Quando o “Brasil” passa a ser “Brazil”

tumblr_brasil

Eu sempre amei morar no Brasil, mas confesso que nunca estive satisfeita com o que minha vida lá iria me proporcionar. Sabe quando você já sabe o que vai acontecer se continuar seguindo o mesmo rumo?! Não que eu fosse ter uma vida ruim; pelo contrário, se estivéssemos no Brasil tenho certeza que estaríamos bem financeiramente, com um bom emprego, nosso apartamento e tudo mais. Mas a vida é muito mais do que estabilidade financeira e segurança… e eu sempre quis “mais” (e fico feliz do meu marido também pensar como eu). E quando digo “mais”, me refiro a mais conhecimento, mais momentos, mais aventuras e mais cultura (não mais bens ou mais dinheiro). Eu sempre quis me aventurar, ser desafiada por uma nova lingua, ter novos obstáculos diários, não saber o que esperar do amanhã. Sabe aquele friozinho na barriga que você tem quando se forma na faculdade, ou quando você decide sair da casa dos seus pais? Poisé, morando fora do seu país, longe do conforto da sua cidade, nós temos este friozinho na barriga sempre. Porque tudo é novo, as semanas são diferentes e o futuro é uma página em branco. E é isso que torna nossa vida aqui tão espetacular. Porque tudo é ao mesmo tempo seguro (porque estou ao lado do meu marido e temos o apoio das nossas famílias) e imprevisível (porque não sabemos se iremos continuar aqui, ou voltar para o Brasil, ou quem sabe ir para outro país).

Outro dia li na internet que quando os Brasileiros deixam o Brasil e começam a se acostumar com a vida fora do país, o Brasil “com s”, como escrevemos em português passa a ser o Brazil “com z”, como os estrangeiros escrevem o nome do país. Uma maneira de dizer que, com o tempo, os Brasileiros acabam virando mais estrangeiros, ou acabam se transformando e sendo mais estrangeiros do que Brasileiros (espero que a frase não tenha ficado tão confusa). Na minha opinião o Brasil sempre vai ser “Brasil” pra mim, o pais que eu nasci e vivi quase 30 anos da minha vida. Não dá pra gente esquecer de onde a gente veio, e aonde criamos nossa identidade. Mas a cada dia que passa o Brasil passa a ser um pouco mais Brazil… mais diferente, mais distante e mais estranho.

Toronto já fez seu papel na minha vida, já me ensinou muita coisa e me fez vivenciar momentos únicos, que nunca teria ousado imaginar viver se não tivesse vindo parar aqui ou experimentado um pouco do Brazil “com z”. Lendo os posts antigos do blog, desde seu início em agosto/2010 até agora, eu me deparo hoje com uma Gabriela mais forte, mais feliz e realizada. São coisas que eu nunca senti antes, mas que vieram à tona com muita força aqui. Pode ser minha própria evolução, que aconteceria em qualquer lugar (não sei), mas parece que hoje tudo faz mais sentido, tudo parece estar no seu devido lugar… Por enquanto ainda não sabemos se ficaremos por aqui (e ainda faltam bons anos para decidir), mas o fato do Canada nos fazer tão bem certamente irá pesar muito na nossa decisão de escolhermos qual tipo de Brasil iremos querer: o “Brasil” ou o “Brazil”.



  • 11 Responses

    1. Catherine disse:

      E eu não vejo a hora de me aventurar no Canadá… quando chegar o momento de decidir, que você tome a decisão certa.
      O que mais me aflige quanto a ir morar fora, é em questão a emprego. De não conseguir. Mas, minha vontade de ir embora é muito maior do que esse medo. Só preciso ter paciência até que chegue minha hora de dar adeus ao Brasil.

      Beijos;
      Catherine
      http://meetyoutherecanada.blogspot.com.br/

      • Gabriela disse:

        Olá Catherine! A parte financeira sempre conta quando decidimos mudar de vida.. No começo é complicado mesmo achar emprego – porque eles prezam muito a experiência Canadense – mas depois fé um tempo tudo vai ficando mais fácil… Tem que ter paciência e perseverança! Beijos e adorei seu blog

    2. Luciana disse:

      Obrigada pelo retorno Gaby 😉 Realmente achava que seria bem difícil ou impossível conseguir um visto com um tempo maior sem a confirmação da escola. Irei buscar informações sobre colleges ou cursos profissionalizantes inicialmente. Sei que as universidades tem um valor bem alto para estrangeiros. Já o emprego é mais fácil encontrar ai mesmo, e com os estudos definidos poderei solicitar o visto.
      Valeu pelas informações e atenção!

    3. Luciana disse:

      Muito bom esse post. Me sinto como vc…falta algo mais na minha vida aqui no Brasil. Tenho vontade de encarar essa já algum tempo. Visitei Toronto duas vezes fazendo intercambio, Mas um dia quero morar ai, só não sei quando. Pretendo buscar informações para saber qual o melhor caminho, principalmente em relação ao visto. Não sei ainda o que seria melhor pra fazer ai em relação a estudo e trabalho, este é o meu maior desafio, não sei se estou preparada. Tenho uma segurança financeira no Brasil. Sair daqui é realmente um risco, mas acredito que se eu tiver determinação, consigo. Nunca me senti tão realizada como no Canadá. O visto que solicitei anteriormente foi de estudante, precisei de carta de escola, carta de acomodação e várias outras documentações, mas pretendia tirar o visto sem ter que pagar uma escola antes para eu enviar a carta para o consulado, e tb não terei um emprego antes de sair daqui. Acho que seria melhor resolver essas questões ai. Vc acha que dessa forma o visto se torna mais dificil?
      Gaby, por favor, se puder relatar como vc fez, principalmente na questão do visto, ou souber de melhores dicas para a imigração, agradeço.
      Bjão!!!

      • Gabriela disse:

        Ola Luciana! Obrigada pela visita ao blog. Não sei muito sobre visto: o que sei é que se vc não tiver emprego ou estudo só consegue visto de turismo, e tem um prazo curto para deixar o pais. Eu não sou a melhor pessoa para pedir opinião porque tenho visto de estudante – faço doutorado por 5 anos. Depois disso é que iremos decidir se vamos ficar por aqui ou não!… Boa sorte e vamos mantendo contato!

    4. Ótimo post Gaby!! Cada dia que passa é mais Brazil que Brasil pra mim…
      Bjos

    5. Ana disse:

      Adorei sua reflexão, Gaby. Eu ando bem saudosa do meu Brasil com S pra falar a verdade. É tão difícil…

    6. Bianca disse:

      Gaby, que bom ler esse teu post e ver que estás feliz. Fico muito feliz também em saber que estás bem. Hoje estamos comemorando 1 ano da Lorena e, apesar da correria do dia a dia, estamos muito felizes e contentes.
      Estamos com muitas saudades. Em breve mando mais fotinhos das meninas.
      Beijos apertados,
      Bi, Dudu, Sophia e Lorena

    7. Adorei o texto, penso e sinto como você! Claro que existe o amadurecimento pessoal, mas eu tenho certeza que não seria a mesma Mirella, se não tivesse me arriscado nessa outra vida com Z 😉
      bjin

    8. Izabella disse:

      É esse friozinho na barriga que deixa a vida mais gostosa e dá sentido a ela!
      Agora, quanto ao Brasil… AMO este país, minha família e amigos estão todos aqui. Mas com toda esta violência, corrupção e omissão dos nossos políticos em geral está cada dia mais difícil ter qualidade de vida por aqui!

    9. Helena disse:

      Perfeito gaby! Acho que não importa onde estamos.. o que importa é onde está nosso coração. Também acho que as vezes longe, ficamos ainda mais proximos.. a saudade faz com que as diferenças acabam se reduzindo a quase zero… o bom é viver plenamente essa vida… é aqui que evoluimos e aprendemos a ser pessoas melhores!! Sabia que ti apoiarei em todas as decisões.. adoro vocês!! beijão!!

    Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *