Posts dos amigos #2: Experiência de Intercâmbio em Toronto

LOGO_postdosamigos_gabynocanada#2

O segundo post dos meus amigos é da Tatiana, que acabei conhecendo por causa de uma amiga em comum, quando ela morou por aqui em 2012, fazendo intercâmbio de inglês. Neste post, a Tati conta sobre sua experiência de intercâmbio em Toronto, falando desde sua decisão de estudar inglês aqui, até sua estadia em casa de família, custos, entre outras informações relevantes para quem busca este mesmo caminho.

Postsamigos_gabynocanada

A primeira coisa que você deve fazer ao decidir partir para um intercâmbio é pesquisar sobre a vida nas cidades que gostaria de estudar e se realmente seria uma boa opção para você. Não adianta pensar em Nova York ou Londres e a vida na cidade não encaixar no seu perfil ou ser financeiramente inviável. É muito comum pensar nas cidades mais óbvias mas é necessário colocar os dois pés no chão para não ter surpresas desagradáveis.

Os motivos que me levaram a Toronto foram: ter uma amiga na cidade, o custo (minha primeira opção era Londres), a cidade ser conhecida por receber bem seus imigrantes não importando a etnia. Sou negra e tinha muito receio em ir para uma cidade onde a cor da minha pele pudesse ser um problema. Principalmente por ter acabado de assumir meus cabelos naturais. Paralelo a essa etapa pesquisei sobre programas de intercâmbios que encaixasse dentro das minhas possibilidades.

Minha viagem foi um presente. Sozinha eu não teria como chegar a São Paulo (moro em Niterói, município do Rio de Janeiro) que dirá a Toronto. Tinha acabado de ficar sem emprego, no qual eu não tinha carteira assinada, portanto não poderia contar com FGTS ou qualquer grana extra. Possuía uma renda referente a um processo judicial equivalente a R$566,00 que me ajudariam com os gastos durante a estadia. Sendo assim precisava calcular muito bem o tempo e o curso que poderia fazer. Após algumas pesquisas e indicacões optei pelo programa Cultrip de 12 semanas.

Cultrip é o programa de intercâmbio da Cultura Inglesa, curso de idiomas que eu tinha ótimas referências por ser ex-aluna. Havia apenas meses que eu havia concluído o curso de inglês na instituição. O pacote de 12 semanas custou R$15.564,62, nele estava incluso hospedagem, 3 refeições e o material didático. Aqui vai uma dica: eu fui informada no primeiro dia de aula que o material didático não estava incluso. Pedi que entrassem em contato com o Brasil e recebi a mesma resposta. No final foi um erro. Felizmente fui reembolsada em 100% quando retornei mas aconselho que entrem em contato com a pessoa com quem fechou o programa antes de dar o caso por encerrado.

Outra a parte importante é com relação ao visto. Melhor contratar uma empresa a tentar fazer tudo sozinho (principalmente na primeira vez). É bom lembrar que o consulado canadense fica em SP e não há entrevista como no consulado americano. Tudo vai pelo correio. Além da taxa há gastos com sedex ou com a ida até SP.

Falando da experiência em Toronto. Foi a melhor possível tanto com a família que me hospedou, quanto com a escola e a cidade. Fiz meu curso no ILAC, uma das melhores escolas de idiomas de Toronto. Optei pelo General English para aperfeiçoar meu inglês. O curso funcionava da seguinte maneira: a cada semana tínhamos uma avaliação e a cada duas notas C o aluno poderia mudar para um novo nível. Essa mudança era opcional. Na minha primeira semana eu tirei um A logo na primeira prova por isso não precisei esperar fazer a 2ª e passei para o High Intermediate. Optei por ficar na turma por mais tempo que o necessário porque gostei muito do professor, mas como precisava do certificado com o maior nível possível depois de mais de 1 mês fui para o High Advanced. Graduei no High Advanced II. O curso terminou antes de eu poder fazer mais um nível (o último do High Advanced). Além das aulas regulares tínhamos que escolher um matéria complementar. Essa não havia avaliações. Funcionava como uma disciplina eletiva. Optei por fazer Writing todo o tempo porque era (ainda é) minha maior dificuldade.

Sobre a família que me recebeu só tenho elogios. Na ficha que preenchi sobre hospedagem optei por um quarto e banheiro só para meu uso e que na casa não houvesse animais. Eu queria o mínimo de privacidade e como nunca tive bichos de estimação fiquei com receio de ficar em uma casa que precisasse conviver com algum bicho que eu tivesse medo (gato, por exemplo). Até porque entendo que eu seria a intrusa. E há bichos e bichos. A família era formada por 1 casal com 1 filho de 4 anos e meio (o menino fazia questão de especificar), sendo que mãe estava grávida de 7 meses quando cheguei. A experiência de ficar numa casa com uma criança foi muito boa. Ele falava comigo do jeito dele, não há como você fazer uma criança entender que inglês não é sua primeira língua. Portanto ela vai falar com você como fala com todo mundo. E isso me ajudou demais. Imagina o menininho ensinando regras de hóquei ou contando o seu dia na escola?!

Tive a sorte de casa que fiquei a comida não era racionada. Isso é muito comum. Tinha liberdade de comer além das três refeições pagas no pacote. Jantava com eles todos os dias. aproveitava o momento para treinar ainda mais o idioma. As famílias tendem a ter curiosidade sobre o país do qual você veio e é importante está aberto a responder perguntas mas não fiquem preocupados, canadenses no geral não são invasivos. Ninguém vai ter perguntar detalhes muito pessoais.

Postsamigos_Tati_gabynocanada2

Quer ler outro texto da Tati? Clique aqui e leia o texto que a Tati escreveu para o blog oitoronto falando sobre os custos de fazer intercâmbio aqui em Toronto. Se você tiver alguma dúvida ou pergunta para ela, pode deixar um recadinho aqui no blog que ela ira responder.



  • 13 Responses

    1. Monique disse:

      Que bacana o seu relato, gostaria que você comparasse o comportamento dos canadenses e dos brasileiros. Educação, se há cordialidade, se ninguém ficou te olhando torto. Meu sonho é sair desse país racista e retrógrado.

    2. João Campos disse:

      Olá Gabi!!! Tenho lido bastante seus post, pois passarei o mês de Maio em Toronto e busco o máximo de informações possíveis. Irei fazer um intercâmbio para estudar inglês por 4 semanas e vou ficar em casa de família. No entanto ainda estou meio perdido sobre o que fazer nos horários após aulas e finais de semana, já coloquei no meu orçamento uma possível visita ao Quebec e a NY além de Niagara Falls e o City Pass. Você consegue me passar dicas e/ou criar um roteiro do que posso fazer nos fds e durante a semana!?? Irei passar todo o mês de Maio (04 fds). Podemos conversar por e-mail para “negociarmos” essas dicas/roteiros. Agradeço desde Já.

      • Jefferson Silva disse:

        Bom dia João, tudo bem ?
        Eu pretendo em Setembro/16 fazer o mesmo que você vai fazer agora em Maio.
        Pode me passar por e-mail qual escola, agência e preços que você conseguiu, se possível ?
        Meu contato jefferson_eng@terra.com.br

        Abraços e bom intercâmbio !!!!

    3. jaine disse:

      Oi Tati, tenho dúvidas quanto às casas de família. Como localizo uma ? E o valor fica em torno de quanto?
      Beijos

    4. Natalia disse:

      Ola Gaby!Muito legal os comentários da Tati me identifiquei muito com ela, pois também sou negra e tenho receio de fazer intercambio e acabar sofrendo algum tipo de pre conceito… Estou fazendo curso de Inglês na Wizard e pretendo fazer meu intercambio no 2º semestre de 2016, mas ate o momento não pensava em fazer no Canada, mas agora lendo estes comentários acabou me despertando este interesse… Também queria o contato da Tati tenho muitas duvidas!

    5. Carla disse:

      Oi Gabi, acabo de ler a historia de Tati, tenho mesmo perfil q ela e até o medo de animais em casa se encaixa ao meu, tb sou negra e tb quero ir ao Canada para intercambio, quero muito manter contato com ela, sabe como??? Obrigada.

    6. Gabriela disse:

      Oi Gabriela, tudo bem?
      Gostei muito do seu blog, as histórias são ótimas! Também fui intercambista, e me identifiquei com muitas coisas que você contou =)
      Tenho um site que reune blogs de intercambistas, se chama “Intercâmbio Blog”. Seria muito legal se você divulgasse seu blog lá! É de graça, na verdade fiz para ajudar futuros intercambistas a encontrar todos os blogs da cidade/país de destino em um só lugar.
      É só acessar http://www.intercambioblog.com.br e adicionar o link do seu blog.
      Por favor, participe! Com certeza muitas outras pessoas também vão gostar de saber sobre a sua experiência =)
      Bjs, Gabi.

    1. 02/10/2013

      […] Escrevi 2 textos sobre Toronto há algum tempo. Um no blog do Oi Toronto e outro no blog da Gaby, de quem já falei aqui (pessoa mais que querida que conheci em Toronto). Os links para os textos estão aqui e aqui.  […]

    2. 30/01/2014

      […] eu (ou melhor, minha amiga Tatiana – que já escreveu aqui no blog quando estava ausente em Setembro de 2013) vou/vai falar sobre uma maneira rápida e barata […]

    Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *