De cinzento para azul… e para cinzento novamente!

Que segunda-feira!

Bom, pela manhã acordamos cedinho, e descemos correndo as escadas. O motivo? Primeiro dia que Joe – o cão – estava dormindo sozinho na sala. Decidimos que vamos acostumá-lo a dormir na sala – bem, quem decidiu mesmo foi o Juliano… Mas eu sei que será melhor para a coluna dele, para subir os 3 andares de escada, e para a nossa, para descer com ele no colo os 3 andares de escada. E ele estava l;a, deitado no meio do tapete, de barriga pra cima, super feliz.

O dia amanheceu cinza, frio, 11C, chuvoso… aqueles dias que você tem vontade de ficar em casa, vendo TV e comendo pipoca. Bom, mas lá fui eu, pegar meu “ônibus – metro – metro – ônibus – 6 quadras a pé” até o trabalho. Chegando lá, caixa de emails lotada (porque eu não acesso fora do trabalho) e dentre os milhares de emails estava um, lindo, enviado no dia 1 de junho, que me parabenizava pelo meu trabalho ser escolhido para apresentação de podium e “premiado” em um Congresso, que acontecerá em outubro. Instantamente, aquele dia cinzento, chuvoso e frio passou a ser azul, quente e maravilhoso.

Foi impossível conter o sorriso, e confesso que receber um email desses fez meu dia render MUITO (porque estava sem vontade alguma de trabalhar). Então, estava eu trabalhando quando recebo email de um dos membros da minha banca de Doutorado, perguntando sobre a última versão de um artigo (que terminei e enviei semana passada). Lá fui eu, bem mal-humorada, procurar o email enviado e encaminhar para mostrar que havia enviado há 1 semana atrás. Porém, eu não achei a última versão do trabalho… pensei: “deve estar no computador de casa”.

Depois da minha maratona “6 quadras a pé – ônibus – metro – metro – ônibus” (com direito a paradinha no Starbucks para um muffim de limão), chego em casa e vou para o computador (obviamente depois de caminhar com o Joe): Nada de última versão do artigo!… HD externo: Nada!… Caixa de emails: Nada!… Nada! Resultado: meu dia que começou cinza, ficou azul no meio do dia, e voltou a ser cinza novamente a noite…

You may also like...

4 Responses

  1. ai que sofrido, Gaby!!! isso já aconteceu comigo, entendo perfeitamente o que tais sentindo! Luzes aí pra ti, quem sabe aparece =)
    beijo grande

  2. KIKI disse:

    Não fica triste, vc vai encontrar… Lembre-se que dentro de vc exite uma luz muito forte que ilumina até os dias mais cinzentos…bj,bj,bj….sinta-se abraçada…um abraço de prima bem quentinho.

  3. sô! disse:

    bah!!!!!!!!!!!!!!!
    tadinha… mas amei o post… gabi, escreve um livro escreve! bjao
    e a barriguinha??????? crescendo?
    bjao

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *