
    Beijão!

  1. 19/02/2014

    […] Theatre” e o interior da prisão aonde parte do filme se passa foi construído dentro do Distillery District. O marido de Roxie visita o escritório do advogado Billy Flynn (Richard Gere) para pedir a sua […]

  2. 02/08/2014

    […] é um restaurante italiano localizado em um dos meus lugares favoritos de Toronto, o Distillery District. O ambiente do restaurante impressiona: a decoração do Archeo tem inspiração na sua […]

  3. 04/08/2014

    […] mas a mais linda e estilosa é (sem dúvidas) a do Distillery District (já falei sobre ele aqui no blog). O nome do café vem do famoso romancista francês e famoso bebedor de café Honoré de […]

  4. 12/02/2015

    […] fazer algo diferente neste dia dos namorados? Você e seu valentine podem explorar o Distillery District de segway por 30 minutos e ainda ganhar uma caixa de chocolates da SOMA (chocolateria do local). […]

  5. 12/05/2015

    […] sair, nunca fomos à nenhuma balada, mas gostamos de barzinhos. O ambiente, o clima e os bares do Distillery District são incríveis, na nossa opinião, merecem uma […]

  6. 07/08/2015

    […] 55 Mill Street. Clique aqui e aqui para ver posts detalhados sobre o […]

  7. 17/09/2016

    […] o ótimo post da Gaby sobre e lugar e também o nosso post sobre os Mercados de Natal que acontece […]

  8. 09/11/2016

    […] uma lista de algumas das atrações turísticas de Toronto que são pet-friendly e Jojoe adora: Distillery District, High Park, Black Creek Pioneer Village, Sunnybrook Park, Evergreen Brick Works, Bluffs, Lakeshore, […]

  9. 28/03/2017

    […] Soma Chocolate é uma chocolateria super legal e com chocolates maravilhosos que fica no Distillery District de Toronto. Durante a Páscoa obviamente a loja traz muitas novidades, entre elas o cutest bunny […]

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *